You are on page 1of 5

Atps Análise de Investimento

Etapa 1
Passo 1:
- Investimentos:
Podem ser de diversos tipos, mas basicamente, dividem – se em três grandes
categorias, os tipos básicos de investimentos são:
* Investimentos públicos: São disponibilizados pelos governos ou entidades
públicas a fim de gerar o bem-estar social. Não tem por objetivo gerar retorno
monetário, mas sim social.
Como por exemplo: escolas, hospitais, rede de saneamento básico,
pavimentação de ruas, dentre outros.
* Investimentos privados: São disponibilizados por pessoas jurídicas ou físicas
de direito privado, a fim de gerar retorno monetário aos investidores.
Como por exemplo: Fábricas particulares, empresas de prestação de serviço
particulares, lojas de varejo, shopping centers, dentre outros.
* Investimentos mistos: São disponibilizados em parte pelos governos ou
entidades públicas e em parte por pessoas físicas ou jurídicas de direito
privado. Estrutura-se na forma de empresa de capital misto e tem por objetivo
de gerar tanto bem-estar para a sociedade quanto retorno monetário.
Como por exemplo: Petrobrás e o Banco do Brasil.

- Caderneta de Poupança:
A caderneta de poupança é o tipo de investimento mais popular, por
apresentar-se da forma mais conservadora possível, com baixo risco e,
conseqüentemente, baixo potencial de rentabilidade.
A caderneta de poupança calcula o rendimento de uma conta de acordo com o
aniversário de cada valor poupado (isto é, período de um mês, decorrido de
quando um determinado valor foi depositado até o dia em que o mesmo é
remunerado). Um inconveniente percebido é que se você precisar resgatar um
valor antes do dia do aniversário estará abrindo mão do rendimento referente a
ele, já que o mesmo não terá passado o período mínimo lá.

- Fundos de Investimento:
Um fundo de investimento é formado pela união e organização de vários
investidores sob uma mesma pessoa jurídica com o intuito de dividir despesas
e receitas geradas com suas aplicações.
Os fundos de investimento de renda fixa investem como o próprio nome diz, em
papéis de renda fixa, facilitando assim para aqueles que possuem um perfil
mais conservador determinarem qual será a sua rentabilidade. Na última vez
em que fui a uma agência do Banco do Brasil, analisei os fundos de renda fixas
lá disponível e os mesmos apresentavam rendimentos que iam de 8.0% a
quase 10% a. a., superior à poupança, por exemplo, que em 2008 fechou o ano
com 7,90% a.a.
Já os fundos de investimento de renda variável investem, geralmente, em
papéis de renda variável, como a aquisição de ações de empresas.
Alguns desses papéis chegavam a valorizar-se mais de 100% em períodos
menores a seis meses. Entretanto, a crise de 2008 surpreendeu a todos e tais
empresas foram as primeiras bem como as que mais sentiram com as
alterações no novo panorama mundial, tendo muitas vezes suas ações
desvalorizadas em mais de 50%. Em outras palavras, devido ao risco desse
tipo de investimento, quem investira em fundos de renda variável poderia sofrer
naquele período uma perda de mais de metade do valor investido.
- Certificado de Depósito Bancário:
Um certificado de depósito bancário (CDB) trata-se de um título de renda fixa
emitido por instituições financeiras visando captar recursos para a criação de
reservas, concessão de empréstimos, etc.
Um CDB pré-fixado é aquele cujas taxas de juros já são conhecidas no
momento da aplicação, o que permite melhor prever quais serão os ganhos.
Já em um CDB pós-fixado, o mesmo varia de acordo com algum índice de
mercado, como o TR (taxa referencial), TBF (taxa básica financeira) e o IGP-M
(índice geral de preços do mercado).


- Recibo de Depósito Bancário:
Um recibo de depósito bancário (RDB) funciona de forma similar ao CDB, com
a diferença de que o mesmo não pode ser resgatado antes do prazo para o
vencimento, bem como não pode ser transferido para outra pessoa.
Em alguns casos, pode-se negociar o resgate antes do prazo com a instituição
financeira, ocorrendo somente o resgate do principal, sem os juros.

- Sistema Imobiliário:
Outro tipo de investimento bastante conhecido é no setor imobiliário, onde
muitas pessoas adquirem imóveis (terrenos, casas, apartamentos, etc.) visando
locação ou venda dos mesmos posteriormente.
Geralmente espera-se adquirir o mesmo antes que o preço do mesmo
ascenda, a fim de valorizar-se e, então, buscar proveito da situação.
- Títulos Públicos:
Os títulos públicos são outra boa opção de investimento principalmente para
aqueles com perfil conservador, uma vez que se trata de papéis de renda fixa
com garantia de liquidez oferecida pelo Tesouro Nacional.
Há diversos tipos de títulos públicos, sendo os mais comuns:
Letras do Tesouro Nacional (LTN) – título pré-fixado, o que facilita ao investidor
saber qual deverá ser a rentabilidade ao final do vencimento. Neste caso, o
principal risco será a possibilidade de alta da inflação;
Letras Financeiras do Tesouro (LFT) – título pós-fixado indexado à taxa SELIC;
Notas do Tesouro Nacional – Série C (NTN-C) – título pós-fixado indexado ao
IGP-M;
Notas do Tesouro Nacional – Série B (NTN-B) – título pós-fixado indexado ao
ICPA.
- Compra de Moeda Estrangeira:
Devido à grande instabilidade que se pode encontrar no valor de uma moeda
comparada à outra e no quanto seus valores podem variar, é possível efetuar a
compra e venda de moeda estrangeira como uma forma de investimento.

- Mercado de Ações:
Por fim, chegamos ao mercado de ações. Ações são ativos de renda variável,
isto é, seu valor varia de acordo com a instituição à qual está atrelada. Ações
da Petrobrás, por exemplo, irão variar de acordo com a valorização ou
desvalorização da empresa.
Empresas podem sofrer uma alta valorização em períodos muito curtos, mas o
contrário, isto é, desvalorizar-se em períodos curtos, também pode ocorrer, o
que leva o investidor a aceitar altos riscos em busca de um maior potencial de
rentabilidade.
Passo 2:
Concessionária de carros

Passo 3:
Venda dos seguintes veículos: Kia Cerato, Honda Civic, Astra, Gol

Passo 4:
O mercado de investimentos é bem extenso, com grandes possibilidades, o
que precisa ser feito é avaliar o perfil do investidor, se é conservador, dinâmico,
moderado.
O investidor conservador tem a segurança como ponto decisivo para as suas
aplicações. Embora você possa ser um investidor conservador, pode investir
uma parte pequena dos seus recursos em Renda Variável.
O investidor dinâmico é aquele investidor que busca a boa rentabilidade que a
Renda Variável pode oferecer no médio e longo prazo, e que tem disposição
para suportar os riscos na busca de resultados melhores.
O investidor moderado é o investidor que prefere a segurança da Renda Fixa,
mas também quer participar da rentabilidade da Renda Variável. Para esse
investidor a segurança é importante, mas também quer retornos acima da
média. Um risco médio é aceitável.
O tipo de serviço escolhido pelo grupo foi uma Concessionária, pois seu
público alvo são as empresas privadas, pessoas físicas, jurídicas, autônomos e
todas as classes sociais.
A Concessionária foi escolhida após pesquisa realizada nos grandes centros,
além da pesquisa na internet, assim sendo ficou explícito que hoje o mercado
automobilístico esta em alta, cresce a cada dia.
Hoje em dia a busca por veículos confortáveis e custos acessíveis está em alta,
por esse motivo a nossa Concessionária optou pelos modelos acima citados.
Possuímos também uma vasta opção em cores agradando a todas as faixas
etárias.


Referências Bibliográficas

➢ Referências Bibliográficas - Faculdade Anhanguera Educacional. Disponível
em:
http://www.unianhanguera.edu.br/anhanguera/bibliotecas/normas_bibliograficas
/Arquivos/apresentassunto.htm>. Acesso em: 05 de Março de 2011

➢ Blog do Empreendedor.