You are on page 1of 95

Manual de Referência

Data Viewer 2.02
Não homologado

Copyright © 1998, 1999 DATASUL S.A. Todos os direitos reservados.
Nenhuma parte deste documento pode ser copiada, reproduzida, traduzida ou
transmitida por qualquer meio eletrônico ou mecânico, na sua totalidade ou
em parte, sem a prévia autorização escrita da DATASUL S.A., que reserva-se
o direito de efetuar alterações sem aviso prévio. A DATASUL S.A não assume
nenhuma responsabilidade pelas conseqüências de quaisquer erros ou
inexatidões que possam aparecer neste documento.
DATASUL S.A.
Av. Santos Dumont, 831, Joinville, SC, CEP 89.222-900

2.00 14/07/99

i

Índice
Prefácio.............................................................................................. iii
CAPÍTULO 1 Introdução .................................................................... 1
Integração com Outros Módulos....................................................................2

CAPÍTULO 2 Público Alvo ................................................................. 5
CAPÍTULO 3 Processo Características Técnicas ............................ 7
CAPÍTULO 4 Processo Acesso ao Data Viewer............................... 9
Função Acessando o Data Viewer................................................................9

CAPÍTULO 5 Processo Relatórios .................................................. 15
Função
Função
Função
Função
Função

Manutenção do Relatório...............................................................15
Tabelas do Relatório......................................................................19
Acompanhamento Processo Relatório ..........................................21
Atualizar .........................................................................................21
Desfazer.........................................................................................22

CAPÍTULO 6 Processo Colunas ..................................................... 23
Função
Função
Função
Função
Função

Campos do Relatório .....................................................................23
Campos Calculados.......................................................................25
Propriedades dos Campos do Relatório........................................29
Reordenar Campos do Relatório ...................................................31
Grupos do Relatório.......................................................................32

CAPÍTULO 7 Processo Geral .......................................................... 37
Função
Função
Função
Função

Classificações do Relatório............................................................37
Seleções do Relatório....................................................................39
Manutenção de Variáveis ..............................................................41
Parâmetros do Relatório ................................................................45

..................................................................................................................................................48 Fonte Livre .........................53 Manutenção de Procedures Internas.........................................83 CAPÍTULO 10 Processo Formato e Impressão de Valores dos Atributos e Variáveis .......80 Dados (Importar) ..................................................................................60 CAPÍTULO 9 Processo Administração.................................................ii Função Função Função Função Função Totais do Relatório .........................67 Manter Usuários...57 Fonte ......................................................................................................................81 Geração (Relatórios)......................................................................................51 Parâmetros de Entrada .....................................................................................................................................................................................................................................................................63 Manter Relacionamentos .57 Geração WEB .........................................65 Manter Campos.....................................63 Manter Tabelas .........................................................................................70 Alterar Usuário Relatório...................74 Manter Perfis.......................78 Dados (Exportar)..........................................................................................................................75 Exportar Perfil .................................................................................61 Administrar Relacionamentos ............................................................................................................ 61 Função Função Função Função Função Função Função Função Função Função Função Função Função Função Função Função Função Administrar Tabelas ...................................................................................................................................................... 57 Função Função Função Função Teste ...............................54 CAPÍTULO 8 Processo Geração.........................................................................77 Manter Blocos x Perfil ...........................................................................................................................................................................76 Importar Perfil..............................................................73 Permissões Usuários (Tabelas / Campos) .......47 Manutenção de Cálculos ......................83 ProTools ............................... 85 .......................58 Editor ...........................................82 Geração (Menu) ...........................................................................................................

Neste manual. O Manual de Referência de Módulo visa abranger toda a informação necessária para compreender os módulos que compõem os produtos DATASUL. Uma área funcional é um conjunto identificado de comportamentos relacionados. ao contrário de um livro ou outro tipo de manual que é lido do início ao fim. bem como solucionar dúvidas relativas ao seu funcionamento. Todos os dados utilizados nos relatórios e telas do DATASUL EMS apresentados neste manual são fictícios. Cada produto é estruturado em aplicativos ou sistemas (como Controladoria e Finanças ou Manufatura). que por sua vez são compostos por módulos (como Contabilidade ou Controle da Produção).iii Prefácio Os produtos DATASUL são conjuntos de aplicações relacionadas que permitem interligar toda uma empresa. É uma obra “de referência” já que seu principal objetivo é a consulta para obtenção de informações. Tomando-as como base. que implementam uma série de funções (como a Movimentação Contábil ou a Manutenção de Ordens de Produção). o módulo pode ser configurado para qualquer tipo de empresa. . Para cada módulo são definidas suas principais áreas funcionais. cada área funcional dentro de um módulo é chamada de processo e cada comportamento que compõem esta área funcional é chamado de função. resultando em um sistema integrado de gestão empresarial. Importante As características do módulo apresentado neste manual são suas características básicas.

.

• Permite que o mesmo relatório seja gerado em forma de listagem ou exportação de dados. voltada ao usuário final. assim como poder modificar os mesmo ou até eliminá-los. deve ser mostrado os passos de elaboração de relatórios. permitindo confeccionar relatórios dentro de necessidades específicas obedecendo as limitações da ferramenta. etc. Sua principal finalidade é auxiliar o usuário em suas tarefas do dia-a-dia. que podem ser alterados pelo usuário.02 tem como objetivo de mostrar ao usuário como trabalhar com o Data Viewer 2. exemplos. em uma base própria. • Utiliza rótulos do dicionário de dados. . • Fácil manipulação dos objetos no layout do relatório. O Data Viewer é uma ferramenta para extração de dados. Através de telas..1 CAPÍTULO 1 Introdução Objetivo O Manual de Referência do Data Viewer 2. • Disponibiliza manutenção no relacionamento das tabelas a serem utilizadas.02. • Armazena todas as definições dos bancos de dados a serem utilizados. • Permite a agregação da bases específicas. que possibilita a elaboração de relatórios e exportação de dados através da geração de um programa com código fonte em Progress de interface gráfica. Características As principais características do módulo são: • Ambiente Windows 95.

Esta ferramenta é própria para geração de relatórios e listagens. • Vários blocos de dados distintos. necessita também dos relatórios padrão e tabelas/relacionamentos dos bancos do produto. A integração do Data Viewer com os demais produtos Datasul. utilizadas na busca de outras informações. comparadas . • Fonte gerado legível e modificável.P) 2.02 Compilação do Fonte Programa Fonte RCODE Integração com Outros Módulos A integração do Data Viewer com outros produtos Datasul é feita através de API´s (Aplication Program Interface). Para cada produto Datasul existe um PERFIL próprio para atender as características do produto. selecionadas. Existe também um Perfil padrão que tem como finalidade atender necessidades básicas dos programas criados. A partir de uma base de dados. Data Viewer Criação do Fonte (. calculadas e por fim exibidas.W e . Desta maneira o usuário possui os relatórios padrão para utilizar uma . sem necessariamente estarem ligados a um produto Datasul. Assemelha-se a outras ferramentas de mercado como o Crystal Reports e Report Builder. • Seleção e parâmetros fixos ou em tempo de execução. • Determinação da classificação. informações são extraídas. Estas API´s são localizadas em pontos estratégicos e realizam operações necessárias para o produto para o qual o programa está sendo criado. exportações e gráficos. • Segurança a nível de usuário para os relatórios e às tabelas. • Totais e cálculos variados.2 Visão geral • Inserção de código fonte Progress livre para o usuário em posições específicas. Este conjunto de API´s são denominados PERFIL. com fórmulas automáticas ou definidas pelo usuário.

o Data Viewer fica preparado para atender as características dos bancos de dados dos produtos. ao instalar o Data Viewer e carregar os dados dos produtos. • Datasul EMS-Framework 5. alterando para o que atende melhor a sua necessidade.d). que são: • Perfil EMS 2. Com as tabelas e relacionamentos. O Data Viewer pode gerar relatórios integrados com os seguintes produtos: • Datasul EMS-Framework 2. • Magnus I Para que isto seja possível.d).0. é necessário que sejam utilizados os perfis. Estes dados existem na mídia dos respectivos produtos.0 (grbloco2. assim.0. • Perfil EMS 5.CAPÍTULO 1 Introdução 3 cópia destes e construir seus próprios programas. • Perfil Padrão (grbloco.d).0 (grbloco5. é possível a criação de programas para os mesmos. .

.

grande parte dos programas de relatórios foram construídos com o Data Viewer. É . mesmo sem conhecimento técnico. Esta função é geralmente realizada por um programador. é possível utilizar o Data Viewer para geração de programas a partir da base de dados do seu aplicativo com ou sem relacionamentos com os bancos de dados de produtos Datasul. Além destes. • Usuário Final: Os relatórios necessários ao usuário podem ser criados por ele próprio. A partir do Data Viewer esta tarefa pode ser realizada por qualquer profissional que possua um mínimo de informações sobre as necessidades do programa a ser criado. • Parceiro/Área de Sistemas do Cliente: Utilização por parceiros de negócios da Datasul. com informações de consumo de materiais do aplicativo do parceiro. é possível gerar programas relacionando informações de estoque de um produto Datasul.5 CAPÍTULO 2 Público Alvo Objetivo O principal usuário do Data Viewer é o usuário final que. assistência técnica e parceiros. Exemplo. Visão geral A utilização da ferramenta pode ser exemplificada como: • Datasul: Desenvolvimento de programas para os produtos da Datasul. é destinado a profissionais das áreas de desenvolvimento. No produto Datasul-EMS 2. tendo em vista que não é pré-requisito o conhecimento de linguagem de programação Progress para operar e criar relatórios simples no Data Viewer. analista de sistemas ou ainda algum profissional com conhecimento de linguagem de programação Progress. onde. não possui conhecimento técnico de linguagem de programação. na maioria dos casos. operações. caso o parceiro possua algum aplicativo com ou sem integração com os produtos Datasul.0. um parceiro que possua um sistema de gestão hospitalar.

.6 necessário apenas conhecer as tabelas onde as informações desejadas estão armazenadas e conhecer/saber operar os recursos do Data Viewer.

os quais podem ser executados independentemente do Data Viewer. Para o processo de customização da área de fonte livre. procedendo a interface do Data Viewer com qualquer outro produto Datasul. Desta . além do fato do usuário necessitar conhecer a linguagem de programação Progress. As API´s funcionam como uma “Caixa Preta”. impossibilitando um codificação muito extensa. Entretanto nada impede a utilização de procedures internas e/ou externas. Estas API´s desempenham um papel de interface entre os programas gerados pelo Data Viewer e os produtos Datasul. O Data Viewer possibilita a criação de programas de relatórios e programas de geração de gráficos via Excel 97. o programa criado é independente. Visão geral O Data Viewer é um gerador de programas (relatórios. Os programas de relatórios criados possibilitam ainda saída para impressora. Desta maneira é possível manter características desejadas para todos os programas construídos utilizando um mesmo perfil. Estes programas fontes criados podem ser acoplados em aplicativos e produtos Progress já existentes sendo estes Datasul ou não. O Data Viewer possibilita utilizar os programas criados por ele nos aplicativos e produtos Progress já existentes. arquivos. Para criar programas que sigam padrões de produtos Datasul. levando em consideração que cada produto possui uma metodologia de desenvolvimento específica. está área tem um tamanho limitado.7 CAPÍTULO 3 Processo Características Técnicas Objetivo Este processo tem por objetivo orientar o usuário em relação as características técnicas do Data Viewer. exportação e gráfico) que cria fontes Progress. Este conjunto de API´s forma o Perfil que caracteriza um programa construído. isto é. sem a necessidade da existência do próprio Data Viewer. foram construídas diversas API´s (Aplication Program Interface). tela e HTML. É possível ainda determinar perfis para a criação dos programas. bem como produtos específicos do cliente.

um programa criado pode ser distribuído independente. Esta possibilidade é dada devido ao fato do programa criado ser um fonte Progress.W/. A seguir um diagrama ilustrando o fluxo de um programa gerado pelo Data Viewer e a sua utilização: Aplicativo/Produto Progress Data Viewer Geração do Fonte Progress Fonte Gerado (.P) Compilação Fonte Compilado RCODE Utilização do Fonte Progress Gerado Fonte Compilado RCODE Cópia do Programa Compilado .8 maneira.

onde é necessário informar o usuário desejado e sua senha: Feito isto. . Descrição Ao conectar o Data Viewer se apresenta a tela abaixo. Função Acessando o Data Viewer Objetivo Esta função tem por objetivo mostrar o procedimento de acesso ao Data Viewer. bem como o layout do relatório. disponibilizando acesso a todas as funções disponíveis ao tipo de usuário para confecção dos relatórios. será apresentada a tela principal da ferramenta.9 CAPÍTULO 4 Processo Acesso ao Data Viewer Objetivo Este processo tem por objetivo orientar o usuário quanto ao acesso.

O mesmo é um atalho para a Função Propriedades dos Campos do Relatório. Botão Tabelas: Este botão tem por objetivo realizar a manutenção nas tabelas que fazem parte do relatório. O mesmo é um atalho para a Função Tabelas do Relatório. . O mesmo é um atalho para a Função Manutenção do Relatório. O mesmo é um atalho para a Função Campos do Relatório. Botão Campos: Este botão tem por objetivo realizar a manutenção dos campos que fazem parte do relatório.10 Botão Relatórios: Este botão tem por objetivo detalhar de que forma é feita a manutenção nos relatórios do usuário no Data Viewer. Botão Propriedades: Este botão tem por objetivo realizar a manutenção nas propriedades de um campo do relatório corrente.

O mesmo é um atalho para a Função Fonte. Botão Seleção: Este botão tem por objetivo realizar a manutenção dos campos a serem utilizados como seleção para o relatório (faixa inicial e final). Botão Geração: Este botão tem por objetivo possibilitar a geração do programa de interface do relatório e do programa de processamento. não pertencem a nenhuma tabela. ou seja. além de compilar estes programas. Botão Variáveis: Este botão tem por objetivo realizar a manutenção no cadastro de variáveis utilizadas no relatório. O mesmo é um atalho para a Função Totais do Relatório.CAPÍTULO 4 Processo Acesso ao Data Viewer 11 Botão Campos Calculados: Este botão tem por objetivo realizar a manutenção de campos (variáveis) que fazem parte do layout do relatório. O mesmo é um atalho para a Função Seleções do Relatório. O mesmo é um atalho para a Função Manutenção de Variáveis. Botão Classificação: Este botão tem por objetivo realizar a manutenção nas classificações ou formas de ordenação do relatório. O mesmo é um atalho para a Função Teste. Botão Cálculos: Este botão tem por objetivo incluir. O mesmo é um atalho para a Função Classificações do Relatório. Botão Teste: Este botão tem por objetivo possibilitar a geração do programa de interface do relatório e do programa de processamento. O mesmo é um atalho para a Função Manutenção de Cálculos. Botão Parâmetros: Este botão tem por objetivo realizar consultas e manutenções dos parâmetros de leitura das tabelas no processamento do relatório. além de compilar e executar este programas. . O mesmo é um atalho para a Função Parâmetros do Relatório. O mesmo é um atalho para a Função Campos Calculados. modificar ou eliminar os cálculos para o relatório. Botão Totais: Este botão tem por objetivo realizar a manutenção no cadastro de totais do relatório.

Botão Atualizar: Este botão tem por objetivo questionar o usuário se ele “Deseja salvar as alterações ?”..12 Botão Geração WEB: Este botão tem por objetivo a Geração WEB dos relatórios. porém a verificação de erro (caso ocorra) é feita no WEBSpeed. faz a compilação.. O mesmo é um atalho para a Função Parâmetros de Entrada. O mesmo é um atalho para a Função Acompanhamento Processo Relatório. Botão Desfazer: Este botão tem por objetivo questionar o usuário se ele “Deseja desfazer as alterações ?”. . modificar ou eliminar os Parâmetros de Entrada. O mesmo é um atalho para a Função Geração WEB. Botão Parâmetros de Entrada: Este botão tem por objetivo permitir ao usuário incluir. O mesmo é um atalho para a Função Fonte Livre. includes em pontos específicos do relatório. O mesmo é um atalho para a Função Desfazer. O mesmo é um atalho para a Função Grupos do Relatório. Botão Fonte Livre: Este botão tem por objetivo permitir ao usuário escrever código Progress ou até mesmo chamar outros programas. O mesmo é um atalho para a Função Atualizar. Botão Editor: Este botão possibilita acessar o Editor Progress O mesmo é um atalho para a Função Editor. Seu valor como conteúdo inicial é um contador dos registros lidos. Botão Acompanhamento: Este botão tem por objetivo permitir alterar o acompanhamento no processamento do relatório. Gera a interface. Botão Grupos: Este botão tem por objetivo permitir consultas e atualizações nos grupos do layout do relatório. O mesmo é um atalho para a Função Reordenar Campos do Relatório. Botão Reordena Campos: Este botão tem por objetivo permitir a ordenação dos campos no layout do relatório sem que seja necessário arrastá-los com o mouse.

O mesmo é um atalho para a Função Manutenção de Procedures Internas. 13 . modificar ou eliminar as Procedures Internas para o relatório.CAPÍTULO 4 Processo Acesso ao Data Viewer Botão Procedures Internas: Este botão tem por objetivo permitir ao usuário incluir.

.

a tela de Manutenção de Relatórios: .15 CAPÍTULO 5 Processo Relatórios Objetivo Este processo tem por objetivo descrever as funções Manutenção de Relatórios. Função Manutenção do Relatório Objetivo Esta função tem por objetivo detalhar de que forma é feita a manutenção nos relatórios do usuário no Data Viewer. Tabelas do Relatório. item “Relatório” ou através do botão “Relatórios”. Atualizar e Desfazer. Acompanhamento Processo Relatório. Descrição Selecionar no menu do Data Viewer a opção “Relatório”. É acessado então.

como apresentado na tela a seguir: . pode-se incluir. eliminar.16 Nesta. copiar ou filtrar relatórios. modificar.

variando de "a" até "bz". Este título será impresso no cabeçalho de cada página do relatório. mais 1 (uma) ou 2 (duas) letras. Exemplo: Relatório: CDR004a . Exemplo: Relatório: CDR004a. Deverá ter 6 (seis) caracteres quaisquer no nome. Título Classificação Inserir o título para identificar a classificação do relatório. Exemplo: Relatório: CDR004a Título: Listagem de Produtos Faturados.CAPÍTULO 5 Processo Relatórios 17 Campo Descrição Relatório Inserir o nome do relatório a ser gerado. Título Inserir o título para o relatório que está sendo criado.

Para exportação não traz no resultado cabeçalho.18 Título: Listagem de Produtos Faturados Título Classificação: Por cliente Nota Este título de classificação. também será utilizado no programa a ser gerado para apresentar todas as classificações deste relatório. máximo. cdp é o subdiretório programa. um arquivo texto como exportação de dados ou um gráfico para visualização de dados. mínimo. rodapé. será criada automaticamente pelo Data Viewer no momento da geração do programa do relatório. Se o seu conteúdo for branco. Subdiretório Programa Informar subdiretório do diretório de trabalho do usuário onde serão gravados os programas dos relatórios gerados. cdr004a é o programa a gerado. Ponto Eletrônico. Contas a Pagar. Sistema Relatório Informar o nome do sistema ou módulo a que pertence o relatório. Nota Listagem. Exemplo Subdiretório Programa: Cdp Relatório gerado: c:\relatorios\cdp\cdr004a Onde c:\relatorios é o diretório de trabalho do usuário. obedecendo apenas o formato dos objetos do . labels para grupos de dados. Somente será considerado como objeto de exportação os que estiverem no layout do relatório. Informar se o relatório trará como resultado uma listagem. Exemplo Faturamento. total. nem realiza cálculos como média. será impresso na página de parâmetros do relatório e. o programa do relatório será gerado no diretório de trabalho do usuário. identificar e chamar o relatório pela classificação. Será realizada a exportação dos dados para os objetos do layout do relatório a um arquivo texto como uma linha contínua. etc. podendo-se a partir deste. Exportação ou Gráfico Exportação Tipo Fixa Caso este subdiretório ou estrutura de subdiretório não exista. página de parâmetros.

Nota Pode-se perfeitamente modificar um relatório do tipo listagem para um do tipo exportação e vice-versa. o qual utiliza como separador um espaço. ou seja. Será realizada a exportação dos dados para os objetos do layout do relatório a um arquivo texto separando estes conforme o separador definido pelo usuário. caso a listagem tenha cálculos variados ou totais serão desconsiderados para a exportação. como já mencionado anteriormente. Função Tabelas do Relatório Objetivo Esta função tem por objetivo realizar a manutenção nas tabelas que fazem parte do relatório. porém. onde existirá acesso à tela de Tabelas do Relatório. Definir se o relatório gerado poderá ter sua saída em HTML ou não. Informar se o relatório a ser gerado será utilizando no produto EMS-200. Descrição Selecionar no menu do Data Viewer a opção “Relatório”. sustenido. Informar o tipo de gráfico que será gerado. item “Tabelas” ou por meio do botão “Tabelas”. Definir se o relatório será padrão. campos lógicos como yes/no. Podem ser: tabulação. conforme figura a seguir: . Será realizada a exportação dos dados para os objetos do layout do relatório a um arquivo texto utilizando-se o método de exportação do Progress. para campos do tipo caracter são exportados entre aspas. espaço. EMS-500 ou Padrão (outro produto). Informar o tipo de separador a ser utilizado para identificar os campos dos dados a serem exportados. Obedecendo ainda quebra de linha por cada grupo do layout do relatório. Será apresentado um browse com as tabelas “Disponíveis” e outro com as “Utilizadas”.CAPÍTULO 5 Processo Relatórios Exportação Tipo Separador Exportação Tipo Progress Separador Perfil Tipo Gráfico Suporte HTML Relatório Padrão 19 layout. apenas a empresa criadora do relatório poderá alterá-lo. a escolha do usuário. referentes ao banco de dados selecionado. ponto e vírgula ou outro. vírgula.

20

Faixa de valores
inicial e final para
leitura das tabelas
disponíveis.

Na coluna de Disponíveis serão apresentadas todas as tabelas disponíveis do
banco de dados selecionado para trabalho. Selecionar a tabela desejada, em
seguida pressionar o botão incluir (>>), onde a tabela passa às Utilizadas.
Para eliminar uma tabela da coluna de Utilizadas, basta selecionar a tabela
desejada, e pressionar o botão de eliminar (<<).
Nota
Quando da inclusão de tabelas no relatório, serão disponibilizadas para uma
próxima inclusão neste relatório, apenas as tabelas que possuam
relacionamentos com uma das tabelas que já fazem parte do relatório.
Deve-se atentar a ordem em que as tabelas são inclusas no relatório, pois a
leitura das mesmas para a execução do relatório será feita na mesma
seqüência (cascata), podendo vir a prejudicar a performance ou até mesmo,
no resultado final do relatório.

CAPÍTULO 5

Processo Relatórios

Função

Acompanhamento Processo Relatório

Objetivo

Esta função tem por objetivo permitir alterar o acompanhamento no
processamento do relatório. Seu valor como conteúdo inicial é um contador
dos registros lidos.

Descrição

Selecionar no menu do Data Viewer a opção “Relatório”, item
“Acompanhamento” ou por meio do botão “Acompanhamento”, onde existirá
acesso à tela de Acompanhamento Processo Relatório.

21

Campo

Descrição

Título
Acompanhamento
Atributo
Acompanhamento

Possibilita a alteração do título da tela de acompanhamento no
processamento do relatório.
Possibilita a alteração do campo da tela de acompanhamento no
processamento do relatório. Pode ser selecionado o campo de
uma das tabelas utilizadas para fazer o relatório.

Função

Atualizar

Objetivo

Esta função tem por objetivo questionar o usuário se ele “Deseja salvar as
alterações ?”.

Descrição

Selecionar no menu do Data Viewer a opção “Relatório”, item “Atualizar” ou
por meio do botão “Atualizar”, onde existirá acesso à tela Atualizar.

22

Função

Desfazer

Objetivo

Esta função tem por objetivo questionar o usuário se ele “Deseja desfazer as
alterações ?”.

Descrição

Selecionar no menu do Data Viewer a opção “Relatório”, item “Desfazer” ou
por meio do botão “Desfazer”, onde existirá acesso à tela Desfazer.

Descrição Selecionar no menu do Data Viewer a opção “Colunas”. Função Campos do Relatório Objetivo Esta função tem por objetivo realizar a manutenção dos campos que fazem parte do relatório. Campos Calculados. Propriedades. a tela de Campos do Relatório. Reordena Campos e Grupos. item “Campos” ou através do botão “Campos”.23 CAPÍTULO 6 Processo Colunas Objetivo Este processo tem por objetivo descrever as funções Campos do Relatório. a qual permite incluir ou eliminar campos do relatório. . É acessado então.

o browse a direita os campos (atributos) que estas possuem e. Depois é só pressionar “OK”. Selecionar os campos que lhe são necessários (um por vez) e. o browse a esquerda apresenta as tabelas selecionadas para o relatório. o browse inferior os campos que pertencem ao layout do relatório.24 Incluir campo Eliminar campo Na tela anterior. . ou de dois clicks sobre o campo. pressionar o botão incluir.

não pertencem a nenhuma tabela. . Podem ter um valor fixo. item “Campos Calculados” ou através do botão “Campos Calculados”. ou receberem valor durante a execução do relatório. ou seja. Descrição Através do menu do Data Viewer opção “Colunas”. é acessado a tela de manutenção de Campos Calculados.CAPÍTULO 6 Processo Colunas 25 Verificando o layout: Função Campos Calculados Objetivo Esta função tem por objetivo realizar a manutenção de campos (variáveis) que fazem parte do layout do relatório.

clicar sobre o botão incluir para apresentar a seguinte tela: Campo Descrição Atributo Inserir o nome do atributo (campo calculado) que irá armazenar um valor informado. Rótulo Tipo Dado . inteiro. Selecionar tipo de informação que será armazenado. As opções disponíveis são: caracter. Inserir o título ou descrição para o campo calculado cadastrado.26 Nesta.

CAPÍTULO 6 Processo Colunas Formato 27 decimal. depois é clicado sobre o botão “+” (somar). Pressionando “OK” e voltando a tela de manutenção de campos calculados. foi selecionado a tabela “ord-prod”. os campos das respectivas tabelas e no inferior o editor da fórmula para o cálculo. . Ao clicar neste. Inserir o formato que será utilizado para apresentar o valor do campo calculado. o da esquerda. é apresentada a seguinte tela: Na tela de fórmula para campos calculados. lógico. data. cadastrar a fórmula que irá gerar o valor para o campo calculado. onde encontra-se o botão “Fórmula”. pode-se através deste. o campo “qtproduzida” e clicado sobre o botão “Insere” ou é efetuado dois cliques sobre o campo. No exemplo acima. Fazer o mesmo com o campo “qt-refugada”. o browse da direita contém as tabelas utilizadas no relatório.

Este campo calculado será apresentado no layout do relatório.28 Feito isto. Veja: . basta clicar sobre o botão “OK” e. sair da tela de manutenção de campos calculados.

não afetará os demais relatórios onde está sendo utilizado. Descrição Através do menu do Data Viewer opção “Colunas”.CAPÍTULO 6 Processo Colunas 29 Ver abaixo o resultado do campo calculado: Função Propriedades dos Campos do Relatório Objetivo Esta função tem por objetivo realizar a manutenção nas propriedades de um campo do relatório corrente. é acessado a tela de Propriedades dos Campos do Relatório. Caso algum dos valores sejam aqui alterados. item “Propriedades” ou através do botão “Propriedades”. .

Informar o número da coluna do campo selecionado no layout Coluna . Informar o tipo de dado ou conteúdo do objeto. caso o objeto selecionado seja um campo calculado. Atributo Tipo Dado Exemplo: Caracter: Conversor de Voltagem Inteiro: 147 Decimal: 147. Informar o nome do objeto selecionado. este aparecerá em branco.36 Data: 21/04/1998 Lógico: Sim Formato Informar a forma a qual o conteúdo do objeto vai ser apresentado.30 Campo Descrição Tabela Informar o nome da tabela. Linha Informar o número da linha do campo selecionado no layout do relatório.

Nota Quando selecionada uma das opções de label no item grupo. Através do menu do Data Viewer opção “Colunas”. é acessado a tela de Reordenar Campos do Relatório. Sempre: serão mostrados todos os registros lidos. Informar o número do grupo do campo selecionado no layout do relatório. Função Reordenar Campos do Relatório Objetivo Esta função tem por objetivo permitir a ordenação dos campos no layout do relatório sem que seja necessário arrastá-los com o mouse. Side label: mostra a descrição ou título dos campos no layout ao lado do mesmo (em linha). Column-label: mostra a descrição ou título dos campos no layout em cima do mesmo (em coluna). Primeiro: será mostrado apenas o primeiro registro lido dentro de uma classificação escolhida pelo usuário. Informar o tipo de descrição ou título utilizado no grupo. esta será aplicada para todo o grupo do objeto selecionado.CAPÍTULO 6 Processo Colunas Grupo Tamanho Col-Label Tamanho Label Exibir Grupo 31 do relatório. Habilitar o campo que específica a condição em que serão mostrados os registros lidos. item “Reordena Campos” ou através do botão “Reordena Campos”. No label: não mostra a descrição ou título dos campos no layout. Informar o espaço necessário para rótulo de coluna mais tradução do campo selecionado no layout do relatório. Último: será mostrado apenas o último registro lido dentro de uma classificação escolhida pelo usuário. Descrição . Informar o espaço necessário para rótulo de coluna mais tradução do campo selecionado no layout do relatório.

Função Grupos do Relatório Objetivo Esta função tem por objetivo permitir consultas e atualizações nos grupos do layout do relatório. É obrigatório para relatórios com separação de grupos de dados que o primeiro campo de cada grupo de campos do layout esteja na classificação do relatório. Nesta função o usuário terá condições de alterar está seqüência. Descrição Através do menu do Data Viewer opção “Colunas”. é acessado a tela de Grupos do Relatório. Os campos são mostradas no browse e ao lado direito da tela temos os botões de sobe e desce para permitir as devidas alterações quando necessárias.32 Um relatório é composto de campos e estes campos seguem uma seqüência. . item “Grupos” ou através do botão “Grupos”.

Nota Grupo é uma divisão hierárquica. para melhor visualizar as informações.CAPÍTULO 6 Processo Colunas 33 Na tela acima. exemplo o “nr-nota-fisc” e. deve-se clicar sobre o campo que é desejado utilizar como separador de grupo. somente ficarão habilitados quando selecionado um campo que possua classificação no relatório ou um campo calculado e o próximo é uma classificação. que possibilita ao programa quebrar as informações mediante os grupos informados. Nota Os botões Propriedades e Separa. Botão Descrição Propriedades Possibilita informar se o campo selecionado quebra página quando mudar de valor. Nota O botão Elimina somente ficará habilitado quando selecionada uma linha de separação de grupos. . Separa Elimina Permite realizar a separação dos grupos no layout. após clicar sobre o botão “Separa”. Tem por função eliminar a linha de separação dos grupos no layout. depois pressionar o botão OK.

onde teríamos no grupo 1 (um) os dados do cliente e. item. valor mercadoria e valor total da nota.34 Podemos citar como exemplo uma Listagem de Notas Fiscais por Clientes. no grupo 9 (nove) as informações referentes a nota fiscal. Consultando o exemplo. observamos que há dois grupos: Grupo 1: .

CAPÍTULO 6 Processo Colunas Grupo 9: 35 .

.

Manutenção Variáveis. É acessado então. item “Classificação” ou através do botão “Classificação”.37 CAPÍTULO 7 Processo Geral Objetivo Este processo tem por objetivo descrever as funções Classificações do Relatório. Parâmetros do Relatório. Totais do Relatório. Fonte Livre. Seleções do Relatório. . Manutenção de Parâmetros e Manutenção de Procedures Internas. a tela de Classificações do Relatório. Manutenção de Cálculos. Descrição Selecionar no menu do Data Viewer a opção “Geral”. Função Classificações do Relatório Objetivo Esta função tem por objetivo realizar a manutenção nas classificações ou formas de ordenação do relatório.

ou com dois clicks sobre o campo. Selecionar o campo desejado para classificação e. os campos que fazem parte das classificações do relatório. fugindo ao posicionamento anterior. Visualização Na tela de manutenção de classificações. .38 Campos Descrição Ordem Informar se a classificação do campo selecionado. descendente (maior para menor). Importante Quando da eliminação de uma classificação que é utilizada para dividir grupos do relatório. será de forma ascendente (menor para maior) ou. o inferior. os objetos dos grupos se juntarão em um único grupo no layout. Informar se deseja visualizar as tabelas e campos pelo nome ou pela descrição. através do botão “incluir” (seta para baixo). o browse a esquerda traz as tabelas do relatório. incluir o mesmo nas classificações. o da direita os campos desta tabela e.

CAPÍTULO 7

Processo Geral

39

Nota
É permitido ao usuário através do botão "Edita", editar a classificação e fazer
alterações nesta, caso necessário.
Exemplo:
Temos uma listagem de notas ficais e queremos que seu resultado seja
classificado apenas pelo mês da nota e não toda a sua data.
Classificação: nota-fiscal.data-emissao
Edita: month(nota-fiscal.data-emissao).
Utilizamos assim a função month do progress para resgatar o valor do mês
em uma data e, temos o relatório classificado apenas por mês.

Função

Seleções do Relatório

Objetivo

Esta função tem por objetivo realizar a manutenção dos campos a serem
utilizados como seleção para o relatório (faixa inicial e final).

Descrição

Selecionar no menu do Data Viewer a opção “Geral”, item “Seleção” ou
através do botão “Seleção”, onde existirá acesso a tela de Seleções do
Relatório.

40

Na tela de Seleções do Relatório, o browse a esquerda traz as tabelas do
relatório, o da direita os campos desta tabela e o inferior, os campos que
fazem parte das seleções do relatório.
Selecionar os campos que deseja para seleção (um por vez) e incluir o
mesmo nas seleções, através do botão “incluir” (seta para baixo), ou com dois
clicks sobre o campo.

CAPÍTULO 7

Processo Geral

41

Conferindo seleções:

Função

Manutenção de Variáveis

Objetivo

Esta função tem por objetivo realizar a manutenção no cadastro de variáveis
utilizadas no relatório.

Descrição

Selecionar no menu do Data Viewer a opção “Geral”, item “Variáveis” ou
através do botão “Variáveis”, onde existirá acesso a tela de Manutenção de
Variáveis.

42 Botão Incluir Botão Modificar Incluir ou Modificar Variáveis: acessar através dos botões incluir ou modificar na tela de manutenção de variáveis. onde será apresentada na tela a seguir: .

Selecionar o tipo de informação que a variável armazenará. Valor Inicial que será apresentado ao solicitar o conteúdo para a variável. Inserir o formato que será utilizado para informar o conteúdo da variável. Rótulo Formato Inicial Tipo Dado . Este campo não pode ter espaço em branco. Este campo pode ter espaço em branco. Inserir o título ou descrição para a variável. caracteres especiais ou acentuação.CAPÍTULO 7 Processo Geral 43 Campo Descrição Variável Inserir o nome da variável a ser cadastrada. caracteres especiais ou acentuação.

será solicitada em tela no momento de executar o relatório. pode-se definir outras maneiras de mostrar o conteúdo da variável (fill-in. Quando marcado. combobox).36. caso contrário. Exemplo: Variável: v-estado-ordem Rótulo: Estado da Ordem Tipo Dado: Caracter Formato: x(15) Visualizador : Combo-Box Valor Visualizador: Horizontal / Vertical Pede em Execução • "Aberta". • "Cancelada". .44 Opções disponíveis: Visualizador • Caracter: Conversor de Voltagem. • "Finalizada". Variáveis do tipo lógico. Nota Somente é permitida seleção de outros formatos. pode-se optar pela apresentação do seu conteúdo de forma horizontal ou vertical. a variável que está sendo cadastrada. ela será apenas considerada como variável interna de cálculo do relatório. radio-set. para variáveis do tipo inteiro ou caracter. • Inteiro: 147. • Data: 21/04/98. tem como formato padrão "toggle-box" ou "checkbox". Caso o visualizador seja do tipo "radio-set". • Lógico: sim. Além do formato. Valor Visualizador Conteúdo que será utilizado para o visualizador (radio-set. combo-box). • "Suspensa". • Decimal: 147.

Eliminar abre parênteses na linha da ocorrência selecionada. 45 . item “Parâmetros” ou através do botão “Parâmetros”. onde existirá acesso a tela de Parâmetros do Relatório. Eliminar fecha parênteses na linha da ocorrência selecionada.CAPÍTULO 7 Processo Geral Função Parâmetros do Relatório Objetivo Esta função tem por objetivo realizar consultas e manutenções dos parâmetros de leitura das tabelas no processamento do relatório. Adicionar abre parênteses na linha da ocorrência selecionada. Faz referência da ocorrência informada com a inexistência de uma ocorrência igual em outra tabela a ser informada. Selecionar no menu do Data Viewer a opção “Geral”. Descrição Botão Descrição Encontra Faz referência da ocorrência informada com a existência de uma ocorrência igual em outra tabela a ser informada. Adicionar conector lógico de obrigatoriedade na linha da ocorrência selecionada. Não Encontra Seta direita ( Seta esquerda ( Seta direita ) Seta esquerda ) E Adicionar fecha parênteses na linha da ocorrência selecionada.

informar o conteúdo desejado como comparação.46 OU Adicionar conector lógico de opcionalidade na linha da ocorrência selecionada. ou com dois clicks sobre o campo. Fato que. os campos que fazem parte dos parâmetros do relatório. o usuário informou quais ele deseja pedir em tela: . está fixo para o relatório. para expedir um relatório com outro conteúdo para parâmetro. Selecionar o campo desejado para parâmetro e incluir o mesmo nos parâmetros. o da direita os campos desta tabela e o inferior. Pressionar “OK” e voltando a tela de manutenção de parâmetros. através do botão “incluir” seta para baixo. ou são abertos os parâmetros novamente e alterado os conteúdos de comparação ou é criado outro relatório. Na tela de manutenção de parâmetros. É apresentada uma tela onde pede-se o campo “Comparar com”. O parâmetro acima feito. pressionar “OK” novamente. o browse a esquerda traz as tabelas do relatório. Depois pressionar o botão com a comparação desejada para este parâmetro. No programa de Manutenção de Variáveis.

onde existirá acesso a tela de Totais do Relatório. .CAPÍTULO 7 Processo Geral 47 No programa de Parâmetros. ele pode informar estas variáveis como comparação para que o programa do relatório gerado. Descrição Selecionar no menu do Data Viewer a opção “Geral”. busque as informações no banco de dados mediante seus conteúdos: Função Totais do Relatório Objetivo Esta função tem por objetivo realizar a manutenção no cadastro de totais do relatório. item “Totais” ou através do botão “Totais”.

Cada total possui vínculo direto com uma classificação do relatório ou geral. Na tela acima. modificar ou eliminar os cálculos para o relatório. é necessário ter pelo menos 1 (um) campo no layout do relatório que seja do tipo de dado inteiro ou decimal.48 Adicionar total do campo selecionado ao relatório. . Função Manutenção de Cálculos Objetivo Esta função tem por objetivo incluir. Descrição Selecionar no menu do Data Viewer a opção “Geral”. item “Cálculos” ou através do botão “Cálculos”. os totais do relatório. Nota Para que seja permitida a Manutenção de Totais. o browse da esquerda apresenta todos os campos do tipo inteiro ou decimal que encontram-se no layout do relatório e o browse da direita as classificações do relatório e. onde é possível incluir. onde existirá acesso a tela Manutenção de Cálculos. o inferior. modificar ou eliminar os mesmos.

CAPÍTULO 7 Processo Geral 49 Ao incluir ou modificar um cálculo será apresentada a seguinte tela: Botão Gerar Código Campo Descrição Atributo Informar o nome do atributo (variável) que está sendo cadastrada para armazenar o cálculo. .

• Média: armazena no campo de cálculo a média entre o campo acumulador e o número de registros lidos dentro da classificação informada. após a quebra da classificação informada. Selecionar o tipo de cálculo que este atributo (variável) vai armazenar. Quando marcado. Tabela: tabela utilizada em classificação do relatório. você informe linha = 1. Número da linha em que será apresentado o cálculo. após a quebra da classificação informada. pode ser branco quando classificação • Linha Coluna Mostra Atributo Classificação . Portanto. estes terão sua fórmula montada no fonte do programa do relatório antes que todos os outros.50 Rótulo Formato Tipo Dado Tipo Cálculo Informar uma descrição ou título para o campo. coluna = 1. Assim. • Máximo: armazena no campo de cálculo o maior valor entre este e o campo acumulador dentro da classificação informados. Informar qual forma que o conteúdo deste campo será apresentado. • Contador: monta um contador de registros dentro da classificação informada. é aconselhável que para estes. Selecionar o tipo de dado que este cálculo vai armazenar. Número da coluna em que será apresentado o cálculo. pode ser inteiro ou decimal. Total: armazena no campo de cálculo o total do campo acumulador dentro da classificação informada. • Mínimo: armazena no campo de cálculo o menor valor entre este e o campo acumulador dentro da classificação informados. geralmente serão utilizados em alguma outra fórmula para o relatório. para ser impressa dentro da classificação informada. • Livre: armazena no campo de cálculo uma fórmula que o usuário definiu. o cálculo será apresentado no relatório. Cálculos que não serão impressos no relatório.

ou geral. dentro dos respectivos pontos (Definição. Função Fonte Livre Objetivo Esta função tem por objetivo permitir ao usuário escrever código Progress ou até mesmo chamar outros programas. includes em pontos específicos do relatório. Cálculo e Fim e depois clicar sobre o Botão Gerar Código. Após clicar sobre o Botão Gerar Código. Atributo: atributo de uma tabela utilizada em classificação do relatório. Primeiro. Cálculo. levando em consideração os campos preenchidos na tela. este código pode ser alterado pelo usuário. Atributo: atributo do tipo inteiro ou decimal. caso você tenha alterado manualmente um dos itens Definição. são geradas as definições e fórmulas dos dados informados. • Primeiro: Código para zerar o cálculo. .CAPÍTULO 7 Processo Geral Campo Acumulado Definição/Primeiro/Cálculo/Fim 51 gera. dentro dos respectivos pontos. este irá regerar o código do cálculo. Primeiro. • Cálculo: Fórmula para atribuir o valor desejado ao cálculo. Definição. • Fim: Finalização do Cálculo. • Definições: Código com as definições do cálculo. Botão Gerar Código: Gera as definições e fórmulas dos dados informados. Fim). e preenchidos os campos anteriores. Portando. item “Fonte Livre” ou através do botão “Fonte Livre”. Cálculo. Descrição Selecionar no menu do Data Viewer a opção “Geral”. Armazena o código progress responsável para que seja gerado o cálculo. Sempre que clicado o Botão Gerar Código. permitindo acesso a tela Inclui Fonte Livre (código Progress para o relatório escrito pelo usuário). Primeiro. Fim. de uma tabela utilizada para o relatório. todas as alterações manuais serão perdidas. Tabela: tabela utilizada para leitura no relatório.

• Após Mostra Registros: após Display dos campos que fazem parte do layout do relatório e. são os mencionados abaixo. Botão de Impressora (Interface). Início do Código . Troca de Valor da Execução (Interface). Antes da Impressão dos Parâmetros. Após Atribuição de Variáveis. Após Abertura do Arquivo de Saída. Após Definição das Variáveis (Interface). Troca de Valor do Destino (Interface). • Final Programa: antes de imprimir a página de parâmetros. Após Definição das Includes (Interface). Após Fechamento do Arquivo de Saída. Outros pontos: Após Definição de Variáveis. Botão de Ajuda do Programa (Interface). • Antes Mostrar Registros: antes do Display dos campos que fazem parte do layout do relatório. antes do Display dos cálculos definidos para o relatório. • Após Leitura Registros: após o End que fecha o primeiro For Each das tabelas para leitura no relatório. Botão de Arquivo (Interface). e estes são limitados a 2000 caracteres cada: • Antes Leitura Registros: antes do primeiro For Each para leitura das tabelas do relatório.52 Local do relatório onde será utilizado o Fonte Livre Campo editor onde é inserido o Fonte Livre Os pontos onde podem ser inseridos os códigos Progress. Botão de Fechar do Programa (Interface).

Inicialização de Variáveis (Interface). Fim da Execução (Interface). Após Execução (Interface). Descrição No menu do Data Viewer. modificar ou eliminar os Parâmetros de Entrada. Antes de Habilitar Campos (Interface). Função Parâmetros de Entrada Objetivo Esta função tem por objetivo permitir ao usuário incluir. modificar ou eliminar os mesmos. Início da Execução (Interface). opção “Geral”. . item “Parâmetros de Entrada”. acessar a tela Manutenção de Parâmetros. Após Habilitar Campos (Interface). onde é possível incluir. ou pelo botão “Parâmetros de Entrada”. Execução do Relatório (Interface).CAPÍTULO 7 Processo Geral 53 Principal (Interface).

Descrição No menu do Data Viewer. opção “Geral”.54 Ao incluir ou modificar um parâmetro de entrada. item “Procedures Internas” ou pelo botão “Procedures Internas”. Lógico. Data. Decimal. Inteiro. . será apresentada a seguinte tela: O Tipo de Dado pode ser: Caracter. modificar ou eliminar as Procedures Internas para o relatório. Função Manutenção de Procedures Internas Objetivo Esta função tem por objetivo permitir ao usuário incluir. acessamos a tela de Manutenção de Procedures Internas.

Estas procedures estarão disponíveis somente para aquele relatório corrente.CAPÍTULO 7 Processo Geral Ao incluirmos ou modificarmos uma Procedure Interna. 55 . será apresentada a seguinte tela: As Procedures Internas cadastradas na Função Manutenção de Procedures Internas. à qual ela foi vinculada. poderão ser utilizadas no Fonte Livre.

.

57 CAPÍTULO 8 Processo Geração Objetivo Este processo tem por objetivo descrever as funções Teste. impedindo que o programa seja executado. Esta opção não executa os programas gerados. opção “Geração”. Função Teste Objetivo Esta função tem por objetivo possibilitar a geração do programa de interface do relatório e do programa de processamento. estes serão apresentados em tela para o usuário. além de compilar e executar este programas. Fonte. efetuamos a geração do relatório (teste). . Função Fonte Objetivo Esta função tem por objetivo possibilitar a geração do programa de interface do relatório e do programa de processamento. No menu do Data Viewer. item “Teste” ou pelo botão “Teste”. além de compilar estes programas. Geração WEB e Editor. Descrição Caso ocorra algum erro de compilação.

atualmente. faz a compilação. item “WEB” ou pelo botão “Geração WEB”. porém a verificação de erro (caso ocorra) é feita no WEBSpeed.58 Descrição No menu do Data Viewer. efetuamos a geração do relatório. Caso o usuário deseje a Geração WEB do relatório. Descrição Esta função pode ser acessada no menu do Data Viewer. Caso ocorra algum erro de compilação.0. estes serão apresentados em tela para o usuário. item “Fonte”. deve: • Escolher obrigatoriamente o perfil EMS 2. Gera a interface. . opção “Geração”. Função Geração WEB Objetivo Esta função tem por objetivo a Geração WEB dos relatórios. opção “Geração”.

• Não utilizar Procedures Internas (serão descartadas). 59 .CAPÍTULO 8 Processo Geração • Não utilizar Parâmetros de Entrada.

60 Função Editor Objetivo Esta função possibilita acessar o Editor Progress. permite acesso a tela Procedure Editor. item “Editor” ou pelo botão “Editor”. Descrição No menu do Data Viewer. opção “Geração”. .

Será visto neste capítulo. Manter Tabelas. Manter Relacionamentos. Administrar Relacionamentos. Permissões Usuários (Tabelas / Campos).61 CAPÍTULO 9 Processo Administração Objetivo Este processo tem por objetivo descrever as funções Administrar Tabelas. ProTools. Dados (Exportar / Importar). Geração (Relatórios / Menu). opção “Administração” item “Administrar Tabelas”. Exportar. . acessamos a tela de Manutenção das Definições das Tabelas. Manter Usuários. Função Administrar Tabelas Objetivo Esta função tem por objetivo importar ou eliminar no Data Viewer definições (tabelas. índices) de bases de dados a serem usadas para fazer relatórios Descrição Através do menu do Data Viewer. Alterar Usuário Relatório. campos. Perfis (Manter. Importar. Manter Blocos x Perfil). Manter Campos. como trabalhar com as rotinas de Administração do Data Viewer.

o browse da esquerda. de todas as definições relacionadas aos bancos de dados que o usuário havia carregado para desenvolver relatórios. Botão “Carregar”: Quando selecionada esta opção. apresenta todas as bases de dados conectadas disponíveis. e o browse da direita as bases selecionadas para .62 Botão “Eliminar”: Limpa o banco de dados do Data Viewer. será apresentada uma nova tela. Esta opção não altera os relatórios já cadastrados. Nesta tabela.

Função Manter Relacionamentos Objetivo Esta função tem por objetivo incluir. a menos que seu banco de dados. depois clicar sobre o botão incluir (>). Este processo não afeta os relatórios já cadastrados. modificar ou eliminar manualmente no Data Viewer. relacionamentos referentes as tabelas das bases de dados importadas para fazer relatórios. que contém as tabelas que deseja-se criar relatórios. Botão Carregar: gera dentro do Data Viewer os relacionamentos entre as tabelas. Devendo-se fazer isto apenas uma vez.CAPÍTULO 9 Processo Administração 63 importação. . Função Administrar Relacionamentos Objetivo Esta função tem por objetivo gerar ou eliminar automaticamente no Data Viewer. e serão carregadas então as definições das bases selecionadas para o Data Viewer. O mesmo pode ser feito para eliminar uma base selecionada. clicando no botão eliminar (<). Descrição Através do menu do Data Viewer. clicar sobre a base desejada no browse de disponíveis e. clicar no botão “OK”. opção “Administração” item “Administrar Relacionamentos”. estes relacionamentos são tratados pelo Data Viewer como Automáticos. acessamos a tela de Geração Total dos Relacionamentos. os relacionamentos referentes as tabelas das bases de dados importadas para fazer relatórios. Para passar uma tabela de disponível à selecionada. sofra alterações constantes a nível de índices e atributos que fazem parte da chave das tabelas. Selecionadas as bases. Botão Eliminar: limpa o banco do Data Viewer de todos os relacionamentos do tipo automático.

pode ser utilizado o botão Pesquisa Relações (da estrutura a partir do pai e filho): . basta informar tabela pai. tabela filho e os campos que fazem parte do relacionamento. Estrutura a partir do pai. acessamos a tela de Inclusão de Relacionamentos. Estrutura a partir do filho. opção “Administração” item “Manter Relacionamentos”. Para auxiliar o usuário que vai efetuar a inclusão do relacionamento.64 Descrição Através do menu do Data Viewer. Para efetuar a inclusão do relacionamento.

65 . Descrição Através do menu do Data Viewer. acessamos a tela de Manutenção de Tabelas.CAPÍTULO 9 Processo Administração Função Manter Tabelas Objetivo Esta função tem por objetivo incluir. tabelas virtuais como Buffers ou Temp-Tables (tabelas temporárias). modificar ou eliminar no Data Viewer. opção “Administração” item “Manter Tabelas”.

clicar sobre o botão “Incluir”: . na tela de Manutenção de Tabelas.66 Botão Incluir Para incluir uma tabela virtual.

Quando assinalada a opção “Copia Relacionamentos”. podendo ser compartilhada por outros programas durante a mesma seção Progress. esta será considerada como uma tabela que deveria ter sido importada de uma base de dados para o Data Viewer. quando lida. Virtual. clicar nos respectivos botões na tela de Manutenção de Tabelas. Descrição Tipo Tabela Nota Tabela do tipo “Física” não deve possuir tabela origem. Devendo sempre possuir uma tabela origem. Pode possuir uma tabela de origem ou não.CAPÍTULO 9 Processo Administração 67 Campo Descrição Tabela Tabela Origem Inserir o nome da tabela a ser criada. campos (atributos) das tabelas importadas ou criadas para fazer relatórios. serão copiados para a tabela a ser criada. todos os relacionamentos que a tabela origem possui. Temporária: é uma tabela do tipo temporária. de onde as definições foram carregadas. . Porém. Assinalar o tipo de tabela que o usuário está criando (Física. O usuário deverá fazer uma rotina para carregá-la com as informações desejadas. Permitir ao usuário realizar consulta e manutenção de atributos das tabelas cujas definições foram carregadas para o Data Viewer ou criadas no mesmo. apresenta os mesmos dados existentes em sua tabela de origem. Cópia Relacionamentos Virtual: tabela virtual ou buffer. é uma cópia de uma tabela física. Física: quando da criação de uma tabela do tipo física. este não ocorrerá automaticamente para as tabelas derivadas. onde a nova será uma cópia da origem. sem dados inicialmente. Inserir uma descrição para a tabela criada. modificar ou eliminar no Data Viewer. Selecionar uma tabela origem. Não alterando as definições dos atributos nas tabelas originais em suas bases de dados. Estas tabelas são definidas nos programas gerados pelo Data Viewer como new shared. Temporária). Para modificar ou eliminar uma tabela virtual. Função Manter Campos Objetivo Esta função tem por objetivo incluir. quando da manutenção de relacionamentos na tabela origem. Este tipo de tabela.

O usuário pode Incluir o campo desejado: .68 Descrição Através do menu do Data Viewer. acessamos a tela de Manutenção de Campos. Botão Filtrar: faixa do nome dos arquivos. opção “Administração” item “Manter Campos”. Botão Fórmula: só pode ser informada para atributos virtuais.

Quando assinalado. apenas seu próprio conteúdo para o registro. Inserir o nome do atributo selecionado. Inserir a descrição ou título do atributo selecionado para ser apresentado na forma de linha. data. lógico. informar se o atributo possui um texto no seu conteúdo para o registro. As opções disponíveis são: caracter. Inserir a descrição ou título do atributo selecionado para ser apresentado na forma de coluna. • Campo Narrativa Virtual: armazena uma fórmula no seu conteúdo (define uma variável no programa do relatório que o utilizar). Assinalar uma das opções: Formato Tipo Dado Tipo Campo • Físico: não armazena fórmula. decimal. Inserir a forma a qual o conteúdo do atributo selecionado vai ser apresentado.CAPÍTULO 9 Processo Administração 69 Campo Descrição Tabela Atributo Rótulo Coluna Rótulo Nome da tabela a qual o atributo selecionado pertence. . Selecionar tipo de informação a qual o atributo selecionado vai armazenar. inteiro.

modificar ou eliminar os usuários do Data Viewer Descrição Através do menu do Data Viewer.70 O usuário pode Modificar o campo desejado: O usuário pode Eliminar o campo desejado: Função Manter Usuários Objetivo Esta função tem por objetivo incluir. opção “Administração” item “Manter Usuários”. acessamos a tela Manutenção Usuários: .

acessando a tela de inclusão de usuários: Campo Descrição Usuário Caminho Editor Texto Inserir o nome do usuário que terá acesso ao Data Viewer. Inserir o caminho editor texto. na tela Manutenção Usuários. clicar sobre o botão “Incluir”. .CAPÍTULO 9 Processo Administração 71 Para incluir usuários.

o usuário desejado para alteração. clicar sobre o botão “Modificar” ou “Eliminar”. confirmando esta senha. terão acesso a rotina de administração no menu do Data Viewer. Administrador. Inserir diretório de trabalho WEB. o usuário não precisa informar a senha atual. Inserir a nova senha do usuário. Avançado. disponibiliza duas opções: • Régua. . Quando este programa for acessado pela primeira vez. Campo Descrição Senha Atual Inserir a senha atual para alteração. depois. selecionar na tela de Manutenção de Usuários. Assinalar uma das opções: Iniciante. Quando assinalado. Será informado apenas a nova senha. libera acesso a tela Manutenção de Senha. devido a mesma não existir. • ToolBar. Botão Senha: quando clicado. Nova Senha Confirma Senha Para modificar ou eliminar um usuário. Confirmar a nova senha digitada no campo "Nova Senha". Nota Apenas os usuários do tipo Administrador.72 Diretório Trabalho Diretório Trabalho WEB Visualiza Barra de Ferramentas Tipo Usuário Inserir o diretório de trabalho onde serão gravados os programas criados pelo usuário no Data Viewer. conforme sua necessidade.

sendo que o programa apresenta o título do relatório origem. permitindo alterações quando necessário. Inserir o nome do relatório destino. sendo que o programa apresenta o título classificação origem. opção “Administração” item “Alterar Usuário Relatório”. acessamos a tela Alteração de Usuário do Relatório: Campo Descrição Relatório Origem Usuário Destino Relatório Destino Selecionar o relatório de origem. Selecionar o usuário destino do relatório. O programa apresenta o nome do relatório origem.CAPÍTULO 9 Processo Administração 73 Função Alterar Usuário Relatório Objetivo Esta função tem por objetivo alterar o usuário do relatório. Inserir o título do relatório. Descrição Através do menu do Data Viewer. . o usuário anterior do relatório de origem não mais terá este relatório na sua lista de relatórios na tela de Manutenção de Relatórios. possibilitando alterações quando necessário. possibilitando alterações quando necessário. Título Título Classificação Nota Após alterar o usuário do relatório. Inserir o título de classificação.

browse da direita.74 Função Permissões Usuários (Tabelas / Campos) Objetivo Esta função tem por objetivo efetuar o controle de acesso dos usuários do Data Viewer às Tabelas e Atributos (campos) importados ou carregados. significa que todos os usuários do Data Viewer possuem acesso a tabela informada. Descrição Através do menu do Data Viewer. Para passá-los a coluna “Acessando”. . clicar sobre o botão “Incluir”. selecionar os usuários que poderão utilizar esta tabela para fazer relatórios. opção “Administração” item “Permissões Usuários”. acessamos as telas: • Botão Incluir Botão Eliminar Manutenção de Acesso as Tabelas: informar o nome da tabela. selecionar o usuário na coluna de acessando e clicar sobre o botão “Eliminar”. O curinga “*” (asterisco). No browse da esquerda coluna “Disponíveis”. Para retirar o acesso.

Para retirar o acesso. Botão Incluir Botão Eliminar Função Manter Perfis Objetivo Esta função tem por objetivo incluir. No browse central. selecionar o campo. Descrição Através do menu do Data Viewer. No browse da esquerda. os usuários que poderão utilizar este campo para fazer relatórios. browse da direita. acessamos a tela Manutenção de Perfis: .CAPÍTULO 9 Processo Administração • 75 Manutenção de Acesso a Campos: informar o nome da tabela. na coluna “Disponíveis”. subitem “Manter Perfis”. significa que todos os usuários do Data Viewer possuem acesso a tabela informada. opção “Administração” item “Perfis”. modificar ou eliminar Perfis. Para passá-los a coluna “Acessando”. O “curinga” “*” (asterisco). clicar sobre o botão “Eliminar”. selecionar o usuário na coluna de Acessando e. clicar sobre o botão “Incluir”.

Função Exportar Perfil Objetivo Esta função tem por objetivo a exportação de Blocos do Perfil.76 Nota Podemos definir Perfil. acessamos a tela Exportação de Blocos: . subitem “Exportar Perfil”. Descrição Através do menu do Data Viewer. como sendo um conjunto de blocos que fazem a integração com determinado produto. opção “Administração” item “Perfis”.

subitem “Importar Perfil”. acessamos a tela Importação de Blocos: 77 .CAPÍTULO 9 Processo Administração Função Importar Perfil Objetivo Esta função tem por objetivo a importação de Blocos do Perfil. opção “Administração” item “Perfis”. Descrição Através do menu do Data Viewer.

eliminar ou copiar Blocos. opção “Administração” item “Perfis”.78 Função Manter Blocos x Perfil Objetivo Esta função tem por objetivo incluir. modificar. Descrição Através do menu do Data Viewer. subitem “Manter Blocos x Perfil”. acessamos a tela Manutenção de Blocos: .

CAPÍTULO 9 Processo Administração O usuário que não tiver permissão sobre um produto específico. não terá acesso sobre os blocos daquele produto. 79 .

possibilitando assim realizar atualizações sem perda de informações. índices. Dados: quando assinalado. são as tabelas. ou seja. indica que serão exportadas as informações relacionadas as base carregadas para trabalhar no Data Viewer. acessamos a tela Exportação de Relatórios: Campo Descrição Exportação Definições: quando assinalado. Indica que serão exportadas todas as informações referentes aos relatórios existentes no Data Viewer.80 Função Dados (Exportar) Objetivo Esta função tem por objetivo a Exportação de Relatórios (base de dados do Data Viewer). subitem “Exportar”. tudo que for necessário . relacionamentos entre outros. habilita os campos Perfis. Relatórios e Seleção. opção “Administração” item “Dados”. Descrição Através do menu do Data Viewer. ou seja. campos.

Informar uma faixa inicial e final de usuários e relatórios no Data Viewer. • Comum. • Ambos. Dados: quando assinalado. tudo que for necessário para que este relatório seja gerado. são as tabelas. opção “Administração” item “Dados”. ou seja. Assinalar uma das opções: • Padrão. indica que serão importadas as informações relacionadas as base carregadas para trabalhar no Data Viewer. campos. Informar diretório para onde serão exportadas (geradas) as informações. para a realização de sua exportação. subitem “Exportar”. possibilitando assim realizar atualizações sem perda de informações. Descrição Através do menu do Data Viewer. ou seja. Informar diretório para o qual foram geradas ou exportadas (anteriormente) as informações (relatórios).CAPÍTULO 9 Processo Administração Relatórios Seleção Diretório para que este relatório seja gerado. Diretório 81 . índices. Indica que serão importadas todas as informações referentes aos relatórios existentes no Data Viewer. relacionamentos entre outros. Função Dados (Importar) Objetivo Esta função tem por objetivo a Importação de Relatórios (base de dados do Data Viewer). acessamos a tela Importação de Relatórios: Campo Descrição Relatórios Definições: quando assinalado.

• Fonte Relatório: programa com lógica do relatório. subitem “Relatórios”. de um ou vários usuários. Descrição Através do menu do Data Viewer. Opções de geração: • Tela Relatório: programa com tela de interface do relatório. • Tela Web: quando assinalado. parâmetros e impressão.82 Função Geração (Relatórios) Objetivo Esta função tem por objetivo a geração de relatórios por faixas e partes. acessamos a tela de Opções da Geração de Relatórios: Através das faixas por Usuário e Relatório. de uma só vez. possibilita Geração WEB. . pode ser feita a geração de todos os relatórios. é o programa que faz o processamento e impressão dos dados para o relatório. opção “Administração” item “Geração”. • Tela Classificação: programa com tela que apresentará todas as classificações de um mesmo relatório. página de seleção.

Descrição Através do menu do Data Viewer. acessamos o assistente de Geração de menu do Data Viewer. opção “Administração” item “Geração”. Descrição Através do menu do Data Viewer. opção “Administração” item “ProTools”. Função ProTools Objetivo Esta função tem por objetivo disponibilizar uma barra de ferramentas para auxiliar o usuário do Data Viewer. O assistente tem por função ajudar o usuário a montar um menu para os relatórios existentes no Data Viewer.CAPÍTULO 9 Processo Administração Função Geração (Menu) Objetivo Esta função tem por objetivo ajudar o usuário a montar um menu para os relatórios existentes no Data Viewer. acessamos o ProTools: 83 . subitem “Menu”.

Windows Info. Screen Scaling Utility. Smart Object Upgrade Utility. Control Hierarchy. Procedures. DOS. Window Viewer. Propath. Config info. PRO*Spy. Run.84 Disponibiliza as seguintes funções: Color Changer. DB List. Session. Progress COM Object Viewer. Editor. Set Font 2. . Screen Capture.

99 e para inteiro é ->. O “x” representa que um caracter . a menos que seja especificado outro formato. Valor inicial para os formatos conforme o tipo de dado: Tipo de Dado Formato Inicial Caracter Data Decimal Inteiro Lógico X(8) 99/99/99 ->>.>>9.99 * ->. logo.>>9. o valor inicial para formato decimal é ->>. independente do valor armazenado no banco de dados. Descrição O formato do atributo determina como seu valor será apresentado em tela ou impresso.>>>.>>9. Por exemplo.85 CAPÍTULO 10 Processo Formato e Impressão de Valores dos Atributos e Variáveis Objetivo Este processo tem por objetivo mostrar o formato e impressão de valores dos atributos e variáveis do relatório. apenas os vinte primeiros caracteres serão impressos.>>9 * Sim / Não Nota: Caso seja utilizado o formato Europeu na seção Progress (-E). Mais informações ver item "Impressão para Formato Numérico". mas para a impressão será utilizado o formato x(20). o atributo nome tem 40 caracteres no banco de dados. apenas os oito primeiros caracteres serão impressos. Impressão para Formato Caracter : se o atributo está utilizando o formato inicial x(8).>>>.

>>9. Isto porque o formato Europeu inverte as posições entre vírgula (. etc.99 e o inteiro ->. z.! e 9. Caso seja utilizado o formato numérico Europeu (-E) na sua seção Progress. é convertida para maiúscula Representa um número Representa quanto caracteres serão utilizados conforme o formato. Mas.) para identificação dos separadores de milhar.>>>. o tipo decimal passa a ser >>.>>>.A. vírgula. o formato inicial para impressão de um atributo decimal é >>. por exemplo.>>9. Para mostrar. o “8” representa o número de caracteres que o Data Viewer utilizará para a impressão. como parênteses. * ou >. Pode também utilizar outros.86 alfanumérico utilizará cada posição e. .) e ponto (. pode-se também utilizar outros símbolos como +. Símbolo Objetivo X N A ! Representa qualquer caracter Representa um número ou uma letra Representa uma letra Representa uma letra e. <. Formato Valor Impressão Xxxxxxxx X(9) X(20) Xxx AAA-9999 !!!-9999 (999) 999-9999 !!!! Vários caracteres Vários caracteres Vários caracteres Vários caracteres Abcd1234 Abcd1234 6176635000 Bola Vários c Vários ca Vários caracteres Vár Abc-1234 ABC-1234 (617) 663-5000 BOLA Impressão para Formato Numérico: quando especificado o formato numérico para o dado. 9 (n) Exemplo !(4) eqüivale a !!!!. Por exemplo. é comum utilizarem-se os seguintes caracteres 9. traço.>>9. É possível utilizar diferentes símbolos para definir o formato caracter: X.99 e para um inteiro é ->. resultando cinco caracteres do tipo letra maiúscula.N. -. informações como número de telefone.>>9.

não utilize todo o formato. Exemplos Formato Verdadeiro Falso Sim/Não Comprado/fabricado Física/jurídica Azul/branco Sim Comprado Física Azul Não Fabricado Jurídica Branco . Caso o conteúdo do seu atributo seja (U) ou.>>9 $zzz9 $>>>9 $->.00 $ . Caso o conteúdo do seu atributo seja (0) ou. não utilize todo o formato.234. este será preenchido com asterisco.1.999 >.>>>9.00 ?????? 87 Impressão para Formato Lógico: variáveis ou atributos lógicos sempre são tratados como falso/verdadeiro. Caso o conteúdo do seu atributo seja (0) ou. > or z 9 * Exemplo Formato Valor Impressão 99999 9. azul/branco. física/jurídica.CAPÍTULO 10 Processo Formato e Impressão de Valores dos Atributos e Variáveis Símbolo Objetivo + Posicionado na frente do número.00 $ 1. indica que o valor mencionado é negativo.99 1234 1234 1234 123 123 1234 1234 -1234 -1234 01234 1.>>9.99 $ >. Posicionado na frente do número. Indica um número.234. Seu valor inicial é sempre sim/não. não utilize todo o formato.>>9. Indica um número.99 $ >. indica que o valor mencionado é positivo.234 $ 123 $ 123 $ 1.234. porém pode-se utilizar várias palavras para representá-los como por exemplo: comprado/fabricado.99 $->. este deixará em branco ao invés de preencher com zeros.>>9. etc.234 1. este será preenchido com zeros.

onde é necessário que no formato a parte do ano seja "9999". Pode-se usar como separador a barra (/) ou o traço (-). como por exemplo. setar o parâmetro (-d) com a ordem desejada. Também como inicial vem a ordem (mês/dia/ano). . dois para o mês e dois para o ano. em função do valor sair da centena atual. que representa dia. Exemplos Formato Valor Impressão 99/99/99 99/99/9999 99-99-99 99-99-99 999999 999999 99999999 3/10/1990 3/10/2090 3/10/1990 3/10/2090 3/10/1990 03/10/90 03/10/1990 03/10/1990 03/10/2090 03-10-90 ???????? * 031090 031090 03101990 Nota: Neste exemplo o valor 3/10/2090 é muito grande para ser mostrado naquele formato. (99/99/99) podendo este último ser modificado para quatro dígitos (99/99/9999). A parte com o ano tem formato para impressão de "99" e o valor é "2090". Para modificar esta ordem.88 Impressão para Formato Data: o formato data traz como valor inicial dois dígitos para o dia. -d dmy. basta na inicialização da seção Progress. mês e ano.

89 .