You are on page 1of 21

PRINCÍPIOS

DE
LIDERANÇA
CTL – Centro de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança

DEZ PRINCÍPIOS DE LIDERANÇA

1ª AULA

I. Saiba que liderar é servir.

A. “Pois o próprio Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar
a sua vida em resgate por muitos”.Marcos 10:45

B. Mt. 25:11, Lc. 22:24-26 e Jo. 13:4, “... levantou-se da ceia, tirou a vestimenta de
cima e, tomando uma toalha, cingiu-se com ela”.

C. Para servir é preciso ser seguro de quem você é.

1. Os seguros gostam de toalhas

2. Os inseguros gostam de títulos.

3. Os seguros pensam em pessoas

4. Os inseguros em posições.

5. Os seguros querem acrescentar valor aos outros

6. Os inseguros querem receber valor dos outros.

7. A mais perigosa pessoa que existe é uma pessoa insegura porque ela
sempre serve a si mesma.

II.Estabeleça suas prioridades segundo o propósito de Deus para sua vida.

A. Mt. 6:33, “... buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas
estas coisas vos serão acrescentadas”.

B. Estabeleça as suas prioridades e todas as outras coisas virão se conformando.

C. Sucesso é:

1. Conhecer o propósito de Deus para sua vida.

2. Crescer até seu potencial máximo.

3. Semear na vida dos outros.

D. Jesus estabeleceu prioridades baseadas em seu propósito...

1. Ele lidou com as distrações da vida. (Jo 11:6)

2. Ele respondeu sabiamente à rejeição pessoal.

Igreja da Paz 2
CTL – Curso de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
3. Ele sofreu a dor voluntariamente.
4. Ele permaneceu apaixonado por Suas prioridades.

◊ Jo. 17:4, “Eu te glorifiquei na terra, consumando a obra que me


confiaste para fazer...”.

III.Viva a vida de Deus – Seja um exemplo para os outros.

A. Jesus nunca implorou que alguém cresse nEle. Ele sabia que integridade não
podia ser comprovada com palavras mas deve ser discernida através da vida da
pessoa. Ele nunca perdeu tempo com seus acusadores. Ele manteve seu foco
no alvo. (Mt. 12:24).

B. Jesus nunca esforçou-se para parecer bom. Ele simplesmente era bom. Ele
não se esforçou para parecer honesto. Ele era honesto. Ele nunca se esforçou
para ter uma boa reputação. Ele tinha caráter.

IV.Importe-se com a vida dos outros.

A. O impacto de um líder não vem de títulos ou posições oficiais, mas de


relacionamentos autênticos. Jo. 4:5-30; 8: 1-11

B. Ele andou na feira. Ele entrou nos barcos dos pescadores. Ele entrou nas
sinagogas. Ele entrou nas casas das pessoas. Ele foi a todos os lugares
imagináveis.

C. Lc. 9:6, “Então, saindo, percorriam todas as aldeias, anunciando o evangelho


e efetuando curas por toda parte”.

D. At. 10:38, “...como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com
poder, o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os
oprimidos do diabo, porque Deus era com ele”

E. Não existe sucesso sem pessoas. São as próprias pessoas que ajudam você a
ser um sucesso e nem sempre elas vem atrás de você. A verdade é que rara-
mente elas vem por conta própria. Você precisa ir atrás delas.

1. Sucesso sempre começa em algum lugar

2. Sucesso sempre começa em algum momento

3. Sucesso sempre começa com alguém.

4. Sucesso começa aqui, agora e com você!

V.Renove-se a si mesmo. Ex de Davi - I Sm 30:6

A. Parece que a fé toma asas quando se está cansado.

B. Precisamos de tempos de refrigério e fortalecimento do nosso próprio espírito,


ou desfaleceremos.

Igreja da Paz 3
CTL – Centro de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
1. Tempo de Descanso

2. Tempo de Refletir

3. Tempo de Avaliação

4. Tempo de Renovação

5. Tempo de Pensar

VI.Tenha um grande compromisso.

A. Jo. 14:2, “Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo
teria dito. Pois vou preparar-vos lugar”.

B. Embora Jesus tenha falado das maravilhas das coisas celestiais, Ele nunca
tentou enganar os seus discípulos.

1. Ele os advertiu das perseguições, Mc. 10:30.

2. Ele falou de aflições, Jo. 16:33.

3. Ele disse que teriam momentos de solidão.

VII.Precisamos demonstrar determinação e força quando lidamos com assuntos


difíceis.

A. Jesus sempre acordou bem cedo.

1. Aquele que domina seu tempo domina também a sua vida. Mc. 1:35; Js.
6:12; Êx. 8:20; Gn. 19:27.

B. Sempre se manteve calmo nas situações difíceis.


Mt. 8:25-26, “Mas os discípulos vieram acordá-lo, clamando: Senhor, salva-
nos! Perecemos! Perguntou-lhes, então, Jesus: Por que sois tímidos, homens
de pequena fé? E, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar; e fez-se
grande bonança.

C. Sempre resolveu qualquer problema com seus adversários sem demora.

Mt. 5:25, “Entra em acordo sem demora com o teu adversário, enquanto
estás com ele a caminho...”.

D. Sempre tratou com o pecado imediatamente.

Mt. 21:12, “Tendo Jesus entrado no templo, expulsou todos os que ali vendiam
e compravam; também derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos
que vendiam pombas”.

E. Sempre completou o que começou.

Igreja da Paz 4
CTL – Curso de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
Fp. 1:6, “Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em
vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus”.
VIII.Lidere com excelência, buscando sempre um nível mais alto.

A. O general ou líder sempre se posiciona numa posição alta para ter uma vista
mais ampla, a fim de liderar melhor seu exército.

B. Jesus...

1. Viveu uma vida de alto nível.

◊ Nunca construa seu futuro baseado em seu passado. Pare de olhar


por onde tem andado e comece a olhar para onde você está indo!

Cl. 3:1-2, “... buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à
direita de Deus. Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da
terra...”.

◊ Um dos segredos de andar em cima de coisas bem altas, é não olhar


para baixo!

2. Amou seu próximo com um amor mais nobre.

I Co. 12:31, “... E eu passo a mostrar-vos ainda um caminho sobremodo


excelente”.
◊ Jesus viu uma mulher cansada e ferida de alma, que já tinha cinco
maridos. Ele enxergou além dos fracassos dela e, além da reputação
dela. Ele viu um coração que queria ser transformado.

◊ Em Zaqueu a multidão viu um cobrador de impostos, Jesus viu um


homem confuso, que queria uma transformação de vida.

3. Liderou com excelência.

◊ Jesus nunca discriminou alguém por causa de raça, sexo, posição


social ou aparência física.
◊ Ele sentia-se confortável, tanto na presença de pescadores, como de
cobrador de impostos.
◊ Ele sentiu-se à vontade com homens e mulheres, ricos e pobres.
◊ Jesus reconhecia o potencial que existia em cada pessoa.
◊ Nascido de uma mulher que o concebeu ainda virgem, Ele sabia muito
bem o que era ter um passado questionável.
◊ Quebrou as tradições religiosas da época.
◊ Enquanto os judeus consideravam os samaritanos uma classe inferior
de pessoas, Jesus fez questão de conversar com eles.
◊ Esse é o tipo de líder que todo mundo quer seguir!!

IX.Escolha e Invista em pessoas-chave que irão trabalhar com você.

Mc. 3:13, “Depois, subiu ao monte e chamou os que ele mesmo quis, e vieram
para junto dele...”.

Igreja da Paz 5
CTL – Centro de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
Lc. 6:12-13, “Naqueles dias, retirou-se para o monte, a fim de orar, e passou a
noite orando a Deus. E, quando amanheceu, chamou a si os seus discípulos e
escolheu doze dentre eles...”.

A. Um dos maiores erros que as diretorias e lideranças de empresas cometem, é


escolher ou contratar um líder ou executivo e, então, escolher também a equipe
com quem ele vai trabalhar. Realmente, não importa quão boa seja a equipe,
caso ela não seja escolhida pelo próprio líder. Se o líder não escolheu sua
própria equipe e os membros da equipe não escolheram trabalhar com tal líder,
então as chances de fracasso são enormes!

B. Algumas empresas tem reconhecido também, que um outro grande erro é não
investir tudo que for necessário para preencher uma determinada vaga.
Precisamos da pessoa certa na função certa! Qualquer um não funciona. Se
tivéssemos seguido o exemplo de Jesus não teríamos cometido esse grande
erro.

C. Até mesmo com doze grandes homens funcionando em suas devidas funções
(lembre-se...Matias tomou o lugar de Judas), Jesus viu a necessidade de
acrescentar mais um homem de nível alto para sua organização. Dizer que Ele
fez tudo para alcançar esse homem seria pouco. Saulo de Tarso, numa viagem
para Damasco, foi literalmente derrubado no chão e cegado por uma luz
brilhante do céu. Jesus se identificou e disse para Saulo que ele seria um
grande apóstolo e deu ordens a ele acerca de como prosseguir. Que
recrutamento agressivo!!

X.Lembre-se, não existe sucesso sem um sucessor.

A. Desde o início Jesus falou para seus discípulos que Ele estaria com eles por
apenas um tempo. Às vezes os discípulos discutiram com Jesus, querendo que
Ele ficasse mas, Jesus os relembrava de vez em quando de que a hora dEle
estava chegando.

B. Jesus desenvolveu sucessores pelo...

1. Discipulado Constante

◊ Instrução ou ensino num contexto prático.

◊ Modelo ou exemplo num contexto prático.

◊ Experiência num contexto prático.

◊ Prestação de contas num contexto prático.

2. Avaliação Constante

◊ Quando fizer as perguntas certas, quando verificar e cavar nas


questões importantes, o desempenho da pessoa sempre irá melhorar.

3. Expectativa Constante

Igreja da Paz 6
CTL – Curso de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
◊ Tanto pelas suas ações, quanto em seus ensinos, Jesus deixou bem
claro que esperava que os Seus seguidores fossem frutíferos e
produtivos. Jo. 15:1-2.

A INFLUÊNCIA DO LÍDER

2ª AULA
“E o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite
a homens fiéis e também idôneos para instruir a outros”. II Timóteo 2:2

I. Cinco Níveis Diferentes de Influência

A. Obrigação – As pessoas seguem você porque é obrigatório. Esse tipo de


influência vem simplesmente através de um título ou posição oficial. Se a
influência que você tem na vida de alguém é posicional então não se
estenderá para além dos limites de sua autoridade posicional na vida do
mesmo. (Ex. Seu chefe tem influência em sua vida até que bata o relógio
daquela tarde. Se o encontrar na rua qualquer fim de semana ele não tem
nenhum direito de falar nada a você, só no trabalho.)

B. Relação ou Relacionamento – As pessoas seguem você porque querem.


Nesse nível, as pessoas seguem o líder ainda quando não é obrigatório.
Pessoas não se importam com o quanto que você sabe até que elas sabem
o quanto que você se importa. Se não puder criar laços duradouros entre
você e o liderado, então o relacionamento não durará por muito tempo. A
verdadeira liderança dura através de relacionamentos profundos.

C. Resultados – As pessoas seguem você por causa daquilo que tem


realizado. Nesse nível as pessoas se juntam com um alvo ou propósito em
comum. Uma pessoa reconhece os resultados da outra e a segue para
obter os mesmos na vida dela. Normalmente esse tipo de pessoa está
colocando os alvos acima de seus próprios interesses e cria laços e
amizades vitalícias.

D. Reprodução ou Multiplicação – As pessoas seguem você por causa


daquilo que tem feito especificamente por elas. Quando começar a
capacitar outros com a sua sabedoria e encorajamento elas também
começarão a ser bem sucedidas, nas suas próprias vidas. Sua influência
direta em suas vidas, irá reproduzir nelas as boas qualidades que observam
na sua vida. Seu alvo é produzir um sucessor. Sucesso sem um sucessor
é fracasso.

E. Respeito – As pessoas seguem você por que tem realizado tantas coisas e
por tanto tempo que quase ficou uma lenda evangélica. (Billy Graham,
Lucas Huber, David Hogan). Esse nível é reservado para líderes que tem
gasto uma vida inteira liderando e discipulando pessoas. É alcançável, mas
somente depois de muitos anos comprovando a sua fidelidade e lealdade
aos liderados.

II. Como Ser uma Boa Influência

Igreja da Paz 7
CTL – Centro de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
A. Integridade Pessoal

1. “Para ser um líder, é preciso de seguidores. E para ter seguidores


deve existir uma confiança entre o líder e o liderado. Então a
qualidade mais importante, sem sombra de dúvida, na vida de um
líder é a integridade. Sem ela não é possível obter sucesso, qualquer
seja sua área de ação: num time de futebol, no exército, num grupo
qualquer ou no seu trabalho. Se os seus colegas acham qualquer
falsidade de sua parte, se acham qualquer falta de integridade, o líder
e os seus propósitos são sujeitos a fracassar. Seu falar e seu andar
tem que ser compatíveis. Então a necessidade primordial do líder é
integridade.” (Dwight D. Eisenhower)

2. Como desenvolver a integridade pessoal?

a. Honestidade em seu falar

b. Compromissos mantidos

c. Motivos puros

Sl. 15:1-5, “Quem, SENHOR, habitará no teu tabernáculo? Quem há


de morar no teu santo monte? O que vive com integridade, e pratica
a justiça, e, de coração, fala a verdade; o que não difama com sua
língua, não faz mal ao próximo, nem lança injúria contra o seu
vizinho; o que, a seus olhos, tem por desprezível ao réprobo, mas
honra aos que temem ao SENHOR; o que jura com dano próprio e
não se retrata; o que não empresta o seu dinheiro com usura, nem
aceita suborno contra o inocente. Quem deste modo procede não
será jamais abalado.”

B. Providenciando Boa Alimentação.

1. Seja uma pessoa compromissada em alimentar bem seus liderados.


Sempre tenha uma boa palavra

• Cultos de Celebração
• Na célula
• No Discipulado
• Oração e Jejum

2. Seja uma pessoa cheia do amor de Deus.

3. Esteja sempre aprendendo e então transmitindo para outros.

C. Acredite em pessoas.

1. “Todo homem merece ser valorizado pelo melhores momentos.”


Ralph Waldo Emerson

2. Verdadeiros líderes possuem o dom da fé:

• Fé em Deus

Igreja da Paz 8
CTL – Curso de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança

• Fé em outras pessoas

• Fé naquilo que pode acontecer.

D. Ouça bem as pessoas.

1. Olhe para as pessoas quando elas estão falando com você.

2. Faça perguntas.

3. Seja educado, não interrompa a conversa delas.

4. Não mude o assunto.

5. Verifique suas emoções em relação ao assunto

6. Responda a elas.

E. Identifique-se com a vida dos outros.

1. Compreenda a mentalidade da pessoa – o que ela pensa?

2. Compreenda o coração da pessoa – o que ela sonha em ser?

3. Entre no barco deles ou seja a própria vida deles.

Lc. 5:3, “Entrando em um dos barcos, que era o de Simão...”

4. Oito chaves para ajudar você a identificar-se melhor com alguém:

a. Verifique o passado da pessoa.

b. Descubra qual é o temperamento dela.

c. Descubra qual os dons espirituais dela.

d. Procure coisas-chave nas vidas deles tais como:

 Quais os sonhos deles?


 O que faz eles chorarem?
 O que alegra os corações deles.

e. Quais as habilidades naturais deles.

f. Com quem eles andam?

g. Qual a atitude deles?

h. Onde eles estão na sua vida espiritual?

F. Seja um capacitador.

Igreja da Paz 9
CTL – Centro de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
1. Ajude outros a verem seu próprio potencial. Nossas vidas não são
um tipo de ensaio, é a coisa real! Pessoas tem que crer que Deus as
criou para realizar um propósito, para fazer uma diferença neste
mundo.

2. Seu maior alvo como líder é capacitar os outros para que eles
possam ser grandes sucessos!

Ef. 4:11-12, “E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para
profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres,
com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho
do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo...”.

G. Seja um bom guia.

• Um guia é alguém que pode passar informações importantes por


causa da experiência dele.
• Experiência – “Já estive lá, já fiz aquilo!”
• Sucesso – “Já fiz aquilo, funciona assim!”.
• Responsabilidade – “Quero levar você comigo, vamos juntos!”.
• Comunicação – Palavras de encorajamento, honesto, constante.
• Parceria – Vamos fazer isso juntos, 50/50!

H. Multiplique-se a si mesmo.

• O propósito original de Deus para o homem não era apenas que


ele fosse frutífero, mas, que o homem se multiplicasse também.
• Todo mundo tem uma necessidade inata de deixar uma herança
para seus filhos.

CHAVES PARA UMA BOA COMUNICAÇÃO

3ª AULA
O líder deve ser capaz de compartilhar conhecimento e idéias para transmitir uma
sensação de entusiasmo aos outros. Gilbert Amélio

“O homem se alegra em dar resposta adequada, e a palavra, a seu tempo, quão


boa é!” Provérbios 15:23

INTRODUÇÃO

O homem gasta, em média, 70% do seu tempo acordado, comunicando-se


verbalmente. O Processo de Comunicação, D.K. Berlow.

Desde 1955, 50% do custo da economia Norte Americano tem sido relacionado às
comunicações.

Igreja da Paz 10
CTL – Curso de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
“Se pudesse voltar à universidade, eu me concentraria em duas áreas: aprender a
escrever e falar em público. Nada é mais importante do que a capacidade de uma
comunicação eficaz”.Ex-presidente dos Estados Unidos, Gerald R. Ford.

I. Qualidades de um Bom Comunicador

A. Convicção - Acredite naquilo que você está falando. A Arma mais


poderosa na terra é a sua alma em chamas.

1. Pessoas comuns se tornam preletores excepcionais quando expressam


a suas convicções com paixão.

2. “A ferramenta mais poderosa na face da terra é uma alma humana


ardendo de paixão”. Ferdinand Foch

3. Não existe assunto chato – apenas preletores chatos.

B. Expectativa - Acredite que pessoas podem mudar.

1. Não existe audiência pequena – apenas preletores com visão


pequena e falta de fé.

2. Se mostrar interesse nos seus ouvintes, então os mesmos mostrarão


interesse em você.

3. Os Quatro Passos de Fé de uma Comunicação Bem Sucedida:


a. Fé em Deus – sem isso, fará apenas o que você sozinho é
capaz de fazer.
b. Fé em si mesmo – sem isso, nada fará.
c. Fé no seu assunto – sem isso, fará, mas sem convicção.
d. Fé em sua audiência – sem isso, fará, mas sem aplicação da
parte dos seus ouvintes.

4. Os Grandes Comunicadores acreditam em pessoas e pessoas


acreditam nos grandes comunicadores.

C. Credibilidade - Viva o que você está falando.

1. Toda comunicação envolve três componentes essenciais: intelecto,


emoção e Vontade; ou seja, pensamento, sentimento e ação. Então,
qualquer coisa que eu queira comunicar vai envolver:

a. Algo que sei

b. Algo que sinto

c. Algo que estou praticando

d. Obs. Um bom preletor precisa possuir pessoalmente essas


três qualidades essenciais.

2. Duas coisas que o líder não pode emprestar:

Igreja da Paz 11
CTL – Centro de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
a. Visão

b. Mensagem

3. Nos primeiros seis meses do ministério de um pastor ou dirigente a


comunicação precede a credibilidade. O que você fala é igual ao que
você é.

4. Para o resto de seu ministério credibilidade precede a comunicação.


O que você é, é igual ao que você fala.

D. Oportunismo - Saiba quando falar o assunto, e quando parar.

 Pv. 25:11, “Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra


dita a seu tempo.”

1. “Uma pedra jogada na hora certa é melhor do que ouro dado na hora
errada.” (provérbio)

2. Saiba o “quando” e “o que” dizer. (algumas dicas)

a. Seja orientado à sua audiência e não a seu assunto.

b. Confie em si mesmo ao ponto de arriscar mudanças na sua


mensagem.

c. Preocupe-se mais sobre o impacto na audiência do que na


sua imagem ou reputação.

d. Determine a aceitação da audiência naquilo que está falando.

E. Criatividade - Saiba como falar. Tenha criatividade.

1. Estudos tem demonstrado que existe uma ligação direta entre ser
previsível ou não, no sentido do impacto sentido pela audiência. Quanto
mais previsível o preletor, menor será o impacto. Por outro lado, quanto
menos previsível for o preletor, maior será o impacto.

F. Aplicação - Saiba o porque está falando e qual o seu objetivo.

1. “Pregue esperando um veredito” (George Blackston)

2. Como desenvolver uma mensagem prática ou aplicável?

a. Concentre-se na audiência. “Na preparação de sua


mensagem, imagine as pessoas sentadas ao redor de sua
escrivaninha.” ( Joseph Parker)

b. Desenvolva um assunto orientado à ação, ou seja, aplicação.


O propósito de sua mensagem não é explicar um assunto, mas
alcançar um alvo.

c. Espere por uma resposta prática da parte dos seus ouvintes.

Igreja da Paz 12
CTL – Curso de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança

G. Liberdade - Divirta-se enquanto você está falando.

1. Quando o preletor é sério de mais o clima fica pesado de mais.

2. Quando o preletor não tem seriedade nenhuma o clima fica leve de mais.

H. Visualização - Mostre enquanto você está falando gestos, palavras que


pintem o retrato daquilo que você está falando.

1. Pessoas fazem o que vêem.

2. Pessoa sentem o que vêem.


I. Identificação - A sua audiência tem que ser dona daquilo que você está
falando - daquilo que eles estão precisando ouvir no momento.

1. Três maneiras de identificar-se com a sua audiência:

a. Fala com simplicidade. A palavra comunicar vem da palavra


latim comunis que significa “comum.” Antes de nos
comunicarmos temos que estabelecer uma terra comum.
Quanto mais tivermos em comum, maior o potencial para a
comunicação.

b. Conheça a sua audiência. “Quando estou me preparando para


arrazoar com alguém, eu gasto um terço do meu tempo
pensando em mim e naquilo que vou dizer, e dois terços do
meu tempo pensando na outra pessoa e o que ele vai
dizer”.(Abraão Lincoln)

c. Inclua a audiência em seu assunto. Fale para mim e você fala


sozinho. Fale comigo e eu vou escutar. Fale a respeito de
mim e você me ganhou.

2. Retemos somente 20% daquilo que ouvirmos, mas 70% daquilo que
falamos. Por isso é tão importante o envolvimento dos membros do
grupo familiar na hora do estudo.

J. Influência - Fale de uma maneira que leve as pessoas a colocar em prática


a mensagem que você está pregando.

1. Quatro condições para receber uma resposta favorável da audiência:

a. O ouvinte precisa de uma atitude receptiva.

b. O ouvinte deve entender o benefício que tem em ouvir.

c. O ouvinte precisa ter a capacidade de entender aquilo que está


sendo falado.

d. O ouvinte precisa ter a capacidade de implementar aquilo que


está ouvindo.

Igreja da Paz 13
CTL – Centro de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
II. Algumas Dicas Práticas

A. Antes de você pregar creia que Deus é Fiel, e que você está ungido pelo
Senhor, que é maior do que o seu conhecimento.

B. Pregue baseado no Salmo 20. - Deus quer que você seja um sucesso total.
Antes de você pregar ou ensinar qualquer coisa, esteja preparado.

1. Você precisa tirar tempo para ouvir a voz de Deus sobre o que Ele
quer fazer, através da sua palavra.

2. Enquanto estiver ouvindo a voz de Deus esteja numa atitude de fé.


Ele é Soberano e sabe de todas as coisas.

a. Preparar-se da maneira que Ele quer. Ex......

b. Orar da maneira que Ele quer. Ex......

C. Tenha fé para se apropriar da graça de Deus para pregar e ensinar.


1. Tenha fé na hora de preparar. Dependa do Espírito Santo totalmente.
É Ele quem vai fazer a obra. Você é apenas um canal de Deus.
(repetir comigo)

a. Tenha fé para receber o recado de Deus para o povo. (Fé e


Poder).

b. Esteja sempre pronto com algumas ilustrações.

2. Esteja com atitude de fé antes de pregar. Dependência total do espírito


Santo.

a. Veja o clima natural - com esta sua audiência.

b. Veja o clima espiritual - o que o Espírito está te revelando.

3. Esteja em fé, no momento, e durante a pregação.

a. Esteja totalmente pronto para mudar a mensagem - se Deus te


mandar.

b. Esteja totalmente pronto para mudar parcialmente.

4. Esteja em fé durante e depois da pregação.

a. No momento da mensagem creia que Deus está fazendo uma


grande obra, Deus está te usando.

b. Após a pregação creia que Deus falou através dos seus lábios,
e que a Palavra que você pregou não vai voltar vazia - Não
duvide do poder de Deus.

D. Nunca esqueça: - pregue com toda autoridade sem deixar que nada venha
te intimidar.

Igreja da Paz 14
CTL – Curso de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança

1. Autoridade Espiritual.

a. Tenha certeza que você está ungido. I Jo. 2:27.

b. Praticando o que está pregando - leve a sério o que você está


fazendo.

2. Autoridade Natural.

a. As pessoas olham para você antes de você falar. Faça as


coisas com o coração abrasado. II Cr. 31:21. Ex.: do pastor e
o comediante.

RESOLVENDO CONFLITOS ATRAVÉS DO CONFRONTO

4ª AULA
“... corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina”.II Timóteo 4:2

A verdade é que nunca usamos de linguagem de bajulação, como sabeis, nem de


intuitos gananciosos. Deus disto é testemunha. I Ts 2:5

“Porque o SENHOR repreende a quem ama, assim como o pai, ao filho a quem
quer bem”. Pv. 3:12
Se teu irmão pecar contra ti, vai argüi-lo entre ti e ele só. Se ele te ouvir, ganhaste a teu
irmão. Mateus 18:15

Pergunta – “Quando foi a última vez que você perdeu sono e qual foi o motivo?”.

Resposta – A maioria das vezes será um problema entre você e uma outra pessoa ou seja
uma questão de relacionamentos.
I. Nunca deixe de confrontar ou corrigir alguém em amor
A. Só confronta quem ama ,isso não é coragem é amor.

B. Quando nossos discípulos errarem é uma oportunidade para ajuda-los a


crescer

C. Como lidamos com conflitos vai determinar nosso sucesso.


II.Porque é tão difícil confrontar alguém?
A. Medo de que as pessoas não vão nos gostar.
B. Medo de ser mal entendido.
C. Medo de ser rejeitado.
D. Medo de piorar a situação.
E. Medo do desconhecido.
F. Medo de ser transparente.

Igreja da Paz 15
CTL – Centro de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
G. Falta de prática.
III.Algumas formas erradas de lidar com uma situação que requer confronto
A. Provar que você está certo - Eu estou certo – Tentar vencer a qualquer custo.

B. Fingir que não esta vendo - Paz a qualquer custo.

C. Ignorar a realidade – Não vejo nada, não ouço nada.

D. Sempre se render – humildade a qualquer custo, (realmente é humildade falsa).

E. Pedir uma outra pessoa para cuidar do problema

F. Deixar o confronto para amanhã – Adiar

G. Pensar que não adianta tentar resolver o problema.


IV.Como confrontar – 13 dicas para resolução de conflitos
A. Ore muito antes de confrontar

B. Faça o confronto “sanduíche”

C. Seja humilde, brando e amoroso.

Gálatas 6:1 Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma falta, vós, que sois
espirituais, corrigi-o com espírito de brandura; e guarda-te para que não sejas
também tentado.

D. Resolva os conflitos o mais rápido possível

E. Aborde um assunto por vez. Não sobrecarregue a pessoa com uma lista de
assuntos.

F. Seja específico - Descreva para a pessoa o que você percebe que ele/a está
fazendo que está criando o problema.

G. Em particular nunca em público - Resolva o conflito em particular e nunca em


público

H. Diga o porque que esse assunto é importante para você

I. Somente lide com aquilo que a pessoa pode mudar.

J. Evite uma atitude de superioridade.

1. Fale a verdade em amor com mansidão. O que fere não é o que é dito mas
como é dito.

2. Seja humilde.

3. Atitudes erradas são a razão principal porque conflitos não são resolvidos.
Raramente é o problema em si, mas a atitude das pessoas em relação ao
problema.

K. Evite palavras tais como nunca e sempre

Igreja da Paz 16
CTL – Curso de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
L. Pergunte o que pode ser feito para corrigir o problema?

M. Procura primeiro entender e então ser entendido.

1. Uma boa forma de entender melhor alguém é ouvir satisfatoriamente a


posição dela antes de dar a sua.

2. Uma outra forma é falar assim: “Eu estou percebendo a situação assim,
ajude-me a entender a forma como você está percebendo o problema

V.Benefícios do confronto
A. Lembre-se: confronto é necessário!

Não repreendas o escarnecedor, para que te não aborreça; repreende O


sábio, e ele te amará. Pv 9:8

O que repreende ao homem achará, depois, mais favor do que aquele que
lisonjeia com a língua. Pv. 28:23

1. Trate a pessoa com muito amor e carinho, mas você não está errado em
confrontá-la, pois o confronto é necessário!

2. Mantenha uma atitude humilde, e peça até perdão pela maneira pela qual
você confrontou alguém (se confrontou numa forma errada), mas não pelo
confronto em si.

3. Devemos enxergar os benefícios da transparência e do confronto.


• Nos traz um entendimento melhor do problema
• Produz transformação na vida dos envolvidos.
• Realmente faz o relacionamento crescer.
4. Nunca esqueça as palavras de encorajamento. Faça questão de que a
pessoa entenda que seu confronto foi baseado no amor que tem por ela.
Cada vez que nós confrontamos uns aos outros e somos transparentes,
criamos uma oportunidade de crescimento para todos os envolvidos.

5. Uma vez que houve um confronto, sempre faça questão de voltar e verificar
que não haja nenhum ressentimento ou mágoa depois, e encoraje
novamente a pessoa confrontada. Se o problema continuar, então procure
seu líder.

6. Elogie a pessoa por sua transparência.

VI.De olho na reação


A. A reação é mais séria do que o erro que levou a correção
Outra razão ainda temos nós para, incessantemente, dar graças a Deus: é
que, tendo vós recebido a palavra que de nós ouvistes, que é de Deus,
acolhestes não como palavra de homens, e sim como, em verdade é, a
palavra de Deus, a qual, com efeito, está operando eficazmente em vós, os
que credes. I Ts 2:13

Igreja da Paz 17
CTL – Centro de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
VI.Algumas Observações em relação a Conflito
A. Conflito é inevitável.

B. Conflito é difícil.

VI.Causas de Conflito
A. Natureza humana.

B. Pessoas contenciosas.

C. Pessoas amarguradas ou feridas.

D. Pessoas carnais.

E. Má liderança.

Veja alguns provérbios sobre o assunto

1. Provérbios 10:17 O caminho para a vida é de quem guarda o ensino, mas o que
abandona a repreensão anda errado.

2. Provérbios 12:1 Quem ama a disciplina ama o conhecimento, mas o que aborrece a
repreensão é estúpido.

3. Provérbios 13:1 O filho sábio ouve a instrução do pai, mas o escarnecedor não
atende à repreensão.

4. Provérbios 13:18 Pobreza e afronta sobrevêm ao que rejeita a instrução, mas o que
guarda a repreensão será honrado.

5. Provérbios 15:5 O insensato despreza a instrução de seu pai, mas o que atende à
repreensão consegue a prudência.

6. Provérbios 15:10 Disciplina rigorosa há para o que deixa a vereda, e o que odeia a
repreensão morrerá.

7. Provérbios 15:31 Os ouvidos que atendem à repreensão salutar no meio dos sábios
têm a sua morada.

8. Provérbios 15:32 O que rejeita a disciplina menospreza a sua alma, porém o que
atende à repreensão adquire entendimento.

9. Provérbios 17:10 Mais fundo entra a repreensão no prudente do que cem açoites no
insensato.

10.Provérbios 27:5 Melhor é a repreensão franca do que o amor encoberto.

11.Eclesiastes 7:5 Melhor é ouvir a repreensão do sábio do que ouvir a canção do


insensato.

Igreja da Paz 18
CTL – Curso de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança

PRINCÍPIOS PARA O ACONSELHAMENTO

“Como o óleo e o perfume alegram o coração, assim, o amigo encontra doçura no


conselho cordial.” Provérbios 27:9

I. Preparação antes do Aconselhamento


A. Seja cheio do Espírito Santo.

B. Ore no Espírito Santo (orando em línguas).

C. Peça do Espírito Santo os dons necessários para aconselhar com bom êxito.

D. Peça do Espírito Santo e receba pela fé o temor do Senhor, Pv. 8:13.

E. Ore especificamente pela(s) pessoa(s) antes da hora do aconselhamento.

II.Procedimento durante o Aconselhamento


A. Receba a pessoa com uma saudação carinhosa. A impressão inicial da pessoa
é muito importante. Talvez seja a única oportunidade que você terá de impactar
a vida dela para o bem. Ao falar com o aconselhado sempre refira-se a ele
chamando-o pelo nome.

B. Crie um ambiente carinhoso. Não é difícil fazer alguém sentir-se à vontade.

1. Posicionamento dos móveis.

2. Iluminação.

3. Privacidade

4. Contato dos olhos e gestos

5. Evitando toda aparência do mal.

C. Seja delicado. Tendo a percepção e a sensibilidade de dizer a coisa correta


sem ser ofensivo.

1. “Seja pronto para ouvir, tardio para falar”, Tg. 1:19, Ec. 3:7.

2. “Tardio para se irar”, (Tg. 1:19-20; Gl. 5:22-23). Sempre esteja no


controle das suas emoções em todo tempo, especialmente quando a
outra pessoa já perdeu o seu controle. (ex.: raiva, gestos fortes, voz
alta, etc..)

3. Inicialmente a pessoa procurando conselho confia em você.


Mantendo essa confiança inicial e ganhando mais a confiança da
pessoa é parte muito importante no aconselhamento.

4. Sempre em seu encontro busque deixar a pessoa disposta a


encontrar-se com você novamente se for necessário.

Igreja da Paz 19
CTL – Centro de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
IV.Algumas Dicas para o Aconselhamento
A. Não se envolva em casos extremamente complicados. Leve esses casos para
seu líder, ele saberá o que fazer. Não pense que tem que resolver todo e
qualquer problema.

B. Sempre encoraje a pessoa a confiar em Deus e que o problema dele/a será


resolvido. Deus é fiel! Não permita que as pessoas comecem a depender mais
de seu conselho do que de Deus. Seu conselho deve sempre ter como fonte a
Palavra de Deus.

C. Evite maratonas de aconselhamento. É de suprema importância que tanto


você quanto o aconselhado estejam preparados.

D. Nunca aconselhe alguém a parar de tomar remédio prescrito por um médico ou


interromper qualquer atividade prescrita por um profissional. Essa é uma
decisão que deve ser feita pela própria pessoa. Se tiver dúvidas nesta área
fale com seu pastor.
V.Achando as Raízes dos Problemas

A. Verifique a vida espiritual, seu relacionamento com Deus.

1. Experiências espirituais do passado

• Salvação

• Batismo nas Águas

• Batismo no Espírito Santo

• Nível de envolvimento na Igreja Local

2. Relacionamento espiritual com Deus no presente (oração, leitura da


Bíblia, adoração)

a. Relacionamento com a igreja local e a sua liderança.

b. Relacionamento com seu discipulador/a.

c. Há necessidade de arrependimento e/ou restituição em


qualquer uma das áreas acima mencionadas? Não existe um
substituto para o arrependimento verdadeiro. Aborde em
primeiro lugar as questões que lidam com o relacionamento
vertical entre a pessoa e Deus.

B. Verifique a vida da pessoa em relação a si mesma.

1. Como a pessoa se sente a respeito de si mesma?

2. Qual o valor que a pessoa pensa que ela tem diante de Deus?

Igreja da Paz 20
CTL – Curso de Treinamento de Líderes Princípios de Liderança
 Mc. 8:36-37, “Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e
perder a sua alma? Que daria um homem em troca de sua alma?”
Uma alma vale mais do que o mundo inteiro.

 Jo. 17:23,26, “...Eu lhes fiz conhecer o teu nome e ainda o farei
conhecer, a fim de que o amor com que me amaste esteja neles, e eu
neles esteja.”

 Salmo 139:1-6, 13-18, “Graças te dou, visto que por modo


assombrosamente maravilhoso me formaste; “

3. Explique para a pessoa como ela é preciosa para Deus. Ela tem que
entender o relacionamento único e o propósito que ela tem diante de
Deus Pai. Sem esse entendimento é muito difícil a pessoa continuar
andando naquilo que recebeu.

C. Verifique a vida da pessoa em relação aos outros.

1. Relacionamentos com pais, irmãos e parentes.

2. Relacionamentos com pessoas em posições de autoridade: professores,


pastores, autoridades governamentais, discipulador/a, líder do grupo.

3. Há necessidade de liberar perdão para alguém? Existe qualquer


amargura, falta de perdão ou ressentimento?

4. Ele precisa pedir perdão de alguém?

Igreja da Paz 21