You are on page 1of 24

2ª Edição

D I S C I P L I N A

Geometria Plana e Espacial

Formas geométricas básicas e a crença nos postulados
Autores
Iran Abreu Mendes José Querginaldo Bezerra

aula

02

Governo Federal
Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro da Educação Fernando Haddad Secretário de Educação a Distância – SEED Ronaldo Motta

Revisoras de Língua Portuguesa Janaina Tomaz Capistrano Sandra Cristinne Xavier da Câmara Ilustradora Carolina Costa Editoração de Imagens Adauto Harley Carolina Costa Diagramadores Bruno Cruz de Oliveira Maurício da Silva Oliveira Júnior Thaisa Maria Simplício Lemos Imagens Utilizadas Banco de Imagens Sedis (Secretaria de Educação a Distância) - UFRN MasterClips IMSI MasterClips Collection, 1895 Francisco Blvd, East, San Rafael, CA 94901,USA. MasterFile – www.masterfile.cpom MorgueFile – www.morguefile.com Pixel Perfect Digital – www.pixelperfectdigital.com FreeImages – www.freeimages.co.uk FreeFoto.com – www.freefoto.com Free Pictures Photos – www.fre-pictures-photos.com BigFoto – www.bigfoto.com FreeStockPhotos.com – www.freestockphotos.com OneOddDude.net – www.oneodddude.net

Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Reitor José Ivonildo do Rego Vice-Reitor Nilsen Carvalho Fernandes de Oliveira Filho Secretária de Educação a Distância Vera Lúcia do Amaral

Secretaria de Educação a Distância- SEDIS
Coordenadora da Produção dos Materiais Célia Maria de Araújo Projeto Gráfico Ivana Lima Revisores de Estrutura e Linguagem Eugenio Tavares Borges Marcos Aurélio Felipe Pedro Daniel Meirelles Ferreira Tatyana Mabel Nobre Barbosa

Divisão de Serviços Técnicos Catalogação da publicação na Fonte. UFRN/Biblioteca Central “Zila Mamede”

Mendes, Iran Abreu. Geometria espacial: interdisciplinar / Iran Abreu Mendes, José Querginaldo Bezerra. – Natal, RN: EDUFRN Editora da UFRN, 2005. 324 p. 1. Geometria euclidiana. 2. Teoremas clássicos. 3. Triângulos. I. Bezerra, José Querginaldo. II. Título. ISBN 85-7273-288-8 RN/UF/BCZM 2005/48 CDD 516.2 CDU 514.12

Copyright © 2007  Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste material pode ser utilizada ou reproduzida sem a autorização expressa da UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

medição de segmentos e medição de ângulos. que consiste em deduzir novas proposições a partir de premissas já estabelecidas. N Objetivos As atividades propostas nesta aula pretendem contribuir para que você possa: Compreender as noções primitivas de ponto. já explicamos o porquê dos axiomas e seu papel no desenvolvimento da geometria. consideradas como “noções primitivas” e os axiomas de incidência e ordem. Na aula anterior (aula 1). reta e plano. introduziremos as noções de ponto. Deduzir fatos geométricos a partir das noções primitivas. em que fazemos uso do Método Dedutivo (ou Axiomático). reta e plano como elementos básicos para a construção do seu conhecimento sobre geometria.Apresentação esta aula. 1 2 3 2ª Edição Aula 02  Geometria Plana e Espacial  . Avaliar o papel dos axiomas e a importância do método dedudivo. Isso ficará claro na argumentação que usaremos em algumas atividades.

nos prédios em geral. não são pontos e. Dessa forma. ficará diferente de uma marca feita com um lápis de ponta fina. Concorda? A marca feita pela ponta de um lápis. sim. na sua casa. o encontro de uma parede com o piso. Essa definição não é boa porque ainda não explicamos o que é um círculo.Observações do dia-a-dia Observe. Essas noções são ditas primitivas exatamente por essa razão. retas e planos. a marca feita pela ponta de um lápis no papel não é um ponto.  Aula 02  Geometria Plana e Espacial 2ª Edição . o cruzamento de duas rodovias num mapa. como essas noções são bastante intuitivas. representações de pontos. podem aceitá-las sem maiores explicações. raio nulo! Qualquer outra tentativa teria esse tipo de problema. Veja uma tentativa de definir ponto: um ponto é um círculo de raio nulo. faça uma nova leitura e reflita mais um pouco. as estrelas no céu. o que é mais estranho. o risco feito com o auxílio de uma régua numa folha de papel sobre uma mesa lisa. naturalmente. Teríamos as mesmas dificuldades para definir reta e plano. isto é. É possível explicarmos por que. assim como o cruzamento de duas rodovias num mapa. Pense um pouco sobre o que você observou e/ou imaginou! Se você associou essas coisas a pontos. uma planície perfeita. por exemplo. a marca da ponta de um lápis deixada no papel. a superfície de um lago quando a água está em repouso. na natureza etc. a luz passando por um pequeno buraco num ambiente escuro. o que é raio e. o fio esticado do prumo do pedreiro. o tampo de uma mesa ou o piso de uma casa. parabéns! Caso contrário. as pessoas podem entendê-las. em seu ambiente de estudo. no trabalho. Se a marca for feita com um lápis de ponta grossa. é preferível admiti-las sem preocupação em defini-las formalmente.: n   n   n   n   n   n   n   n   n   n   n   o encontro de duas paredes.

na sua folha de papel. Depois de algum momento de reflexão. faça um risco em cima de cada marca (vinco ou dobra). com o auxílio de uma régua e de um lápis. se possível. Você sempre poderá marcar mais pontos? Há um limite máximo de pontos? Justifique suas respostas. de modo que ele se encontre (intercepte) com o primeiro. o que você pode concluir sobre a noção de plano? Pegue a folha de papel. À qual idéia você associa esses riscos? Marque. Imagine que existam folhas tão grandes quanto se possa imaginar. sua resposta Aula 02  Geometria Plana e Espacial  4. 2ª Edição . Repita o procedimento fazendo outro vinco. 2 3 4 5 Cada vinco representa ___________________________________ A interseção (encontro) dos vincos representa _________________ _____________________________________________________ Abra a folha e. deixando a marca (vinco) da divisão. alguns pontos com lápis. dobre-a ao meio (ou em qualquer posição).Atividade 1 1 Pegue uma folha de papel. Imagine uma folha de comprimento e largura infinitos. de diferentes cores.

reta e plano. acreditamos que já é possível. tente traçar todas as retas que passam por esses dois pontos. no verso da folha. envolvendo esses três elementos básicos da geometria. Atividade 2 1 2 3 4 5 6 7 8  Aula 02  Geometria Plana e Espacial Marque. que nos levem a enunciar alguns fatos novos. De antemão. tente traçar todas as retas que passam pelo ponto A. em uma folha de papel. Quantas retas você conseguiu traçar? Qual o menor número de pontos necessários para traçar uma reta? O que você pode concluir disso? 2ª Edição . Utilizando régua e lápis ou caneta. um ponto. vamos praticar novas atividades. É possível traçar todas as retas que passam pelo ponto A? Por quê? Quantas retas passam pelo ponto A? O que você conclui disso? Marque. dois pontos em lugares diferentes e indique-os por A e B. para você. assumir que um plano é formado por infinitos pontos e que as retas são subconjuntos especiais de pontos do plano.5. Usando régua e lápis ou caneta. Uma vez que você entendeu as idéias de ponto. indicando-o com a letra A.

2ª Edição sua resposta Aula 02  Geometria Plana e Espacial  3. observe que tudo o que formos deduzir (ou introduzir) será respaldado por fatos ou resultados já estabelecidos.4. Como frisamos na aula 1. . 5. 8. Nessa atividade. os axiomas constituem o alicerce de uma teoria. 6. Daqui para frente. 7. concluímos que por um ponto dado passam infinitas retas e Axioma 1 – Por dois pontos distintos passa uma única reta.

Figura 1 Como podemos observar. Assim sendo. enquanto o ponto C está entre B e D. Na figura a seguir. Na figura a seguir. Posição de pontos pertencentes a uma reta Observe os postes de iluminação pública de sua cidade. não é? A mesma coisa acontece com os pontos de uma reta. enquanto A e C estão em lados opostos. o ponto B está localizado entre A e C. Existem pontos num mesmo lado e pontos em lados opostos. as relações posicionais estabelecidas referem-se sempre a cada dois pontos e a uma reta.Posição de pontos não pertencentes a uma reta Imagine um rio em época de cheias. umas de um lado e outras do outro. É comum se dizer que determinado poste está entre outros dois. Podemos dizer que B está entre A e D? Figura 2  Aula 02  Geometria Plana e Espacial 2ª Edição . Ficam nas margens do rio. não é verdade? Pois bem. o mesmo acontece com uma reta. qual a relação posicional entre B e C? Você deve ter percebido que B e C também estão em lados opostos da reta m. tudo no mesmo plano. A e B estão de um mesmo lado da reta m. As pessoas gostam de ver e viver aquele período.

as afirmações seguintes. com base no axioma 4. sempre existe um ponto C entre A e B e. existem pontos que pertencem e pontos que não pertencem a essa reta. São novos axiomas e. um ponto D. tal que B está entre A e D. tais que B está entre A e X.Você deve ter respondido. dispensam prova por serem suficientemente claros e evidentes. numa mesma reta. um. que B está entre A e D. Axioma 4 – Dados dois pontos distintos A e B. b) Se A e B são pontos de uma reta. como os que já foram inseridos e outros que iremos introduzir neste texto. você também percebeu que: Axioma 2 – Dada uma reta. e apenas um deles. localiza-se entre os outros dois. Além disso. Reflita bem a respeito dessas três afirmações. em relação à última pergunta. b) sua resposta Aula 02  Geometria Plana e Espacial  a) 2ª Edição . a) Entre dois pontos de uma reta existem infinitos pontos. Axioma 3 – Dados três pontos distintos numa reta. existem infinitos pontos X pertencentes à reta. Desafio justifique.

A semi-reta SAB Figura 4 B X Já dissemos que dada uma reta m. Figura 5 Atividade 3 Com base nas considerações apresentadas até agora e na Figura 5.  Aula 02  Geometria Plana e Espacial 2ª Edição . complete as lacunas vazias das afirmações seguintes. segmento AB Figura 3 O conjunto formado pelo segmento AB e por todos os pontos X. existem pontos de ambos os lados da reta. a) Dizemos que dois pontos A e B estão de um mesmo lado de uma reta m se o segmento AB_________________________________ b) Dizemos que dois pontos C e D estão em lados opostos de uma reta m se o segmento CD ________________________________ c) Os pontos A e E estão ________________________ da reta m.O conjunto formado pelos pontos distintos A e B sobre uma reta e todos os pontos que estão entre A e B é chamado de segmento de reta AB (ou simplesmente segmento AB). Como decidir se estão em um mesmo lado ou em lados opostos? Veja a figura a seguir e observe o que ocorre com os segmentos AB e CD em relação à reta m. d) Os pontos B e D estão ________________________ da reta m. tais que B está entre A e X é chamado de semi-reta SAB. e) Os pontos E e D estão _________________________da reta m.

Figura 6 Existe uma infinidade de pontos no mesmo lado de A (em relação à reta m) e uma infinidade de pontos que estão no lado oposto. Não é possível. Antes de passarmos para os axiomas de medição. com o objetivo de fixar melhor os conceitos introduzidos nesta etapa. Reflita sobre a conclusão acima para verificar que com relação à posição relativa de duas retas há três possibilidades: n   n   n   as retas não se interceptam – chamadas retas paralelas. faremos algumas atividades. Esse conjunto é representado por PmA. uma reta m e um ponto A que não pertence à reta. Qual axioma garante isso? _______________ _________________________________. Pois bem! O conjunto de pontos de m e mais os pontos que estão no mesmo lado de A é chamado de semi-plano determinado por m. num mesmo plano. as retas se interceptam em pelo menos dois pontos –chamadas retas coincidentes. as retas se interceptam em um único ponto – chamadas retas concorrentes. você concorda? _______. Conclusão: duas retas distintas ou não se interceptam ou se interceptam em um único ponto. contendo A. Atividade 4 Tente desenhar duas retas distintas que se interceptem em dois pontos. já que por dois pontos distintos passa uma única reta. de modo a contribuir para que você alcance uma compreensão ampla dos significados desses conceitos. Reflita sobre o axioma a seguir. Se elas tivessem dois pontos em comum. coincidiriam. Aula 02  Geometria Plana e Espacial  2ª Edição .Na figura a seguir temos. Axioma 5 – Uma reta m num plano determina exatamente dois semi-planos distintos. cuja interseção é a reta m.

Agora responda: SAB SAB SBA representa ____________________________________________ SBA representa ____________________________________________ A trena é um instrumento usado pelos marceneiros. Veja a ilustração abaixo. Trace (com canetas de cores diferentes. os vendedores usam uma barra de madeira numerada. para medir comprimentos. chamada “metro”. Figura 7 Note que. pelo topógrafo. se possível) as semi-retas SAB e SBA. Nas lojas de tecidos. para medir o comprimento de um segmento de extremidades A e B.. O instrumento mais usado para medir segmentos de reta é a régua numerada. etc. não é necessário que o zero da régua coincida com o ponto A. nas aulas de desenho. pelos pedreiros ou mestres de obras. Veja a ilustração abaixo.Atividade 5 Marque. dois pontos A e B. muito usada nas escolas. numa folha de papel. Figura 8 10 Aula 02  Geometria Plana e Espacial 2ª Edição .

justificando.B). temos o seguinte axioma. os pontos coincidirem. que denotaremos por d(A. a cada elemento de um conjunto corresponde um único elemento do outro e.B) = |a-b|. Axioma 8 – Se o ponto C encontra-se entre A e B. O último axioma sobre medição de segmentos que vamos usar é o seguinte. B).Um fato notável que vamos admitir como axioma é o seguinte. que denotaremos por AB. Axioma 6 – À cada par de pontos do plano. de modo que a distância entre dois pontos é o valor absoluto da diferença dos números correspondentes.B).C) < d(A. marque um ponto C. Axioma 7 – Existe uma correspondência biunívoca entre os pontos de uma reta e os números reais.B) = d(A. isto é. então d(A. ou o comprimento do segmento determinado pelos dois pontos. e somente se. ____________________________ _______________________________________ c) Você acabou de mostrar que ___________________________________ _____________________________________________________________ ________________________________________ 2ª Edição Aula 02  Geometria Plana e Espacial 11 . Atividade 6 Desenhe uma semi-reta SAB e. responda. a) Nessas circunstâncias. Correspondência biunívoca é o mesmo que correspondência um a um. No caso específico de pontos de uma reta. o que aconteceria? Use os axiomas de medição de segmentos para tirar suas conclusões. tal que d(A.C) + d(C. reciprocamente. Se A e B são dois pontos do plano. sendo esse número igual a zero se. A poderia estar entre B e C? __________________ b) Se B estivesse entre A e C. o número referido acima é a distância entre os dois pontos. sobre ela. d(A. Agora. Verifique (visualmente) que C está entre A e B. corresponde um número real maior ou igual a zero. Assim. se a é o número que corresponde ao ponto A e b é o número que corresponde ao ponto B.

a qual você certamente conhece. B entre A e C. você tinha três possibilidades: A entre B e C. denotamos tal ângulo por AÔB. nessa atividade. Veja também os telhados dos prédios e as numerações contidas nos meridianos do globo terrestre. e C entre A e B. Para você ter uma idéia da importância do ângulo. Figura 10 Figura 11 12 Aula 02  Geometria Plana e Espacial 2ª Edição . de 450 ou de 300. uma das maiores contribuições científicas dessa civilização. como o grado e o radiano. Se A e B são pontos nas semi-retas de origem O. que usavam um sistema de numeração sexagesimal. que foi sem dúvida. o instrumento para medir ângulos é o transferidor.: note que. Ângulo é uma figura formada por duas semi-retas com mesma origem. Veja a Figura 9. a terceira tem que ocorrer. que está relacionada com a idéia de declividade e de inclinação. É a noção de ângulo. A noção que vamos introduzir agora é muito importante e útil em nosso cotidiano. Figura 9 As semi-retas são chamadas lados e a origem comum.Obs. vamos usar o grau. de base 60. Para medir ângulos. Logo. pergunte a um mestre de obras ou a um marceneiro o que é um ângulo de 900. Assim como a régua numerada é usada para medir segmentos. Reflita um pouco. Vide figura abaixo. Você verificou que as duas primeiras não podem ocorrer. mas existem outras unidades. de vértice do ângulo. isto é. O grau foi inventado pelos Babilônios.

Figura 16 2ª Edição Aula 02  Geometria Plana e Espacial 13 . indicam outra forma de representar o ângulo AÔB. correto? Note. Figura 12 Figura 13 Quando não há razão para dúvidas escreve-se apenas Ô em vez de AÔB. Antes de enunciá-los.As Figuras 12 e 13. é chamado de ângulo raso. com O pertencente à reta m. observe a figura abaixo formada por uma reta m e uma semi-reta SOB. Veja na figura abaixo o ângulo raso AÔB. Figura 14 A Figura 15 mostra dois tipos de transferidores e a medição de dois ângulos. a seguir. Figura 15 Os axiomas a seguir. que a semi-reta está dividindo um dos semiplanos em duas partes. mas os lados dos ângulos podem ficar em qualquer posição. Note que a posição dos vértices dos ângulos deve coincidir com a origem (centro) do transferidor. na figura. Quando o ângulo é formado por duas semi-retas opostas. desde que ambos coincidam com marcas do transferidor. nos indicam como medir ângulos. Já sabemos que a reta m divide o plano em dois semi-planos. similares aos axiomas de medição de segmentos.

com O entre A e B. ficam determinados três ângulos: AÔB. SOB e SOC semi-retas distintas de mesma origem O e A. as duas semi-retas que formam o ângulo forem coincidentes. então. B A 0 Figura 19 14 Aula 02  Geometria Plana e Espacial 2ª Edição . Axioma 9 – A cada ângulo está associado um número maior ou igual a zero. B e C. dizemos que SOC divide o ângulo AÔB. A diferença entre dois desses números é a medida do ângulo formado pelas respectivas semi-retas. Axioma 10 – Existe uma correspondência biunívoca entre os números reais de 0 a 180 e as semi-retas com origem num ponto O de uma reta m.Dizemos que uma semi-reta divide um semi-plano se ela estiver contida no semi-plano e sua origem for um ponto da reta que o determina. B e O. Se C não pertence a m e SOC é uma semi-reta. Esse número – a medida do ângulo – é igual a zero se. Vide ilustração a seguir: Figura 18 Agora. O axioma seguinte nos diz como usar o transferidor para medir ângulos. Seja m uma reta que contém os pontos A. vamos enunciar os axiomas sobre medição de ângulos. Figura 17 Sejam SOA. AÔC e BÔC. e somente se. Se o segmento AB interceptar SOC. pontos distintos. que estão num mesmo semi-plano determinado por essa reta.

O resultado foi ______________________________. Note que AÔB + BÔC = 180º. Agora faça o seguinte: manipule. AÔD e BÔC são ditos opostos pelo vértice. Os pares de ângulos AÔB e DÔC. Some os valores encontrados. então AÔB = AÔC + CÔB. para deduzir que AÔD = BÔC. Pegue um transferidor e meça os ângulos AÔC e CÔB. Atividade 7 Faça um desenho que corresponda ao axioma 11. 2ª Edição Aula 02  Geometria Plana e Espacial 15 . algebricamente. anteriores. A medida do ângulo formado por duas semi-retas coincidentes é __________ __________________________________________.Axioma 11 – Se uma semi-reta SOC divide um ângulo AÔB. conforme mostra a Figura 20. a segunda e a terceira igualdades. Quando duas retas se interceptam num ponto O ficam determinados quatro ângulos. Confira com um transferidor! Figura 20 Atividade 8 1 Você notou que ângulos opostos pelo vértice têm a mesma medida? Use o transferidor para verificar esse fato. O menor desses ângulos é definido como o ângulo entre essas duas retas. BÔC + CÔD = 180º e CÔD + AÔD = 180º.

Bravo! Você acabou de provar que ângulos opostos pelo vértice têm mesma medida. 16 Aula 02  Geometria Plana e Espacial 2ª Edição . dizemos que as duas retas são perpendiculares. qual seria essa medida? Se você não encontrou 900.2 Efetue a soma AÔB + BÔC + CÔD + AÔD da Figura 20. se um dos quatro ângulos da Figura 20 (anterior) for reto. refaça os cálculos. 2. Se as medidas dos quatro ângulos fossem iguais. Os ângulos que medem 90º são chamados de ângulos retos. sua resposta 1. os outros três também serão. Por quê? Quando isso ocorre. Verifique que.

que também passe por A. Qual o axioma que você usou? ___________________________________________ Desenhe a reta r e uma outra reta t. 2ª Edição Aula 02  Geometria Plana e Espacial 17 . Resumo Nesta aula. reta e plano. apresentamos as noções primitivas de ponto. medição de segmentos e medição de ângulos.Atividade 9 1 2 Desenhe uma reta m e um ponto A sobre ela. O que você deduz dessa conclusão? ________________________________ ____________________________________________________ Veja se sua conclusão equivale a: Por um ponto de uma reta passa uma única reta perpendicular a mesma. Introduzimos os 11 axiomas que relacionam pontos e retas. e admita que t também forma um ângulo de 90º com m. Use o fato de que os ângulos entre “r e m” e “t e m” medem 90º para concluir que o ângulo entre r e t é 0º. supostamente diferente de r. Use um dos axiomas sobre medição de ângulos para concluir que existe uma reta r que passa por A e forma um ângulo de 90º com ela. Apresentamos alguns conceitos importantes e orientamos você na resolução de atividades que resultaram em fatos relevantes da geometria. assim como na prática de fazer demonstrações. que é fundamental em Matemática.

90º. respaldando-se no resumo acima e. Use um transferidor e desenhe ângulos de 45º. prove que AB<AC. 18 Aula 02  Geometria Plana e Espacial 2ª Edição . B e C são pontos de uma reta. 142º e 33º. B e C. Qual o ângulo formado pelos ponteiros das horas e dos minutos de um relógio quando são 12 horas e 30 minutos? Quais os ângulos mais usados na inclinação de um telhado? Consulte um mestre de obras. de pasta de dentes ou de remédio e verifique as marcas correspondentes aos seus cantos. quando for o caso. no detalhamento da aula. um engenheiro civil ou um arquiteto.Auto-avaliação Responda às seguintes questões. Abra (desmonte) uma caixa de leite. com B entre A e C. Decida se existem pontos A. 1 2 3 4 5 6 7 Justifique por que um segmento de reta AB tem infinitos pontos. 60º. tais que AB = 5. Se A. O que essas marcas representam? E o encontro de duas marcas? Procure saber o significado da palavra “planificação”. BC = 3 e CA = 1.

QUEIROZ. Geometria euclidiana plana e construções geométricas. 1). Fossa. 1995. 2004. Coimbra: Universidade de Coimbra. Editor geral John A. (Publicações de história e metodologia da matemática). (Coleção livro-texto). LOFF. A. 2ª Edição Aula 02  Geometria Plana e Espacial 19 . Dina Maria Santos. Cristina et al. 1993. J. João Lucas Marques. 6. OLIVEIRA.ed. Algumas actividades didácticas para a introdução da geometria euclidiana. 2000. Rio de Janeiro: SBM. (Série textos de história da matemática. Natal: SBHMat. RESENDE. Geometria euclidiana plana. 1998. Campinas: Editora da UNICAMP. Tradução Irineu Bicudo. Geometria. 2001. Maria Lúcia Boutorim de. LOUREIRO. O PRIMEIRO livro dos Elementos de Euclides. Eliane Quelho. Geometria euclidiana. Franco de.Referências BARBOSA. Lisboa: Universidade Aberta. Lisboa: Ministério da Educação.

Anotações 20 Aula 02  Geometria Plana e Espacial 2ª Edição .