GEOMETRIA ESPACIAL – CFS 1) Os pontos A(-5,2) e B(1,6) são extremos de um dos diâmetros da circunferência de equa ão a) x2 ! "2 - 2" - 25 # $% &) x2 ! "2 ! 'x - (" ! ) # $% 2 2 c) x ! " - 'x ! '" - 5) # $% d) x2 ! "2 ! (x - 1'" !

*+ # $ 2) A distância entre o ponto de interse ão das retas c) 2p(A1 ! A2)

PROF. MARCELO – MATEMÁTICA d) p(A1 !

A2 ) 2

r, 2x - *" ! ' # $ e s,

x= t− 2 , t ∈ R e a reta   y = 2t + 1
c)

1$) A ra:ão entre os 2o.umes de dois cones eq;i.3teros de a.turas h e 2h a) 192 &) 19' c) 196 d) 19( 11) <ma f3&rica de em&a.a/ens confecciona caixas na forma de para.e.ep0pedos reto-retân/u.os com &ase quadrada% =retende-se confeccionar caixas com 2o.ume 1+> menor que o das anteriores, mantendo se a mesma a.tura da em&a.a/em e diminuindo-se o .ado da &ase quadrada% ?e qua. percentua. se de2e redu:ir o .ado da &ase5

q, " # a)'

1 1 x+ 2 8
&)

5%

3 7 % 20

3 5 % 10

d)

5 7 % 4

*) O eixo das ordenadas, a reta r, " # 2x -1 e s, que perpendicu.ar a r e passa pe.a ori/em, determinam um po.0/ono cu1o 2a.or da 3rea 1 2 5 2 5 a) % &) % c) % d) % 5 5 5 5 ') 4ua. o 2o.ume, em cm*, da esfera inscrita em um cone reto, cu1a a.tura e diâmetro da &ase são, respecti2amente, 16 cm e 2' cm%5 a) b)

12) As rapaduras, fa&ricadas no @n/en6o AB, têm a forma de um tronco de pirâmide re/u.ar ABB?@CDE, conforme i.ustra a fi/ura a&aixo% 8a&endo-se que os se/mentos medem, respecti2amente,15 cm e 12 cm, e que a a.tura da pirâmide FABB? mede 2$ cm, o 2o.ume de cada rapadura, em cm*, - i/ua. a,

500 π 3

c) 288 π

d) 686 π a) 2*$' &) 15$$ c) )6( d) )*2

5) 4ua. de2e ser a medida da a.tura de um prisma reto, cu1a &ase - um triân/u.o equi.3tero de .ado a, para que seu 2o.ume ten6a 2a.or a*5 a)

a 3 4 4a 3 3

&)

3a 3 4

c)

a 3 3

d)

1*)A &ase quadrada de uma pirâmide tem 144 m2 de 3rea% A 4 m do 2-rtice tra a-se um p.ano para.e.o G &ase e a sec ão assim feita tem 64 m2 de 3rea% 4ua. a a.tura da pirâmide5 1') <m cone circu.ar reto est3 inscrito em um para.e.ep0pedo reto retân/u.o, de &ase quadrada, como mostra a fi/ura% A ra:ão &9a entre as dimensHes do para.e.ep0pedo - *92 e o 2o.ume do cone - π. @ntão, o comprimento / da /eratri: do cone a) 5 b) 6 c) 7 d) 10 e) 11 15) (IJA) O&ser2e o &.oco retan/u.ar da fi/ura 1, de 2idro tota.mente fec6ado com 3/ua dentro % Firando-o, como mostra a fi/ura 2, podemos afirmar que o 2a.or de x -

6) O ap7tema de uma pirâmide re/u.ar, com &ase 6exa/ona., + 3 cm% 8e a sua 3rea .atera. - o trip.o da 3rea de sua &ase, então, o seu 2o.ume, em cm*, a)

3 323 4 324 2 %

&)%

81 35 % 4

c) 81 3 %

d)

)) A re.a ão entre o raio da esfera inscrita, e o da esfera circunscrita a um tetraedro re/u.ar a) 19* &) *9' c) 19' d) 29* () 8e1a uma pirâmide de &ase quadrada com arestas de mesma medida% O arco do ân/u.o entre as faces .aterais que se interceptam numa aresta a)-29* &)-19* c)19* d)29* +) A 3rea tota. da pirâmide re/u.ar de ap7tema A 2, onde A1 e 2p são, respecti2amente, ap7tema e per0metro de sua &ase, a) p(A1 ! A2) &)

p (A1 ! A2) 2
1

do s7.ar.5 cm e) 2 cm 2$) <ma tora de madeira. a. .ustra a fi/ura ao . constru0do com madeira maci a. a) 5 cm &) * cm c) 1 cm d) 2. foi serrada. i/ua. e de um semici. conforme representado na fi/ura.indro circu. maci os com raio da &ase r cm e a.oco de concreto. e os outros quatro na &ase da pirâmide. conforme i.os 2 &) 15$O c) 16(O d) 1)$O 1)) A fi/ura indica a.indro circu. a&aixo% O 2o. c) 55$$ π. MARCELO – MATEMÁTICA internos de todas as faces . durante o processo.ana ABCD. que cont-m o .* cm e a superf0cie .atera. a.arem que a soma dos ân/u. e) 11$$ π.0/ono ABB?@ em torno do eixo ".ares con/ruentes.6'($K% O nLmero de 2-rtices deste prisma . como mostra a fi/ura a&aixo% O s7. a) *2 &) 1$ c) ( d) 12 e) 2$ 1+) A a.a rota ão do po.ido /erado pe. r ser3 i/ua. a&aixo% 21) <ma esfera maci a de ferro de raio 1$ cm ser3 fundida e todo o materia.i/ua.ido o&tido a) 1+(% &) 2$'% c) 2$(% d) 212% e) 216% A ra:ão entre os 2o.tura de um ci.ar re/u. em cm*. o 2o.ado% 8e AB e CD são. .oco de concreto formado a partir de um ci.ar o&. derretido ser3 usado na confec ão de um ci. 1() Bonsidere um prisma re/u. d) 5$$$ π.tura e 2m de diâmetro. -.ado A@. diâmetros das &ases inferior e superior. a) 12 cm &) 11 cm c) 1$ cm d) 5 cm e) 6 cm 16) (ACA) A partir de quatro dos 2-rtices de um cu&o de aresta 6.indro% .tura tam&-m r cm% Não 6a2endo perda de materia. foram recortadas pirâmides trian/u.0quo. a) 11$$$ π.ar e de um cone circu.indro circu.0quo mede 1$ cm.i/ua./umas das dimensHes de um &.ar reto .indro circu. com uma &ase no so.umes do cu&o e da pirâmide a)*9' &) 192 c) *9( d) 19( 2*) A 3rea tota. a 3rea da re/ião ABCD. cada uma tendo três arestas de medida *.12π cm2% Mo/o o raio da &ase -.ar am&os. com 'm de a.ido o&tido ap7s a retirada das pirâmides est3 representado na fi/ura. em m2.ar reto. respecti2amente.ume do &. em forma de um ci.ume do s7. formando uma sec ão p.indro o&. &) 1$$$$ π.aterais de uma pirâmide quadran/u. em m2. a a) 1''O ?ado que o raio da circunferência da &ase do ci. a a) ' cm% &) ( cm% c) 5 cm% d) 1$ cm% 22) <m cu&o tem quatro 2-rtices nos pontos m-dios das arestas .o.GEOMETRIA ESPACIAL – CFS PROF.

nessa ordem.tura E% A ra:ão entre a 3rea .ar re/u. MARCELO – MATEMÁTICA * . - PROF.indro circu.ar circunscre2e um ci. de raio da &ase P e a. do prisma e o 2o.indro.ar reto.GEOMETRIA ESPACIAL – CFS 2') <m prisma quadran/u.ume do ci.atera.