Imagem 01 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos

´···! ·
´· ·!· ´´´/´

· ¯· .···· ´·

·· ´·

´····· .·· ·· /· ´·

• ·! ´
•´/· ´
• /·.·
·· '
¯··· '
• ´··
´··· ´·!´ ´
´· ´·· ´
• ····· ! ´! /
• ·· ! ´· ¯
•¯·
··· · · ·. !· ···· ···
´·· · ··· !· ···.!!· /
´·· ·· · .· //
´·· ´·· · ´·· /´
´· ¯· / !· ´·· · ´·· · · ´ ! ¯! /´
´· ¯· ´ ·· !· ´·· ´·· · !· !· ·· · · ´ ! ¯! /´
•/ /'
•·!·· · '·· /´
•´··

· /
'· ´
´´ '·· ´´
´´ ´· ´´
´.·· / ´´
´.·· ´ ´'
´.·· ´ ´´
´·· ´/
·!· ´¯
´ · ´
´ ´ ´´
´··!··· ·· ´´
´/ ´´

02
Ao projetar um empreendimento temos um conjunto de ações, características,
conceitos, exigências e demasiada responsabilidade para por em prática tudo aquilo
que queremos levantar.

Esses aspectos fazem o projeto tomar um ponto de partida para sua forma e
elaboração, porém é aqui que começamos a ver as coisas com outros olhos por
causa de um fator importantíssimo sem o qual nenhum projeto pode ser emoldurado:
a estrutura.

É sempre gratificante por em prática o que aprendemos em teoria explorando as
infinitas elaborações da nossa criatividade em uma folha de papel, mas é com a
estrutura que descobrimos se aquilo que estamos criando tem condição de existir ou
não.

Este projeto tomou um rumo interessante em que muita coisa teve de ser adaptada
para poder fazer parte do “esqueleto” da edificação, para uma primeira vez eu
confesso que tive dificuldades a abraçar essa nova fase e teve coisas que não
saíram como eu imaginava, no entanto a realização do mesmo mostrou que toda
criação do projeto deve ser pensado como uma coisa só(união de forma e estrutura)
para este poder dar certo.
03
• Terreno com desnível de 4,30 m.

• Localização de implantação em bairro perigoso.

• Próximo a rede de canal de esgoto.

• Economia na obra.

• Manter fidelidade ao conceito visando as normas.

• Adaptação com acessibilidade.
04
• Gerais: o objetivo proposto é realizar o anteprojeto de uma edificação habitacional
multifamiliar com interação para espaços livres e coletivos .

• Específicos: esta obra deve seguir um programa de necessidades que prioriza o
público-alvo de baixa renda fazendo com que a execução do projeto seja econômico
e bem elaborado. Seu programa de necessidades visa a construção de 100 unidades
habitacionais (10 para portadores de cadeira de rodas), edifício comercial e de
serviço com 20 unidades (sendo 04 lanchonetes) além dos wc´s públicos e uma
área de uso comum com praça de entrada, de vivência, playgrounds, pista de
cooper, ciclovia, área de ginástica, quadra poliesportiva, campinho de areia, passeios
públicos, bicicletário e estacionamentos.
05
 Processo Metodológico da Proposta
Para uns a inspiração se atribui a gênios ou a dons divinos, mas o que se vê de mais
comum é a inspiração aparecer como solução tardia para uma resposta sobre uma
pessoa pressionada. Esse foi o meu caso. No início do projeto foram explorados
varias tipologias e temas, mas com o passar do tempo e escasso de idéias, o
sistema de objetivos se atribuiu a uma construção que desse forma e harmonia com
o terreno, o que acabou agradando os professores responsáveis pelo
assessoramento. Pilares de 15 x 46, 15 x 20 e colunas de 20cm de diâmetro
conduzem a colossal estrutura de concreto armado que levanta a edificação

Proposta Conceitual
A edificação tem como base o modernismo, visando grandes vãos sobre pilotis e
racionalidade em suas fachadas. Seu espaço de uso comum tem inspiração na arte
de Burle Marx buscando um alvorecer e sincronia entre conforto, acessibilidade e
paisagismo para aqueles que estiverem tanto fora como dentro poder contemplar e
vivenciar um bom espaço.
06
O edifício tem em sua forma o reflexo prático e útil da elevação em exigência do programa de
necessidades, atribuindo a harmonia da obra com o terreno e aproveitando seu desnível para agir de maneira
funcional nos principais pontos destinados ao projeto: acessibilidade, estética e conforto.

A acessibilidade está presente não só nos apartamentos adaptados, como também se encontra na
parte de convívio, onde temos rampas e passagens para portadores de cadeira de rodas; a estética se encontra em
todo o projeto, desde a forma pensada que nos leva ao modernismo racional encontrado no edifício até o desenho
das praças, e por fim o ponto em que mais se destaca é o conforto pois toda a beleza e raciocino foram projetados
visando o bem estar do morador.

Atendendo aos requisitos propostos pelo massivo programa de necessidades o edifício atende
também ao convívio, comércio e o lazer, apresentando uma quadra poliesportiva e um campo de areia para jogos e
afins; duas belíssimas praças, uma de entrada e outra de convívio com traçado inspirado nas pinturas orgânicas de
Burle Marx e rico em arborização; pistas de cooper, ciclovias e faixas de passeio público cruzam toda a área de uso
comum; o projeto consta também com uma área de ginástica para evitar o sedentarismo e playgrounds para as
crianças gastarem sua energia. Bicicletarios são encontrados em quase todos ambientes de uso comum para evitar
a centralização, assim como também há 60 vagas de estacionamento sendo 20 delas visando a área comercial e 04
vagas adaptadas para portadores de cadeira de rodas.

No nível superior do terreno temos um acesso ao pilotis onde fica a zona comercial apresentando 16
lojas e 04 lanchonetes com cerca de 15m² cada, e junto deste fica a praça de alimentação tendo uma belíssima vista
à rua e aos níveis inferiores além de contar com uma ótima ventilação correndo do sudeste. Cruzando o pilotis
passamos por um corredor rico em área verde e no final deste temos a área de eventos, que está disposta para
festas, encontros, etc. Para finalizar temos três pavimentos superiores projetados para atender ao conforto e bem
estar dos moradores.
07
A edificação aplica em seus ambientes
conforto e utilidade, firmeza e beleza, arte e
acessibilidade, buscando o reflexo de sua
função em suas elaboradas divisões.
08





















Concreto: foi escolhido para a estrutura concreto com 25 fck de resistência já que este apresenta um bom coeficiente
para a carga estimada nos três pavimentos mais o pilotis e conforme a tabela a de agressividade ambiental, seu conteúdo
não passa do nível moderado de riscos.

Colunas: foram escolhidas colunas de aço com 20cm de diâmetro para aplicação no interior dos apartamentos tendo em
vista que esta dimensão é suficiente para ser uma coluna intermediaria entre vigas que se cruzam ao longo dos pilares de
canto, e para que a altura das vigas não passe de 60 cm.

Pilares: os pilares são de concreto com dimensão de 15 x 46cm com finalidade de se manter oculto (pilares parede).
Estes pilares se encontram em maioria nos cantos dos apartamentos.

Laje: foi escolhida a laje nervurada com EPS, sua dimensão é de 30 x 26,5 visto que esta além de vencer o esforço à
flexão e atender a demanda de grandes vãos presentes no projeto, a aplicação do EPS fornece uma fácil manutenção,
rápida construção e não é necessário ferramentas de alto custo para o manuseio do EPS.

Vigas: as vigas são de concreto armado apresentando base de 15 cm, mas suas alturas variam de 30 a 60 cm
dependendo da largura do vão.
 ··· · · ·. !· ···· ···
09
Imagem 02 – Fonte: NBR 6118
´·· · ··· !· ···.!!·


O empreendimento apresenta:
- Classe de agressividade ambiental II
- Agressividade Moderada com pequeno risco de deterioração da estrutura
- Ambiente para efeito de projeto do tipo urbano

“Pode-se admitir um microclima com uma classe de agressividade mais branda (um nível acima) para ambientes
internos secos (salas, dormitórios, banheiros, cozinhas e áreas de serviço de apartamentos residenciais e conjuntos
comerciais ou ambientes com concreto revestido com argamassa e pintura).” – NBR 6118

10
Imagem 03 – Fonte: NBR 6118
 ´·· ·· · .·
11
Imagem 04 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por
Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
Imagem 05 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por
Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
 ´·· ´·· · ´··
12
Imagem 06 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por
Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
Imagem 07 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por
Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
 ´· ¯· / !· ´·· · ´·· · · ´ ! ¯!
13
Imagem 08– Projetado no Revit Archtecture 2013 por
Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
 ´· ¯· ´ ·· !· ´·· ´·· · !· !· ·· · · ´ ! ¯!
14
Imagem 09– Projetado no Revit Archtecture 2013 por
Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
O projeto consta com uma grande quantidade de árvores e plantas que embelezam
grande parte do ambiente, desde as áreas externas até internas entrando em harmonia
com os caminhos percorridos nas pistas de cooper e ciclovia, como também entrando
em harmonia com as curvas das praças.

NOME TIPOLOGIA ALTURA
Dogwood Grande Porte 9,20m
Palmeira Real Grande Porte 7,50m
Deciduos Hawthorn Grande Porte 7,40m
Acacia Médio Porte 1,10m
Agave Tropical Pequeno Porte 0,45m
Bambu Budah Belly Médio Porte 1,50m
Palmeira Anã Médio Porte 2,10m
15
 Área do Terreno: 10.984,33 m²

 Área de Construção: 10.108,135 m²

 Área Permeável: 2.425,075 m²

 Taxa de Ocupação: 22,07%

 Índice de Aproveitamento: 0,77

 Densidade Bruta: 18,40

Pisos: cerâmica, pedra itacolomy, piso intertravado e granilite

 Caixa d´agua: duas caixas com capacidade de 288.000 litros


16
17




Imagem 10 – Modificado no Google Maps por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
O local selecionado para concepção do anteprojeto foi o bairro José Pinheiro, entre a av. Min José Américo de
Almeida e a rua Maximiano Machado localizados em Campina Grande.

O lote selecionado para execução consta com um desnível de 4,30m, e diversos problemas funcionais e estéticos
que já são comuns no bairro, como o alojamento amontoado de casas sem planejamento e falta de condições
higiênicas e sanitárias básicas para os moradores.
Imagem 11 – Modificado no Google Earth por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
N
^
18
 ·



Imagem 03 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
Imagem 13 – Modificado no Google Earth e Coreal Photo Paint x5 por Heitor
Vasconcelos; imagem sem escala
Imagem 12 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor
Vasconcelos; imagem sem escala
19
O local selecionado para concepção do anteprojeto foi o bairro José Pinheiro, entre a av. Min José Américo de
Almeida e a rua Maximiano Machado localizados em Campina Grande.
O lote selecionado para execução consta com um desnível de 4,30m, e diversos problemas funcionais e estéticos
que já são comuns no bairro, como o alojamento amontoado de casas sem planejamento e falta de condições
higiênicas e sanitárias básicas para os moradores.
 '



Imagem 14 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
O conjunto habitacional apresenta em sua tipologia seis modelos de apartamento diferentes, apresentando sala
de estar, sala de jantar, cozinha, wc, área de serviço, quarto e varanda, variando aqueles destinados a solteiros ou
pessoas que morem sozinhas, estes com 32,96m² de área e um dormitório; os apartamentos para casais ou duas
pessoas, estes com 41,54m² de área e dois dormitórios; e aqueles destinados para famílias, havendo três quartos
e uma área de 59,86m².
20
 '



Para cadeirantes foram projetados apartamentos adaptados ao seu bom uso prevendo altura de bancadas,
circulação e apoios verticais e laterais em paredes nos dormitórios e wc. O apartamento de um quarto possui
34,34m², o de dois quartos 45,60m² e o de três quartos 59,86m².
21
Imagem 15– Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
 ´´ '··



Imagem 16 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
22
 ´´ ´·



Imagem 17 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
23
 ´.·· /



Imagem 18 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
24
 ´.·· ´



Imagem 19 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
25
 ´.·· ´



Imagem 20 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
26
 ´· ·!·














 ´· '··.··
Imagem 21 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
Imagem 22 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
27
 ·! ···















·! ·



Imagem 23 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
Imagem 24 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
28
 ·! ···















·! ´



Imagem 26 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
Imagem 25 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
29
Imagem 27 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
 ´ .· · /













30
 ´ .· · ´













Imagem 28 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
31
 ´ .· ´ /













 ´ .· ´ ´













 ´ .· ´ ´












Imagem 31 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos;
imagem sem escala
Imagem 30 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
Imagem 29 – Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor
Vasconcelos; imagem sem escala
 ´ .· ´ ´












32
Imagem 32– Projetado no Revit Archtecture 2013 por Heitor Vasconcelos; imagem sem escala
· ···· · ··· · ! ·· · ···
! ·! ·/· ·· ··· .·· · ·.·

··· ! / ·· !· ·····!!·· · /.
!· /· ··! ··! · ··· ! · ·· ·· · /· ·/!

····..· ··· .!!· · · /· !· ··· ··.···
/· ·!!· !· · ······ !!· ··· !·· ·
· ···!.·· ! ·
33
VITRUVIUS - VITRUVIUS ARQUITETURA - 23.11.2010
<http://www.vitruvius.com.br/revistas> acesso em 28 de abril de
2012 (14:00 – 16:00)

CLIQUEARQUITETURA – BANHEIRO ADAPTADO- 12.08.2010
<www.cliquearquitetura.com.br/portal/dicas/view/banheiro-adaptado/>
acesso em 17 de abril de 2012 (22:00 – 23:00)

IAB – ROTEIRO ARQUITETÔNICO 13.03.2009
www.iab.org.br/images/stories/roteiro-arquitetonico.pdf acesso em 10
de maio de 2012 (15:00 – 17:00)

FAG.EDU – CONCEITO ARQUITETÔNICO 01.02.2012
www.fag.edu.br/professores/fulvio/PAR%20VI/CONCEITO%20EM%20ARQU
ITETURA2.pdf acesso em 01 de maio de 2012 (07:00 – 09:00)
34
35
"A arquitetura não muda nada. Está sempre do lado dos mais
ricos. O importante é acreditar que a vida pode ser melhor"
-Oscar Niemeyer