You are on page 1of 9

Combustíveis Gasosos

Rubens Stuginski Jr
rubens@upf.br
Universidade de Passo Fundo
Faculdade de Engenharia e Arquitetura
Engenharia Mecânica
Geração e Utilização de Vapor
V02R2013
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 1 / 35
Introdução
Composição
Combustíveis Gasosos são compostos por:
Hidrocarbonetos:
metano (CH
4
);
etano (C
2
H
6
);
propano (C
3
H
8
);
butano (C
4
H
10
),
...
Monóxido de carbono (CO)
Gases inertes:
dióxido de carbono CO
2
,
nitrogênio N
2
,
...
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 2 / 35
Introdução
Combustíveis com interesse industrial
Gás Natural: todo hidrocarboneto que permaneça em estado gasoso
nas condições atmosféricas normais, extraído diretamente a partir de
reservatórios petrolíferos ou gaseíferos, incluindo gases úmidos,
secos, residuais e gases raros;
Lei 9478 - Art 6
o
, inciso II
Composição varia de acordo com a origem. Basicamente, é uma
mistura composta por:
metano (CH
4
) (cerca de 90%),
etano (C
2
H
6
) (de 5 a 8%),
propano e traços de hidrocarbonetos mais pesados.
gases inertes: N
2
, CO
2
, He (eventual)
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 3 / 35
Introdução
Combustíveis com interesse industrial
GLP: Formado por hidrocarbonetos
parafínicos: propano, n-butano e iso-butano
olefínicos: propeno, n-buteno e iso-buteno, em proporções
variadas.
Traços de etano, eteno, iso-pentano e butadieno-1,3.
Propano especial: Distribuição restrita. Composto basicamente por:
propano (mínimo 90%),
propeno (máximo 5%),
butanos e
butenos,
traços de outros hidrocarbonetos mais próximos, como no GLP.
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 4 / 35
Notes
Notes
Notes
Notes
Introdução
Combustíveis com interesse industrial
Propano comercial: Composto por propano e ou propeno.
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 5 / 35
Introdução
Combustíveis com interesse industrial
Butano comercial: destinado a aplicações especiais como em
aerossóis e isqueiros a gás.
Composição butanos e/ou butenos.
Contém predominantemente butanos e ou butenos. =⇒ pressão
de vapor menor que 5 kgf/cm
2
a 37,8

C.
Propileno (ou propeno): grau químico (95%) ou grau polímero
(99,8%) que, além de sua utilização como matéria prima, é também
usado em pequena escala como gás para oxi-corte e aplicações afins.
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 6 / 35
Características Importantes
Características Importantes
Composição química (elementos, massa molar, etc);
Poder calorífico (superior e inferior);
Velocidade de chama;
Índice de Wobbe;
Limite de inflamabilidade;
Temperatura (adiabática) de chama.
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 7 / 35
Características Importantes Composição Química
Composição Química
fornecida em base volumétrica (m
3
/m
3
);
gases de formação (hidrocarbonetos e outros)
base seca;
massa molecular. Dada por:
M
g
=

j
X
j
M
j
, com
_
¸
_
¸
_
M
j
= massa molar do gás j .
X
j
=
_
V
j
V
g
_
fração volumérica
Massa específica do gás:
ρ
g
=

j
X
j
ρ
j
, com ρ
j
=
_
M
j
22,4
_
na CNTP
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 8 / 35
Notes
Notes
Notes
Notes
Características Importantes Poder calorífico
Poder Calorífico
Poder calorífico é a quantidade de calor produzida pela combustão
completa do combustível.
Procure por: Calor de combustão, heat of combustion, heating value,
energy value
Poder calorífico superior – PCS – é o calor produzido na queima do
combustível quando os gases de combustão deixam a câmara de com-
bustão a uma temperatura tal que toda água produzida na combustão
é condensada.
Procure por: higher heating value (HHV), gross energy, upper heating
value, gross calorific value (GCV), higher calorific value (HCV)
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 9 / 35
Características Importantes Poder calorífico
Poder Calorífico
Poder calorífico inferior – PCI – é o calor produzido na queima do
combustível quando os gases de combustão deixam a câmara de com-
bustão a uma temperatura tal que toda água produzida na combustão
deixa a câmara de combustão na forma de vapor.
Procure por: lower heating value (LHV), net calorific value (NCV),
lower calorific value (LCV).
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 10 / 35
Características Importantes Poder calorífico
Valores de Poder calorífico para alguns combustíveis
gasosos
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 11 / 35
Características Importantes Poder calorífico
Poder calorífico
Normalmente fornecido em base volumétrica (MJ/m
3
n)
Valores típicos:
Combustível Fórmula
PC
S
PC
i
MJ/m
3
n MJ/m
3
n
Hidrogênio H
2
12,77 10,76
Metano CH
4
39,89 35,87
Etano C
2
H
6
69,91 64,05
Eteno ou etileno C
2
H
4
63,21 59,44
Propano C
3
H
8
101,30 93,14
Propeno ou propileno C
3
H
6
93,77 87,49
n-Butano C
4
H
10
133,53 123,07
iso-Butano C
4
H
10
132,70 122,23
Monóxido de carbono CO 12,62 12,62
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 12 / 35
Notes
Notes
Notes
Notes
Características Importantes Poder calorífico
Poder calorífico
Para combustível composto por vários gases vale:
PC
i ou s
=
n

j =1
X
j
PC
j
Exemplo: Gás natural da Bacia de Campos possui a composição:
Composição volumétrica
Gás % Gás %
Metano 89,35 N-Butano 0,03
Etano 8,03 Dióxido de carbono 0,49
Propano 0,78 Nitrogênio 1,28
Iso-Butano 0,04
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 13 / 35
Características Importantes Poder calorífico
Poder calorífico
O seu poder calorífico inferior (PC
i
), é
PC
i
= 0,8935 ×PC
i CH
4
+ 0,0803 ×PC
i C
2
H
6
+ 0,0078 ×PC
i C
3
H
8
+ 0,0004 ×PC
i C
4
H
10
+ 0,0003 ×PC
i C
4
H
10
+ 0,0049 ×PC
i CO
2
+ 0,0128 ×PC
i N
2
PC
i
= 0,8935 ×35,87 + 0,0803 ×64,05 + 0,0078 ×93,14
+ 0,0004 ×122,23 + 0,0003 ×123,07
+ 0,0049 ×0 + 0,0128 ×0
PC
i
= 32,86 MJ/m
3
n
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 14 / 35
Características Importantes Velocidade de chama
Velocidade de chama
Velocidade de chama é a velocidade de propagação da frente de
chama de uma mistura ar/combustível, sob determinas condições.
Depende:
Composição química do combustível;
relação ar/combustível da mistura;
Determina:
descolamento da chama
V
mistura
> V
chama
retorno de chama
V
mistura
< V
chama
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 15 / 35
Características Importantes Velocidade de chama
Velocidade de chama
Velocidades de alguns gases combustíveis no ar:
Gás H
2
CO CH
4
C
2
H
6
C
3
H
8
C
4
H
10
V
g
(cm/s) 330 46 35 40,1 39 38
Fator de velocidade de chama de Weaver ou índice de Weaver - é
uma maneira conveniente de se medir a velocidade de chama de um
gás. Apesar de a medida experimental, da velocidade de chama, ser,
em geral, mais precisa, é muito difícil de ser medida e muito depen-
dente dos instrumento utilizados.
Esse índice, junto com o índice de Wobbe é usado para determinar a
intercambiabilidade do gás.
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 16 / 35
Notes
Notes
Notes
Notes
Características Importantes Velocidade de chama
Velocidade de chama
Índice de Weaver para uma mistura de gases:
S =

i
X
i
F
i
A + 5Z −18,8 Q + 1
com:
F =
_
Velocidade de queima da fração gasosa
em condição estequiométrica de ar
_
_
Velocidade de queima do hidrogênio
em condição estequiométrica de ar
_ ×(V

i
+ 1)×100
onde: X
i
fração molar (ou volumétrica) do gás
V

i
relação A/C estequiométrica para a fração gasosa
A relação A/C estequiométrica (= V

ar
) para o combustível
Z fração de inertes (N
2
, CO
2
)
Q fração de oxigênio no combustível
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 17 / 35
Características Importantes Velocidade de chama
Velocidade de chama — Fator F para alguns gases
Gás F V

ar
H
2
338 2,387
CO 61 2,387
CH
4
148 9,546
C
2
H
6
301 16,71
C
3
H
8
398 23,87
C
4
H
10
513 31,03
C
2
H
4
454 14,32
C
4
H
6
674 21,48
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 18 / 35
Características Importantes Índice de Wobbe
Índice de Wobbe
Goffredo Wobbe (Bolonha, 1927) observou que, para um orifício ope-
rando sobre pressão constante e mesmo diâmetro:
O calor fornecido por um queimador é proporcional à vazão
volumétrica;
A velocidade do fluxo através do orifício, é proporcional à massa
específica do gás;
O poder calorífico de um gás é proporcional à densidade relativa
do gás.
Assim:
˙ q
comb
=
˙
V
comb
PC
i
˙
V
comb
= C
D
A
¸
2∆p
ρ
comb
_
¸
¸
_
¸
¸
_
=⇒ ˙ q
G
= C
D
A
¸
2∆p
ρ
comb
PC
i
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 19 / 35
Características Importantes Índice de Wobbe
Índice de Wobbe
com:
PC
i
poder calorífico do gás, em MJ/m
3
n;
C
D
coeficiente de descarga do orifício de passagem do gás;
A área de do orifício;
∆p perda de carga através do orifício.
A vazão volumétrica de ar que passa no mesmo orifício é:
˙
V
ar
= C
D
A
¸
2∆p
ρ
ar
a vazão relativa do gás, num mesmo orifício e para um mesmo ∆p,
fica:
˙
V
comb
˙
V
ar
=
C
D
A
_
2∆p
ρ
comb
C
D
A
_
2∆p
ρar
=
_
ρ
ar
ρ
comb
=
¸
1
D
r
com D
r
=
ρ
comb
ρ
ar
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 20 / 35
Notes
Notes
Notes
Notes
Características Importantes Índice de Wobbe
Índice de Wobbe
O Índice de Wobbe fica definido como:
IW =
PC
(i ou s)

D
r
Unidades: megajoules por metro cúbico normal (MJ/m
3
n ou MJ/Nm
3
)
British Thermal Units (BTU) por pé cúbico normal
(BTU/cfn ou BTU/ncf) (1000 BTU/ncf = 37,3 MJ/m
3
n)
Índice de Wobbe ou número de Wobbe de um combustível ga-
soso representa o valor da capacidade de produção de calor de um
gás que chega a um orifício (giclê) do queimador.
Pode-se dizer que o Índice de Wobbe representa a energia por unidade
de massa que passa por um orifício com a mesma queda de pressão.
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 21 / 35
Características Importantes Índice de Wobbe
Índice de Wobbe
Três famílias de gases (baseado no IW):
1
a
família inclui os gases manufaturados;
2
a
família inclui os gases naturais (com dois subgrupos);
3
a
família inclui os gases de petróleo liquefeito (GLP’s).
Os equipamentos de combustão são projetados para operar dentro de
cada família:
Família Índice de Wobbe (MJ/m
3
n) Exemplos
1 22,5 – 30 Gás de cidade/(Syngas)
2 L 39 – 45 Gás Natural
2 H 45,5 – 55
3 73,5 – 87,5 GLP
Além do IW, deve-se observar velocidade de queima (índice de Wea-
ver) entre outras características na intercambiabilidade.
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 22 / 35
Características Importantes Índice de Wobbe
Índice de Wobbe - Alguns valores
Gás
Índice de Wobbe
Superior Inferior
MJ/m
3
MJ/m
3
Hidrogênio 48,23 40,65
Metano 53,28 47,91
Etano 68,19 62,47
Etileno 63,82 60,01
Gás natural 53,71 48,52
Propano 81,07 74,54
Propileno 77,04 71,88
n-Butano 92,32 85,08
iso-Butano 91,96 84,71
GLP 86,84 79,94
Acetileno 61,32 59,16
Monóxido de carbono 12,80 12,80
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 23 / 35
Características Importantes Índice de Wobbe
Índice de Wobbe
Variação de 4% no índice de Wobbe
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 24 / 35
Notes
Notes
Notes
Notes
Características Importantes Limite de Inflamabilidade
Limite de Inflamabilidade
Limite de Inflamabilidade, Limite de Explosão ou Limite de Explosi-
vidade é o valor da relação entre combustível e oxidante que determina
se a mesma é inflamável ou não.
Uma mistura só queimará se a concentração do combustível estiver
entre os Limite de Inflamabilidade Inferior LI e Limite de Inflamabi-
lidade Superior LS.
L(I/S) =
volume de combustivel
volume de combustível + volume de oxidante
×100
ou
L(I/S) =
1
1 + V
ox
×100 V
ox
=⇒ Volume de oxidante
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 25 / 35
Características Importantes Limite de Inflamabilidade
Limite de Inflamabilidade
Para queima no ar:
L(I/S) =
1
1 + V
Ar
×100
Para queima apenas oxigênio:
L(I/S) =
1
1 + V
O
2
×100
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 26 / 35
Características Importantes Limite de Inflamabilidade
Limite de Inflamabilidade
Gás Fórmula
LI LS CE V

ar
(%) (%) (%) (m
3
n/m
3
n)
Hidrogênio H
2
4,0 74,2 29,6 2,38
Monóxido de carbono CO 12,5 74,2 29,6 2,38
Metano CH
4
5,0 15,0 9,5 9,52
Etano C
2
H
6
3,0 12,4 5,7 16,66
Etileno C
2
H
4
3,1 32,0 6,5 14,28
Acetileno C
2
H
2
2,5 80,0 7,8 11,90
Propano C
3
H
8
2,1 9,5 4,0 23,80
Propileno C
3
H
6
2,4 11,0 4,5 21,42
n-Butano C
4
H
10
1,6 8,4 3,1 30,94
iso-butano C
4
H
10
1,6 8,4 3,1 30,94
iso-pentano C
5
H
12
1,4 8,3 5,0 35,70
Éter dimetílico CH
3
−O−CH
3
3,4 27,0 6,5 14,28
CE =
1
1 + V

ar
concentração estequiométrica
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 27 / 35
Características Importantes Limite de Inflamabilidade
Comparação do Limite de Inflamabilidade
Comparação do Limite de Inflamabilidade
Gás
LI (%) LS (%)
Ar O
2
Ar O
2
Hidrogênio 4 4 74 94
Monóxido de carbono 12,5 16 74 94
Amônia 15 15 28 79
Metano 5 5 15 61
Propano 2 2 10 55
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 28 / 35
Notes
Notes
Notes
Notes
Características Importantes Limite de Inflamabilidade
Limite de Inflamabilidade - Mistura de Gases
Para alcanos queimando em outras temperaturas:
LI
t
= LI
25

C

3,15(T −25)
H
Limite de Inflamabilidade - Mistura de Gases
Para uma mistura de gases vale a lei de Chatelier:
c
1
LI
1
+
c
2
LI
2
+
c
3
LI
3
+· · · +
c
n
LI
n
=
100
LI
mistura
ou
LI
mistura
=
100
c
1
LI
1
+
c
2
LI
2
+
c
3
LI
3
+· · · +
c
n
LI
n
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 29 / 35
Características Importantes Limite de Inflamabilidade
Exemplos
Determinar o volume de propano C
3
H
8
que pode vazar em um forno,
que possui um volume de 10 m
3
, sem que haja risco de explosão du-
rante o procedimento de ignição do mesmo.
a 25

C
_
LI = 2,1% = 0,021
LS = 9,5% = 0,095
A concentração de propano na mistura (c) é dada por:
c =
V
p
V
p
+ V
ar
Note que V
p
= V
ar
= V
forno
= 10 m
3
Assim, volume de propano pode ser calculado:
c (V
p
+ V
ar
) = V
p
=⇒ V
p
= c V
f
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 30 / 35
Características Importantes Limite de Inflamabilidade
Exemplo
V
p
= c V
f
onde:
c concentração de propano na mistura ar+propano (m
3
/m
3
)
V
p
volume de propano na mistura (m
3
)
V
ar
volume de ar na mistura (m
3
)
V
f
volume do forno (m
3
)
Assim o volume crítico de gás no interior do forno será:
V
p
= 0,021 ×10 = 0,21 m
3
V
p
= 0,095 ×10 = 0,95 m
3
Na prática, por questão de segurança limita-se a concentração de um
combustível em 25% do LI.
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 31 / 35
Características Importantes Limite de Inflamabilidade
Temperatura de chama
Temperatura adiabática de chama é a temperatura que os gases de
combustão teriam se todo calor gerado na queima completa do com-
bustível fossem usado para aquecer os gases.
Balanço de energia:
_
Energia fornecida
pelo combustível
_
=
_
_
Energia usada
para aquecer os
gases de exaustão
_
_
_
Energia fornecida
pelo combustível
_
= ˙ m
comb
(PC
i
+ ∆h
ch
+m
ar
(∆h
ar
+ w
ar
∆h
vp
))
_
_
Energia usada
para aquecer os
gases de exaustão
_
_
= m
g
∆h
g
+ m
z
∆h
z
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 32 / 35
Notes
Notes
Notes
Notes
Características Importantes Limite de Inflamabilidade
Temperatura de chama
Simplificando e arrumando tudo:
T
ad
= T
ar
+
˙ m
cb
PC
i
m
g
¯ c
pg
http://en.wikipedia.org/wiki/Adiabatic_flame_temperature
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 33 / 35
Características Importantes Limite de Inflamabilidade
Temperatura adiabática de chama - Gases
Combustível Fórmula Oxidante T
ad
(

C)
Acetileno (C
2
H
2
) ar 2500
Acetileno (C
2
H
2
) oxigênio 3480
Butano (C
4
H
10
) ar 1970
Cianogênio (C
2
N
2
) oxigênio 4525
Dicianoacetileno (C
4
N
2
) oxigênio 4990
Etano (C
2
H
6
) ar 1955
Hidrogênio (H
2
) ar 2210
Hydrogênio (H
2
) oxigênio 3200
Metano (CH
4
) ar 1950
Gás natural ar 1960
Propano (C
3
H
8
) ar 1980
Propano (C
3
H
8
) oxigênio 2526
Metil acetileno (C
3
H
4
) ar 2010
Metil acetileno (C
3
H
4
) oxigênio 2927
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 34 / 35
Características Importantes Limite de Inflamabilidade
Temperatura adiabática de chama - líquidos e sólidos
Combustível Oxidante T
ad
(

C)
Madeira (lenha) ar 1980
Querosene ar 2093
Light fuel oil ar 2104
Medium fuel oil ar 2101
Heavy fuel oil ar 2102
Carvão betuminoso ar 2172
Carvão antracito ar 2180
Carvão antracito oxigênio ≈ 2900
http://www.doctorfire.com/flametmp.html
http://elearning.cerfacs.fr/combustion/n7masterCourses/adiabaticflametemperature/
index.php
http://web.mit.edu/16.unified/www/SPRING/propulsion/notes/node111.html
http://hypertextbook.com/facts/1998/JamesDanyluk.shtml
http://www.engr.colostate.edu/~allan/thermo/page12/adia_flame/Flamemain.
html - Calculadora
Stuginski Jr, R. (FEAR/UPF) Combustíveis Gasosos Abril/2013 35 / 35
Notes
Notes
Notes
Notes