P. 1
Pessoas as de Necessidades Especiais

Pessoas as de Necessidades Especiais

|Views: 4|Likes:
Published by Anne Immesi

More info:

Published by: Anne Immesi on Sep 10, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/10/2011

pdf

text

original

PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADES ESPECIAIS PPNE

fisiológica ou anatômica. perdas ou anormalidade de suas estrutura ou função psicológica. 1999) . em caráter permanente. que gerem incapacidades para o desempenho de atividades.O QUE É UMA PPNE?  “Pessoa que apresenta. dentro do padrão considerado normal para o ser humano” (Política Nacional de Saúde para a Pessoa Portadora de Deficiência.

ALGUNS DADOS PNAD.4% dos entrevistados se declararam portadores de alguma deficiência.14% da população era portadora de necessidades especiais. 1991 – 1. 1981 – 2% da população era portadora de alguma deficiência. Censo de 2000 – 15. IBGE. 1991. 1982 e IBGE. e quase metade disso é de deficiência motora. 2000    PNAD. .

1995 – ferimentos por arma de fogo.5% de mortalidade.DATASUS   Aumento considerável de acidentes vásculo-encefálicos. especialmente na população com mais de 65 anos. 44% nessa faixa etária com 22. Hospital das Clínicas. acidentes de trânsito e queda de altura foram responsáveis por 72% das internações!!! .

Pessoas Portadoras de Deficiência Motora  São pessoas que ressentem-se de uma variedade de condições que afetam em termos de mobilidade. Ao desenvolver determinadas habilidades. conseguem ir de um lugar para outro. ser autônomas e independentes. e coordenação geral ou da fala. manipular objetos.  . trabalhar.

orientação e velocidade para realizar tarefas. mesmo após o tratamento clínico e ou cirúrgico. O portador tem restringido sua capacidade de mobilidade física. A OMS estima que existam no mundo 38 milhões de pessoas cegas. sendo que 2/3 ou mais das cegueiras totais são evitáveis!!! .DEFICIÊNCIA VISUAL    Compreende uma situação irreversível de diminuição de visão. e o uso de óculos convencionais.

otite média. ruído no trabalho e etiologias desconhecidas (33%). .DEFICIÊNCIA AUDITIVA   Perda total ou parcial da capacidade de ouvir. Causas: rubéola congênita e outras afecções peri-natais.

Presbiacusia = perda de acuidade auditiva no idoso. . com o ruído no trabalho como a principal causa. Prematuridade: Hereditária.CAUSAS DA DEFICIÊNCIA AUDITIVA o o o o o Rubéola congênita. De origem desconhecida.

. Observa-se uma substancial limitação da capacidade de aprendizagem do indivíduo e de suas habilidades para a vida diária. prática e social.PARALISIA CEREBRAL  Caracteriza-se por apresentar um déficit na inteligência conceitual.

auditiva e motora – com comprometimentos que acarretam atrasos no desenvolvimento global e na sua capacidade adaptativa.DEFICIÊNCIAS MÚLTIPLAS  É a associação no mesmo indivíduo. visual. de duas ou mais deficiências primárias – mental. .

.

.

.

.

bem como prevenir agravos que determinem o aparecimento de deficiências. .ASSISTÊNCIA À PESSOA PORTADORA DE NECESSIDADES ESPECIAIS POLÍTICA NACIONAL – PROPÓSITO Reabilitar a pessoa portadora de deficiência na sua capacidade funcional e desempenho humano – de modo a contribuir para sua inclusão plena em todas as esferas da vida social – e proteger a saúde desse segmento populacional.

Questionamentos:      O que é inclusão social para a PPNE? A nossa sociedade está se organizando para garantir a inclusão da PPNE? De que maneira essa inclusão está ocorrendo? É possível realizar prevenção de deficiências? Que exemplos podemos citar? Que ações o enfermeiro pode desenvolver para evitar a ocorrência da deficiência? .

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->