You are on page 1of 113

ANEXO I

Fundap
Fundação do Desenvolvimento Administrativo

VOLUME III

Projeto – Assessoria Técnica à Cetesb para Elaboração de Plano de Carreira

Relatório Final – Volume III Manual de Descrição de Cargos e Funções Abril de 2006

Atualizado em junho/2010

2

Assessoria Técnica à Cetesb Elaboração de Plano de Carreira

para

Relatório Final – Volume III Manual de Descrições de Cargos e Funções

Governador do Estado Cláudio Lembo Secretário-Chefe da Casa Civil Rubens Lara Subsecretaria de Gestão e Recursos Humanos Evelyn Levy FUNDAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO – FUNDAP Diretora Executiva Neide Hahn Diretor do Projeto Maximino Loschiavo de Barros Coordenador Sandra Souza Pinto Equipe Técnica Adriana Abrão Antonio Carlos Gil (consultor) Rubens Gusmão de Andrade (consultor) Quintino Gabriel Junqueira (consultor) Gabriela Santos Mendonça (estagiária) Regina Oliveira Apoio Administrativo Angélica C. Bastos Rua Cristiano Viana, 428 05411-902 São Paulo SP Tel. (11) 3066 5500

3

INTRODUÇÃO
O Manual de Descrições de Cargos e Funções contempla descrições dos cargos segmentados por Divisão Ocupacional: Operacional, Técnico-Administrativos, Universitário e descrições das Funções de Confiança, das Funções Gratificadas, Encarregatura e dos cargos em extinção. O Manual foi concebido levando-se em conta descrições já existentes, revisadas e atualizadas por decorrência legal ou em função da nova Estrutura de Cargos apresentada neste Plano de Carreira e poderá sofrer adequações face às mudanças organizacionais e legais.

.... 7 Cargo: Gráfico ............................................................................................................... 85 FUNÇÕES DE CONFIANÇA.......................................................................................... 69 Cargo: Geofísico .................................................................................................... 32 Cargo: Advogado ............................................................ 26 Cargo: Técnico de Segurança do Trabalho I e II....................................................................... III e IV .................... 67 Cargo: Físico........................................................... 83 Cargo: Tecnólogo ......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................... 87 Função de Confiança: Assessor ................................... 71 Cargo: Geógrafo ........................ 49 Cargo: Auditor ..................................... 90 Função de Confiança: Chefe de Gabinete .................. 6 Cargo: Ajudante de Serviços Gerais .................................................. 93 Função de Confiança: Gerente de Agência Ambiental ..................................................................................................... 81 Cargo: Químico .. 92 Função de Confiança: Gerente de Setor .................................................................................................................................... 75 Cargo: Jornalista ............................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................ 41 Cargo: Analista de Educação Ambiental ................................................................................................................................................................................. 65 Cargo: Farmacêutico Bioquímico .................................................................. 9 Cargo: Oficial de Manutenção ..................................................................................... 57 Cargo: Engenheiro de Segurança do Trabalho .................................................. 15 Cargo: Auxiliar de Enfermagem Trabalho .........................................................4 Sumário DIVISÃO OCUPACIONAL OPERACIONAIS ............................................................................ 88 Função de Confiança: Assistente Executivo ................................................................................................................................ 51 Cargo: Biólogo .................................................................................................................. 55 Cargo: Engenheiro ............................. 77 Cargo: Médico do Trabalho ............ 63 Cargo: Estatístico .......................................................................................................................................................................... II..............I....................................................................................................................................................... 46 Cargo: Arquiteto ....................................... 24 Cargo: Técnico Ambiental I e II .............................................................................................................. 21 Cargo: Operador de Telecomunicações........................ 30 Cargo: Webdesigner .................................................................................................. 35 Cargo: Analista Ambiental ............................................................................................................................. 89 Função de Confiança: Assessor Executivo I....................................................................................................................... 73 Cargo: Geólogo .................................................................................................................. 14 DIVISÃO OCUPACIONAL TÉCNICO – ADMINISTRATIVOS .................. 17 Cargo: Bombeiro Profissional Civil .................................. 16 Cargo: Auxiliar de Laboratório .......................................................................................................................................................... 8 Cargo: Motorista ..................................................................................................... 22 Cargo: Repórter Fotográfico ..................... 19 Cargo: Escriturário ........................................................ 13 Cargo: Telefonista ............................................................................................................................................................................................................................................................................. 18 Cargo: Desenhista ............................................................................................................................. 10 Cargo: Operador de Serviços Gráficos ..... 23 Cargo: Técnico Administrativo I e II ................................................ 33 Cargo: Analista Administrativo................................................................................. 91 Função de Confiança: Gerente de Divisão...................................................................................... ........................................................................................ 20 Cargo: Operador de Centro de Controle ....................................................................................................................................................................................... 31 DIVISÃO OCUPACIONAL UNIVERSITÁRIOS ............................................................................................................................................................................................. 94 Função de Confiança: Gerente de Departamento........ 38 Cargo: Analista de T......................................................................................................................... 79 Cargo: Meteorologista ............................................................................................................................................................................................................................................................................................................. 53 Cargo: Biomédico ............................................. 96 ..................................................

...................................................................................... 97 Encarregatura: Encarregado Administrativo I e II..... 99 Encarregatura: Encarregado Operacional ............................................... 98 Encarregatura: Encarregado de Laboratório ......................................................................................................................................... 112 Cargo: Operador de Telex ........................................................... 111 Cargo: Operador de Manutenção de Veículos ...................................................... 100 Encarregatura: Supervisor Técnico ...................................................................................... 105 Função Gratificada: Assistente Administrativo IV....................... 106 CARGOS EM EXTINÇÃO ....................... 103 Função Gratificada: Assistente Administrativo II ............................................................................................................................................................................... 110 Cargo: Líder de Serviços de Manutenção ................ 107 Cargo: Auxiliar de Campo......................................................................................................................................................................................... 108 Cargo: Auxiliar de Escritório ..........................5 ENCARREGATURA ................................ 104 Função Gratificada: Assistente Administrativo III .............................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................. 109 Cargo: Copeira ................... 102 Função Gratificada: Assistente Administrativo I ........................................................ 113 ....................................................................................... 101 FUNÇÕES GRATIFICADAS ..................................................................................

6 DIVISÃO OCUPACIONAL OPERACIONAIS .

. 13. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. máquinas e equipamentos operacionais de manutenção e/ou serviços gráficos. lavatórios. desentupimentos dos vasos sanitários.. limpeza e desinfecção de bebedouros e reservatórios.não há fixação de período de experiência mínima. auxiliar. executar serviços gerais de apoio administrativo. Competências Técnicas Formação: 4ª série do Ensino Fundamental. ajudar. limpeza e lubrificação de equipamentos operacionais. Experiência: 1 ano. 11. 3. operar. Edital Concurso Público-2009: . 9.: CBO: Modalidade: Laboratório – CBO: 5152-25 1. encaminhar amostras para análise. 4. produtos. 2. armários. Modalidade: Manutenção – CBO: 7170-20 7. sob inspeção.: Operacionais Cód. 10. materiais. sob supervisão nos serviços relacionados à Gráfica. sob supervisão. efetuar a limpeza e organização do laboratório. 6. sob supervisão. utilizando desinfetantes e equipamentos de manutenção para fins de controle higiênico e segurança. 8. etc. efetuar mudança dos móveis. na manutenção preventiva dos sistemas de ar condicionado.5º ano do Ensino Fundamental.. etc.7 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Ajudante de Serviços Gerais Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. executar. descartar amostras analisadas. . 5.O. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 12. limpando os filtros de espuma e as carcaças da máquina. realizar periodicamente. lavar vidraria e materiais.

zelando pela sua conservação e limpeza. 6. colocando na mesma os rolos apropriados de água. tinta..8 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Gráfico Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. água.O. etc.. uma camada de produto apropriado para que se obtenha uniformidade na impressão. 5. lubrificar. tamanho.) solicitados pelas diversas unidades requisitantes. etc. Competências Técnicas Formação: Ensino Fundamental Completo. preparar a matriz a ser utilizada fixando à mesma. operar máquina impressora estabelecendo a quantidade de água. acompanhar o processo de impressão controlando a quantidade necessária de tinta. atuar na gráfica executando tarefas de confecção de impressos de acordo com as especificações (cor.: CBO: 7662-15 1. 4. calibrar e ajustar a máquina impressora. Experiência: 2 anos. tinta e tipo de impressão para confeccionar os impressos. 2. preparar a máquina. etc. bem como regular a pressão de acordo com a gramatura do papel a ser rodado. bem como observar o encaixe de cores e a uniformidade do material impresso. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.: Operacionais Cód. 7. 3. .

realizando tarefas de suporte.: Operacionais Cód. 7. apresentação. 6. 8. colaborar com o usuário do veículo para engate. 5. informar as eventuais falhas do veículo sob sua responsabilidade. 4. zelar pela conservação e limpeza do veículo.9 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Motorista Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. de pequeno e médio porte. colaborar nas atividades campo. transportando empregados. como colocação do barco na água ou dela retirar.: CBO: 7823-05 1. executar o transporte de cargas e/ou materiais e/ou equipamentos inclusive reboques de lanchas ou trailers.O. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. regularmente. 3. Outras: Carteira Nacional de Habilitação – Categoria “D”. Competências Técnicas Formação: Ensino Fundamental Completo. 2. Experiência: 3 anos. desengate e transporte de barcos e carretas. dirigir os veículos da Companhia. na operação de instrumentos ou equipamentos. lubrificação e funcionamento mecânico. reparos. verificar. as condições de utilização do veículo quanto a abastecimento. . troca de óleo.

bem como instalar tubos hidráulicos ligando-os na linha central. verificar regularmente o reservatório de gás efetuando a troca dos cilindros. mecânicas e da marcenaria. 2. prateleiras. 2.. ligar e/ou desligar aquecedor central para aquecimento de água necessária a execução dos serviços de cozinha. portas. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. tais como: filtros de bebedouros. 3. (água. 3. 4.O. eventualmente. auxiliar. etc.: Operacionais Cód. 4. efetuar diversos desentupimentos de esgotos.” da área requisitante. 7. necessários aos consertos de aparelhos. 8. executar montagem ou reformas de instalações hidráulicas. balcões. mesas. 2. conforme solicitação do “P. vasos sanitários. etc. cabos para fluorescentes. solicitando ao supervisor imediato as providências de reposição. montar. tomadas de interruptores. Modalidade: Eletricista – CBO: 9511-05 1. trocar canos defeituosos. lâmpadas. divisórias.. janelas. revisar bomba de recalque trocando rolamentos e graxetas.. balcões. ar comprimido e gerador de força. efetuar troca de resistência. gás e vapor). hidráulicas.S. 2. 7. janelas. 3. executar montagem ou reforma de instalações elétricas nos prédios da Cia. 5. de fogões e de exaustores utilizando material apropriado. efetuar serviços de limpeza na cabine primária e no transformador de força. esgoto. colocando condutores. providenciando junto ao superior imediato sua reposição sempre que necessário. verificar as condições de abastecimento do reservatório de água.: CBO: 1.. confeccionar peças de armários. 6. fios. Modalidade: Marceneiro – CBO: 7711-05 1. nos consertos de motores de explosão efetuando troca de anéis. 6. . executar diversos serviços de limpeza. etc. bem como instalar tomadas. válvulas. utilizando extintor e empregando hipoclorito. elaborar os pedidos de aquisição de materiais e equipamentos diversos.. elétricas. executar serviços de manutenção em bombas de vácuo. abrir a válvula da tubulação da bomba a vácuo para escoamento da água acumulada. reatores.10 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Oficial de Manutenção Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais: CBO: 5143-25 D. efetuar a supervisão e orientação técnica/operacional e manutenção preventiva e corretiva das instalações civis. etc. portas. Modalidade: Encanador – CBO: 7241-10 1.. para o funcionamento dos aparelhos elétricos. 5. recuperar e ajustar peças de madeira destinadas a prateleiras. chaves magnéticas e simples. nos prédios da Cia. ligar bombas apropriadas para fornecimento de vácuo e ar comprimido aos laboratórios da Cia.

arquivos e portas. efetuando medições. executar a limpeza e conservação dos equipamentos. 9. a fim de mantê-los de acordo com as especificações do projeto. Modalidade: Chaveiro – CBO: 5231-15 1. efetuar trocas de segredos e inversão dos trincos das fechaduras de acordo com as solicitações das áreas. etc. etc. fazer a medição dos locais onde serão instalados carpetes e fornecer relação de materiais necessários. arquivos. cadeiras. em móveis. retirar e instalar cortinas e persianas (lavagem e/ou reformas). 3. verificando o estado de conservação dos filtros. realizar manutenção corretiva das câmaras frias dos laboratórios e restaurante. etc. 2.. realizar montagem e reparos de fechaduras. confeccionar. cortes e soldagens de acordo com as características dos desenhos ou modelos originais. ligar e desligar a caldeira. efetuar manutenção e conservação dos bens patrimoniais da Cia. .. a fim de mantê-los de acordo com as especificações do projeto. cortes e soldagens de acordo com as características dos desenhos ou modelos originais. móveis. espumas. os instrumentos de controle existentes. visando assegurar o funcionamento regular e eficiente destes equipamentos. Modalidade: Serralheiro – CBO: 7244-40 1. conjuntos. 2. confeccionar. 4. executar os reparos identificados nos equipamentos vistoriados. administrar os produtos químicos necessários ao tratamento da água processada.). confeccionar chaves duplicatas. Modalidade: Mecânico de Refrigeração – CBO: 7257-05 1. 8.. 3. fazer a manutenção dos equipamentos utilizados. 5. dar descarga de fundo periodicamente. tomando as providências necessárias para cada caso. desmontando total ou parcialmente os aparelhos. a fim de que o equipamento retorne a funcionar dentro dos padrões normais. reparar ou reformar estruturas metálicas. 2. sofás. bombas. 7. montar. 6. peças. cortar e costurar os revestimentos a serem substituídos e efetuar a remontagem do móvel. 4. 4. Modalidade: Tapeceiro – CBO: 7652-35 1. verificando vazamentos de gás. ajustando ou substituindo peças. condensadores.. desmontar móveis a serem reparados e efetuar a reposição do material danificado. 4. etc. selecionar e reservar os materiais que possam ser reutilizados (revestimentos. reparar ou reformar estruturas metálicas. montar. conjuntos. para possibilitar sua instalação em portas. 3. efetuando medições. alto-chiller. Modalidade: Operador de Caldeira – CBO: 8621-20 1. riscagens. 3. conferir os trabalhos efetuados. conferir os trabalhos efetuados. operando equipamentos e instrumentos específicos... efetuar a colocação e reparo de carpetes. atender a pedidos de emergências para abertura da fechadura de mesas. armários. ajustando e regulando as partes e o conjunto. 5. utilizando-se de instrumentos de medição e observações visuais. efetuar inspeção dos aparelhos de ar condicionado da Rede Telemétrica. das centrais de ar condicionado da Cia. 2. 2. estado de conservação dos filtros. peças.11 3. observar durante todo o período de operação. riscagens. efetuar trabalhos de tapeçaria na Cia. estofamentos de veículos. utilizando ferramentas manuais apropriadas. utilizando-se de instrumentos de medição e observações visuais.

Para modalidade Eletricista: Curso Básico – NR 10.12 Competências Técnicas Formação: Ensino Fundamental Completo. Outras: Para modalidade Operador de Caldeira: Curso Básico – NR13. Para modalidade Mecânico de Refrigeração: Curso Básico de Mecânico de Refrigeração. . Experiência: 2 anos.

Competências Técnicas Formação: 5º ano do Ensino Fundamental. 2. Experiência: 1 ano. 3.: Operacionais Cód. perfuradora. D. zelar pela conservação e limpeza dos equipamentos. copiadora e similares.: CBO: 4151-30 operar os equipamentos gráficos tais como: guilhotina. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. fazer os ajustes necessários para obter uma reprodução perfeita e a quantidade solicitada.13 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Operador de Serviços Gráficos Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1. . 4.O. efetuar a intercalação e/ou blocagem e/ou encadernação dos impressos. 5.

9. efetuar a ligação e transferi-la para o ramal indicado. 8. registrar na SOLICITAÇÃO DE TELEFONEMA/TELEFAX a duração da ligação.14 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Telefonista Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 30 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. registrar reclamações de usuários e direcioná-las para atendimento da Diretoria responsável pela unidade ou para a Ouvidoria. 4. Competências Técnicas Formação: Ensino Fundamental Completo. informar aos usuários internos os ramais dos funcionários.O. receber das unidades a SOLICITAÇÃO DE TELEFONEMA/TELEFAX (ST/T). solicitar assistência técnica para conserto/manutenção do PABX e sistemas telefônicos acoplados. 2. Experiência: 1 ano. operar o equipamento de PABX: atendimento. transferência e informações de chamadas telefônicas internas e externas. Outras: Conhecimento e operação de equipamentos PABX – DDR.: Operacionais Cód.: CBO: 4222-05 1. atualizar a lista telefônica interna e as informações prestadas aos clientes internos e externos. 5. registrar denúncias de fumaça preta. . 7. 6. 3. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.

15 DIVISÃO OCUPACIONAL TÉCNICO – ADMINISTRATIVOS .

6. controlar os materiais utilizados no Ambulatório. atuar nos Programas de Treinamento (CIPA. 3. Competências Técnicas Formação: Ensino Médio Completo – Técnico em Enfermagem do Trabalho. . efetuar curativos.-Administ. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.: CBO: 3222-35 1. 4.2. Experiência: 3 anos. coletar materiais para a realização de exames médicos (atendimento à NR Número 4. inalações e retirada de pontos cirúrgicos. da Portaria Número 3214/78 do Ministério do Trabalho para os SEESMT). 2.: Téc. Cód. Edital Concurso Público-2009: .).conhecimentos em microinformática. Outras: Registro no COREN e no MTE/SRTE.16 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Auxiliar de Enfermagem Trabalho Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. administrar medicamentos. Simulados de Abandono e etc.O. efetuar o pré atendimento de emergências médicas. . Item 4. aplicar injeções. 5.experiência mínima de 6 meses na atividade de enfermagem.

Experiência: 1 ano. vidraria e material plástico não reutilizável.experiência mínima de 6 meses. 2. verificar vidraria e equipamentos. 11. retirar materiais do almoxarifado.: Téc. 9. descontaminar resíduos de amostras. auxiliar na elaboração de procedimentos operacionais.: CBO: 8181-10 Receber e encaminhar amostras para análise.O.17 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Auxiliar de Laboratório Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1. meios de cultura inoculados. Competências Técnicas Formação: Ensino Fundamental Completo. 3.-Administ. 6. D. realizar a limpeza e conservação de equipamentos e a organização de bancadas e armários do laboratório. 5. descartar amostras analisadas de acordo com os procedimentos padronizados. Edital Concurso Público-2009: . 4. realizar a lavagem. Cód. 7. 8. auxiliar nas operações básicas de laboratório. esterilização e preparo de vidraria e materiais. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. auxiliar na manutenção básica nos equipamentos de campo. 10. Outras: Conhecimentos em microinformática. .

primeiros socorros. Cód. Outras: Curso de formação de Bombeiro Civil. alarme/abandono de área. orientação à população fixa e flutuante. exercícios simulados. Competências Técnicas Formação: Ensino Médio Completo.18 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Bombeiro Profissional Civil Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 36 horas semanais Descrição Atividades Gerais D.-Administ. inspeção geral dos equipamentos de combate a incêndio. recepção e orientação ao Corpo de Bombeiros. 2.: Téc. . colaborar na organização da brigada contra incêndio. 3. Experiência: 1 ano. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. executando as atribuições nas ações de prevenção: avaliação dos riscos existentes. combate ao principio de incêndio.O.: CBO: 5171-10 1. elaboração e relatório das irregularidades encontradas. de acordo com NBR 14608-10/2000. atuar nas ações de emergência: identificação da situação.

.: CBO: 3185-10 1. 2. 7. visando seu encaminhamento ao interessado. 13. escala) e normas técnicas.. transcrever nos desenhos executados as especificações. ampliar ou reduzir desenhos com base nas solicitações especificadas. elaborar gráficos. 12. Cód. etc. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. Outras: Conhecimentos em microinformática: AUTOCAD. efetuar desenhos de detalhes de construção. coletando dados necessários à execução dos desenhos..: Téc. manter arquivo de plantas. efetuar levantamento de obras civis para projetos da Cia. projetos. conferir trabalhos executados em sua unidade. executar. executar peças gráficas em papel ou em microcomputador para inserção em relatórios técnicos emitidos pelo Setor. livros técnicos e normas. referentes a projetos desenvolvidos pelos engenheiros da Cia. etc.. prazo. escalas adotadas. copiar plantas. visando sua localização sempre que for necessário. visando obter elementos quando necessário à execução dos desenhos.. modificar e detalhar desenhos arquitetônicos. desenhos. solicitante. legendas. escalas e planímetro. preencher impressos apropriados especificando diversos itens de: data. Experiência: 2 anos. forma. cortes. 4. valas. empregando fórmulas. 5. convenções. efetuar levantamento de áreas (regulares e irregulares). 9. trabalho. origem. Competências Técnicas Formação: Ensino Médio Completo. elétricos e hidráulicos a partir de esquemas. estética. tabelas e organogramas bem como.. copiar. especificações. etc. nas unidades descentralizadas e regionais. distribuição e cálculo dos custos das tarefas realizadas. croquis e especificações solicitadas. enquadrando-as na escala desejada ou nos formatos pré-fixados (ABNT). 10. consultar arquivos de desenhos.-Administ.O. visando controle.19 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Desenhista Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. civis. etc. 3. 6. 11. mapas com base nos originais existentes. observando as especificações solicitadas (traços. 8. relatórios.. . acompanhar fiscalização de obras (em equipe) na Sede da Cia. 14.

: Téc. 2. digitar documentos diversos.20 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Escriturário Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1. elaborar planilhas simples e alimentar banco de dados. . D. 5. Competências Técnicas Formação: Ensino Médio Completo. classificar e arquivar documentos. 7.: CBO: 4110-05 abrir. 9. Cód.-Administ. executar serviços de apoio administrativo. Edital Concurso Público-2009: . desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. efetuar levantamentos diversos. Outras: Conhecimentos em microinformática. redigir correspondências de natureza simples. 6.O.não há fixação de período de experiência mínima. controlar prazos. 4. 8. montar e arquivar processos. 3. controlar entrada e saída de documentos e/ou materiais. Experiência: 1 ano.

2. e acionar a equipe de plantão para atendimento das emergências. 7. cursos de Qualidade no Atendimento.21 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Operador de Centro de Controle Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 30 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. privadas e população. 3. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 5. . Experiência: 2 anos. efetuar triagem das informações recebidas. envolvendo substâncias químicas.-Administ. 4.O. Edital Concurso Público-2009: . Cód. 6. Competências Técnicas Formação: Ensino Médio Completo.não há fixação de período de experiência mínima. efetuar atendimento telefônico às reclamações da população. operacionalizar Planos de Contingência. referente a ocorrências de poluição ambiental e incômodos produzidos por atividades industriais.: Téc. efetuar atendimento telefônico às instituições públicas. Outras: Conhecimentos em microinformática. dar suporte operacional às equipes de atendimento a emergência. encaminhar as reclamações e as ocorrências de acidentes registrados para as Agências Ambientais. referente a ocorrências de acidentes ambientais.: CBO: 4223-15 1.

D. Cód.-Administ. 4. Competências Técnicas Formação: Ensino Médio Incompleto. 2. 6. . 7. aparelhos telefônicos e aparelhos KS. conforme esquemas e croquis estabelecidos. substituir dispositivos em aparelhos telefônicos. efetuar o cabeamento de fios e cabos. testar aparelhos para localização de defeitos e. controlar o estoque de peças e acessórios para manutenção de aparelhos telefônicos. 8.22 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Operador de Telecomunicações Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1. Experiência: 1 ano. efetuar manutenção preventiva e corretiva de sistemas de telecomunicações.: CBO: 3133-15 participar na elaboração de projetos de telecomunicação. 9. Outras: Conhecimentos em microinformática.O. realizar o reparo dos mesmos. 10. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.: Téc. 3. instalar e/ou mudar de local. atuar nos processos e serviços de telecomunicações. eventualmente. 5. manter atualizada a listagem de pares/ramais.

5.: Téc. Cód. organizar o arquivo de fotografias.23 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Repórter Fotográfico Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 30 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1. pessoas. científicos e outros.-Administ. utilizando câmeras fixas (de película ou digitais) e diversos acessórios.O. Outras: Conhecimentos em microinformática. 2. em branco e preto ou colorido. Competências Técnicas Formação: Ensino Médio Completo. comerciais. segundo objetivos artísticos. . criar imagens fotográficas de acontecimentos. Experiência: 1 ano. industriais.: CBO: 2618-20 4. registrar fotograficamente as atividades e eventos organizados ou relacionados com a empresa. D. registro na SRTE. paisagens. escolher tema ou assunto da fotografia ou atender a demandas. 3. cursos específicos em fotografia. objetos e outros temas. jornalísticos. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.

. 4.O. 7. 5. controlar agendas e prazos. análises laboratoriais e outros documentos).). elaborar e atualizar planilhas. 8. Modalidade: Secretária – CBO: 3515-05 1. 5. efetuar atendimento telefônico e recepção de visitantes. controlar e cadastrar documentos/materiais recebidos e expedidos. fornecer suporte técnico para aquisição de equipamentos de informática e telecomunicações. efetuar levantamentos diversos. executar serviços gerais de escritório. agendar eventos no auditório. planilhas e pareceres. registrar reclamações. 11. 6. 4. realizar recepção em eventos e estandes. etc. 12. Modalidade: Eventos – CBO: 4221-05 1. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 9. receber pagamentos relativos aos serviços prestados pela CETESB (solicitações de licença. memorandos. 2. 3. . desenvolver atividades e elaborar controles fiscais. 2. 6. filmar eventos. 3. 4. 4. administrativos. supervisionar a infra-estrutura (Serviço de Copa/ Limpeza/Segurança e Bombeiros). I. 6. trabalhar em conjunto com os analistas de suporte na busca de soluções para segurança (vírus. relatórios. apresentações e laudos técnicos. 2. efetuar atualização e cadastramento de mailing.: CBO: Atividades Gerais – CBO: 4110-10 1. digitar textos. organizar arquivos e realizar procedimentos de rotina dos documentos técnicos e administrativos das unidades. identificar problemas com componentes e efetuar a troca dos mesmos nos equipamentos. 7. 5. financeiros.24 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Técnico Administrativo I e II Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. organizar e manter arquivo de documentos. controlar entrada e saída de documentos/materiais. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. etc. dar suporte às Agências Ambientais. atuar no suporte e manutenção dos equipamentos de informática. controlar e acompanhar a execução de serviços prestados por terceiros. Cód. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. pareceres. 5. digitar textos. atuar no atendimento às solicitações de suporte de maneira remota por meio do uso de software específico (VNC). elaborar cartas.: Téc.-Administ. de recursos humanos e suprimentos. spyware. 3. 10. Modalidade: Tecnologia da Informação – T. – CBO: 3172-10 1. operar o sistema de projeção de audiovisuais. 6. 3. 2. tabelas.

Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso na Cia.I. . O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. – Técnico em Informática. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação de ensino médio como condição para o exercício do cargo. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. . O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Na atividade de T. Conhecimentos em microinformática. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação de ensino médio como condição para o exercício do cargo.não há fixação de período de experiência mínima.I. Conhecimentos em Microinformática. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. Edital Concurso Público-2009: .I.I.. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. previstas em normas de trabalho.reformulação da atividade 6 na modalidade T. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. Técnico em Eletrônica em nível médio.Carteira Nacional de Habilitação para a modalidade T. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. Na atividade de T.25 Competências Técnicas Formação: Ensino Médio Completo. Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. Técnico em Processamento de Dados. Outras: Na atividade de Secretária: Registro na SRTE. Na atividade de Secretária – Técnico em Secretariado. . : Curso de manutenção de equipamentos de informática.

vistorias e avaliações ambientais. 8. domésticos e hospitalares e de resíduos sólidos industriais e domésticos.: Téc. sistema de tratamento de águas residuárias e de efluentes industriais. 4.O. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. 3. efetuar a preparação de amostras para análise. poços de monitoramento. 8. 9.: CBO: 3115-05 Atividades Gerais 1. nascentes. realizar coleta de amostras em sistemas públicos de abastecimento de água. 7. 11. realizar atendimento e orientação técnica referente a procedimentos e processos de licenciamento ambiental. auxiliar nos atendimentos a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. 5. 10. realizar coleta de amostras de resíduos sólidos industriais. . atuar junto a equipe da Agência Ambiental na avaliação dos processos de licenciamento ambiental. sistema de tratamento de águas residuárias e de efluentes industriais. 12.26 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Técnico Ambiental I e II Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. executar e/ou acompanhar amostragens em chaminés. realizar coleta de amostras de resíduos sólidos industriais. aplicar técnicas de controle de qualidade analítica.-Administ. Modalidade: Emergências Químicas/Telemetria/Hidrologia – CBO 3115-05 1. realizar vistorias e inspeções técnicas. conduzir embarcações e veículos nas atividades de campo. 15. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. realizar inspeção em sistema de tratamento de efluentes líquidos industriais. por meio de fiscalização e licenciamento ambiental de fontes de poluição. 2. 14. realizar coleta de amostras em sistemas públicos de abastecimento de água. 6. por meio de fiscalização e licenciamento ambiental de fontes de poluição. lodos de estação de tratamento de efluentes industriais e domésticos e de sedimentos em rios e represas. poços de monitoramento. represas. 13. executar auditoria de conformidade legal: levantamentos. 3. 6. domésticos e hospitalares e de resíduos sólidos industriais e domésticos. conduzir embarcações e veículos nas atividades de campo. vistorias e avaliações ambientais. 10. receber e encaminhar amostras para análise. realizar análises físico-químicas em campo. poços. realizar inspeção em sistema de tratamento de efluentes líquidos industriais. 5. Cód. rios. 16. poços. 2. 4. auxiliar nos atendimentos a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. receber e encaminhar amostras para análise. efetuar a preparação de amostras para análise. executar auditoria de conformidade legal: levantamentos. rios. nascentes. lodos de estação de tratamento de efluentes industriais e domésticos e de sedimentos em rios e represas. realizar análises físico-químicas em campo. represas. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 7. 9.

12. 4. atuar junto a equipe da Agência Ambiental na avaliação dos processos de licenciamento ambiental.27 11. proposta de multas. 14. equipamento de solda. tais como: torno. residuárias. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 2. realizar atendimento e orientação técnica referente a procedimentos e processos de licenciamento ambiental. autorizações. fresadora. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. revisão e produção de normas técnicas e procedimentos operacionais de trabalho. 13. 9. realizar vistorias e inspeções técnicas. 3. 15. realizar atendimento e orientação técnica referente a procedimentos e processos de licenciamento ambiental. 2. 6. Modalidade: Ambiental/ Florestal/Agrícola – CBO 3212-10 1. operar máquinas e ferramentas. preparar motores do ciclo diesel para serem ensaiados. resíduos sólidos e outras matrizes. preparar materiais e equipamentos de coleta. caracterizar vegetação natural e fontes de poluição. Modalidade: Laboratório (Mecânico) – CBO: 3011-05 1. elaboração de relatórios técnicos e registros dos dados de campo. 3. realizar inspeções sanitárias. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. comerciais e motocicletas em ciclos padrão sobre dinamômetro de chassi. conduzir veículos leves de passageiros. calcular. espectrofotométricas em amostras de águas brutas. 6. 7. aplicar técnicas de controle de qualidade analítica. 11. 5. 12. 16. 15. auxiliar nos ensaios de emissão veicular. interpretar e emitir resultados analíticos. realizar vistorias e inspeções técnicas. atuar na manutenção e calibração de equipamentos e sistemas do laboratório. por meio de fiscalização e licenciamento ambiental de fontes de poluição. 4. 2. realizar análises físico-químicas: volumétricas. 5. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo . preparar soluções e reagentes. 7. operar motores em ensaio em dinamômetros de bancada. 3. gravimétricas. 8. emitir relatórios. executar e/ou acompanhar amostragens em chaminés. preparar combustíveis para ensaios. 13. efetuar manutenções preventivas e corretivas básicas para conservação de equipamentos. auxiliar na transferência de conhecimento. 4. aplicar técnicas de controle de qualidade analítica. 5. 14. Modalidade: Laboratório (Químico) – CBO: 3111-05 1. 8. 6. operar equipamentos de medição de laboratório e de campo. realizar controle da qualidade analítica. sedimentos. 16. conduzir embarcações e veículos nas atividades de campo. receber e encaminhar amostras para análise por meio de sistema informatizado. 7. furadeira. atuar junto a equipamento da Agência Ambiental na avaliação dos processos de licenciamento ambiental. 10. preparar soluções de reagentes químicos. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. efetuar a coleta e preservação de amostras ambientais. auxiliar no desenvolvimento e implantação de metodologias analíticas. tratadas.

reagentes e soluções destinados à realização de análises ambientais.. auxiliar na transferência de conhecimento. 4. 5. auxiliar no atendimento à emergências ambientais. meios de cultura inoculados. registrando o recebimento de amostras e inserindo resultados. 10. 12. revisão e produção de normas técnicas e procedimentos operacionais de trabalho.28 Modalidade: Laboratório (Biológico) – CBO: 3201-10 1. sistemas e dispositivos para medição de temperatura. operar e realizar manutenção preventiva e corretiva em estações de monitoramento de qualidade do ar e nos equipamentos. verificar e aferir equipamentos. Eletrônica. hidrobiológicas e ecotoxicológicas. vazão. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação de ensino médio como condição para o exercício do cargo. Saneamento. providenciar a descontaminação de resíduos de amostras. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação de ensino médio como condição para o exercício do cargo. Mineração. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 3. etc. Ambiental. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. cromatógrafos de fases líquida e gasosa. processar e analisar dados e emitir relatórios referentes a checagem dos equipamentos e atividades desenvolvidas nas estações a fim de acompanhar a qualidade dos dados coletados. 2. 11. realizar análises microbiológicas. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. meios de cultura. trabalhar em sistema informatizado de gerenciamento de análises. Modalidade: Eletrônico – CBO: 3132-15 1. 9. operar o sistema central de aquisição de dados e emissão de boletins da qualidade do ar. operar e realizar manutenção preventiva em bancadas de analisadores que quantificam poluentes de origem veicular. 5. Competências Técnicas Formação: Técnico Industrial em nível médio nas modalidades de: Química. Mecânica. receber amostras e materiais e inspecionar o cadastro. Geologia. 8. meios de cultura e reagentes. pressão. 2. realizar procedimentos destinados ao controle de qualidade de equipamentos. auxiliar no desenvolvimento e implantação de metodologias analíticas. . vidraria e material plástico não reutilizável remanescente das análises e descartar esses materiais após a descontaminação. 4. Áreas Biológicas. 6. coletar e preservar amostras ambientais. parasitológicas. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso na Cia. 7. preparar vidraria. dinamômetros de chassi e de motores. materiais. envolvendo uso de embarcações quando necessário. materiais. Agrícola. 3. Hidrologia. Metalurgia.

não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. Conhecimentos em microinformática. Outras: Registro no respectivo Conselho. Eletrônico. . O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Mecânico. Edital Concurso Público-2009: . O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação.29 Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. . modalidades Atividades Gerais. . Laboratório . .Carteira Nacional de Habilitação – categoria “D” para a modalidade Emergências Químicas/Telemetria/Hidrologia. Conhecimentos em Microinformática.Carteira Nacional de Ambiental/Florestal/Agrícola. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas.modalidade Atividades Gerais: atividades 2 e 5 reformuladas e inclusão das atividades 13. .não há fixação de período de experiência mínima. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes.modalidade Laboratório-Mecânico: inclusão das atividades 5. Laboratório Químico. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. previstas em normas de trabalho. Habilitação Laboratório para as Biológico. 6 e 7.incluídas as modalidades Ambiental/Florestal/Agrícola e Emergências Químicas/Telemetria/ Hidrologia. 14 e 15.

exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores.2 da Portaria nº 3214/78 do Ministério do Trabalho para os SEESMT).O. Conhecimentos em microinformática. 3. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. químicos. Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. Conhecimentos em Microinformática. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação de ensino médio como condição para o exercício do cargo. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso na Cia. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 2. Cód. 5. inspecionar. Edital Concurso Público-2009: . . O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. investigar acidentes ocorridos e recomendar medidas preventivas e corretivas. Outras: Registro no MTE. . registro e análise estatística básica de Acidentes do Trabalho. efetuar investigações. previstas em normas de trabalho. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação de ensino médio como condição para o exercício do cargo.Carteira Nacional de Habilitação.-Administ. 6. item 4. acompanhar o desenvolvimento do mapeamento de riscos com base na avaliação dos agentes físicos. Competências Técnicas Formação: Técnico em Segurança do Trabalho em Nível Médio.não há fixação de período de experiência mínima.: CBO: 3516-05 Atividades Gerais 1. especificar. biológicos e ergonômicos.30 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Técnico de Segurança do Trabalho I e II Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D.: Téc. ministrar treinamentos sobre CIPA e Higiene e Segurança do Trabalho. 4. 7. avaliar e utilizar de forma adequada os equipamentos de proteção individual e coletiva (atendimento à NR nº 4. participar de brigadas de incêndio e planos de abandono. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação.

desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 3. construir páginas estáticas e dinâmicas para Web. digitalizar e tratar imagens para ambiente digital.: CBO: 2624-10 Atividades Gerais 1.: Téc. Cód. ASP. Competências Técnicas Formação: Ensino Médio Completo. manutenção e atualização das páginas HTML na Internet/Intranet. 2. linguagem HTML. 8.-Administ. folhetos e impressos em geral. 5. efetuar diagramação de apostilas de cursos e treinamentos. 7. Outras: Conhecimentos de Photoshop. desenvolver apresentações multimídia.O. confeccionar banners. confeccionar home page. 4. acabamento de imagens. Flash. . Corel Draw. 6. executar atividades de editoração gráfica. tais como: efetuar criação e tratamento de imagens. Acrobat e programas similares. Experiência: 2 anos. Javascript e PHP.31 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Webdesigner Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. Dreamweaver. gravar periodicamente backups dos ambientes de desenvolvimento e publicação dos Websites. organizar os arquivos digitais de acordo com as arquiteturas dos sites.

32 DIVISÃO OCUPACIONAL UNIVERSITÁRIOS .

propostas de decretos estaduais. em defesa de seus interesses. manifestar-se em procedimentos internos à Empresa. Experiência: Nível I: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Nível II: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. na esfera ambiental. 4. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. Empresarial/Societário. Direito Ambiental.33 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Advogado Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. Processo Civil. ou interpretação. Receita Federal. de textos legais ou doutrinários. participar da elaboração de contratos. Delegacias de Polícia e órgãos aduaneiros. bem como perante os Ministérios Públicos Estadual e Federal. Comercial. em juízo ou fora dele.O. atuando em processos judiciais e administrativos perante todos os Tribunais. Nível III: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Superintendência Regional do Trabalho e Emprego . emitindo pareceres e outros estudos acerca da aplicação. .. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso na Cia. representar a Companhia. Trabalhista e Previdenciário. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. nas áreas do Direito Civil. normas administrativas e técnicas. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso.SRTE. Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.: CBO: 2410-05 1. prestar assessoria jurídica em procedimentos decorrentes do exercício de poder de polícia administrativa relativos à aplicação de sanções e emissão de licenças. Administrativo. 3. Tributário. INSS.: Universitários Cód. 5. 2. Competências Técnicas Formação: Direito. anteprojetos de leis estaduais. licitações. analisar ou elaborar.

e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. Nível III: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. 3 e 4. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Conhecimentos em Microinformática.não há fixação de período de experiência mínima. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. previstas em normas de trabalho.reformulação das atividades 2. . Edital Concurso Público-2009: . recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. . com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. Nível II: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. Outras: Registro na OAB. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores.34 Habilidades: Nível I: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes.

. 2. desenvolvendo análise contábil. atuando na gestão dos mesmos quando designado.financeiras da Cia. 11. providenciando o levantamento de informações junto aos arquivos e bancos de dados para posterior remessa dos documentos. elaborar normas e procedimentos administrativos. fiscal. 12. contratos. analisar estudos econômicos . 2. 15. 10. desenvolver a programação financeira e fluxo de caixa. contábil e financeiro às unidades e empregados. 7. administrativo. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. elaborar relatórios gerenciais. 9. Modalidade: Econômico-Financeiro – CBO: 2512-15 1. ouvidorias. 5. convênios e acompanhar o seu desenvolvimento. atender solicitações judiciais. atuar nas diversas atividades econômicas . 7..O. 3. participar da execução e acompanhamento das atividades principais e acessórias junto à Receita Federal e a Previdência Social. pesquisar sobre práticas e procedimentos adotados por outras empresas. elaborar e acompanhar a peça orçamentária. 13. tributária. . desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. desenvolver estudos que visem a criação e aperfeiçoamento de processos de trabalho. 3.: CBO: Atividades Gerais – CBO: 2521-05 1. 4. 10. com vistas à avaliação das melhores alternativas de alocação de recursos. 14. realizar levantamentos e pesquisas. efetuar ajustes contábeis necessários para fins de projeção orçamentária. acompanhar as alterações na legislação em sua área de atuação. de acordo com as respectivas áreas de atuação. 8. realizar o acompanhamento e gestão dos recursos financeiros da Cia. analisar e efetuar o acompanhamento financeiro dos contratos de receita e despesa. bem como a realização de estudos e cálculos de reajustamento de preços. processando as contas a receber e a pagar. dar suporte técnico. aprimorando e buscando soluções. 6. 4. 8.financeiros. 5. acompanhar os gastos das Agências Ambientais. planejar. organizar e executar atividades administrativas nas diversas unidades da Cia. atuar na conciliação de saldos das contas bancárias e outras contas patrimoniais.. elaborar e acompanhar as prestações de contas dos convênios firmados. 9. fazer levantamento dos devedores e providências quanto à forma de cobrança.: Universitários Cód. 6. órgãos governamentais e outras entidades.35 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Analista Administrativo Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. auditorias. 11. analisar as informações sobre programas. verificando as implicações e encaminhamentos. bem como limites de verbas e adiantamentos. analisar os resultados das contas de despesas e receitas. acompanhar as inconsistências do sistema integrado.

6. rotinas trabalhistas. médica/pessoal) 1. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. 9. 3. atuar na gestão dos estoques. 14. 12. analisar movimentações de pessoal. participar das negociações com a rede credenciada no reajuste de tabelas de preços praticadas. organizar e executar tarefas relacionadas com as aquisições de materiais/equipamentos e contratação de serviços e obras. realizar levantamentos. administrar os benefícios oferecidos pela Companhia. 11. 8. 6. Direito. acompanhar e avaliar os procedimentos administrativos visando o cumprimento contratual. realizar estudos sobre a estrutura de cargos e salários. Editais. 2. 7. acompanhar os instrumentos jurídicos a serem estabelecidos com pessoas físicas e jurídicas. 7. 2. atuar como pregoeiro ou equipe de apoio. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. planejar. Modalidade: Suprimentos – CBO: 3542-10 1. Administração Pública. 3. 5. elaborar Termos de Referência. realizar a análise de contas médicas e hospitalares. participar de comissões de licitações. Economia. 13. Matemática. 4. efetuar o preenchimento e envio das informações exigidas pela ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar. 5. efetuar levantamento. simulações de custos e estudos para novas propostas de desenho do Plano de Saúde – Autogestão. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. atuar na elaboração e controle da Folha de Pagamento dos empregados e estagiários e seus reflexos trabalhistas e previdenciários. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo.36 Modalidade: Recursos Humanos – CBO: 2524-05 (cargos e salários/assist. minutas de contratos e termos de aditamento. 8. Ciências Contábeis. 4. efetuar estudos de custo. projeções e cálculos estatísticos. analisar reivindicações sindicais e trabalhistas. promover aquisições por meio de importação. . desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. análise e descrição de cargos. realizar e tabular pesquisas salariais. 10. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. Competências Técnicas Formação: Administração de Empresas.

. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes.reformulação das atividades 12 e 13 da modalidade Recursos Humanos (pessoal). previstas em normas de trabalho. . O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. Conhecimentos em Microinformática. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores.37 Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Edital Concurso Público-2009: . recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Outras: Registro no respectivo Conselho.não há fixação de período de experiência mínima. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso.

líquidas e resíduos sólidos. 6. 3. 15. Modalidade: Engenheiro Ambiental – CBO: 2140-05 1.38 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Analista Ambiental Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais D. 9. efetuar localização de empreendimentos em cartas/plantas planialtimétricas e no sistema informatizado de georeferenciamento. contribuir para a obtenção de indicadores ambientais. sistemas de gestão ambiental. realizar atendimento e orientações técnicas. . 5. analisar laudos de caracterização de vegetação e levantamento de fauna silvestre.: Universitários Cód. realizar levantamento de fauna silvestre em campo. 7. bem como implementando políticas e realizando estudos e pesquisas relativos a essas atribuições. interpretação de dados ambientais e elaboração de relatórios técnicos. 6. atender a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. vistorias e avaliações ambientais. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. caracterizar vegetação natural e fontes de poluição. atuar junto à equipe da Agência Ambiental na avaliação dos processos de licenciamento quando houver intervenções em APP – Área de Proteção Permanente e ou supressão de vegetação nativa. 8. realizar Auditoria de Conformidade Legal: levantamentos. por meio de: Fiscalização e Licenciamento Ambiental de Fontes de Poluição. sistemas de gestão ambiental. vistorias e avaliações ambientais. realização de amostragens para avaliação da qualidade do meio e de emissões em fontes de poluição. participar junto à equipe técnica da Agência Ambiental na avaliação de: efeitos da poluição por emissões gasosas. 2. avaliar programas de mitigação. realizar Auditoria de Conformidade Legal: levantamentos. 4. 10. advindos da implantação e operação de empreendimentos que possam causar degradação e poluição ambiental.: CBO vinculado à formação acadêmica do empregado. identificar e caracterizar estágios de supressão de vegetação nativa em campo. compensação e gestão ambiental. 14. 3. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. exercendo atribuições no âmbito de sua capacitação técnica e formação. avaliar os estudos ambientais. novas tecnologias para a redução da emissão de poluentes. sistemas de controle de poluição ambiental. atuar nas diversas áreas/unidades da Cia. identificação e caracterização de fontes de poluição. Desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. referentes a procedimentos e processos de licenciamento ambiental. sistemas de controle de poluição ambiental.. participar junto à equipe técnica da Agência Ambiental na avaliação de: efeitos da poluição por emissões gasosas. atender a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. 2. especialmente no que se refere aos potenciais efeitos ao meio físico e biótico. 11. 4. 13. novas tecnologias para a redução da emissão de poluentes. líquidas e resíduos sólidos. 5.O. 12.: CBO: 3522-05 (*) Descrição Atividades Gerais 1. (*) Obs. por meio de: Fiscalização e Licenciamento Ambiental de Fontes de Poluição.

Meteorologia. Tecnologia em Áreas de Engenharia / Saneamento / Ambiental. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. Geofísica. Ecologia. Modalidade: Engenheiro Sanitarista – CBO: 2142-60 1. 2. realizar vistorias em campo. atender a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. 6. Competências Técnicas Formação: Modalidade Atividades Gerais Engenharia. 19. 20. Nível III: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. 17. Arquitetura.39 16. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. líquidas e resíduos sólidos. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. por meio de fiscalização e licenciamento ambiental de fontes de poluição. 7. Geologia. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. Geografia. 9. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. 8. Farmácia Bioquímica. avaliar programas de mitigação. 10. Zootecnia. 5. elaborar relatórios e pareceres técnicos. especialmente no que se refere aos potenciais efeitos ao meio físico e biótico. avaliar os estudos ambientais. vistorias e avaliações ambientais. Química Superior. . realizar auditoria de conformidade legal: levantamentos. Biomedicina. participar junto à equipe técnica da Agência Ambiental na avaliação de: efeitos da poluição por emissões gasosas. Nível II: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. Biologia. 18. advindos da implantação e operação de empreendimentos que possam causar degradação e poluição ambiental. Modalidade Engenheiro Ambiental – Engenharia Ambiental Modalidade Engenheiro Sanitarista – Engenharia Sanitária Experiência: Nível I: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. elaborar relatórios e pareceres técnicos. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. novas tecnologias para a redução da emissão de poluentes. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. sistemas de gestão ambiental. Física. compensação e gestão ambiental. sistemas de controle de poluição ambiental. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. 3. 4. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.

com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes.40 Habilidades: Nível I: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. .não há fixação de período de experiência mínima. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas.Carteira Nacional de Habilitação para as modalidades Engº Ambiental/Sanitarista. Nível III: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. Conhecimentos em microinformática. Edital Concurso Público-2009: . exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. Outras: Registro no respectivo Conselho. previstas em normas de trabalho. Nível II: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes.incluídas as modalidades Engº Ambiental e Engº Sanitarista. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. . e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. . O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação.

41

Manual de Descrição de Cargos

Cargo: Analista de T.I. Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição

D.O.: Universitários Cód.: CBO:

Modalidade: Analista de Suporte – CBO: 2124-20 1. buscar soluções para melhoria do atendimento com foco em redes, softwares (sistemas operacionais e aplicativos de escritório) e hardwares, bem como no desenvolvimento e operacionalização de planos de manutenção preventiva; 2. buscar novas tecnologias de mercado, fazendo testes destas novas tecnologias em laboratório; 3. coordenar os trabalhos de campo dos técnicos e estagiários de suporte em informática para a CETESB – Sede e Agências Ambientais; 4. realizar atendimento às solicitações de suporte em redes, softwares e hardwares e auxiliar as Agências na solução de problemas; 5. dar suporte às Agências Ambientais; 6. ministrar treinamento interno; 7. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. Nível I : 1. aplicar/ repetir, os procedimentos de suporte em T.I.; 2. registrar os atendimentos apontando o executado para atingir a solução; 3. operar as ferramentas (hard/soft) empregadas na manutenção e no suporte aos equipamentos de T.I. Nível II : 1. apontar/ relatar problemas e necessidades de mudanças em procedimentos de suporte; 2. experimentar/ comparar produtos/soluções/ferramentas destinadas ao suporte em T.I.; 3. examinar/investigar/distinguir os diversos tipos de problema em T.I. e encaminhar a sua solução;. Nível III : 1. definir/criar novos procedimentos para suporte, discutir com os colegas, validando-os; 2. avaliar a validade e abrangência dos procedimentos, propondo alterações para melhoria; 3. formular projetos de T.I., inclusive para Inventário sendo capaz de coordená-los; 4. selecionar empresas para contratação de serviços de T.I., acompanhar a execução dos contratos; 5. criar/elaborar apresentações para expor/relatar propostas ou resultados de projetos; 6. pesquisar novas ferramentas e tecnologias com aplicabilidade no ambiente de T.I. empresarial. Modalidade: Administração de Banco de Dados – CBO: 2123-05 1. fornecer subsídios técnicos para a escolha de Servidores de Banco de Dados, no planejamento de políticas de backup dos bancos de dados e também da recuperação (restore) em caso de falhas lógicas ou físicas no servidor; 2. operacionalizar planos de contingência no caso de falhas; 3. acompanhar a taxa de crescimento das bases de dados, com ações preventivas e corretivas para evitar o esgotamento de recursos físicos como espaço em disco; 4. manter o diagrama físico dos bancos de dados e na utilização dos mesmos junto aos analistas de sistemas para tomada de decisões sobre a alteração da estrutura da base;

42

5. sugerir medidas preventivas visando manter o desempenho dos sistemas com o aumento do volume de dados e utilização crescente pelos usuários; 6. dar suporte aos analistas de sistemas, na otimização das consultas às bases de dados através da análise do plano de acesso das mesmas; 7. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. Nível I : 1. aplicar/ repetir os procedimentos de administração de bancos de dados em T.I.; 2. aplicar/ repetir os procedimentos de suporte na utilização de funcionalidades de bancos de dados; 3. documentar os procedimentos (tuning, backup, etc.); 4. operar as ferramentas (software) empregadas no gerenciamento e manutenção de banco de dados. Nível II : 1. apontar/relatar problemas e necessidades de mudanças em configurações de banco de dados; 2. experimentar/ comparar produtos/ soluções/ ferramentas destinadas à administração e gerenciamento de banco de dados; 3. examinar/investigar/distinguir os diversos tipos de banco de dados e estruturas relacionadas e encaminhar as melhores alternativas/soluções. Nível III : 1. definir/criar melhores procedimentos ou técnicas para tratamento e otimização de performance de banco de dados; 2. avaliar a validade e abrangência dos procedimentos e técnicas, propondo alterações para melhoria; 3. formular projetos de migração e otimização de banco de, sendo capaz de coordená-los; 4. selecionar empresas para contratação de serviços relacionados a banco de dados e acompanhar a execução dos contratos; 5. criar/ elaborar apresentações para expor/relatar propostas ou resultados de projetos; 6. pesquisar novas ferramentas, técnicas e tecnologias com aplicabilidade no ambiente de banco de dados corporativo. Modalidade: Administração de Dados – CBO: 2123-15 Nível I : 1. atuar nas atividades de modelagem de novas estruturas lógicas de bases de dados corporativas; 2. padronizar nomenclaturas utilizadas nos componentes relacionados a banco de dados (tabelas, índices, campos, stored procedures, etc.); 3. aplicar/ repetir os procedimentos de administração de dados em T.I.; 4. aplicar/ repetir os procedimentos de suporte na utilização de estruturas lógicas de banco de dados; 5. manter o diagrama lógico dos bancos de dados e na utilização dos mesmos junto aos analistas de sistemas para tomada de decisões sobre a alteração da estrutura da base; 6. documentar os procedimentos seguindo a padronização da nomenclatura/modelagem de dados; 7. operar as ferramentas (software) empregadas na modelagem e gerenciamento de banco de dados; 8. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. Nível II : 1. apontar/relatar problemas e necessidades de mudanças em estruturas lógicas de banco de dados; 2. experimentar/comparar produtos/soluções/ferramentas destinadas à administração e gerenciamento de banco de dados; 3. examinar/investigar/distinguir os diversos tipos de banco de dados e estruturas relacionadas e encaminhar as melhores alternativas/soluções.

43

Nível III : 1. definir/criar melhores procedimentos ou técnicas para tratamento e otimização de dados de banco de dados; 2. verificar a validade e abrangência dos procedimentos e técnicas, propondo alterações para melhoria; 3. formular projetos de banco de dados e de sistemas de informação, sendo capaz de coordenálos; 4. selecionar empresas para contratação de serviços relacionados a banco de dados e acompanhar a execução dos contratos; 5. criar/ elaborar apresentações para expor/relatar propostas ou resultados de projetos; 6. pesquisar novas ferramentas, técnicas e tecnologias com aplicabilidade no ambiente de banco de dados corporativo. Modalidade: Redes e Telecom – CBO: 2123-10 Nível I : 1. aplicar/repetir os procedimentos de suporte de redes e telecom e todas as Unidades Organizacionais; 2. registrar os atendimentos apontando o executado para atingir a solução; 3. operar as ferramentas (hard/soft) empregadas na atividade diária e no suporte de redes e telecom; 4. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. Nível II : 1. apontar/relatar problemas e necessidades de mudanças em procedimentos de suporte em redes e telecom em atividades diárias; 2. experimentar/comparar produtos/soluções/ferramentas destinadas à infra-estrutura de redes e telecom; 3. examinar/investigar/distinguir os diversos tipos de problemas em T.I. e encaminhar a sua solução. Nível III : 1. definir/criar novos procedimentos para suporte e atividades diárias em redes e telecom, discutir com os colegas, validando-o; 2. verificar a validade e abrangência dos procedimentos, propondo alterações para melhoria; 3. formular projetos de T.I., inclusive para a melhoria da qualidade da rede e do sistema de telecom; 4. selecionar empresas para contratação de serviços de T.I. e acompanhar a execução dos contratos; 5. criar/ elaborar apresentações para expor/relatar propostas ou resultados de projetos; 6. pesquisar novas ferramentas e tecnologias com aplicabilidade no ambiente de T.I. empresarial. Modalidade: Sistemas – CBO: 2124-05 1. atuar no desenvolvimento de estudos e análises referentes à implantação e/ou alteração de sistemas, realizando levantamentos de informações junto aos usuários, detalhando etapas a serem obedecidas até o produto final; 2. elaborar manuais de utilização, planilhas, etc.; 3. atuar no planejamento e na prototipação da interface gráfica do sistema (sejam telas de programas ou páginas WEB), na modelagem em alto nível do sistema com o uso de diagramas ou linguagens como a UML - Linguagem Unificada de Modelagem - para padronização e entendimento do escopo do sistema, na implementação física do modelo (programação/codificação), na realização de estudos para facilitar o uso do aplicativo (conceitos de usabilidade), na manutenção do código-fonte, corrigindo erros ou implementando melhorias, no acompanhamento do mercado em relação às novas tecnologias, preferencialmente em multiplataforma e abertas (software livre), na sugestão de ferramentas e técnicas mais adequadas à realidade da empresa no processo de desenvolvimento de sistemas corporativos; 4. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.

manuais. experimentar/ comparar produtos/soluções/ferramentas destinadas ao desenvolvimento de sistemas.. 3. desenvolver e administrar sites. manutenção. apontar/ relatar problemas e necessidades de mudanças em sistemas de informação.44 Nível I : 1. Engenharia de Software. Para as modalidades de Analista de Suporte e Redes e Telecom: Graduação Superior Tecnológica ou Bacharelada em Processamento de Dados. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 6. selecionar empresas para contratação de serviços relacionados a sistemas de informação e acompanhar a execução dos contratos. 2. definir/criar melhores procedimentos ou técnicas para desenvolvimento. Flash. Acrobat e outros programas similares). Outras competências requeridas: Conhecimentos de programas de orientação eletrônica (Corel Draw. aplicar/ repetir procedimentos de desenvolvimento de sistemas (levantamento. análise. codificação. Graduação Superior Tecnológica ou Bacharelada em Web. animações em flash e layout de páginas WEB. Para a modalidade de Designer Gráfico Formação: Comunicação Visual. propondo alterações para melhoria. avaliar a validade e abrangência dos procedimentos e técnicas. atuar no planejamento da WEB. tratamento e otimização de sistemas. técnicas e tecnologias com aplicabilidade no ambiente corporativo de desenvolvimento de sistemas. Ciências da Computação. 3. ilustrações. operar as ferramentas (software) empregadas na geração automática de código. desenvolver banneres. Sistemas de Informação.) em T. Nível III : 1. criar. 4. Modalidade: Designer Gráfico – CBO: 2624-10 1. pesquisar novas ferramentas. tratar imagens e ilustração. etc. Dreamweaver. testes manutenção. 3. etc. Nível II : 1. 5. Ciências da Computação. 4. aplicar/repetir os procedimentos de suporte na utilização de funcionalidades de sistemas. migração e otimização de sistemas. sendo capaz de coordená-los. ambientes de desenvolvimentos integrados. fluxogramas. 2. Engenharia de Software e Engenharia Elétrica.I. etc. 5. Processamento de Dados. 6. criar/ elaborar apresentações para expor/relatar propostas ou resultados de projetos. 3. 2. participar no desenvolvimento de produtos para a WEB. examinar/investigar/distinguir os diversos tipos de sistemas de informação e encaminhar as melhores alternativas/soluções. Competências Técnicas Formação: Para as modalidades de Administração de Banco de Dados.. 2. . Administração Empresas com ênfase em Análise de Sistemas. formular projetos de desenvolvimento. Sistemas de Informação. 4. documentar os procedimentos de desenvolvimento de sistemas como diagramas. Administração de dados e Sistemas: Graduação Superior Tecnológica ou Bacharelada em Análise de Sistemas.

.45 Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. . Outras: Registro no respectivo Conselho. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores.inclusão das atividades 4 e 5 para a modalidade Designer Gráfico. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. Edital Concurso Público-2009: . Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso.Carteira Nacional de Habilitação para a modalidade Analista de Suporte. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. Conhecimentos em Microinformática. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. previstas em normas de trabalho. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. . Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas.não há fixação de período de experiência mínima. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas.

projetos e ações de comunicação ambiental e difusão dos conhecimentos ambientais da Cia. 9. 8. atuar no planejamento. 5. 2. redes e sistemas de informação. 10. aplicar técnicas de dinâmica de grupo. planejar. seleção e acompanhamento de estudantes. análise e elaboração de informações bibliométricas e outras). organização. acompanhar empregados afastados junto ao INSS. acompanhar as adaptações e reaproveitamento funcional. 6. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. contribuir para a formação de consciência ambiental entre os diversos segmentos da sociedade. disponibilizar informação em qualquer suporte (localização e recuperação). 4. LER/DORT. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 12. elaborar relatórios e/ou laudos.. analisar. desenvolver estudos e pesquisas (coleta. 4. desenvolver ações educativas (treinamento e capacitação dos usuários). 9. prestar atendimento ao público nas Agências Ambientais. atuar nos programas de estágio em etapas de triagem. 4. tratar e registrar tecnicamente e armazenar recursos informacionais. 6. realizar difusão cultural (promover eventos. 3. realizar estudos e programas de benefícios. 11. adquirir. 5. 7. selecionar./serviço social) 1. atender as reclamações da população. 8.: CBO: Atividades Gerais – CBO: 3522-05 1. execução e avaliação de programas de capacitação e treinamento. atualizar e distribuir material de divulgação institucional. 3. ergonomia. planejamento. atuar na pesquisa. coordenação. atuar junto à comunidade como agente divulgador das atividades da CETESB. elaborar pareceres técnicos. disseminar informação com o objetivo de facilitar o acesso e geração do conhecimento. . 10.46 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Analista de Educação Ambiental Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. organizar e realizar processos de concurso público. gerenciar unidades de informação. ministrar treinamentos e cursos. planejar e organizar eventos. quer na administração do acervo ou na manutenção de banco de dados. atuar no planejamento e execução de programas sociais e ações voltadas à qualidade de vida no trabalho. 2. 5. executar atividades especializadas e administrativas relacionadas à rotina de unidades de informação. quer no atendimento ao usuário. Modalidade: Bibliotecário – CBO: 2612-05 1.: Universitários Cód. 6. atuar em processos de avaliação e acompanhamento de empregados. 7.O. 2. Modalidade: Recursos Humanos – CBO: 2524-05 (aval. e desenv. 8. realizar entrevistas. 7. sistematização e implantação de programas. 3. organizar atividades para os usuários).

História. Letras. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. avaliar e propor medidas mitigadoras e elaborar exigências ambientais. Comunicação Social. de comunicação social. 5. Competências Técnicas Formação: Para a modalidade Atividades Gerais: Ciências Sociais. Serviço Social. Pedagogia. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. 6. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. Conhecimentos em microinformática. – Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. especialmente aqueles relacionados com programas de relocação de população. Modalidade: Ciências Sociais – CBO: 2511-20 1. Experiência: Nível I: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Serviço Social. especialmente no que se referem ao levantamento socioeconômico da população afetada. 3. Educação Artística. e na avaliação dos potenciais efeitos sobre a população. . de preservação de patrimônio histórico cultural. Nível III: – na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. arqueológico e cultural. analisar. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.47 9. advindos da implantação e operação de empreendimentos. Psicologia. Ecologia. compensação e gestão ambiental. Filosofia. 8. 7. avaliar programas de mitigação. etc. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. Relações Públicas. 2. Para a modalidade Bibliotecário: Biblioteconomia. Para a modalidade Recursos Humanos: Psicologia. avaliar estudos ambientais. comunidades tradicionais. Pedagogia. 4. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. interpretar estudos. contribuir para a obtenção de indicadores ambientais. previstas em normas de trabalho. patrimônio histórico e cultural.. etc. Para a modalidade Ciências Sociais: Ciências Sociais. aos estudos de patrimônio histórico. elaborar relatórios e pareceres técnicos. de compensações socioeconômicas para os afetados.

. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação.reformulação das atividades 7 e 8 e inclusão das atividade 9 a 11 para a modalidade Recursos Humanos (serviço social). .48 Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. 4 e 5 e inclusão da atividade 8 para a modalidade Atividades Gerais. Outras: Registro no respectivo Conselho. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes.Carteira Nacional de Habilitação para a modalidade Recursos Humanos (serviço social).não há fixação de período de experiência mínima. Edital Concurso Público-2009: . não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes.inclusão da modalidade Ciências Sociais. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes.reformulação das atividades 3. . . .reformulação da atividade 3 para a modalidade Bibliotecário. .

8. analisar. Competências Técnicas Formação: Arquitetura. avaliar e propor medidas mitigadoras e elaborar exigências ambientais. 3. observar o atendimento das legislações específicas de uso e ocupação de solo.O. 2. Nível II: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo.: Universitários Cód. patrimônio histórico e cultural.. interpretar estudos. efeitos na paisagem. compensação e gestão ambiental. manutenção. avaliar programas de mitigação. especialmente aqueles relacionados com programas de relocação de população. 7. vistorias. contribuir para a obtenção de indicadores ambientais. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. como legislação de uso do solo metropolitano e lei de proteção aos mananciais. desmembramentos. 13. técnicas. advindos da implantação e operação de empreendimentos. avaliar pedidos de licença de parcelamento de solos (loteamentos. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. 12. 11. 9. fatores de custo. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. 10.etc. restaurações urbanas. durabilidade. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. Experiência: Nível I: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. 5. condomínios habitacionais). ambientais e de acessibilidade. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. preservação de patrimônio histórico cultural. etc.49 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Arquiteto Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D.: CBO: 2141-05 Atividades Gerais 1. atendendo as exigências funcionais. conceber projetos e realizar e/ou fiscalizar construções nos campos da arquitetura e urbanismo considerando sistemas estruturais. fiscalização de fontes de poluição e atendimento a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. elaborar relatórios e pareceres técnicos. avaliar estudos ambientais. especificações. 4. . desenvolver atividades de levantamentos. 6. avaliações. especialmente no que se referem aos potenciais impactos sobre ocupações urbanas. elaborar lay-out.

O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Nível II: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores.50 Nível III: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. . O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. .Carte Carteira Nacional de Habilitação. 9. Nível III: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Outras: Registro no CREA.não há fixação de período de experiência mínima.reformulação das atividades 4 e 12 e inclusão das atividades 7. . 8. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. previstas em normas de trabalho. Edital Concurso Público-2009: . Conhecimentos em microinformática. 10 e 11. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. Habilidades: Nível I: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes.

3. previstas em normas de trabalho. apoiar os trabalhos de fiscalização do Tribunal de Contas do Estado. compras. Economia. Nível II: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Conhecimentos em microinformática. Direito. contábeis e fiscais. 4. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação.: CBO: 2522-05 1. almoxarifado. . Nível III: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. executar auditorias nos Convênios celebrados pela Cia. verificar os procedimentos adotados para operações financeiras. Administração Pública. nos recursos administrativos contra multas. Experiência: Nível I: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Habilidades: Nível I: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. licitações.51 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Auditor Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. patrimônio. 2.O.: Universitários Cód. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. operações de transporte e recursos humanos. Competências Técnicas Formação: Administração de Empresas. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso.. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. Ciências Contábeis.

.52 Nível II: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Nível III: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. Outras: Registro no respectivo Conselho. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes.

20. 22. 25. 17. dos sistemas de coleta e preservação de amostras. da degradação da camada vegetal terrestre por agentes poluidores. efetuar localização de empreendimentos em cartas/plantas planialtimétricas e sistema informatizado de georeferenciamento. materiais. identificar e caracterizar estágios de sucessão de vegetação nativa em campo. vidraria e material plástico não reutilizável.53 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Biólogo Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. . inserindo resultados e emitindo boletins analíticos. realizar levantamento da fauna silvestre em campo. realizar amostragens para avaliação da qualidade do meio e de emissões em fontes de poluição. 13. desenvolver e avaliar a implantação de métodos analíticos (novos e padronizados) para monitorização ambiental e biológica. atuar junto a equipe da Agência Ambiental na avaliação dos processos do licenciamento. 9. 2. materiais. 8. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. incluindo a interpretação dos dados e elaboração de boletins e relatórios técnico-científicos. reagentes e soluções. atuar junto à equipe técnica da Agência Ambiental na avaliação: dos sistemas ecológicos de classificação. 19. 11. por meio de fiscalização e licenciamento ambiental de fontes de poluição. 21. elaborar normas e relatórios técnicos. 5. supervisionar e realizar procedimentos destinados ao controle de qualidade laboratorial de equipamentos. realizar auditoria de conformidade legal: levantamentos. registrando o recebimento de amostra. 15. interpretar dados ambientais e elaborar relatórios técnicos.: CBO: 2211-05 Atividades Gerais 1. 12. caracterizar vegetação natural e fontes de poluição. instruções operacionais de trabalho e procedimentos operacionais padronizados. reagentes e ensaios. 23. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. meios de cultura. analisar laudos de caracterização de vegetação e levantamento de fauna silvestre e emitir pareceres. 24. planejar.O. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. toxicológicas e hidrobiológicas em amostras e de comunidades biológicas. normas. meios de cultura. preparar vidraria. planejar. supervisionar e realizar análises microbiológicas. 6. realizar estudos epidemiológicos ambientais. elaborar e revisar relatórios. 7. 4. 16. 14. 10. meios de cultura inoculados. dos efeitos da contaminação bacteriológica. pareceres técnicos e documentos da qualidade. realizar controle de qualidade analítica. realizar atendimento e orientação técnica inerentes à procedimentos e processos de licenciamento ambiental.: Universitários Cód. realizar pesquisa e seleção bibliográfica para dar suporte às diferentes etapas de trabalho. 18. vistorias e avaliações ambientais. trabalhar em sistema informatizado de gerenciamento de análises. atender situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. parasitológicas. 3. 26. efetuar descontaminação de resíduos de amostras.

23. perda e degradação de habitats.reformulação das atividades 2 e 20 e inclusão das atividades 14. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. 24. 26. Outras: Registro no CRBio. Competências Técnicas Formação: Biologia. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. avaliar os estudos ambientais. 27 e 28. especialmente os relacionados com programas de supressão de vegetação. 29. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. Habilidades: Aplicação de metodologia de bioindicadores de poluição atmosférica e do solo. Nível III: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. delimitação de espaços especialmente protegidos. . recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. advindos da implantação e operação de empreendimentos. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. manejo da pesca. . interferências em áreas protegidas etc. Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. de restauração florestal. Edital Concurso Público-2009: . previstas em normas de trabalho. 22. 28. contribuir para a obtenção de indicadores ambientais. verificação da ocorrência de fauna nativa. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. 25. . Nível II: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. 21. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes.54 27. afugentamento da fauna. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. realocação de fauna. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso.Carteira Nacional de Habilitação. Conhecimentos em microinformática. avaliar programas de mitigação.. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. por implantação de sistemas de amostragem e monitoramento utilizando plantas sensíveis a poluição. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. avaliação dos potenciais efeitos ao meio físico e biótico (desmatamentos. especialmente no que se refere ao levantamento e classificação da vegetação existente. etc. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Nível I: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. interrupção da circulação de fauna e ictiofauna. conservação de fauna.não há fixação de período de experiência mínima. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. 30. compensação e gestão ambiental. de monitoramento de fauna.).

elaborar pareceres. efetuar descontaminação de resíduos de amostras. supervisionar e realizar procedimentos destinados ao controle de qualidade laboratorial de equipamentos. registrando o recebimento de amostra. 10. 7. reagentes e soluções. realizar pesquisa e seleção bibliográfica para dar suporte às diferentes etapas de trabalho. 8. . Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. 5. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. 2. materiais. 12. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. normas e relatórios técnicos. parasitológicas e toxicológicas em amostras ambientais e biológicas. 11. de acordo com procedimentos estabelecidos. meios de cultura inoculados. reagentes e ensaios. 6. preparar vidraria. planejar.: CBO: 2212-05 Atividades Gerais 1. materiais. supervisionar e realizar análises microbiológicas. vidraria e material plástico não reutilizável. meios de cultura. trabalhar em Sistema Informatizado de Gerenciamento de Análises. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. planejar. deslocamento ao campo e utilização de embarcações. inserindo resultados e emitindo boletins analíticos. Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. incluindo a interpretação dos dados e elaboração de boletins e relatórios técnicos científicos. realizar estudos epidemiológicos ambientais. 3.: Universitários Cód. instruções operacionais de trabalho e procedimentos operacionais padronizados. meios de cultura. 13. requerendo planejamento de coleta. atender a situações de emergência. 9. coletar.55 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Biomédico Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. Competências Técnicas Formação: Biomedicina. 4. preservar e preparar amostras de água e organismos aquáticos. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. participar das ações de transferência de tecnologia.O. desenvolver e avaliar a implantação de métodos analíticos (novos e padronizados) para monitorização ambiental e biológica.

Edital Concurso Público-2009: . recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação.não há fixação de período de experiência mínima.56 Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. Outras: Registro no CRBM. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. Conhecimentos em microinformática. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. previstas em normas de trabalho. .

desenvolver critérios para proteção da qualidade de solos e águas subterrâneas. 10. restauração florestal. 19. 23. elaborar relatórios e pareceres técnicos. 4. . 14. 15. realizar atendimento e orientações técnicas. novas tecnologias para a redução da emissão de poluentes. 2. 22. elaborar diagnósticos relativos à manutenção da qualidade do solo agrícola. biótico e socioeconômicos. 8. analisar projetos de tratamento e de disposição de resíduos em solo agrícola.: CBO: 1. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. efetuar localização de empreendimentos em cartas/plantas planialtimétricas e no sistema informatizado de georeferenciamento. analisar e interpretar dados ambientais de solos e águas subterrâneas (auto-monitoramento de fontes potenciais de poluição).. atender a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. desenvolver estudos de avaliação de efeitos na vegetação. 13. 11.: Universitários Cód. compensação e gestão ambiental. participar junto à equipe técnica da Agência Ambiental na avaliação de efeitos da poluição por emissões gasosas. avaliar e acompanhar a implantação e operação de sistemas de tratamento e disposição de resíduos em solo agrícola. sistemas de controle de poluição ambiental. especialmente no que se referem aos potenciais efeitos ao meio físico. etc. 9. recuperação de áreas degradadas. realizar auditoria de conformidade legal: levantamentos. especialmente relacionados com conservação dos solos. sistemas de gestão ambiental. 17. analisar laudos de caracterização de vegetação e levantamento de fauna silvestre. atuar junto a equipe da Agência Ambiental na avaliação dos processos de licenciamento. 18. avaliar programas de mitigação. realizar levantamento de fauna silvestre em campo.O. 7. 12. 5. contribuir para a obtenção de indicadores ambientais. líquidas e resíduos sólidos. 3. caracterizar vegetação natural e fontes de poluição. referentes a procedimentos e processos de licenciamento ambiental. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo.57 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Engenheiro Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Modalidade: Engenheiro Agrônomo – CBO: 2221-10 D. desenvolver diagnóstico regional de qualidade de solo. 6. 20. por meio de fiscalização e licenciamento ambiental de fontes de poluição. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. 21. elaborar planos de monitoramento de solos e águas subterrâneas. 16. identificar e caracterizar estágios de supressão de vegetação nativa em campo. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. avaliar os estudos ambientais. 24. vistorias e avaliações ambientais.

58 Modalidade: Engenheiro Florestal – CBO: 2221-20 1. caracterizar vegetação natural e fontes de poluição. 16. 9. 7. 6. por meio de: Fiscalização e Licenciamento Ambiental de Fontes de Poluição. 2. identificar e caracterizar estágios de supressão de vegetação nativa em campo. 24. desenvolver estudos de avaliação de efeitos na vegetação. atender a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. sistemas de gestão ambiental. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. 22. 2. novas tecnologias para a redução da emissão de poluentes. participar junto à equipe técnica da Agência Ambiental na avaliação de efeitos da poluição por emissões gasosas. realização de amostragens para avaliação da qualidade do meio e de emissões em fontes de poluição. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. desenvolver diagnóstico regional de qualidade de solo. 12. realizar auditoria de conformidade legal: levantamentos. 4. realizar Auditoria de Conformidade Legal: levantamentos. avaliar programas de mitigação. vistorias e avaliações ambientais. 3. 11. compensação e gestão ambiental. 15. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. 17. 19. analisar projetos de tratamento e de disposição de resíduos em solo agrícola. por meio de fiscalização e licenciamento ambiental de fontes de poluição. biótico e socioeconômicos. avaliar os estudos ambientais. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. elaborar planos de monitoramento de solos e águas subterrâneas. restauração florestal. analisar laudos de caracterização de vegetação e levantamento de fauna silvestre. atuar junto a equipe da Agência Ambiental na avaliação dos processos de licenciamento. atender a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. realizar levantamento de fauna silvestre em campo. identificação e caracterização de fontes de poluição. analisar e interpretar dados ambientais de solos e águas subterrâneas (automonitoramento de fontes potenciais de poluição). 13. 10. . especialmente no que se referem aos potenciais efeitos ao meio físico. 23. avaliar e acompanhar a implantação e operação de sistemas de tratamento e disposição de resíduos em solo agrícola. 14. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. efetuar localização de empreendimentos em cartas/plantas planialtimétricas e no sistema informatizado de georeferenciamento. especialmente relacionados com conservação dos solos. 8. vistorias e avaliações ambientais. desenvolver critérios para proteção da qualidade de solos e águas subterrâneas. contribuir para a obtenção de indicadores ambientais. 3. recuperação de áreas degradadas. etc. interpretação de dados ambientais e elaboração de relatórios técnicos. referentes a procedimentos e processos de licenciamento ambiental.. realizar atendimento e orientações técnicas. líquidas e resíduos sólidos. 20. 18. 21. 5. Modalidade: Engenheiro Ambiental/Sanitarista – CBO: 2142-60 1. elaborar relatórios e pareceres técnicos. elaborar diagnósticos relativos à manutenção da qualidade do solo agrícola. 5. sistemas de controle de poluição ambiental. 4.

como a saúde da população e os ecossistemas. 8. sistemas de controle de poluição ambiental. por meio de fiscalização e licenciamento ambiental de fontes de poluição. etc.). 10. reformas e construções prediais em geral. desenvolver estudos para sistematização de informações para o diagnóstico. avaliar programas de mitigação. deformações do solo. especialmente aqueles relacionados com estabilidade geotécnica de solos e de resíduos. o diagnóstico da contaminação do solo e das águas subterrâneas e avaliação dos riscos aos bens a proteger. interferências em infra-estruturas. contribuir para a obtenção de indicadores ambientais. 2. acompanhar e avaliar projetos e obras de saneamento básico. elaborar especificação técnica para contratação de obras e reformas. acompanhar e avaliar a implementação das medidas de remediação. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. etc. 3. monitoramento hidrogeológico. avaliar os estudos ambientais. envolvendo a caracterização hidrogeológica e geotécnica das áreas. avaliar estudos de investigação de áreas contaminadas. novas tecnologias para a redução da emissão de poluentes. 12. 17. analisar. 4. 14. supervisionar serviços de operação e manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos da rede de monitoramento da Qualidade do Ar. bem como as propostas de remediação para essas áreas. instalações de infra-estrutura urbana. Modalidade: Engenheiro Eletricista – CBO: 2143-05 1. edificações. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 9. Modalidade: Engenheiro Civil – CBO: 2142-05 1. canalizações. 15. desenvolver estudos para aperfeiçoamento da performance do sistema (equipamentos e estação central) incluindo plano de manutenção preventiva e corretiva. 11. 5. 16. 3. elaborar diagnósticos relativos a resíduos sólidos urbanos/industriais. elaborar relatórios e pareceres técnicos. analisar projetos de armazenagem. efetuar orçamento de serviços e obras. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. avaliação de riscos e remediação de áreas contaminadas. minimização das interferências sobre os corpos d’água. Sistemas de Gestão Ambiental. 7. avaliar e acompanhar a implantação e operação de sistemas de tratamento e disposição final de resíduos sólidos e efluentes líquidos urbanos/industriais. controle de erosão. . compensação e gestão ambiental. inundações. 6.59 6. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. tratamento e disposição final de resíduos sólidos e efluentes líquidos urbanos/industriais. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. interferências nos regime hídrico. participar junto à equipe técnica da Agência Ambiental na avaliação de: efeitos da poluição por emissões gasosas. 13. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 7. recuperação de áreas degradadas. líquidas e resíduos sólidos.. 2. especialmente no que se referem aos potenciais efeitos ao meio físico (erosão. escorregamentos.

Sistemas de Gestão Ambiental. líquidas e resíduos sólidos. líquidas e resíduos sólidos. assessorar tecnicamente. acompanhar ensaios de emissões de escapamentos e evaporativas em veículos terrestres. realizar Auditoria de Conformidade Legal: levantamentos. atender a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 6. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 3. entidades ambientais e Ministério Público. realizar análise de documentação técnica para comprovar atendimento a limites de emissão vigentes para veículos terrestres. por meio de: Fiscalização e Licenciamento Ambiental de Fontes de Poluição. novas tecnologias para a redução da emissão de poluentes. 2. elaborar pareceres técnicos. 4. orientar as Agências Ambientais quanto às melhores tecnologias disponíveis para o controle de ruídos e vibrações. vistorias e avaliações ambientais. valores de vibração e pressão sonora gerados pela detonação de explosivos em empresas de mineração. 5. Sistemas de Gestão Ambiental. 9. Modalidade: Engenheiro de Minas – CBO: 2147-05 1. 2. participar junto à equipe técnica da Agência Ambiental na avaliação de: Efeitos da poluição por emissões gasosas. realização de amostragens para avaliação da qualidade do meio e de emissões em fontes de poluição. 4. participar junto à equipe técnica da Agência Ambiental na avaliação de: efeitos da poluição por emissões gasosas. em caráter de peritagem. atender a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. 3. 6. 8. 10. interpretação de dados ambientais e elaboração de relatórios técnicos. . 4. ministrar cursos. interpretação de dados ambientais e elaboração de relatórios técnicos. endurecimento e cladeamento. novas tecnologias para a redução da emissão de poluentes. identificação e caracterização de fontes de poluição. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. vistorias e avaliações ambientais. realizar Auditoria de Conformidade Legal: levantamentos. sistemas de controle de poluição ambiental. 3. pedidos de licenças. participar na elaboração de normas ou procedimentos. RAP e EIA/RIMA relacionados a ruídos e vibrações.60 Modalidade: Engenheiro Mecânico – CBO: 2144-05 1. identificação e caracterização de fontes de poluição. 5. 7. 8. Modalidade: Engenheiro Metalúrgico/Produção – CBO: 2146-10 1. 7. Sistemas de controle de poluição ambiental. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. realização de amostragens para avaliação da qualidade do meio e de emissões em fontes de poluição. analisar projetos. 2. por meio de: Fiscalização e Licenciamento Ambiental de Fontes de Poluição. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. no que se refere ao controle das emissões de ruídos e vibrações. avaliar emissões e sistemas de controle de ruídos e vibrações.

calcular. operacionalizar sistema de gestão da qualidade laboratorial. 6. definir critérios de monitoramento em função dos processos industriais. analisando o histórico de ocupação da área.61 Modalidade: Engenheiro Químico – CBO: 2145-05 1. 13. 8. interpretar e emitir resultados analíticos. espectrofotométrica e cromatográfica em amostras de águas brutas. avaliar estudos de investigação de áreas contaminadas (solo e águas subterrâneas). elaborar relatórios e pareceres técnicos. residuárias. desenvolver estudos para sistematização de informações para o diagnóstico. 7. gravimétricas. as condições de movimentação e armazenamento de produtos químicos. 18. matérias primas. realizar análises físico-químicas: volumétricas. dar apoio técnico às Agências Ambientais da CETESB bem como a outros órgãos de controle ambiental. analisar e interpretar dados ambientais de solo e água subterrânea. 10. 2. acompanhar e avaliar a implementação das medidas de remediação. avaliação de riscos e remediação de áreas contaminadas. 20. acompanhar e/ou executar amostragem em chaminé e avaliar os resultados dessas amostragens. avaliando os riscos possíveis da contaminação à saúde da população e aos ecossistemas e as propostas de remediação para essas áreas. 12. 14. sedimentos. 5. resíduos sólidos e outras matrizes. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. 9. tratamento e disposição final de resíduos sólidos urbanos/industriais e efluentes líquidos. efetuar análise crítica de certificados de calibração de equipamentos e de padrões de controle. analisar processos e projetos de sistema de controle de poluição do ar. avaliar processos industriais e tecnologias de controle de poluição. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 19. 17. 16. avaliar e acompanhar a implantação e operação de sistemas de tratamento e disposição final de resíduos sólidos urbanos/industriais e efluentes líquidos. 15. os processos químicos das atividades industriais desenvolvidas no local. 3. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. elaborar diagnósticos relativos a resíduos sólidos urbanos/industriais. insumos e resíduos em área industrial. 11. . em postos de combustíveis e em bases de distribuição de petróleo e derivados. tratadas. 21. analisar projetos de armazenagem. realizar controle de qualidade analítica. 4.

7 e 12 e inclusão das atividades 9. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. Metalúrgica/Produção. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. . Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. Mecânico e Químico. . Minas. 5. Química). Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. . Outras: Registro no CREA ou CRQ. Ambiental/Sanitarista.Carteira Nacional de Habilitação para as modalidades: Agrônomo. .reformulação das atividades 1. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. Eletricista. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. 10. . Civil. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. 11 e 13 para a modalidade Engº Civil. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores.não há fixação de período de experiência mínima. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Edital Concurso Público-2009: . 8 e 9 para a modalidade Engº Mecânico. Civil. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. . Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo.incluída a modalidade Engº Florestal.62 Competências Técnicas Formação: Engenharia (Agronômica. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. 14. previstas em normas de trabalho.reformulação da atividade 11 e inclusão das atividades 12 a 23 para a modalidade Engº Agrônomo. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. 5. Mecânica. Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas.reformulação das atividades 7. 8. 4.reformulação das atividades 4. Florestal. 15 e 20 para a modalidade Engº Químico. Conhecimentos em microinformática. . Elétrica.

63 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Engenheiro de Segurança do Trabalho Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. formar brigadas de incêndio e equipes de abandono. 5. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. 2. 6. elaborar planos de emergência. ministrar treinamentos relativos a CIPA e Higiene e Segurança do Trabalho. Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes.: CBO: 2149-15 1. insalubridade e periculosidade. realizar inspeções e auditorias em segurança. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. Competências Técnicas Formação: Engenharia e Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. de ergonometria. 10. elaborar laudos técnicos de aposentadoria especial. conforme legislações previdenciárias e correlatas. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso.2 da Portaria nº 3214/78 do Ministério do Trabalho NR nº 9). O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. previstas em normas de trabalho. elaborar laudos periciais para atendimento de processos trabalhistas (NR nº 4 item 4. 7.O. 4. Conhecimentos em microinformática. 8.: Universitários Cód. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. 3. elaborar laudos técnicos. programas preventivos e corretivos de emergência e planos de abandonos. implantar e executar o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA). 9. . exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. analisar e especificar EPI's e EPC's.

O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes.não há fixação de período de experiência mínima. .reformulação da atividade 6 e inclusão da atividade 7. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. Outras: Registro no CREA e no MTE. Edital Concurso Público-2009 . . . não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas.Carteira Nacional de Habilitação. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas.64 Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação.

4. 3. elaborar relatórios estatísticos.65 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Estatístico Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1. 6. efetuar estudos específicos utilizando análises multivariadas. D. Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. 8. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. Competências Técnicas Formação: Estatística. costeiras. analisar e interpretar dados de pesquisas e coeficientes mais utilizados para elaboração de matrizes de inter-relações. de solo e do ar. aplicar técnicas de amostragem em estudos específicos. subterrâneas. 9. contribuir para a obtenção de indicadores ambientais e na operação de rede de monitoramento regional de qualidade de águas superficiais. manipular bancos de dados. . 7. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. realizar estudos de séries temporais de dados. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. aplicar testes de representatividade de dados. 5. 2.: CBO: 2112-05 efetuar análises estatísticas relativas aos dados ambientais. 10.: Universitários Cód.O. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.

não há fixação de período de experiência mínima. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Conhecimentos em microinformática. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. . recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. Outras: Registro no CONRE. Edital Concurso Público-2009: . com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes.66 Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. previstas em normas de trabalho.

envolvendo a caracterização hidrogeológica e geoquímica das áreas e o diagnóstico da contaminação. elaborar e revisar relatórios. 6. 23. analisar e interpretar resultados analíticos. inserindo resultados e emitindo boletins analíticos. 16. edificações. calcular. elaborar pareceres. reagentes e ensaios. materiais.O. resíduos sólidos e outras matrizes. químicas e toxicológicas de substâncias para utilização em avaliação de risco. planejar. realizar análises físico-químicas: volumétricas. atender a situações de emergência. instalações de infra-estrutura urbana) e propostas de remediação para essas áreas. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. pareceres técnicos e documentos da qualidade. avaliação de riscos e remediação de áreas contaminadas. avaliar estudos ambientais de qualidade de solos e águas subterrâneas. 14. sedimentos. 4. registrando o recebimento de amostra. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. 11. 12. preservar e preparar amostras de água e organismos aquáticos. supervisionar e realizar análises microbiológicas. supervisionar e realizar procedimentos destinados ao controle de qualidade laboratorial de equipamentos. levantar as propriedades físicas. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. 10. 22. planejar. meios de cultura. 5. materiais. instruções operacionais de trabalho e procedimentos operacionais padronizados. interpretar e emitir resultados analíticos. 17. reagentes e soluções. 2. tratadas. 9. trabalhar em sistema informatizado de gerenciamento de análises. incluindo a interpretação dos dados e elaboração de boletins e relatórios técnico – científicos. . 15. meios de cultura inoculados. residuárias. utilizando-se de embarcações. preparar vidraria. realizar pesquisa e seleção bibliográfica para dar suporte às diferentes etapas de trabalho. descontaminar resíduos de amostras. desenvolver estudos para sistematização de informações para o diagnóstico. vidraria e material plástico não reutilizável. 8. parasitológicas e toxicológicas em amostras.: CBO: 2234-10 1. normas e relatórios técnicos. 7. 21. 3. analisar estudos de avaliação dos riscos aos bens a proteger (saúde da população e os ecossistemas. meios de cultura. acompanhar e avaliar a implementação das medidas de remediação. espectrofotométricas e cromatográficas em amostras de águas brutas. 19.: Universitários Cód. coletar. desenvolver e avaliar a implantação de métodos analíticos (novos e padronizados) para monitorização ambiental e biológica. 18. 13. 20. realizar estudos epidemiológicos ambientais. gravimétricas.67 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Farmacêutico Bioquímico Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D.

Conhecimentos em microinformática. previstas em normas de trabalho. Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo.reformulação das atividades 3. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. Outras: Registro no CRF. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. . e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes.Carteira Nacional de Habilitação. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. . Edital Concurso Público-2009: . recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. . Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso.não há fixação de período de experiência mínima. 10 e 22. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes.68 Competências Técnicas Formação: Farmácia Bioquímica. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação.

: CBO: 2131-05 1. 8. 11. participar junto à equipe técnica da Agência Ambiental na avaliação de: efeitos da poluição por emissões gasosas. Competências Técnicas Formação: Física Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. diagnóstico e prognóstico ambiental. 6. sistemas de gestão ambiental. líquidas e resíduos sólidos.69 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Físico Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. aplicar modelos matemáticos de dispersão de poluentes atmosféricos e interpretar seus resultados. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. sistemas de controle de poluição ambiental. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. 5. caracterização e interpretação dos fenômenos ambientais e poluição do ar. elaborar relatórios e pareceres técnicos. participar de estudos de poluição do ar. operar bancos de dados e planilhas eletrônicas. . atuar na identificação. por meio de fiscalização e licenciamento ambiental de fontes de poluição. 4. 2.: Universitários Cód. desenvolver instrumentação e métodos analíticos para monitoramento de parâmetros ambientais. 12.O. 7. vistorias e avaliações ambientais. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. 9. 13. atender a situações de emergências envolvendo acidentes ambientais. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. 10. 3. realizar auditoria de conformidade legal: levantamentos.

não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. . com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. Nível III: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. .inclusão das atividades 7 a 12. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. . previstas em normas de trabalho.70 Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. Conhecimentos em microinformática.não há fixação de período de experiência mínima. – Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. – Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. Nível II: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas.Carteira Nacional de Habilitação. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Edital Concurso Público-2009: .

6. de gerenciamento de áreas contaminadas. 8. 2. avaliar projetos de recuperação em áreas contaminadas. eletromagnético. analisar relatórios de caracterização de contaminação de solos e águas subterrâneas. de mapeamento de plumas de contaminação do solo e de águas subterrâneas. 7. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. de identificação e caracterização de fontes de contaminação industrial. Competências Técnicas Formação: Geofísica. Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. eletrorresistividade e magnetometria. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. aplicar métodos geofísicos de radar de solo. realizar levantamentos industriais. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. 4. elaborar relatórios e pareceres técnicos. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. 3. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo.: Universitários Cód. 9.O. 5.71 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Geofísico Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. de disposição de resíduos. .: CBO: 2134-15 1. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. analisar estudos de avaliação de riscos em áreas contaminadas. de atividades comerciais e de áreas abandonadas.

Edital Concurso Público-2009: . com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. Conhecimentos em microinformática. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. . . O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. .não há fixação de período de experiência mínima. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes.reformulação da atividade 3 e inclusão das atividades 4 a 8. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores.72 Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação.Carteira Nacional de Habilitação. previstas em normas de trabalho. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas.

Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. 8. 2. Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. 3. processar e armazenar dados e informações espaciais. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. produzir.. 10. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. analisar. Competências Técnicas Formação: Geografia. 5. 7.O. interpretar. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. compensação e gestão ambiental. 9. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. etc.: Universitários Cód. analisar e interpretar dados ambientais. especialmente relacionados com conservação dos solos. relacionadas à qualidade de solo. elaborar relatórios e pareceres técnicos. . 4. especialmente no que se refere às informações cartográficas e à caracterização sócio-ambiental das áreas de influência dos empreendimentos. contribuir para a obtenção de indicadores ambientais. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. águas subterrâneas e vegetação. avaliar estudos ambientais. programas de reassentamento de população. principalmente relativos a solo e águas subterrâneas. avaliar os potenciais efeitos ao meio físico. advindos da implantação e operação de empreendimentos.: CBO: 2513-05 1. biótico e socioeconômicos. 6.73 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Geógrafo Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. avaliar programas de mitigação.

com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. Conhecimentos em microinformática. .74 Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Outras: Registro no CREA. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. . Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. 5 e 6. previstas em normas de trabalho. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores.Carteira Nacional de Habilitação. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. .reformulação da atividade 9 e inclusão das atividades 4.não há fixação de período de experiência mínima. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. Edital Concurso Público-2009: .

17. 16. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. especialmente aqueles relacionados com controle de erosão. de atividades comerciais e de áreas abandonadas. monitoramento hidrogeológico. analisar e interpretar relatórios com dados ambientais do solo e de águas subterrâneas. 20. tratamento e disposição final de resíduos sólidos urbanos/industriais no que se refere aos aspectos geológicos. analisar projetos de armazenagem. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 23. vistorias e avaliações ambientais. avaliar os estudos ambientais. 10. avaliar a vulnerabilidade dos aquíferos ao risco de poluição. avaliar e acompanhar a implantação e operação de sistemas de tratamento e disposição final de resíduos sólidos. 4.: CBO: 2134-05 1. hidrogeológicos e geotécnicos do meio físico. compensação e gestão ambiental. 12. 28. 9. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. avaliar programas de mitigação.75 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Geólogo Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. 15. 5. elaborar relatórios e pareceres técnicos. . 11. 3. por meio de fiscalização e licenciamento ambiental de fontes de poluição. 27. acompanhar o gerenciamento de áreas contaminadas. de disposição de resíduos. 13. especialmente no que se referem aos potenciais efeitos ao meio físico advindos da implantação e operação de empreendimentos. analisar caracterizações geológicas e hidrogeológicas e mapas temáticos. 22. 8. 25. 24. realizar estudos geológicos e hidrogeológicos. atender a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. avaliar projetos de recuperação em áreas contaminadas. realizar auditoria de conformidade legal: levantamentos. inspecionar. identificar e caracterizar fontes de contaminação industrial. minimização das interferências nas águas subterrâneas. realizar auditoria e avaliação de trabalhos efetuados por terceiros.. 7. 18. etc.: Universitários Cód. 26. avaliar diagnósticos de qualidade/quantidade de águas subterrâneas. recuperação de áreas degradadas. analisar estudos de riscos em áreas contaminadas. analisar dados de mapeamento de plumas de contaminação no solo e em águas subterrâneas. 21. contribuir para a obtenção de indicadores ambientais. 14. operar rede de monitoramento regional de qualidade de águas subterrâneas. realizar levantamentos geofísicos e geoquímicos. 6. avaliar e emitir pareceres técnicos sobre a contaminação do solo e de águas subterrâneas. 2. desenvolver critérios para proteção da qualidade de solos e de águas subterrâneas. planejar amostragens de solos e águas subterrâneas.O. 19.

76 Competências Técnicas Formação: Geologia. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. 4. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. – Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes.reformulação das atividades 2. . O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. Outras: Registro no CREA. Conhecimentos em microinformática. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. Nível III: Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. . O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. 5 e 27 e inclusão das atividades 23 e 24. previstas em normas de trabalho.Carteira Nacional de Habilitação. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Edital Concurso Público-2009: . com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. .não há fixação de período de experiência mínima. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas.

7. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. atender demandas de imprensa. acompanhar e orientar entrevistas de diretores. 9. produzir releases. redigir e revisar textos jornalísticos. 4. analisar mídias e outras.77 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Jornalista Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 30 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1. realizar entrevistas. 2. 8. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. gerentes e técnicos. Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. organizar "mailings lists". Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. produzir sinopses e "clippings" de jornais e revistas. acompanhar entrevistas. 3. 5. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. redigir e atualizar sites internos e externos dos programas do Departamento. 6. D. redigir boletins informativos e comunicados dos programas do Departamento. . 10.: Universitários Cód. Competências Técnicas Formação: Comunicação Social – Modalidade Jornalismo. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso.: CBO: 2611-25 divulgar boletins sobre os índices de poluição.O. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso.

Conhecimentos em microinformática. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes. comprovada. previstas em normas de trabalho. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. Edital Concurso Público-2009: . O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. .experiência de 6 meses em atividade jornalística.78 Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. Rádio. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes Outras: Registro no MTE/SRTE. . Sites ou Assessoria de Imprensa. em órgão de imprensa – Televisão. Jornal.inclusão das atividades 5 a 9. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores.

: CBO: 2231-18 1. elaborar relatórios estatísticos sobre acidentes do trabalho. determinar tratamentos prescrevendo medicamentos. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. 16. item 4. 11. Competências Técnicas Formação: Medicina. atuar como responsável médico pelo Plano de Assistência Médico Hospitalar. 2. prestar assistência emergencial (atendimento à NR Número 4. Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. realizar exames clínicos pré-admissionais. 7. 8. analisar contas médicas e hospitalares. em candidatos. 4. realizar levantamentos. participar das negociações com a rede credenciada nos reajustes de tabelas de preços praticadas. elaborar e acompanhar do PCMSO. . Experiência: mínimo 3 anos. 12. atuar como responsável pelo Programa LER/DORT. 14.79 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Médico do Trabalho Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 20 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. periódicos e especiais. 9. simulações de custos e estudos para novas propostas de desenho do Plano de Saúde – Autogestão. preencher as informações exigidas pela ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar de acordo com legislação vigente. ministrar treinamentos relacionados à saúde do trabalhador. estagiários e empregados. efetuar o acompanhamento médico de portadores de doenças profissionais. 6. 15. 10. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. avaliar e desenvolver metodologias de controle dos riscos ligados ao ambiente de trabalho. 3. desenvolver auditoria médica nas contas do PAMH – Plano de Assistência Médica-Hospitalar. 13. 5.: Universitários Cód.O.2 da Portaria 3214/78 do Ministério do Trabalho para os SEESMT).

O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. Conhecimentos em microinformática. previstas em normas de trabalho. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes.80 Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas.experiência de 6 meses. . Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. Outras: Registro no CRM e no MTE. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. Edital Concurso Público-2009: . Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas.

Conhecimentos em microinformática. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. 2. . emitir laudos técnicos e elaborar relatórios. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores.81 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Meteorologista Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. 5. interpretar dados meteorológicos para identificar as interfaces entre os poluentes atmosféricos e fenômenos ligados ao clima. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas.O. previstas em normas de trabalho. Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo.: Universitários Cód.: CBO: 2133-15 1. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Competências Técnicas Formação: Meteorologia. 3. desenvolver estudos de modelagem meteorológica e de qualidade do ar. especificar e acompanhar instalação de estações meteorológicas. Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. 4.

com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. Outras: Registro no CREA. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. .82 Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. Edital Concurso Público-2009: .não há fixação de período de experiência mínima. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes.

acompanhar e avaliar a implementação das medidas de remediação. 32. receber amostras. líquidas e resíduos sólidos. 25. 13. 6. 20. tratadas. avaliar estudos ambientais de qualidade de solo e águas subterrâneas. resíduos sólidos e outras matrizes. 31. 21. fazer manutenções preventivas e calibrações de equipamentos. residuárias. elaborar e revisar relatórios. realizar auditoria de conformidade legal: levantamentos. participar de grupos internos e externos para estudos e elaboração/revisão de normas técnicas e termos de referência. gravimétricas. participar de programas de gestão ambiental. líquidas e resíduos sólidos. participar das ações de transferência de tecnologia e conhecimento. desenvolver e implantar novas metodologias analíticas. preparar soluções e reagentes. identificar e caracterizar fontes de poluição. 18. sedimentos. interpretar dados ambientais e elaborar relatórios técnicos. 26. 22. pareceres técnicos e documentos da qualidade. envolvendo a caracterização hidrogeológica e geoquímica das áreas. 4. analisar efeitos da poluição por emissões gasosas. 16.: CBO: 2132-05 Atividades Gerais 1. por meio de fiscalização e licenciamento ambiental de fontes de poluição. 8. realizar amostragens para avaliação da qualidade do meio e de emissões em fontes de poluição. produzir relatórios técnicos. 5. 9. 10. 24. aplicar e avaliar técnicas de controle de qualidade analítica.: Universitários Cód. interpretar e emitir resultados analíticos. laudos analíticos. 2. produção mais limpa e ecoeficiência.O. realizar controle de qualidade analítica. 29. 28. calcular. analisar os efeitos da poluição por emissões atmosféricas. desenvolver estudos para sistematização de informações para o diagnóstico. . 19. químicas e toxicológicas de substâncias para utilização em avaliações de riscos. o diagnóstico da contaminação do solo e das águas subterrâneas. 14. supervisionar trabalho de técnicos e auxiliares de laboratório. espectrofotométricas e cromatográficas em amostras de águas brutas. pesquisar.83 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Químico Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. levantar as propriedades físicas. desenvolver. pareceres e notas informativas. analisar estudos de avaliação dos riscos aos bens a proteger (saúde da população e os ecossistemas. edificações. 33. 3. 7. realizar análises físico-químicas: volumétricas. coordenar e executar estudos de proficiência por comparação interlaboratorial. 15. 11. 17. avaliação de riscos e remediação de áreas contaminadas. 23. instalações de infra-estrutura urbana) e propostas de remediação para essas áreas. interpretar dados e elaboração de relatórios técnicos. vistorias e avaliações ambientais. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. especificar equipamentos e produtos laboratoriais diversos. atender a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. 27. propor. elaborar programas preventivos e corretivos no controle de poluição. 30. atuar no desenvolvimento e manutenção do sistema de qualidade laboratorial. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. 12.

Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. previstas em normas de trabalho. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. Conhecimentos em microinformática. Edital Concurso Público-2009: .reformulação das atividades 7.Carteira Nacional de Habilitação. Habilidades: Nível I: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes. Outras: Registro no CRQ. . O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes.84 Competências Técnicas Formação: Química. 22. recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. . Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. . exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores.não há fixação de período de experiência mínima. 30 e 31. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação.

caracterizar vegetação natural e fontes de poluição. em dinamômetros de chassi e de motor. 3. instalar analisadores de poluentes e outros medidores que utilizem a eletrônica como princípio de funcionamento. participar de ações de transferência de tecnologia. 4. elaborar projetos e especificações técnicas. atuar na fiscalização e acompanhamento de obras e reformas de construções prediais em geral. etc. participar no desenvolvimento de protocolos de comunicação de sistemas de telemetria.: Universitários Cód. Modalidade: Mecânico – CBO: 2144-05 1. 3. auxiliar na execução de ensaios de emissão veicular. 2. por meio de fiscalização e licenciamento ambiental de fontes de poluição. 9. vistorias e avaliações ambientais. líquidas e resíduos sólidos de sistemas de controle de poluição ambiental. 5. revisar e elaborar relatórios dos dados gerados por analisadores eletrônicos.: CBO: Modalidade: em Áreas de Saneamento/Ambiental – CBO: 2142-60 1.. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 6. de sistemas de Gestão Ambiental e de novas tecnologias para a redução da emissão de poluentes. vistorias e avaliações ambientais. Modalidade: Eletrônica – CBO: 2143-65 1. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. por meio de fiscalização e licenciamento ambiental de fontes de poluição. 7. 10. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. desenvolver as atividades decorrentes da aplicação da legislação ambiental do Estado de São Paulo. 3. . 4. 6. 2.85 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Tecnólogo Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. participar junto à equipe técnica da Agência Ambiental na avaliação de efeitos da poluição por emissões gasosas. 3. 4. realizar controle de qualidade analítica e manutenção do sistema de qualidade laboratorial. 5. operar câmaras de emissão evaporativa.O. 8. 4. supervisionar/acompanhar o trabalho dos técnicos na manutenção de equipamentos eletrônicos. supervisionar/acompanhar a manutenção preventiva e corretiva em instrumentos eletrônicos analíticos. 5. Modalidade: Civil – CBO: 2142-05 1. executar montagem de cabeamento estruturado (telefonia. realizar manutenção preventiva e corretiva de sistema central de aquisição de dados de equipamentos eletrônicos remotos. elaborar orçamento de serviços e obras. atender a situações de emergência envolvendo acidentes ambientais. acompanhar o monitoramento de poluentes atmosféricos realizado por outras empresas. 2. 2. realizar auditoria de conformidade legal: levantamentos. sinais analógicos e digitais) e circuito pneumático de equipamentos eletrônicos remotos. realizar auditoria de conformidade legal: levantamentos. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.

Edital Concurso Público-2009: . recorrendo ao superior imediato ou ao profissional mais experiente para a solução de problemas. 13. participar de pesquisas e no desenvolvimento de tecnologias de nacionalização de peças e placas eletrônicas. e ainda atua como formador de profissionais transmitindo informações e conhecimentos aos colaboradores menos experientes. Nível II: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas diferentes e diversificadas. exigindo a sua interpretação e aplicação ou a utilização de conhecimentos baseados em casos anteriores. 15. Experiência: Nível I: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Habilidades: Nível I: Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas semelhantes.reformulação das atividades 2 e 3 para a modalidade Ambiental. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. Essa experiência mínima deve ser de 5 anos após o ingresso. Competências Técnicas Formação: Tecnologia em áreas da Engenharia/Saneamento/Ambiental/Eletrônica. O ocupante possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. realizar especificação técnica de equipamentos de monitoramento de poluentes atmosféricos e equipamentos analíticos. Conhecimentos em microinformática. previstas em normas de trabalho. com liberdade para a busca de soluções dentro de campo maior de conhecimentos já existentes. . Nível III: – Desenvolvidas em situações de trabalho consideradas variadas. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. Nível III: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo. Essa experiência mínima deve ser de 2 anos. O ocupante não possui domínio completo de todas as técnicas disponíveis em seu campo de atuação. 12. não necessitando de apoio técnico para a solução de problemas. .Carteira Nacional de Habilitação. – Outras: Registro no CREA. Essa experiência mínima deve ser de 10 anos após o ingresso. 14. elaborar relatórios técnicos. Nível II: – Obtida na prática e vivência de assuntos e atividades afins à natureza e especificidade de seu campo de atuação ou que requeiram formação superior como condição para o exercício do cargo.não há fixação de período de experiência mínima. com liberdade para encontrar soluções dentro de padrões existentes.86 11. pareceres e notas informativas relativas à interpretação de dados obtidos em ensaios ou avaliações sobre medições de poluentes atmosféricos. elaborar e aperfeiçoar banco de dados. .

87 FUNÇÕES DE CONFIANÇA .

ou na impossibilidade desta comprovação. Competências Técnicas Formação: Graduação universitária compatível.: CBO: 1114-10 prestar assistência técnica à Diretoria ou Presidência. . 3. representar a Diretoria ou Presidência em eventos internos e externos. Experiência: – Para empregados do quadro permanente designados à função de confiança. 2.: Universitários Cód. 1 ano de experiência na CETESB. apresentar experiência curricular e/ou profissional compatível.O. acompanhar programas e projetos designados pelo Diretor ou Diretor – Presidente. D. 4. coordenar projetos e atividades específicas. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho da função. devidamente referendada pela Diretoria Plena.88102§ Manual de Descrição de Cargos Função de Confiança: Assessor Forma de preenchimento: designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1. 5. Outras: Registro no respectivo Conselho.

Experiência: – Para empregados do quadro permanente designados à função de confiança. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho da função.: CBO: 1114-10 prestar assistência técnica à Diretoria ou Presidência. 5.O. 1 ano de experiência na CETESB.89102§ Manual de Descrição de Cargos Função de Confiança: Assistente Executivo Forma de preenchimento: designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1. apresentar experiência curricular e/ou profissional compatível. . 6. coordenar projetos e atividades específicas. devidamente referendada pela Diretoria Plena. D.: Universitários Cód. acompanhar programas e projetos designados pelo Diretor ou Diretor – Presidente. 2. participar no planejamento das ações estratégicas. 4. Outras: Registro no respectivo Conselho. ou na impossibilidade desta comprovação. representar a Diretoria ou Presidência em eventos internos e externos. Competências Técnicas Formação: Graduação universitária compatível. 3.

III e IV Forma de preenchimento: designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1. Outras: Registro no respectivo Conselho.: Universitários Cód. II. Competências Técnicas Formação: Compatível com o exercício do cargo. acompanhar programas e projetos.90102§ Manual de Descrição de Cargos Função de Confiança: Assessor Executivo I. D.O. 2. coordenar projetos e atividades específicas.: CBO: 1114-10 prestar assistência técnica. Experiência: – Compatível com o exercício do cargo. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho da função. 4. . 3.

5. controlar o expediente da Presidência. Experiência: – Para empregados do quadro permanente designados à função de confiança. 8. bem como atuando como facilitador no desenvolvimento das capacidades e habilidades de cada integrante de sua equipe. 10. 6. coordenar a atuação das Assessorias/Departamentos subordinadas ao Gabinete nos assuntos referentes às suas atribuições e naqueles determinados para sua atuação. da proteção do seu patrimônio e da salvaguarda de seus interesses interno e externos. em consonância com a missão. respeito e harmonia no ambiente de trabalho. Competências Técnicas Formação: Graduação universitária compatível. de acordo com as diretrizes estabelecidas pela Diretoria. técnica e administrativa da Companhia. devidamente referendada pela Diretoria Plena. aplicando as ferramentas institucionais disponíveis: Normas Administrativas. nos assuntos que envolvam deliberações e decisões. . desenvolver o papel de gestor dos recursos humanos de sua unidade em todos os aspectos.: Universitários Cód. 9. quando designado interna e externamente à Companhia. entre outras. ou na impossibilidade desta comprovação. representar a Presidência. com vistas à integração. assessorar às Diretorias nos assuntos referentes aos aspectos jurídicos da atuação institucional. 3. coordenar o desenvolvimento das atividades das áreas subordinadas à chefia de Gabinete relativamente a: 7. convocar e coordenar reuniões dos Gerentes de companhia. 4.O. 1 ano de experiência na CETESB. motivação. Plano de Carreira.: CBO: 1114-10 1. responsabilizando-se principalmente na busca de solução dos assuntos inerentes às relações humanas do grupo. apresentar experiência curricular e/ou profissional compatível. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho da função. Outras: Registro no respectivo Conselho. 2. distribuir a correspondência e demais expedientes de interesse ou competência das Diretorias e unidades da Companhia. política e diretrizes da CETESB. acompanhar a agenda do Diretor Presidente. operar sistema para a veiculação de informações internamente à Companhia e nos procedimentos de auditoria nas unidades para verificação do cumprimento às normas e leis. controlar o fluxo de documentações da Presidência. nas atividades de comunicação e relações públicas entre a CETESB e o público externo.91102§ Manual de Descrição de Cargos Função de Confiança: Chefe de Gabinete Forma de preenchimento: designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D.

desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho da função. planejar. 1 ano de experiência na CETESB. desenvolver o papel de gestor dos recursos humanos de sua unidade em todos os aspectos. respeito e harmonia no ambiente de trabalho. avaliando e acompanhando os resultados. responsabilizando-se principalmente na busca de solução dos assuntos inerentes às relações humanas do grupo. ou na impossibilidade desta comprovação.. controlar e coordenar as atividades das diversas unidades da Cia. 5. Competências Técnicas Formação: Graduação universitária compatível. responder às solicitações dos níveis hierárquicos superiores. Outras: Registro no respectivo Conselho. motivação. . em consonância com a missão. Experiência: – Para empregados do quadro permanente designado à função de confiança. priorizando necessidades.: Universitários Cód.: CBO: 1114-10 1. apresentar experiência curricular e/ou profissional compatível. entre outras. 4. definindo critérios e orientando nos procedimentos a serem adotados de acordo com normas e instruções vigentes. devidamente referendada pela Diretoria Plena. supervisionar as atividades da unidade. Plano de Carreira.O. 2. com vistas à integração. bem como atuando como facilitador no desenvolvimento das capacidades e habilidades de cada integrante de sua equipe.92102§ Manual de Descrição de Cargos Função de Confiança: Gerente de Divisão Forma de preenchimento: designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. política e diretrizes da CETESB. 3. aplicando as ferramentas institucionais disponíveis: Normas Administrativas.

5. 1 ano de experiência na CETESB. 3. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho da função. planejar. priorizando necessidades. em consonância com a missão. ou na impossibilidade desta comprovação. 4. Outras: Registro no respectivo Conselho.: CBO: 1114-10 1. controlar e coordenar as atividades de sua unidades. supervisionar as atividades da unidade. entre outras. Experiência: – Para empregados do quadro permanente designado à função de confiança. respeito e harmonia no ambiente de trabalho. Competências Técnicas Formação: Graduação universitária compatível.93102§ Manual de Descrição de Cargos Função de Confiança: Gerente de Setor Forma de preenchimento: designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. Plano de Carreira. apresentar experiência curricular e/ou profissional compatível.: Universitários Cód. bem como atuando como facilitador no desenvolvimento das capacidades e habilidades de cada integrante de sua equipe.O. motivação. com vistas à integração. responder às solicitações dos níveis hierárquicos superiores. aplicando as ferramentas institucionais disponíveis: Normas Administrativas. definindo critérios e orientando nos procedimentos a serem adotados de acordo com normas e instruções vigentes. 2. . avaliando e acompanhando os resultados. devidamente referendada pela Diretoria Plena. política e diretrizes da CETESB. responsabilizando-se principalmente na busca de solução dos assuntos inerentes às relações humanas do grupo. desenvolver o papel de gestor dos recursos humanos de sua unidade em todos os aspectos.

analisar projetos de sistemas de controle de poluição e acompanhar sua implantação. representar a companhia em eventos. quanto a sistema de água. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho da função. Executivo e Legislativo. de resíduos sólidos domésticos e de resíduos de serviços de saúde. entre outras. com vistas à integração. responsabilizando-se principalmente na busca de solução dos assuntos inerentes às relações humanas do grupo. 10. 4. emitir autos de inspeção. motivação. 11. inspeções técnicas a empreendimentos sujeitos à aplicação da legislação de competência da Cetesb. Plano de Carreira. bem como atuando como facilitador no desenvolvimento das capacidades e habilidades de cada integrante de sua equipe. certificados e pareceres técnicos. atender às demandas e consultas externas e. financeiras e administrativas da Agência Ambiental. como também do Ministério Público. demais Órgãos Públicos. 6. em especial as do Poder Judiciário. de atendimento às reclamações da população e de assistência a municípios. atender à imprensa. 5.: Universitários Cód. desenvolver o papel de gestor dos recursos humanos de sua unidade em todos os aspectos. política e diretrizes da CETESB.O. emitir informações e pareceres técnicos em atendimento ao Ministério Público. . Prefeituras Municipais. planejar.94102§ Manual de Descrição de Cargos Função de Confiança: Gerente de Agência Ambiental Forma de preenchimento: designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. de esgotos sanitários. atuar em ações gerais junto aos Comitês da Bacia Hidrográficas. atendimento e avaliação de acidentes ambientais. 8. respeito e harmonia no ambiente de trabalho. grupos de trabalho técnico e institucional. coordenar e executar ações de: controle de poluição ambiental. 2. 7. licenças. aplicando as ferramentas institucionais disponíveis: Normas Administrativas. gerenciar as atividades técnicas. autos de penalidades. 9.: CBO: 1114-10 Atividades Gerais 1. em consonância com a missão. 3. ONG´s e público em geral.

devidamente referendada pela Diretoria Plena. Proposta 2 – Graduação Universitária ou agente credenciado na categoria de fiscalização de fontes de poluição (inclui empregados com formação em nível médio) Formação: Graduação Universitária nas modalidades de engenharia. conhecimento de processos industriais e os sistemas de controle de poluição correspondentes. apresentar experiência curricular e/ou profissional compatível. devidamente referendada pela Diretoria Plena. geofísica. tecnologia em áreas de engenharia ou outra graduação universitária com credencial em vigor para a categoria de fiscalização de fontes de poluição. química superior. Na impossibilidade desta comprovação. ecologia. biomedicina. arquitetura. Na impossibilidade desta comprovação. física. geologia. química superior. biologia. farmácia-bioquímica. geologia. tecnologia em áreas de engenharia ou ser agente credenciado na categoria de fiscalização de fontes de poluição. geologia. arquitetura. geofísica. apresentar experiência curricular e/ou profissional compatível. farmácia-bioquímica. física. Outras: Conhecimento da legislação de controle de poluição ambiental. de competência da CETESB. Na impossibilidade desta comprovação. biomedicina. tecnologia em áreas de engenharia.95102§ Competências Técnicas Formação: Graduação universitária nas modalidades de engenharia. biologia. devidamente referendada pela Diretoria Plena. Experiência: – Experiência específica em atividade de controle de poluição: 5 anos completos. arquitetura. geografia. apresentar experiência curricular e/ou profissional compatível. biologia. geografia. Proposta 1 – exclusivamente Graduação Universitária Formação: Graduação universitária nas modalidades de engenharia. química. Registro no respectivo Conselho. . ecologia. ecologia.

96102§

Manual de Descrição de Cargos

Função de Confiança: Gerente de Departamento Forma de preenchimento: designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais

D.O.: Universitários Cód.: CBO: 1114-10

1. planejar, controlar e coordenar as atividades das unidades subordinadas, priorizando necessidades, definindo critérios e orientando nos procedimentos a serem adotados de acordo com normas e instruções vigentes; 2. supervisionar as atividades das unidades subordinadas, avaliando e acompanhando os resultados; 3. responder às solicitações dos níveis hierárquicos superiores; 4. desenvolver o papel de gestor dos recursos humanos de sua unidade em todos os aspectos, responsabilizando-se principalmente na busca de solução dos assuntos inerentes às relações humanas do grupo, aplicando as ferramentas institucionais disponíveis: Normas Administrativas, Plano de Carreira, entre outras, com vistas à integração, motivação, respeito e harmonia no ambiente de trabalho, bem como atuando como facilitador no desenvolvimento das capacidades e habilidades de cada integrante de sua equipe, em consonância com a missão, política e diretrizes da CETESB; 5. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho da função.

Competências Técnicas Formação: Graduação universitária compatível, ou na impossibilidade desta comprovação, apresentar experiência curricular e/ou profissional compatível, devidamente referendada pela Diretoria Plena. Experiência: – Para empregados do quadro permanente designado à função de confiança, 1 ano de experiência na CETESB;

Outras: Registro no respectivo Conselho.

97102§

ENCARREGATURA

98

Manual de Descrição de Cargos

Encarregatura: Encarregado Administrativo I e II Forma de preenchimento: Designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais

D.O.:. Téc.-Administ. Cód.: CBO:

1. supervisionar e coordenar os serviços administrativos tais como: 2. assuntos fiscais, fundo fixo, transporte, manutenção, almoxarifado, registros trabalhistas, 3. serviços de natureza fiscal, compreendendo registros, controles, cálculos de apuração de tributos e recolhimento de acordo com a legislação vigente (ICMS, IR, ISS); 4. fundo fixo de caixa, efetuando adiantamento, contabilizando, apurando saldo e prestando conta; 5. uso e manutenção de veículos, bem como, os relatórios mensais de despesas, quilometragem e utilizações diárias; 6. serviços de recepção de documentos e correspondências recebidas e emitidas pela unidade; 7. atividades de administração de pessoal e benefícios; 8. recebimento de taxas, abertura e montagem de processos, controle de registros de multas, etc., relativas a licenças de instalação e funcionamento; 9. elaborar relatórios de produção e faturamento referente aos programas desenvolvidos, classificando as despesas por ordem de serviço, para fins de planejamento e controle da produção; 10. manter contato com os órgãos governamentais, bancos e empresas prestadoras de serviços, acompanhando legislações, contratos, etc.; 11. representar a Cia., na condição de preposto, quando convocado, em audiências junto à Justiça do Trabalho; 12. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções de encarregatura.

Competências Técnicas

Formação: Ensino Médio Completo.

Experiência: 2 anos de experiência na CETESB.

99 Manual de Descrição de Cargos Encarregatura: Encarregado de Laboratório Forma de preenchimento: Designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. auxiliar o gerente do setor na condução dos serviços de rotina. orientar estagiários e estudantes. pareceres. 4. meios de cultura e reagentes. . instruções operacionais de trabalho e procedimentos operacionais padronizados. materiais e equipamentos. 11. coordenar o fluxo de amostras e emissão de boletins de análise. 3. Competências Técnicas Formação: Superior Experiência: 5 anos. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções de encarregatura. ministrar aulas. equipamentos. agendar e organizar os atendimentos dos serviços do laboratório. 2.: Universitários Cód. 10. coordenar o descarte de amostras e materiais. especificar e requisitar reagentes. executar ensaios e operar equipamentos afetos a vocação do laboratório em que atua. materiais. 5. palestras. relatórios técnicos. treinamentos práticos especializados. 7. 12. elaborar normas. 6. 9. participar de pregões e avaliar propostas de fornecimento além da conformidade com as especificações requeridas. Outras: Registro no respectivo Conselho. coordenar a realização de procedimentos destinados ao controle de qualidade de análises. 8.O.: CBO: 1. organizar e gerenciar as calibrações e manutenções preventivas e corretivas de equipamentos e instalações.

100 Manual de Descrição de Cargos Encarregatura: Encarregado Operacional Forma de preenchimento: Designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. mecânicas e de telefonia da Cia. orientando sobre os serviços a serem realizados.O. 3. elétricas. 4..: CBO: Atividades Gerais 1.. 2. controlar os contratos de aluguel e manutenção de máquinas e equipamentos.-Administ. Cód. hidráulicas. supervisionar e orientar técnica/operacionalmente a manutenção preventiva e corretiva das instalações prediais.: Téc. Experiência: 3 anos na CETESB. . Competências Técnicas Formação: Ensino Médio Completo. acompanhar vistorias de empresas contratadas para executar serviços de instalação e manutenção em geral. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções de encarregatura. bem como os serviços relacionados a gráfica da Cia.

5. Na impossibilidade desta comprovação. autos de penalidades.O. Prefeituras Municipais. bem como a realização de inspeções técnicas a empreendimentos sujeitos à aplicação da legislação de competência da Cetesb. de resíduos sólidos domésticos e de resíduos de serviços de saúde. .: CBO do cargo permanente do empregado. tecnologia em áreas de engenharia. Outras: Registro no respectivo Conselho. a serem submetidos à apreciação do Gerente da Agência Ambiental. química. a serem emitidos pelo Gerente da Agência Ambiental. 4. Conhecimento de processos industriais e os sistemas de controle de poluição correspondentes. Competências Técnicas Formação: Graduação universitária nas modalidades de engenharia. quando necessário. (*) Obs. conhecimento da legislação de controle de poluição ambiental. bem como acompanhar sua implantação. geologia. quanto a sistema de água. 3. colaborar no planejamento. 7. ONG´s e público em geral. de atendimento às reclamações da população e de assistência a municípios. demais Órgãos Públicos. o atendimento e a avaliação de acidentes ambientais. ecologia. Experiência: – Experiência específica em atividade de controle de poluição. representar o Gerente da Agência Ambiental. coordenar e revisar as atividades técnicas da agência tais como: 2. quando necessário. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções de encarregatura. os projetos de sistemas de controle de poluição. minuta de informações e pareceres técnicos em atendimento ao Ministério Público. licenças. arquitetura. devidamente referendada pela Diretoria Responsável. em ações gerais junto aos Comitês da Bacia Hidrográficas. Habilidades: – Conhecimentos em informática.: CBO: (*) 1. apresentar experiência curricular e/ou profissional compatível.101 Manual de Descrição de Cargos Encarregatura: Supervisor Técnico Forma de preenchimento: Designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais D. certificados e pareceres técnicos. de 3 anos completos. as propostas de autos de inspeção. 6. supervisionar.: Universitários Cód. biologia. de esgotos sanitários. orientando a equipe técnica da agência. coordenação e execução de ações de: controle de poluição ambiental. de competência da Cetesb.

102 FUNÇÕES GRATIFICADAS .

103 Manual de Descrição de Cargos Função Gratificada: Assistente Administrativo I Forma de preenchimento: Designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1. executar diversos serviços de digitação de documentos. D. orientar e distribuir as atividades administrativas.: Cód. Experiência: – Compatível com o exercício do cargo.O. 3. Competências Técnicas Formação: Compatível com o exercício do cargo. . Outras: Conhecimentos em microinformática. 2. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho da função.: CBO: 1114-10 coordenar. cartas e relatórios.

104 Manual de Descrição de Cargos Função Gratificada: Assistente Administrativo II Forma de preenchimento: Designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1.: Cód.: CBO: 1114-10 coordenar. Outras: Conhecimentos em microinformática. D. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho da função.O. entrevistas e outras. marcar audiências. 3. executar diversos serviços de digitação de documentos. cartas e relatórios. Experiência: – Compatível com o exercício do cargo. . orientar e distribuir as atividades administrativas nos respectivos gabinetes. reuniões. 2. 4. Competências Técnicas Formação: Compatível com o exercício do cargo. obedecendo à pauta de despachos existente.

D. orientar e distribuir as atividades administrativas nos respectivos gabinetes. cartas e relatórios. marcar audiências. coordenar.105 Manual de Descrição de Cargos Função Gratificada: Assistente Administrativo III Forma de preenchimento: Designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1. reuniões. . entrevistas e outras. Competências Técnicas Formação: Ensino Médio Completo.: CBO: 1114-10 secretariar as atividades dos respectivos gabinetes.: Cód. 3. 4. 5. executar serviços de redação e digitação de documentos. obedecendo à pauta de despachos existente. Outras: Conhecimentos em microinformática. Experiência: 1 ano. 2. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho da função.O.

entrevistas e outras. 4. executar diversos serviços de redação e digitação de documentos.106 Manual de Descrição de Cargos Função Gratificada: Assistente Administrativo IV Forma de preenchimento: Designação Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição Atividades Gerais 1. marcar audiências. obedecendo à pauta de despachos existente. 2. 3. Experiência: 1 ano. D.O. cartas e relatórios. coordenar. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho da função. 5.: Cód. Competências Técnicas Formação: Ensino Médio Completo. orientar e distribuir as atividades administrativas no respectivo gabinete. reuniões. Outras: Conhecimentos em microinformática.: CBO: 1114-10 secretariar as atividades do Diretor Presidente da CETESB. .

107 CARGOS EM EXTINÇÃO .

108 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Auxiliar de Campo Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição 1. Experiência: 7 meses.: Téc. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.-Administ. preparar. Cód. 4.: CBO: 5152-25 realizar coletas. realizar inspeções sanitárias em sistemas produtivos e distributivos de água para abastecimento. físico-químicos e instalação de equipamentos em campo. tanto público como privado.O. valorar e dosar soluções para tratamento de água. preparar amostras para análises e auxiliar os técnicos em todas as suas atribuições. 3. 5. 6. Competências Técnicas Formação: Ensino Fundamental Completo. 2. testes. . colher e preservar amostras segundo as técnicas e metodologias especificadas nos guias técnicos de coleta. D.

2.-Administ. protocolando-as. auxiliar no controle de material da área. 3. . 7. executar atividades simples de escritório. Cód. controlar entrada e saída de correspondência.109 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Auxiliar de Escritório Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D.O.: Téc. atender chamadas telefônicas e ou pessoas que procuram a unidade. efetuar o lançamento de dados em registros e impressos existentes a fim de permitir o controle de documentação. 6. arquivar documentos. Experiência: 6 meses. 5. digitando cartas ou impressos visando atender as necessidades administrativas da unidade. Competências Técnicas Formação: Ensino Fundamental Completo. 4. organizando a documentação e/ou correspondência.: CBO: 4110-05 1. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.

servir café e outros de natureza similar aos Diretores. executar os serviços de copa. ajudar.: CBO: 5134-25 1. zelar pela boa apresentação das bandejas usadas nas Diretorias.: Operacionais Cód. Competências Técnicas Formação: 5º ano do Ensino Fundamental. .O. 3. eventualmente. Experiência: 6 meses. 5. guardanapos e outros utensílios por ocasião de recepções especiais na Diretoria. copos e demais utensílios utilizados. zelando pela higiene e limpeza das xícaras. 4.110 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Copeira Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. 2. na distribuição de talheres. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.

2. mecânicas e da marcenaria.: Operacionais Cód. . Experiência: 2 anos. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. elaborar pedidos de aquisição de materiais e equipamentos diversos. elétricas. Competências Técnicas Formação: 9º ano do Ensino Fundamental. executando-os quando necessário.O. supervisionar e orientar técnica e operacionalmente os serviços de manutenção preventiva e corretiva das instalações civis.111 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Líder de Serviços de Manutenção Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. 3. hidráulicas.: CBO: 5143-25 1.

inclusive peças de reposição dos veículos. 8. Competências Técnicas Formação: 5º ano do Ensino Fundamental. 4. Outras: Carteira Nacional de Habilitação CNH – categoria “D”. para execução de seus serviços. 5. 3. manter suas ferramentas.: CBO: 9144-05 executar a manutenção mecânica dos veículos que integram a frota da Cia. executar manutenção preventiva dos veículos procedendo a revisões periódicas.O. avisando a chefia imediata da necessidade de alguns reparos diferenciados nos veículos e que devem ser feitos nas oficinas especializadas ou autorizadas. localizar e efetuar reparos que se fizerem necessários.: Operacionais Cód. equipamentos e uniformes em perfeitas condições. Experiência: 3 anos. 10. 2... que lhe serão entregues. 7.112 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Operador de Manutenção de Veículos Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 40 horas semanais Descrição D. manter sob a sua guarda os bens da Cia. . inspecionar os veículos com defeitos mecânicos e/ou avarias gerais verificando o tipo de serviço de manutenção a ser efetuado. manobrar os veículos no pátio da oficina. efetuar trabalhos de solda em diversas partes dos veículos. 1. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. 9. 6. efetuar o acompanhamento da qualidade dos serviços efetuados nos veículos da Cia.

9. 2. . emitir RRD e devolver à unidade solicitante a SST. 4. recolher no verso da T/TST o relatório da transmissão. 1. receber da ECT os comprovantes de Transmissão e de Entrega dos Telegramas. desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo. contatar a ECT para transmissão do telegrama na categoria solicitada. 5. emitir Relação de remessa de Documentos (RRD) e encaminhar a via original das transmissões e informações da ECT à unidade solicitante. 7. 10. 6. tirar cópia e arquivar junto ao SST. receber a solicitação de Transmissão//Transmission Sheet TELEFAX-T/TST. encaminhar às unidades através de RRD as mensagens recebidas pelo FAX.: CBO: 4121-15 receber as Solicitações de Telegrama (SST) protocolando a data e horário do recebimento.: Operacionais Cód. Experiência: 1 ano. efetuar a ligação e transmitir a mensagem. 3.O. 8. elaborar relatório mensal de Telegramas e FAX recebidos e expedidos. Competências Técnicas Formação: Ensino Fundamental Completo. 11.113 Manual de Descrição de Cargos Cargo: Operador de Telex Forma de preenchimento: Concurso Público Jornada de trabalho: 30 horas semanais Descrição D.