You are on page 1of 9

28 09/10

um som atinge os Contudo, as minhas
nossos ouvidos, e... personagens preferi-
dá-se inicio à peça. das foram: o Corre-
Nela vemos várias gedor e o Parvo.
personagens cómicas Em suma, gostei
e caricatas. A inter- muito de ir ao Porto
acção dos actores para assistir a esta
com o público era peça.
constante e isso tor-
nou a representação Diana Ferreira vam a nossa atenção. a nível escolar mas
mais apelativa. Este - 9.º B - As partes de que eu também devido aos
auto de Gil Vicente mais gostei foram a temas actuais que
critica a sociedade do aborda e nos fazem
No passado dia 13 de entrada de cada per-
século XVI que era pensar e reflectir.
Janeiro, quarta-feira, sonagem, porque em
tirana e oprimia os Espero que nos sejam
o 9.º ano deslocou-se cada entrada havia
pobres. Gil Vicente, a Perafita para assistir uma nova história e proporcionadas mais
se fosse vivo, talvez a uma peça de teatro também uma nova idas ao teatro de ma-
escrevesse da mesma intitulada: “Auto da interacção com o neira a persuadir os
forma... Barca do Inferno” de público. A figura que alunos a perceberem
Gil Vicente. A peça mais me chamou a que ver uma peça
Sandra Pereira atenção foi, sem dú- de teatro é uma boa
durou cerca de uma
- 9.º B -
hora e trinta minu- vida, o Parvo. A que maneira de estudar:
tos, contudo a maior menos me fascinou por um lado estamos
Assistir à obra “Auto parte dos alunos nem foi o Fidalgo, porém, a ter um momento de
da Barca do Infer- reparou no tempo é importante destacar lazer mas por outro
no”, foi uma boa a passar. Esta era que todos os actores estamos a aprender e
experiência não só uma peça de teatro e actrizes fizeram um a compreender me-
pela obra em si, mas com bastantes cenas excelente trabalho. lhor a nossa querida
também pelos acto- cómicas, que nos Foi uma peça muito Língua Portuguesa.
res que a representa- cativavam e capta- bem escolhida tanto
ram.
Gostei especialmen-
te da interacção dos
actores com o públi-
co, o que na minha
opinião tornou a obra
ainda mais divertida.
De uma forma geral,
gostei de todas as
personagens, já que
na sua maioria todas
interagiram com o
público e todas fo-
ram muito cómicas.

Jornal
29
ENCONTRO DE GRUPOS CRISTÃOS
9 de Janeiro

ências, num espírito família que se viveu cas, com o Almoço
Paula Lopes
- Professora - de alegria e convívio durante o dia. Partilhado, com a
que nos ajuda a ter O dia que se iniciou correria dos Jogos e
uma perspectiva do frio, foi aquecen- com a grande festa da
No dia 9 de Janeiro,
caminho que cada do com o chá do fraternidade, a Euca-
realizou-se o En-
contro de Reis dos um poderá percorrer Acolhimento, com ristia. No final, ficou
Grupos Cristãos, uma nos grupos cristãos. o calor humano da a sensação quente e
oportunidade para O encontro ficou Oração, com a ale- confortável, de um
nos conhecermos, marcado pelo número gria da Apresentação momento de encontro
miúdos e graúdos, de participantes (150) dos grupos, com a com os outros e com
partilhando experi- e pela atmosfera de reflexão das Dinâmi- Deus.

rumos
30 09/10
PÁGINA DA MATEMÁTICA
Carla Figueiredo
- Professora -

Matemáticos Famosos: Arquimedes
Nasceu em 287 a. C., em Siracusa, e morreu em 212 a. C.. Muito novo,
mudou-se para Alexandria onde travou relações com muitos sábios que
trabalhavam no aperfeiçoamento da Matemática, seguindo a via aberta
por Euclides. Desenvolveu a mecânica, tendo inventado máquinas
para a defesa de Siracusa como por exemplo sistemas de roldanas, a
catapulta (com base na alavanca) e o espelho de queimar (espelhos
parabólicos de bronze que concentravam os raios solares). O seu
teorema mais famoso é chamado princípio de Arquimedes: “Um corpo
mergulhado num líquido sofre uma impulsão vertical de baixo para
cima igual ao peso do líquido deslocado.”
Dos seus trabalhos matemáticos destaca-se a medida do círculo, no qual considerou a
medida de p (pi) = 3 e 1/7 que obteve através da circunscrição e inscrição de um círculo com
polígonos regulares de 96 lados.
Provou vários resultados geométricos entre os quais que o volume da esfera é dois terços do
volume do cilindro circunscrito (Ve = 2/3 Vc).
Ele considerou esta como a sua mais importante realização pelo que mandou gravar no seu
túmulo a representação de um cilindro circunscrevendo uma esfera.

Frase Célebre:
“Conhece a Matemática e Dominarás O Mundo”
Galileu Galilei
Curiosidades Matemáticas Humor Matemático
Sabes o que é um número capicua? - Um aluno que não tinha feito os trabalhos de
casa tentou impressionar o professor. Explicou
Um número é capicua quando lido da
que na noite anterior havia caído sobre a sua
esquerda para a direita ou da direita para a
terra uma tempestade tão grande, tão grande
esquerda representa sempre o mesmo valor,
que em vez de raios... viam-se diâmetros.
como por exemplo 77, 434, 6446, 82328.
Para obter um número capicua a partir de
- Professor: Não se esqueçam que na próxima
outro, inverte-se a ordem dos algarismos e
quarta-feira têm as Olímpiadas de Matemática.
soma-se com o número dado, um número
- Aluno: Professor, é preciso trazer sapatilhas?
de vezes até que se encontre um número
capicua, como por exemplo:
Partindo do número 84:
84+48=132;132+231=363, que é um número
capicua.

Jornal
31
MINI-CONFERÊNCIA
Projecto Twist/Green School
ligado às energias
Celina Vilas-
Boas
renováveis com
- 12.º A - projectos como a
construção da Central
Hidroeléctrica do
Um dos requisitos do Alto Lindoso ou
concurso que o nosso o Parque Eólico
grupo de Área de de Pampilhosa da
Projecto abraçou – o Serra. Para finalizar,
Twist – é a realização convidamos o Eng.
de uma Mini- José Gonçalves,
Conferência para pais responsável pelo
e alunos sobre o tema um ex-aluno do chefe de divisão Projecto Limpar
do mesmo: alterações Colégio, apresentou do Gabinete do Portugal em
climáticas e o tema das alterações Ambiente da Câmara Barcelos, a vir
eficiência energética. climáticas a par da Municipal de divulgar a iniciativa
Por considerarmos evolução do homem. Barcelos, que trouxe com o objectivo de
que para chegar a Seguiu-se a Arq. até nós “perspectivas angariar mais e mais
cada um dos grupos Manuela Araújo, e contributos” da voluntários.
precisamos de um administradora Câmara barcelense Para finalizar
tipo de abordagem do blogue para o ambiente. O a Conferência,
diferente, nesta “Sustentabilidade é tema da eficiência tínhamos preparado
primeira fase Acção”, com uma energética foi um espaço aberto
concentrámos os apresentação bastante apresentado pelo a questões, mas,
nossos esforços sensibilizadora sobre Eng. Joaquim Senra, infelizmente, devido
nos pais com uma sustentabilidade; o uma pessoa com ao tempo que acabou
apresentação de tema das Alterações um vasto currículo por ser escasso, não
carácter muito mais Climáticas foi na matéria visto pudemos fazê-lo. No
formal. Assim, no finalizado pelo que trabalha há entanto, o balanço
dia 8 de Janeiro Dr. Abel Martins, mais de 40 anos é extremamente
trouxemos ao La positivo. Os
Salle um painel de objectivos gerais
pessoas directamente da conferência
relacionadas com o foram cumpridos;
tema. esperamos, agora,
Após a apresentação que a mensagem
do nosso projecto tenha chegado ao
pela Ângela Sousa público-alvo e que
- um dos elementos este saiba “jogar”
do nosso grupo com ela da melhor
-, o Paulo Forte, maneira.

rumos
32 09/10
PROFESSORES NOVOS
Joana Duarte, Vitor Novais,
Jorge Torres e António Costa
já tão criativa como a
Débora Sistelo
- Professora - das Artes, leccionan-
do a disciplina de E.
Visual e Tecnológica.
No início deste ano Oriunda de Barce-
lectivo, o nosso Co- los, licenciou-se em
légio teve a alegria Educação Visual e
de ver crescer o seu Tecnológica, domi-
corpo docente atra- nando esta tão vasta
vés da chegada de área que, como todos
uma nova professora, concordam, ajuda de
que depressa cativou forma exponencial
alunos e colegas com a desenvolver as ap-
o seu sorriso, a sua tidões artísticas dos
serenidade e o seu nossos jovens alu-
meigo trato. Deste nos, permitindo-lhes
modo, a Professora expressarem-se de
Joana Marques veio formas únicas, afi-
enriquecer uma área nando competências Professor Vitor Novais
e abrindo novos ho- torna-se ainda mais
rizontes para a sensi- notória, visto que o
bilidade de cada um. trabalho em parceria
É desta forma que pedagógica é um dos
as características da factores decisivos do
Prof. Joana Marques sucesso destas disci-
sobressaem entre plinas. Consequente-
os mais novos deste mente, a capacidade
Colégio que já vêem de trabalho em equi-
nela uma ajuda para pa e o espírito de par-
as mais diversas acti- tilha tornam-se fun-
vidades da Educação damentais para estes
Visual e Tecnológica. docentes que, no seu
Se para todos os dia-a-dia comungam
domínios profissio- vivências e partilham
nais a capacidade de experiências, tanto
trabalhar em grupo com os seus alunos
é necessária, neste como com os seus
Professora Joana Duarte caso essa premissa pares pedagógicos.

Jornal
33
Foi com esta noção cativando os alunos valor profissional mento pelo trabalho
profundamente enrai- para o Clube de Dan- destes ex-alunos, mas prestado e pela sua
zada que a Prof. Joa- ça e para um bom também pela partilha agradável compa-
na Marques deu iní- desempenho nas au- de valores que neles nhia.
cio ao seu contributo las de Educação Ar- se verifica, reforçan- À semelhança do
no nosso Colégio, tística – Dança, bem do os ensinamentos Prof. Jorge Torres,
sendo logo acolhida como para a prática de S. João Baptista também o Prof. An-
e elogiada por todos, desportiva em geral, de La Salle. tónio Costa, carinho-
especialmente por através das aulas de Por tudo isto, como samente conhecido
aqueles que mais de Educação Física. também pelo seu mé- por todos como Lim,
perto partilham estas Para tal conta com rito e trabalhos rea- esteve ao serviço do
vivências. a sua experiência, lizados, acolhemos, nosso Colégio por
 O ano lectivo de tanto pessoal como com um inegável e algumas semanas.
2009/2010 foi mar- profissional e o seu justificável sorriso, Assim, utilizando os
cado, mais uma vez, conhecimento, mas estes nossos colegas, seus conhecimentos
pelo regresso de ex- também com a gené- convictos de que o adquiridos, em parte,
alunos que integram tica, pois estas artes seu trabalho servirá na sua licenciatura
agora o corpo docen- já correm no sangue para engrandecer a em Educação Físi-
te. É o caso do Pro- de várias gerações da nossa obra que, aci-
ca na Universidade
fessor Vítor Novais, família Novais, uma ma de qualquer outro
de Trás-os-Montes
aluno que foi desta vez que tanto o seu aspecto está ao ser-
e Alto Douro, bem
casa há alguns anos pai como o seu irmão viço de todos, espe-
como pela sua ex-
e que agora retorna, são exímios despor- cialmente dos nossos
periência adquirida
para gáudio dos seus tistas e professores de alunos.
como jogador de fu-
antigos professores, Educação Física. Sejam Bem-Vindos!
tebol no Gil Vicente,
agora seus colegas e Quando a tradição Embora de forma
contribuiu com a sua
de muitos mais. se perpetua, é para a breve, apenas com o
Não foi assim há tan- família, com certeza, intuito de substituir boa forma física para
to tempo – queremos um motivo de orgu- temporariamente a a melhoria da condi-
nós pensar – mas o lho, sendo que neste Prof. Luísa Vieira ção física dos nossos
facto é que este jo- caso a palavra família que, por motivos de alunos. Por outro
vem professor desde ganha duplo signifi- Formação Profissio- lado, sendo nosso
que daqui saiu já cado, já que se refere nal esteve ausente ex-aluno, é mais um
ganhou muito palma- à família biológica, em Roma por cerca óptimo exemplo de
rés, cursando os seus mas também à famí- de um mês e meio, como o Colégio foi
estudos superiores lia Lassalista, que vê ingressou no corpo responsável pela for-
por terras da Invicta, assim esta enorme docente o Prof. Jorge mação de alguns jo-
na Faculdade de Des- árvore gerar cada vez Torres com a função vens do nosso conce-
porto. mais frutos. São estas de leccionar História lho. Com a certeza de
Detentor de uma colheitas profícuas às turmas do 3.º Ci- um legado positivo, o
simpatia inata, é com que nos fazem per- clo do Ensino Básico. Prof. Lim regressou
um sorriso e grande ceber o quão válidas Apesar de, neste mo- à sua rotina habitual,
genica que faz soar são as sementes que mento, não leccionar no âmbito despor-
pelas salas de dança este Colégio vai lan- neste Colégio, aqui tivo e da sua acti-
os últimos ritmos, çando, não só pelo fica o nosso agradeci- vidade empresarial

rumos
34 09/10
COMPROMISSO ORGANIZACIONAL
“Projecto Qual”
organização, contri-
Luísa Duarte
- Professora - buindo dessa forma
para que aquela ob-
tenha maior ou me-
Estando o Colégio nor eficácia no seu
La Salle em plena desempenho. Assim
aplicação do Plano sendo, não é, pois, de
de Acções de Melho- estranhar que quanto
ria, fruto do Projecto mais comprometido
Melhorar a Qualida- estiver o trabalhador,
de, e postulando a maior seja o grau de
Gestão da qualidade produtividade e, até,
uma cultura organi- de lealdade para com
zacional onde todos que sendo o grande É habitual afirmar-se
a organização.
se empenhem ao má- Estudos recentes, grupo em termos de que as pessoas são o
ximo para obter a ex- postulam a existên- representatividade, recurso mais valioso
celência no trabalho, cia de três tipos de com percentagens da das organizações, o
ocorreu-me discorrer trabalhadores: os al- ordem dos 65% dos que não deixa de ser
sobre a questão, sem tamente comprome- colaboradores, ca- verdade; todavia, à
dúvida complexa, do tidos, que laboram racterizam-se como luz do exposto, esta
compromisso organi- com paixão, estão aqueles que cum- afirmação pode ser
zacional. receptivos à mudan- prem as suas fun- falaciosa, já que a
O compromisso or- ça organizacional ções, mas que o seu razão do sucesso or-
ganizacional mede, e actuam de forma empenhamento não ganizacional não são
grosso modo, a for- consistente e alinha- vai para além disso
todas as pessoas, mas
ça do vínculo que da com os objecti- e, por fim, o grupo
sim aquelas que es-
liga o colaborador vos traçados pelas dos descomprome-
tão verdadeiramente
à instituição onde equipas dirigentes, tidos que, infeliz-
comprometidas, quer
trabalha. No fundo, procurando activa- mente, em muitas
organizações chega com os objectivos e
diz respeito ao grau mente aferir qual o
perto dos 20%. Estes as metas da organi-
de consciência e ali- seu papel na organi-
trabalhadores não só zação, quer com as
nhamento que aquele zação e a forma de
tem com a missão, os melhor contribuírem têm, em regra, um decisões de quem os
valores e os objecti- para a assunção de nível de desempenho dirige. Esta é, sem
vos da organização boas práticas, perfa- inferior ao dos res- dúvida, a grande
e que, logicamente, zendo estes, porém, tantes como, ainda, diferença entre os
faz com que ele co- apenas, uns 15% acabam por minar o trabalhadores e que,
loque mais ou menos dos trabalhadores; trabalho e o esforço de forma inequívoca,
energia e criatividade os moderadamente despendidos pelos pode ditar, o sucesso
ao serviço da sua comprometidos, outros. de uma organização!

Jornal
35
(breve diário da) História de Portugal
Carlos Novais
- Professor -

Vasco da Gama Chega à Incêndio da Aldeia dos
India Pescadores da Trafaria
20 de Maio de 1498 23 de Janeiro de 1777

O cheiro e pimenta e a canela já se devia Dele se diz
fazer sentir mar adentro, quando a armada de que mistura
Vasco da Gama fundeou muito próximo de os dois mais
Calecut. perigosos
Quantas noites terá o almirante, sentado no atributos
convés da nau S. Gabriel, enquanto olhava as humanos:
estrelas, sonhado com a terra onde ia buscar o génio e a
“cristãos e especiarias”, tal como o contou crueldade.
Álvaro Velho. Uma das maiores personalidades da História
Iniciada a 8 de Julho de 1497, esta viagem só de Portugal, amado por uns, odiado por
ficaria completa com outros, Sebastião José de Carvalho e Melo,
o retorno a Lisboa o Marquês de Pombal, com mão de ferro,
no dia 10 de Julho de afogueado pelos mancebos do exército
1499, quando a nau que desertavam para a pequena aldeia da
Bérrio entrou na barra Trafaria, fronteira à capital “na outra banda”
do Tejo. do Tejo, mandou “deitar fogo” aos casebres
Tinham-se passado miseráveis dos miseráveis homens da faina. A
dois anos e dois dias... ferro e fogo...

A Tragédia da Ponte das Barcas
29 de Março de 1809
O General Soult, comandante das tropas francesas aquando da
segunda invasão, entra na cidade do Porto e dá origem a um
dos episódios mais famosos da Guerra Penínsular...
Na cidade do Porto havia, à época, uma frágil ponte que
atravessava o rio Douro e que ligava a cidade Invicta à outra
margem, a Vila Nova de Gaia. Na ânsia da fuga, milhares de
pessoas dirigiram-se à dita ponte que não aguentou o peso e
o ímpeto de todos quantos fugiam ao resfolegar dos corcéis
franceses, acabando por ditar o rebentamento da frágil estutura.
Consigo, o Douro levou cerca de quatro mil almas, que já não veriam a expulsão dos franceses
em 1811.
Na ribeira do Porto, em xisto cinzento, ainda hoje se pode admirar um painel que homenageia
todos quantos, pelo seu infortúnio, são aí lembrados. São as famosas “Alminhas da Ponte”.

rumos
36 09/10
PASSATEMPOS
Diferenças Labirinto
Ajuda os Bombeiros a
Encontra as 12 diferenças. encontarem a mangueira certa.

Tânia Lopes
- 8.º A -
Solidariedade
Encontra as palavras seguintes na sopa de letras:
Solidariedade, Generosidade, Partilha, Amor, Dar,
Apoio, Fraternidade, Esperança, Amizade, Paz,
[As palavras encontram-
se em todas as di-
Bondade e União.
recções]

Jornal

Related Interests