You are on page 1of 3

David Léo Levisky

A clínica em Psicoterapia Psicanalítica
1
O adolescente no adulto
David Léo Levisky
2
A complexidade do fenômeno adolescente é desencadeada pela eclosão da
puberdade caracterizada pelas transformações corporais e o surimento da capacidade
reprodutora! "ue incidem diretamente sobre o processo de identificação# $sta revolução
%ist&rico'bio'psico's&cio'cultural possui caracter(sticas constantes e universais! e outras
mut)veis e transit&rias#
A sociedade contempor*nea solicita do su+eito um con+unto da aptidões e&icas "ue
re"uer ampla ama de experi,ncias conitivas e afetivas! para o desenvolvimento e
adaptação social das potencialidades construtivas! destrutivas! reparadoras e criativas#
-oncomitantemente . re'estruturação e&ica! as inst*ncias supere&icas
oranizadoras e repressoras se transformam e eram conflitos nas relações do su+eito com
ele mesmo! com a fam(lia e com a sociedade! dentro de um contexto %ist&rico'social "ue
estimula aspectos narc(sicos refletidos nas exi,ncias do ideal de eo#
A resolução dos conflitos ed(picos e pré'ed(picos emerentes na adolesc,ncia
podem evoluir para reressões! fixação! transformações! incorporando'se ou não como
partes interantes do self# Aluns evoluem de forma eossintônica! outros carream
se"/elas depressivas! neur&ticas! psic&ticas ou psicop)ticas identific)veis através de
res(duos sintom)ticos e comportamentais! muitas vezes expressos sob a forma de acting
out.
$ste fenômeno ser) abordado nas seuintes situações0
a' o processo de identificação do adolescente1
b' adolescentes "ue não se tornam adultos ou adultos "ue carream se"/elas
de aspectos adolescentes em sua personalidade1
c' adultos invadidos por aspectos adolescentes1
d' adolesc,ncia prematura#
2eido pelos conceitos metapsicol&icos 3econômicos! din*micos e estruturais do
aparel%o ps("uico4! pode'se observar os seuintes aspectos do processo adolescente0
a' desinvestimento!
re'investimento! ob+etal e narc(sico
contra'investimentos
b' frailidade e&ica1
c' confronto entre aspectos primitivos3neur&ticos5psic&ticos5 caracteriais4 e
atuais da mente 3ruptura entre as partes não discriminadas e discriminadas41
d' relações entre tempo circular e linear 3princ(pio do prazer versus princ(pio
de realidade1
6
7nstituto de 8sicoloia ' 9:8 ' -urso de $specialização em 8sicoterapia 8sicanal(tica ; 6< outubro 2==2
2
analista didata da :ociedade >rasileira de 8sican)lise de :ão 8aulo
6
David Léo Levisky
e' oscilação entre elementos depressivos 3lutos0corpo! identidade! imao
parental e bissexualidade da inf*ncia! 4! es"uizoparan&ides do eo
3idealização! cisão! neação da realidade! onipot,ncia! identificação
pro+etiva! ambival,ncia4! e estados primitivos da mente3 fusão! estados
aut(sticos! dispersão! falta de continente! estruturação do self! etc#41
f' riidez ou maleabilidade da estrutura e dos mecanismos ps("uicos
3oscilação entre as posições depressiva! es"uizo'paran&ides e
indiscriminadas da mente41
' reressão ou pontos de fixação em relação ao desenvolvimento libidinal1
%' transformações conitivas e o aprender com a experi,ncia1
i' resolução dos conflitos ed(picos e fraternos1
+' desenvolvimento evolutivo versus estado mental
k' interfer,ncia da cultura na repressão 5recal"ue! estimulação e
transformação de aspectos infantis e adolescentes da personalidade 3intra!
inter e transub+etivação4#
Dependendo da "ualidade e intensidade dos re'investimentos ! contra'investimentos
e movimentos realizados durante este processo de renascimento! "ue implica na formação
da sub+etividade! da sinularidade e de autonomia! na busca da identidade adulta! o su+eito
poder) evoluir para um e"uil(brio entre suas diferentes partes! com atenuação e5ou
autonomia frente aos aspectos primitivos! narc(sicos! libidinais pré'enitais! reprimindo'os!
ou incorporando'os ao self#
?uando %) fal%as neste processo surem desvios! com predomin*ncia de aspectos
reressivos ou caracteriais mal oranizados! dificultando as relações consio mesmo! na
vida social! .s custas de muito sofrimento mental#
@ fundamental para a compreensão do fenômeno adolesc,ncia levar em
consideração a necessidade "ue o adolescente tem de preservar sua auto'estima# $ste
elemento narc(sico torna'se %iperinvestido em decorr,ncia da frailidade e&ica#
8or outro lado! a frailidade e&ica faz com "ue o +ovem torne'se suscept(vel a
situações "ue abalam este sentimento# @ função da atividade narc(sica reular o sentimento
de auto'estima na manutenção de um sentimento de coesão interna e da representação do
self! o fundamento estrutural sobre o "ual repousa a auto'estima#
Dois aspectos a+udam a compreender a adolesc,ncia! seus destinos e vicissitudes na
vida adulta0
6'a noção de estrutura ps("uica polic,ntrica! dialeticamente constitu(da e
descentrada de Aden! cu+a oranização transcende a dualidade pulsional! sem
exclui'la1
2' o conceito de narcisismo funcional de :toroloB e Lac%mann 0 C toda atividade
mental é narc(sica no rau em "ue sua função é manter a coesão estrutural! a
estabilidade temporal e a tonalidade afetiva positiva de representação do selfD#
$ste Eltimo conceito possibilita a compreensão de funcionamentos narc(sicos!
patol&icos ou não! "ue emerem na adolesc,ncia em virtude de confiurações arcaicas da
relação self5ob+eto e dos mecanismos primitivos de defesa#
2
David Léo Levisky
A adolesc,ncia prematura resulta de um estado de excesso de erotização capaz de
erar prematuramente um estado de ansiedade oriundo da defasaem entre diferentes
aspectos do self e do eo# 8ode ser motivada pelo r)pido e precoce desenvolvimento
corporal! por excitação proveniente do meio externo! erando ansiedades e inibições frente
a uma estrutura e&ica! "ue! defensivamente! pode se enri+ecer#
Bibliografia
>LA:! 8eter C 8lace of t%e adolescent process in t%e analysis of adult 8syc%oanal# :tudy
-%ild FF G'6H 6<H<
-AIJ! 2aymond0 C A adolescente no adulto em an)liseD 7n -AIJ! 2aymond O
adolescente na psicanálise: a aventura da subjetivação 2io de Kaneiro -ompan%ia de
Lreud $ditora 6<<< p# 6=M'62H
LAN7LL7! Oirna 8ia0 C A adolescente no adulto e o processo psicoterap,uticoD 7n A>8 A
futuro da psican)lise0 das construções te&ricas .s evid,ncias terap,uticas# Anais :ão 8aulo0
:>8:8! 2==6 p#G26'<
P2$$J! André 0C $l adolescente en el adultoD 2evista A8de>A QN3640 G<'RH! 6<<G
L$N7:ST! David Léo0 C A processo de identificação do adolescente . luz da psican)lise
contempor*neaD 7n L$N7:ST! David Léo Adolescência – reflexões psicanalíticas :ão
8aulo -asa do 8sic&loo 2=== pHU'6FF
VVVVVVVVVVVVVVVVVV0 C8anorama do desenvolvimento psicossocial do adolescenteD 7n
L$N7:ST! David Léo Adolescência – reflexões psicanalíticas :ão 8aulo -asa do
8sic&loo 2=== p26'RH
VVVVVVVVVVVVVVVVVV0 CAspectos psicanal(ticos do processo de identificação na sociedade
atualD 7n L$N7:ST! David Léo Adolescência – reflexões psicanalíticas :ão 8aulo -asa do
8sic&loo 2=== p R<'HF
S9L7:I! Jancy 0 CLirst loves and prime adventures0 adolescent expressions in adult
analysisD 8syc%oanal# ?#! RM3F4 0UG<'RU! 6<<H
APD$J! W%omas0 Os sujeitos da psicanálise :ão 8aulo -asa do 8sic&loo 6<<R
8$D$2:$J! :tefi0 C 8ersonality formation in adolescence and its impact upon t%e psyc%o'
analytical treatment of adultsD 7 K 8syc%oanal# F20 GH6'GHH! 6<R6
:WA2ALAX! 2obert D#1 LA-IOAJJ! Lrank O#0 sicanálise das aradas do
!esenvolvi"ento – teoria e trata"ento 2io de Kaneiro 7mao 6<HG
David Léo Levisky
e'mail0 dlevisky#tlnYterra#com#br
G