You are on page 1of 13

Fundado em 24 de fevereiro de 2007

Meu Pai, Meu Herói!


Pai é aquele ser que se reveste de
personagens importantes na vida de
seu filho.
São essas imagens que o fazem amado
e cujos passos são seguidos.
Pai é aquele que consegue transmitir
para o filho a segurança, a nobreza de
caráter, a postura correta de seus
procedimentos.
Pai é ser o homem admirado e
transmitir a confiança que o filho
precisa em todos os momentos de sua
existência.
É quanto nas intempéries da vida, quando o barco de nossa travessia ao
balançar, como uma casca de noz, observamos o filho querido manter-se calmo
e seguro, pois, sabe ele que no leme do barco seu pai é o Capitão.
É ser o super-homem que tudo consegue.
E é observando esse homem que o filho vai se erguer e crescer igualzinho a você.
Sim, no barco da vida você é o Capitão.
Está no leme e por seu filho nada teme.
Dê sempre a ele essa confiança e receberás a Graça Divina de vê-lo ser um Pai
como você!
Editorial _____________________________________________________________________________________________

Grande é aquele que deseja instruir-se; maior o que se instruiu;


porém muito maior, ainda, o que oferece
seus conhecimentos aos demais
JHS

E stive por esses dias vivendo um grande paradoxo. Sorvendo as sacrossantas energias da cidade de São Lourenço, no Sul
de Minas, formei sem perceber, um Triângulo Mineiro, me dividindo em emoções. Pela televisão, ao mesmo tempo em
que meus olhos se ofuscavam com o brilho das medalhas de nossos abnegados atletas no Pan-americano, no Rio, em São Paulo,
esses mesmos olhos banhavam-se em lágrimas diante a maior tragédia da aviação brasileira que abalou nosso país e o mundo.
Um olho na graça do esporte do Pan e outro na desgraça da tragédia da TAM, sorria e chorava em um exercício louco. A
indignação sobressaía a esse paradoxal comportamento, ao mesmo tempo em que a imagem de “uma dama de vermelho”
insistia em não me sair da cabeça, e ainda me ecoa, seu infeliz pronunciamento.
Uma Ministra dizendo, em entrevista para televisão, com relação à crise da aviação “Relaxa e Goza”. Por seu linguajar
chulo, mereceria a alcunha de “Mata por Suplício”, pelo descaso e sarcasmo seu, como tantos outros de políticos omissos. Não
sei por quanto tempo estarei chorando a perda de cerca de duzentas vidas, inclusive, dentre elas, três de nossos Irmãos Maçons.
E, mal enxugamos as lágrimas da tragédia do avião da GOL.
Por falar em omissos, o que vemos nada mais é do que o reflexo de nossa própria omissão como cidadãos e como
eleitores. Quantas vidas terão que ser ceifadas para que tenhamos coragem de sair às ruas e exigir, no mínimo, dignidade.
Precisamos é sair da sombra dos feitos maçônicos do passado e buscar um lugar ao Sol, através de ações práticas, de
participação junto à sociedade. Afinal, para que estamos filosofando tanto, em nossos Templos, se é que pelo menos isso
estamos, e no Teatro da Vida não transformamos tudo isso em benefícios para humanidade?
No mês em que comemoramos o Dia do Maçom haveríamos de refletir sobre uma frase: “O que vieste fazer aqui?”
Nesta edição, a coluna Reflexões traz uma matéria de Rubens Alves - “O Sonho dos Ratos”, um retrato perfeito de
nossos políticos. Na coluna Trabalhos, nosso Irmão Rodrigo de Oliveira aborda com propriedades em “Missão, Metas e Rumos
das Lojas na Atualidade” a inércia em que nós estamos diante aos fatos. Na coluna Destaques a matéria “Faze Por Ti Que Te
Ajudarei”, publicada há quase 40 anos na revista Aquarius nº 2, da Sociedade Brasileira de Eubiose, se faz bem atual para
despertar-nos para dura realidade.
O Arte Real não se cansará em chamar seus leitores à razão; em cumprir o
papel que se propôs, desde sua criação; não se calará diante aos fatos que
nos subtrai, nos macula e aterroriza. Esse é o nosso trabalho, fazer Luz
aonde a sombra da ignorância insiste se projetar.
Para não sermos parte do problema necessário se faz sermos parte da
solução.
Queridos leitores perdoem-me este Editorial atípico, em forma de desabafo,
mas eu NÃO QUERO SER PARTE DO PROBLEMA E, QUE SEJA
SOMENTE POR ISSO, QUERO SER PARTE DA SOLUÇÃO! 
 
Arte Real ____________________________________________________________________________________________
Arte Real é um informativo maçônico virtual de publicação mensal que se apresenta como o mais novo canal de
informação, integração e incentivo à cultura maçônica em todo o Brasil, especialmente às Lojas do Sul de Minas de Gerais.
Editor Responsável: Francisco Feitosa da Fonseca
Colaboradores nesta edição: Ailton Carlo - Bartolomeu Martins dos Santos - Eliseu Mocitaíba - Humberto Rohden
- José Augusto Gaburri - Pepe Chaves - Rodrigo de Oliveira - Paulo Roberto Marinho- Wilson Namorato.
Matéria da Capa: Meu Pai, Meu Herói - extraída do texto “Pai” de Ailton Carlo.
Contatos: artereal@entreirmaos.net ou feitosa@entreirmaos.net
Empresas Patrocinadoras: Arte Fios - Condomínio Recanto dos Carvalhos
CH Dedetizadora – CONCIV Construções Civis – Maqtem - Objetiva - Restaurante e
Pizzaria Recreio – Santana Pneus - Sul Minas Laboratório Fotográfico – Perfumatumm –
Livro “Do Meio-Dia à Meia-Noite”.
Frases de Rodapé – Professor Henrique José de Souza (1883-1963) fundador da
SBE – Sociedade Brasileira de Eubiose.
Distribuição gratuita via Internet.
Os textos editados são de inteira responsabilidade dos signatários. 
 
Nesta Edição ____________________________________________________________________________________

Texto da Capa – Meu Pai, Meu Herói..............................Capa Do Instinto à Consciência....................................................8


Editorial...................................................................................2 Faze Por Ti, Que Te Ajudarei...............................................9
Destaques A Verdadeira Maçonaria....................................................10
Nasce um Novo Sol Espargindo Raios de Sabedoria...........3 Ritos Maçônicos
A Importância de se Patrocinar Um Capítulo DeMolay.....4 O Delta Luminoso...............................................................11
Nióbio – Nosso Grito de Alerta............................................5 Reflexões
Justa Homenagem Maledicência........................................................................12
A Origem do Dia dos Pais.....................................................6 O Sonho dos Ratos...............................................................12
Trabalhos Boas Dicas
Por Que 20 de Agosto é o Dia do Maçom?...........................7 Sites/E-Book´s/Etc.............................................................13

Destaques __________________________________________________________________________________________

Nasce Um Novo Sol Espargindo Raios de Sabedoria!


Francisco Feitosa
pesquisa.
Uma Academia é muito mais que um prédio onde reune
pessoas. É uma sacrossanta Casa onde se congrega os pensamentos
dos maiores expoentes da cultura de uma sociedade que, inspirados
por seus ilustres patronos e intuídos pelo Grande Arquiteto do
Universo cria, ao longo de sua história um egrégora poderosíssimo e
suas influências interagem positivamente junto ao coletivo humano.
Nossa Ordem como uma escola de aperfeiçoamento de
homens por excelência, não poderia deixar de se inspirar na escola de
Platão para fundar Academias Maçônicas de Letras, verdadeiros
celeiros culturais , congregando Maçons da mais alta estirpe.
O Povo Maçônico congratula-se à Maçonaria do Rio de
Janeiro com a criação do mais novo pólo da cultura maçônica!
O Rio de Janeiro, privilegiado por sua beleza natural
inconteste; pela escolha do Cristo Redentor como a mais nova
maravilha do mundo contemporâneo; por ser a sede dos Jogos Pan-
americanos, registra ainda em sua história nesse ano de 2007 mais
uma efeméride com a fundação da Academia Maçônica de Letras,
“Um país se faz com homens e livros!” Ciências e Artes do Estado do Rio de Janeiro.
Os preparativos para se firmar este que será um marco da
A histórica frase proferida por um dos mais influentes cultura maçônica fluminense estão sendo tratados com muita
escritores do século passado – José Bento Renato Monteiro Lobato organização e seriedade através de reuniões mensais do grupo
sintetiza a grandeza do momento atual da Maçonaria Carioca. organizador composto por valorosos e competentes Irmãos, como:
Quando este ilustre brasileiro imortalizou esta frase em seus escritos Aridelson de Oliveira, Luís Antônio, Sidney Lacê, Denizart Silveira e
despertou em seus leitores a importância da leitura, sublimou o outros.
trabalho dos literatos e enalteceu a cultura. Um país se faz com homens e livros e a GLMERJ bem soube
A Maçonaria é uma instituição que tem como objetivo a interpretar e colocar em prática esta sábia frase de Monteiro Lobato,
felicidade humana e investe para isso, especialmente, no pois pautando-se em sua doutrina estimula fervorosamente o
aperfeiçoamento de costumes. Combatendo a ignorância, glorificando aperfeiçoamento do homem e, com a criação dessa Academia, o induz
a Verdade e a Justiça, elevando a criatura humana aos mais altos ainda mais à cultura.
patamares evolucionais. Que o Pai Celestial projete sua divina Luz nas mentes desses
Nossa Ordem como uma escola de aperfeiçoamento de valorosos Acadêmicos a fim de produzirem, através de seus escritos,
homens por excelência, exalta e promove os movimentos culturais e Obras que ilumine e enalteça a cultura em todo o mundo maçônico.
sempre, na vanguarda dos acontecimentos, estimula o progresso e a
evolução humana em todos os sentidos.
 
O Rio de Janeiro, ao longo de sua história, tem sido palco de
vários eventos culturais e abriga um número sem conta de
instituições que promovem a cultura em nosso estado. Dentro deste
escopo, a GLMERJ que sempre primou por esses valores e,
preocupada em incrementar o estudo e a pesquisa nas Lojas
jurisdicionadas, levará a efeito a fundação da Academia Maçônica de
Letras, Ciências e Artes do Estado do Rio de Janeiro.
Está previsto para o último sábado do mês de agosto, dia 25
e, com certeza, será o mais novo centro cultural carioca espargindo a
luz de seus excelsos ensinamentos da Arte Real para todo o mundo
maçônico.
Valorosos literatos da Maçonaria Carioca estarão reunidos
nessa egrégia Academia, muitos deles já bem conhecidos na literatura
maçônica que, com certeza, enriquecerá ainda mais a Maçonaria
brasileira com suas excelsas obras, estimulando o estudo e a
Destaques __________________________________________________________________________________________

A Importância de se Patrocinar Um Capítulo DeMolay


José Augusto Gaburri*
DeMolay poderá, em ações de filantropia, se mostrar à frente
da Loja Maçônica e, com isso, ajudar até a quebrar
resistências, tabus, ranços antigos injustificados, preconceitos
da sociedade para com a Ordem Maçônica, devido suas
Cerimônias públicas serem bem mais freqüentes.
O que temos visto é que, às vezes, o filho entra para a
Ordem DeMolay e daí a alguns meses o pai acaba também
entrando para a Maçonaria. E este caso não é tão raro.
Na realidade sonhamos em ver cada Loja Maçônica
criando novos líderes e futuros Maçons que nos substituam no

U m dos principais objetivos da Maçonaria é tornar feliz a


humanidade. Temos este lema como obrigação. E
podemos cumprir com esta obrigação de várias formas. Uma
futuro nas Colunas. Portanto, não nos esqueçamos da
juventude para que no futuro ela não nos esqueça.
O processo de criação de um Capítulo DeMolay é bem
delas será a de preparar a juventude para assumir esse mundo simples. Comumente é sob o patrocínio de uma Loja Maçônica
tão conturbado que se desenha à nossa frente. Por que não que cederá seu espaço para as reuniões, porém, pode haver a
podemos preparar nossos filhos para o mundo que vem? possibilidade de três Irmãos se reunirem e optarem por tal.
Devemos deixar isto só por conta das escolas? Deverá constar de uma reunião da Loja com o assunto tratado
A Maçonaria tem, por suas características, um dom na Ordem do Dia e devidamente aprovado. A partir daí, a Ata
especial para preparar uma geração que consiga fazer com que constando a aprovação da Loja será enviada ao Oficial
o mundo volte para o lado bom da vida. Executivo da Ordem DeMolay da região que dará o devido
destino. Enquanto estiver correndo o processo junto à
Drogas, violência, tráfico, corrupção, desonestidade,
Oficialaria caberá à Loja providenciar tudo o que for
traição, desagregação, são palavras abominadas pela
Maçonaria e, por conseguinte, pela Ordem DeMolay. necessário para a Instalação Oficial do Capítulo.
As duas sabem que precisamos preparar líderes • José Augusto Gaburri é Oficial Executivo da 4ª Oficialaria do Grande
Conselho Estadual de Minas Gerais, jurisdicionado ao Supremo
positivos para o mundo. Precisamos de líderes que construam, Conselho da Ordem DeMolay para República Federativa do Brasil.
que façam, que atuem no sentido de mudar o cenário atual das
coisas. Por quanto tempo mais nosso país vai agüentar este http://demolaybrasil.org.br/
cenário de escândalos, de violência e de corrupção?
Aí entra a importância de todas as Lojas Maçônicas
 
patrocinarem um Capítulo DeMolay. Jovens que desde cedo
aprendem a conviver com as Sete Virtudes (Amor Filial,
Reverência pelas Coisas Sagradas, Cortesia, Companheirismo,
Fidelidade, Pureza e Patriotismo).
Qualquer cidadão que seguir estes sete lemas jamais se
envolverá em escândalos que prejudiquem seu país, sua
cidade, seu estado ou sua família.
Além deste detalhe existe o aspecto do marketing que
envolve um Capítulo DeMolay patrocinado por uma Loja
Maçônica. O trabalho com a juventude é extremamente bem
visto, em todo o mundo, devido a todos estes problemas que
envolvem o mundo de hoje.
O Capítulo pode participar, assim como a Loja, de
todas as atividades sociais da cidade: vacinações, campanhas
filantrópicas, ações com a Defesa Civil. Campanhas de
agasalhos; contra fome; de cobertores etc. Enfim, o Capítulo

O homem deve praticar o Bem por amor ao Bem; praticar a Verdade, por
amor a Verdade. E assim, estará dentro da Lei, porque esta é a Evolução,
e nada mais. É, pois, através do Bom, Bem e do Belo que o homem
chegará a alcançar o pináculo da Glória, que tanto vale por Nirvana ou
Superação, Libertação etc.
Professor Henrique José de Souza
Destaques __________________________________________________________________________________________

Nióbio - Nosso Grito de Alerta!


Pepe Chaves*
Mais que uma política séria, que gere empregos e realce seu verdadeiro valor,
o nióbio necessita de muitos esclarecimentos públicos no País.

O nióbio é um mineral raro e considerado estratégico, já


que o mesmo é insubstituível na produção de ligas
utilizadas para fabricação de sofisticados instrumentos de
Apesar de se tratar de um mineral estratégico e
também "do futuro", já que deverá ser empregado cada vez
mais em diversas linhas de produção, dados os avanços
precisão. O nióbio, depois de usinado, é empregado na tecnológicos vigentes, nenhum governo brasileiro, em toda a
produção de avançados produtos de alta tecnologia; desde história do país, combateu o monopólio e veio propor uma
instrumentos cirúrgicos, passando por armas, até complexos política aberta para a exploração e comercialização do nióbio
componentes de foguetes espaciais, satélites e módulos no País. Segundo o que apuramos, o que ocorre no Brasil é
(tripulados ou não) que deixam a Terra em missão de um monopólio onde apenas uma empresa atua na
sondagem espacial. exploração do mineral, negociando o mesmo ao exterior
O Brasil é um país privilegiado com relação a este por cifras sugeridas pelos compradores.
mineral, pois detém mais de 90% de todo o nióbio do mundo, Em contrapartida ao que ocorre com o nióbio no
distribuído em jazidas situadas na região Norte e no município Brasil, nos países árabes há toda uma política para a
de Araxá, em Minas Gerais. Em Araxá o nióbio é minerado exploração e preservação da produção do seu mais valioso
pela Companhia Brasileira de Metais e Metalurgia (CBMM), mineral: o petróleo. A política petrolífera na maioria dos
empresa privada que conta com participação acionária do países árabes gera inúmeros benefícios aos seus patriotas. Ao
Governo do Estado de Minas Gerais, sendo a única contrário da atual "política" do nióbio no Brasil, tais países,
autorizada a explorar o nióbio no impõem ao mercado externo o preço de seu produto e somente
País. A CBMM vende quase que o negocia dentro das conformidades de
totalidade de sua produção para o seus interesses. Os benéficos comuns
mercado externo e detém no Brasil o surgem através, sobretudo, da geração de
monopólio da indústria do nióbio. empregos e implementações públicas,
Conforme os processos de graças aos lucros gerados pelo "ouro
produção da CBMM, a extração do nióbio negro". Neste caso, o esforço político
se faz ao fatiar a terra e raspá-la, a ponto retorna às respectivas populações na
de se formar camadas sobrepostas de forma de benesses sociais diversas.
vários metros cada uma, no formato de No Brasil, a indústria do nióbio
imensos degraus. A terra raspada na parece trabalhar em surdina, fazendo se
mina (meio avermelhada e visualmente passar despercebida pela opinião pública,
comum) é transportada através de uma ocultando àqueles que, verdadeiramente,
esteira de cinco quilômetros de extensão faturam com a falta de uma volátil
até a usina de beneficiamento. política para a extração e industrialização
Somente após passar por desse nobre mineral no País.
processos metalúrgicos é possível separar o nióbio puro da
terra em que está envolto e concentrá-lo na forma de um *Pepe Chaves é editor do jornal Via Fanzine e pesquisador em assuntos
aeroespaciais e autor desta matéria, publicada no site
mineral sintético para uso científico, de forte brilho metálico e
bastante pesado. Depois de usinado, o nióbio torna-se um www.viafanzine.jor.br com o título original “Nióbio – Privilégio
Brasileiro”.
metal pesado e de dureza sem igual, não podendo ser
perfurado por nenhuma broca ou quaisquer ferramentas  
existentes na atualidade.
A produção do nióbio - um mineral com elevado
grau de radioatividade - gera também diversas perdas
ambientais, pois para extraí-lo é necessário devastar uma
grande região natural. No caso de Araxá, tais efeitos são
patentes, pois a degradação pode ser constatada a olhos vistos
na região da CBMM, que altera de forma bastante agressiva, a
paisagem suburbana.
Sabemos que os araxaenses aspiram também, grandes
dosagens de poeira radioativa suspensa no ar, que desgarram
da mineração a céu aberto, mesmo sendo esta, aguada
diariamente por caminhões tanques. O procedimento de se
manter em Araxá uma mineração a céu aberto recebe
protestos de diversas entidades ambientais e da saúde. Além
disso, é fato que esta cidade do Triângulo Mineiro detém um
dos mais altos índices de casos de câncer no Estado, que é
associado por algumas pessoas, às atividades desenvolvidas
com a precária extração do nióbio naquela região.
Justa Homenagem _________________________________________________________________________

A Origem do Dia dos Pais*

A o que tudo indica, o Dia dos Pais tem uma origem bem
semelhante ao Dia das Mães, e em ambas as datas a
idéia inicial foi praticamente a mesma: criar datas para
anos, como o campeão
em número de filhos,
um total de 31. As
fortalecer os laços familiares e o respeito por aqueles que gravadoras lançaram
nos deram a vida. quatro discos em
Conta a história que em 1909, em Washington, homenagem aos pais. O
Estados Unidos, Sonora Louise Smart Dodd, filha do maior sucesso foi o
veterano da guerra civil, John Bruce Dodd, ao ouvir um baião “É Sempre
sermão dedicado às mães, teve a idéia de celebrar o Dia dos Papai”, com letra de
Pais. Ela queria homenagear seu próprio pai, que viu sua Miguel Gustavo,
esposa falecer em 1898 ao dar a luz ao sexto filho, e que interpretada por Jorge
teve de criar o recém-nascido e seus outros cinco filhos Veiga. O Dia dos Pais acabou contagiando todo o território
sozinhos. Algumas fontes de pesquisa dizem que o nome do brasileiro sendo até hoje comemorado no 2º domingo de
pai de Sonora era William Jackson Smart, ao invés de John agosto, ficando diferente da americana e européia.
Bruce Dodd. Mas esta data poderá ser vista de outra forma.
Já adulta, Sonora sentia-se orgulhosa de seu pai ao Porque da palavra paternidade vem a raiz do adjetivo
vê-lo superar todas as dificuldades sem a ajuda de ninguém. “paterno” que, outra vez recorrendo ao Mestre Houaiss,
Então, em 1910, Sonora enviou uma petição à Associação significa “que lembra o amor de pai; carinhoso, afetuoso,
Ministerial de Spokane, cidade localizada em Washington, paternal”. Ou seja, a maior gratificação do Dia dos Pais não
Estados Unidos. E também pediu auxílio para uma entidade é receber um presente do filho, mas em oferecer um carinho
de Jovens Cristãos da cidade. O primeiro Dia dos Pais para ele.
norte-americano foi comemorado em 19 de junho daquele Assim como os filhos têm deveres para com seus
ano, aniversário do pai de Sonora. A rosa foi escolhida como pais, também a paternidade não significa poder mas,
símbolo do evento, sendo que as vermelhas eram dedicadas principalmente, dever, não apenas no sustento material ou
aos pais vivos e as brancas, aos falecidos. alimentar, mas também e especialmente no exemplo moral.
A partir daí a comemoração difundiu-se da cidade Ser pai não é para qualquer um... Não mesmo!
de Spokane para todo o estado de Washington. Por fim, em Fortes, protetores, ou mesmo atrapalhados, eles inspiraram
1924 o presidente Calvin Coolidge, apoiou a idéia de um Dia inúmeros criadores a explorar suas histórias. Aventuras,
dos Pais nacional e, finalmente, comédias ou dramas.
em 1966, o presidente Lyndon Independente do seu
Johnson assinou uma lado comercial é uma data para
proclamação presidencial ser muito comemorada, nem
declarando o terceiro domingo que seja para dizer um simples
de junho como o Dia dos Pais "Obrigado Papai" !
(alguns dizem que foi Na cultura judaica
oficializado pelo presidente tradicional, o pai é responsável
Richard Nixon em 1972). pela educação religiosa dos
O pai brasileiro ganhou filhos. O destaque fica para a
um dia especial a partir de 1953. educação do menino, que, a
A iniciativa partiu do jornal O partir dos 7 anos, começa a
Globo do Rio de Janeiro, que se aprender os rituais religiosos.
propôs a incentivar a celebração Com 13 anos, o pai o leva à
em família, baseado nos sinagoga, onde, depois da
sentimentos e costumes cristãos. cerimônia conhecida como Bar-
Primeiro, foi instituído o dia 14 Mitzva, o garoto se torna
de agosto, dia de São Joaquim, membro efetivo e participante
patriarca da família. Mas, como o domingo era mais da comunidade. Nas famílias judaicas, exemplos de
propício para as reuniões de família, a data foi transferida patriarcalismo, os pais recebem todo o respeito e
para o segundo domingo de agosto. A quem diga que foram obediência dos filhos.
motivos comerciais. Em São Paulo, a data foi formalmente Entre os ciganos, a figura paterna tem papel de
comemorada pela primeira vez em 1955, pelo grupo destaque. Cabe ao pai a decisão final sobre qualquer
Emissoras Unidas, que reunia Folha de S. Paulo, TV Record, atitude dos filhos e é ele quem supervisiona a educação
Rádio Pan-americana e a extinta Rádio São Paulo. O grupo que a mãe dá às crianças. É também o pai quem se
organizou um grande show no antigo auditório da TV encarrega de ensinar aos meninos as técnicas de comércio,
Record para marcar a data. Lá, foram premiados Natanael forma milenar de sobrevivência do povo cigano. Numa
Domingos, o pai mais novo, de 16 anos; Silvio Ferrari, de 96 cultura que valoriza a tradição oral, o pai tem o dever de
anos, como o pai mais velho; e Inácio da Silva Costa, de 67
passar para sua descendência os conhecimentos adquiridos
nas gerações passadas, como tocar instrumentos musicais
 
(acordeão, violão e violino), fazer artesanato de cobre e falar a
língua de seu povo, o romanês. Também é ele quem decide
sobre o casamento dos filhos. Namoro? Nem pensar. Os pais
da noiva e do noivo se reúnem e definem o dote, pago pela
família do futuro marido. O poder do pai sobre os filhos só
acaba em caso de casamento desfeito. Nessa situação, o pai
não pode mais ver os filhos pelos próximos dez anos. O fim do
casamento representa o fim da paternidade.
A verdade é que todo dia é dia dos Pais! E o maior
presente que você pode dar a ele, todos os dias, é dizer sempre
o quanto você o ama. Afinal de contas, se: "mãe é mãe", "pai é
pai", não é mesmo?
*Esta matéria é a uma compilação de texto extraído da
Internet de autor desconhecido.

Trabalhos __________________________________________________________________________________________

Por Que 20 de Agosto é o Dia do Maçom?


Bartolomeu Martins dos Santos

P rimeiramente, a proposta para a criação do DIA DO MAÇOM foi levantada pela Grande
Loja de Santa Catarina por ocasião da 5ª Mesa Redonda das Grandes Lojas do Brasil
(CMSB – Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil), realizada em Belém nos dias 17 a 22
de julho de 1957. E lá, por sugestão da Grande Loja de Minas Gerais, escolheu-se o dia 20 de
agosto, na justificativa "de ter sido nesse dia que a Independência do Brasil foi proclamada
dentro de um Templo Maçônico". E assim, vários Trabalhos de esmerados IIr∴, têm consignado
esta data como sendo o dia do registro da moção de Independência do Brasil de Portugal, lá
pelos idos de 1822.
Por certo, os IIr∴ das Grandes Lojas, apenas compilaram os registros do Barão do Rio Branco
em "História da Independência do Brasil", que grafava a Sessão do 20º dia do 6º mês, como
sendo correspondente a 20 de Agosto. O que confundiu o Barão do Rio Branco é que ele
considerou o ano, em suas análises, iniciando-se em 1º de março (mais próprio do Rito
Francês), enquanto que o calendário adotado do Grande Oriente Brasílico, era o "Adonhiramita", que segundo Kurt Prober foi
de 1822 a 31 de dezembro de 1855, com os meses iniciando-se a partir do dia 21, no correspondente calendário Gregoriano.
Os calendários maçônicos adotados na época obedeciam ao sistema hebraico. Historicamente, os hebreus, no exílio,
transportaram dos Babilônios o calendário usando os mesmos nomes:
1º mês - NISSAN (MAR/ABR) 7º mês - TISHREI (SET/OUT)
2º mês - IVYAN (ABR/MAI) 8º mês - MARHESSHWAN (OUT/NOV)
3º mês - SIVAN (MAI/JUN) 9º mês - KISLEV (NOV/DEZ)
4º mês - TAMUZ (JUN/JUL) 10º mês - TEBETH (DEZ/JAN)
5º mês - AV (JUL/AGO) 11º mês - SHEBETH (JAN/FEV)
6º mês - ELUL (AGO/SET) – 21/08 a 20/09 12º mês - ADAR (FEV/MAR)
Os meses são lunares, dependendo da visibilidade da Lua Nova determina-se a quantidade de dias. O ano hebraico tem
12 meses lunares e intercala mais um mês (Veadar) entre Nissan e Adar, o que ocorre nos anos de treze meses para compensar
a diferença entre o ano solar e o ano lunar. O ano civil tem início no mês Tishrei (21/set) e o ano religioso inicia-se em Nissan
(21/mar). O primeiro dia do ano religioso, que começa em Nissan, ocorre por ocasião da Lua Nova que se segue ao Equinócio
de Março, mas isso é outra abordagem.
Afora este parêntese explicativo, continuemos. O raciocínio então, levando-se em conta que o calendário utilizado na
época era o religioso hebraico, pelo GOB temos: conforme o Livro 1 das Atas das Sessões do Grande Oriente do Brasil, – "Ata da
Sessão do 20º dia do 6º mês". Vamos exemplificar– O 6º mês é Elul, que inicia-se em 21 de agosto e vai até 20 de setembro e,
seguindo o correspondente no calendário Gregoriano teremos a data de 9 de setembro, vide exemplo:
6º Mês – E L U L
AGOSTO SETEMBRO
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º 21º 22º 23º 24º 25º 26º 27º 28º 29º 30º 31º
moção, mas em 9 de setembro de 1822. Portanto, nossos IIr∴
erraram ao justificar, em 1957, que a data aludia ao referido
ato. E ainda notificamos que desde 1923, encontra-se na
Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, para quem quiser
pesquisar, a Certidão das Atas do Grande Oriente do Brasil de
1822, com o título “Documentos Para A História da
Independência, Volume I, Lisboa – Rio de Janeiro, 1923 – A
Maçonaria e a Independência”. Neste documento, grafa
quando se refere à "Acta da Sessão de 20º dia do 6º mês Anno
1822" a data correspondente no calendário Gregoriano como
"(9 de setembro)" .
Hoje, o 20 de Agosto, dia do Maçom, é uma efeméride
Esclarecemos que na Décima Quarta Sessão, em nacional consagrada e, como tal, deve ser comemorada com
Assembléia Geral, no dia 9 de setembro (dois dias depois do toda pompa, pois a Maçonaria em muito contribuiu para a
famoso Grito do Ipiranga, em São Paulo), ocorreu no Rio de efetiva emancipação político-social do Brasil. E, os Maçons de
Janeiro, com as Lojas "Comércio e Artes"; "União e um modo geral devem reverenciar seus membros responsáveis
Tranqüilidade" e "Esperança de Niterói" “Sessão pelas idéias e as efetivas ações, mas, sempre sabedores da
Extraordinária, com o especificado fim adiante declarado, verdade histórica.
sendo também presidida pelo sobredito 1º Grande Vigilante
Joaquim Gonçalves Ledo, no impedimento do Grão-Mestre  
José Bonifácio, dirigindo do Sólio, enérgico e fundado
discurso, demonstrando, com as mais sólidas razões, que as
atuais políticas circunstanciais de nossa pátria, o rico, fértil e
poderoso Brasil, demandavam e exigiam, imperiosamente, que
sua categoria fosse inabalavelmente firmada, com a
proclamação de nossa Independência e da Realeza
Constitucional. (...)”
A assertiva de que 20 de agosto foi quando se votou a
moção de Independência do Brasil dentro de um Templo
Maçônico é menos verdade, não tem fundamento
histórico/documental. Conforme vimos – aconteceu sim esta

Trabalhos __________________________________________________________________________________________

Do Instinto à Consciência
Eliseu Mocitaíba

O homem, desde o seu nascimento, tal como acontece com


o universo, é regido por Leis, destino ou carma que o
envolve; dirige e governa todos os seus passos.
É muito comum freqüentar esta ou aquela instituição
em busca de prestígio e notoriedade, ou, então, como ponto de
fuga, ou ainda como recurso para não se sentir só e
Entretanto, com o passar do abandonado. Com certeza, eles não
tempo ele vai percebendo que duas serão tocados pela essência; o
forças antagônicas se manifestam dentro conhecimento e a sabedoria como
do seu ser: ferramentas do Grande Arquiteto do
- Uma, a personalidade: Universo para o progresso e a evolução
impulsiva, animalizada, instintiva, dentro de cada um.
passional; A Consciência Superior,
- A outra, a Consciência Espiritual, a Voz Interior, nos mostra a
Espiritual, Superior, que na realidade é o razão, o equilíbrio, a harmonia, o
nosso verdadeiro juiz; aquela voz que desprendimento do que é passageiro e
nos indica o caminho do Amor, da ilusório. Preserva os valores superiores
Verdade e da Justiça e que se expressa conquistados, mesmo estando envoltos
aos mais sensíveis como remorso, no mar vermelho da ignorância em
quando nos desviamos da Lei que a tudo relação às coisas superiores.
e a todos rege. À medida que o ser humano
A Consciência Psíquica – a adquire experiência, vai amadurecendo.
personalidade – é aquela que nos faz As reflexões se tornam mais freqüentes
copiar, nos tornar parecidos, imitadores do alheio. É um levando-o a procurar novos caminhos, vigiando os sentidos,
aspecto de alma-grupo: tudo o que um faz, o outro tem que atento aos fatos e medindo as conseqüências.
repetir. Só vivem em bandos e na "moda". Esta "natureza Caminhando sempre, o Peregrino da Vida vai
particular" nos leva a realizar tudo de modo mecânico, meditando com fé no desconhecido, como se algo o chamasse
inconsciente. às origens, à Jerusalém Celeste.
Caindo e levantando, apoiado nos próprios obstáculos; sua bagagem de experiências, vislumbra o Homem Sábio.
levantando Templos às Virtudes e cavando masmorras ao O Homem Sábio labuta constantemente no seio da
vício, vigilante e atento às experiências, começa a perceber os humanidade. Dá exemplos, insinua, trabalha, restaura,
primeiros sinais intuitivos. No início fracos, dispersos, reconstrói. Oferece o que de mais sublime um pai pode
distantes, mas com o passar do tempo maior é o seu impacto, e oferecer a um filho: a Sabedoria dos Deuses, através de suas
ele, já como discípulo, procura ouvir a Voz do Silêncio que próprias experiências. Entretanto, por alguns é compreendido,
vem do seu interior. Agora, a Luz de Deus passa a se por poucos entendido e por muitos ignorado.
manifestar no discípulo como Adepto da Boa Lei. Assim como um garimpeiro, que algumas vezes
Já dizia o Professor Henrique José de Souza: encontra em sua bateia uma pedra preciosa, também o
"A intuição é mais atrevida do que a própria Homem Sábio logra mais uma conquista: a transformação da
inteligência. É como um farol que orienta o rumo da vida de Homem Sábio em Iluminado, através da Vontade, do
inteligência e, por isso foi a luz que iluminou os Amor-Sabedoria e da Atividade. Realiza-se, então, a
grandes descobridores". divinização da matéria e a materialização do espírito. Neste
excelso momento o Eu se transmuda em Eus no grande
Seguindo o caminho iluminado pelo seu Deus interno, concerto cósmico-humano-evolucional. A vida-energia se
o homem comum, agora como discípulo, se defronta com o transforma em vida-consciência, e o homem passa, então, a
homem consciente. afirmar: "Eu e o Pai, o Grande Arquiteto do Universo somos
O homem consciente, antes envolvido e "abandonado" um só". Realiza-se, então, a Volta do Filho Pródigo à Casa
nos esteios da vida instintiva, torna-se agora cônscio dos Paterna, conscientemente".
deveres do progresso e da evolução; olha para trás, não para as
raízes, mas sim para aqueles que se esforçam nos tortuosos e
 
pedregosos caminhos da vida. Oferece-lhes a mão, o exemplo,
a inspiração que tanto demorou a conceber. Vez por outra sua
atitude é pressentida por poucos, seu coração se rejubila, mas
na realidade é normalmente ignorada. Quando assim acontece
ele sofre; lembra-se de que também já fez sofrer. Medita,
compreende, tira conclusões e ensinamentos. Cada vez mais
sente dentro de si a harmonia entre a Vontade, a Inteligência e
a Emoção, numa simbiose perfeita com seu Divino Mestre.
Estas três potencialidades até então latentes, demonstram
vida própria. E, o homem consciente busca em suas
convivências, entre os que tão distantes seguem na retaguarda
evolucional, ouvidos para ouvi-lo.
A marcha continua. E, o homem consciente trazendo

Trabalhos __________________________________________________________________________________________

Faze Por Ti, Que Te Ajudarei*


Poucos homens até hoje compreenderam o transcendental significado destas palavras do Cristo.

E m busca do verdadeiro sentido, partimos


com o leme voltado na direção certa.
Vemos que não se trata apenas de palavras
temos de separar. É como um exército
caminhando no deserto: ficar para trás é
morrer.
soltas, e que, na sutilidade das coisas Os males terrenos são ilusórios,
temporais e espirituais, é uma verdadeira passageiros. Quem luta com lealdade e ardor
bússola, e, se a seguirmos, encontraremos a dificilmente será derrotado. Os que ficam na
mais alta expressão de “evolução”. Creio que o inércia, sem serem úteis a si e a própria
leitor entendeu a insinuação feita. Sim, só por humanidade, sucumbem ao primeiro golpe e,
intermédio do trabalho poderemos encontrar o que é pior, ficam sendo párias da sociedade.
as coisas espirituais. Aquele que não pára; que Todos os homens devem depositar
continua sempre a subir a íngreme montanha uma gota no cálice da evolução humana.
chegará a seu topo. Quem isso não fizer, ver-se-á obrigado a ficar
O importante é não nos deixarmos à margem do caudaloso rio onde passam os
abater por fadigas, desânimos e displicência. “Verdadeiros Homens”. Isto porque quem
Se todas as vezes que o homem, ao deparar-se consegue vencer a si mesmo, seus instintos e
com obstáculos, parasse, hoje não teríamos a inércia, é digno de todo respeito e
todo o conforto, facilidades e prerrogativas cooperação. Enquanto que, daquele que não
que temos. cooperou, a própria evolução se encarregará
A vida é uma trama de caminhos que de cobrar seu tributo, porque existe uma Lei
oculta que a tudo e a todos rege.
Enfim, é trabalhando que se constrói; que se edifica;
que se imortaliza. A Grécia não se teria perpetuado se não
 
tivesse entregue ao mundo sua obra.
Ajuda-te, esforça-te, estuda e trabalha, pois só assim
receberás o apoio da LEI. Não esperes pela sorte nem
desanimes por uma derrota, mas ao contrário, luta ainda com
mais vontade, com mais ardor, e sempre raciocinando, pois
então poderás colher o fruto de teus esforços. Sondagem Geotécnica -
Estaqueamento
Não te faças um ser nocivo a ti mesmo. Caminha, e na Projetos e Obras Civis – Laudos Periciais
penumbra divisarás a luz do Conhecimento, a qual será teu
facho, para seguires pelos sinuosos e obscuros corredores do Ir∴HAMILTON S. SILVEIRA
ENGENHEIRO CIVIL GEOTÉCNICO
labirinto humano. CREA 35679/D-RJ
Só assim conseguirás a tua redenção, que será a tua
( (35) 3332-2353 / 8802-3116
vitória. conciv_hamilton@oi.com.br
“Faze por ti, que te ajudarei” Rua Andradas 240/12 – S. Lourenço - MG
*matéria publicada na revista Aquarius nº 2 fev/1969 da
Sociedade Brasileira de Eubiose. Desconhecemos a autoria.

Trabalhos __________________________________________________________________________________________

A Verdadeira Maçonaria
Wilson Namorato

A Verdade,
Aristóteles, é
dizia

perfeita equação entre a


a
pretendemos divisões que não são nem podem ser chamadas
Maçonaria. Iniciamos a Era de Aquários, e marchamos para a
unificação da humanidade. A Maçonaria, eterna depositária de
imagem intelectual e o maravilhosas verdades, não pode ficar estratificada, dividida, ao
objeto. A Maçonaria para contrário, a Verdadeira Maçonaria rejuvenesce com a juventude
ser verdadeira deve estar dos séculos, e é eternamente uma florida primavera espiritual.
em perfeita Quando dizemos – Verdadeira Maçonaria – estendemos
correspondência com os as forças espirituais organizadas em base de concórdia e união, e
objetivos do Grande não queremos falar em facções, pois se há facções já não há
Arquiteto do Universo, Maçonaria, deixa, portanto de existir a Verdade, porque na Mente
considerando-se que ela é do Grande Arquiteto do Universo, translucidamente gravada na
oriunda da inspiração divina e destina-se a manter no mundo um amplidão da Natureza, tudo é unidade, universalidade, na infinita
foco de luz capaz de iluminar as almas, erguendo o facho dispersão do Bem, do Bom e do Belo. Distinguimos perfeitamente
fulgurante dos eternos princípios dignificadores do homem. entre Verdadeira Maçonaria e Verdadeiros Maçons; “o testemunho
A Maçonaria não é uma Obra exclusivamente humana, de um Maçom e a prova do seu credo, de seu caráter, não estão nos
não nos referimos à parte material, administrativa, mas ao âmago, conselhos que ele dá ou na sabedoria que mostra, mas unicamente
ao centro vital produtor da espiritualidade maçônica. Existiu na na retidão de sua vida”.
antigüidade sob outros nomes e com outras roupagens, e
modernamente foi organizada sobre a base operativa preexistente,
 
criando-se a analogia entre a pedra material e a construção
espiritual. Quando nos referimos à Verdadeira Maçonaria temos
em vista algo profundo e vital.
Destruir a Universalidade da Maçonaria, restringindo-a a
um só país, é minar-lhe a existência. Como maçons, professamos a
crença de que é nosso dever unir os homens de todos os países e
procurar firmar entre eles a verdadeira amizade. Devemos manter
nossa presente posição de caráter e de civilização, por meio de
nossa ação em todo o mundo. Professamos imutável fé na
Paternidade Divina e na Fraternidade Humana; nem as fronteiras
das nações, nem as águas dos mares, nem as peculiaridades das
línguas poderão impedir nossa união com os Irmãos de todo o
mundo.
Sendo esse o caráter da Maçonaria, sua essência, não
podemos nem devemos pregar lutas ou faccionismos, aliás, não

“A Verdade não se modifica; nós, sim, nos modificamos e, por isso, se modifica
para nós o aspecto da Verdade”
Professor Henrique José de Souza
Ritos Maçônicos _____________________________________________________________________________

O Delta Luminoso
Paulo Roberto Marinho

O Delta Luminoso ou Radiante é o triângulo eqüilátero


tendo no seu interior a figura de um olho esquerdo –
Olho da Providência – ou as letras do nome hebraico de DEUS
A∴dos JJur∴ou do A∴dos PPerf∴, ou ainda do Oriente, é gesto
de homenagem, respeito e reverência ao G∴A∴D∴U∴
representado pelo DELTA LUMINOSO, o símbolo de Deus na
(Iôd, He, Vau, He) ou ainda somente a primeira letra (Iôd). Loja. O Ven∴Mestre não tem que responder a esta saudação com
Representa a presença de DEUS. Sua localização correta é na meneio de cabeça ou outros gestos, mesmo porque, a saudação,
parede Oriental do Templo, compondo, ou não, o Painel naquele momento não lhe é dirigida. O que ocorre é que o
Simbólico. Por representar a divindade ele não pode ser Ven∴Mestre posiciona-se na mesma linha do Delta Luminoso,
encoberto por nada ou ninguém. ficando, o Delta, deste modo, encoberto. Surgiu então, por esta
Para destacar o Delta Luminoso alguns Rituais do confusão, a proposta que a saudação seria ao Ven∴Mestre.
R∴E∴A∴A∴ descrevem sua figura suspensa por um fio entre O Ven∴Mestre representa a principal Luz da Loja; o
duas Colunas de ordem Compósita que ladeiam a cadeira do Sol, a Sabedoria etc. Mas, algo é infinitamente superior à
Ven∴ Mestre. Ou seja, acima do espaldar. Porém muitas representação do Sol, da Sabedoria e outras analogias
Lojas, por adequações sem fundamentações, resolveram qualificativas ou representativas do Ven∴Mestre, que é a
transferir o Delta para frente do dossel. Aproveitaram, para representação do G∴A∴D∴U∴ pelo DELTA LUMINOSO com
ficar mais “bonito”, construí-lo em forma de caixa e colocaram o Olho da SUPREMA SABEDORIA ou o TETRAGRAMA
dentro uma lâmpada elétrica, desta forma ninguém duvidaria SAGRADO, ou ainda, da letra Iôd ou G.
que aquele seria o Delta “Luminoso”. Como se não bastasse
inventaram um Delta para a Loja de Companheiro, este com a Para distinguir a saudação – entre o Venerável e o
Estrela Flamejante ou Hominal. Em Loja de Companheiro Delta – e evitar a confusão os Obreiros passaram a dirigir o
Maçom, retiram o Símbolo de DEUS e colocam um símbolo do olhar para o Delta Luminoso suspenso, no momento da
homem, ignorando as prescrições da maioria dos Rituais do saudação. Mas, isto não é necessário, principalmente, quando
R∴E∴A∴A∴ o Delta está instalado, irregularmente, na frente do Dossel. O
importante é se ter conhecimento que aquela saudação é ao
“A Estrela Flamejante brilha no centro da Loja” Delta Luminoso ou Radiante. Nada no Templo é superior ao
(Templo). Está colocada entre o Sol e a Lua (Venerável e 1º DELTA RADIANTE – a PRESENÇA DE DEUS. Se dedicarmos
Vig∴) portanto, ao “Meio-dia” é representada pelo 2º Vig∴ . nossa saudação, ao cruzar o eixo do Templo, ao Ven∴Mestre,
Nos Rituais mais antigos, no texto que descreve a estaremos ignorando ou subestimando o G∴A∴D∴U∴ Ações
cerimônia iniciática de Elevação ao grau de Comp∴, lê-se: de respostas às saudações, procedidas pelo Ven∴Mestre, neste
“... contemplai este Delta Misterioso... este DELTA caso, sugerem legitimar a interpretação de que a reverência é
resplandecente de luz, dominando nossa Loja, vos mostra ao Ven∴Mestre. “Meneio de Cabeça”, embora contido nos
duas grandes verdades e duas sublimes idéias. A letra Iôd ou Rituais, não é sinal maçônico, apoiar o Malhete sobre o peito,
G, representa...” somente quando de pé. Mesmo assim, não como resposta a
Já nos Rituais mais recentes lê-se: Saudações e sim como postura ritualística.
“... contemplai este Delta Misterioso... Esta ESTRELA  
resplandecente de luz, dominando nossa Loja, vos mostra
duas grandes verdades e duas sublimes idéias. A letra Iôd ou
G, representa...”
Isto foi o suficiente para inventarem o tal “Delta do Grau
de Comp∴”; enxertaram a Estrela dentro do Delta materializando
o sentido figurado, a conotação. Esqueceram, ou fizeram “vista
grossa”, a parte do texto que define em todas as edições dos
Rituais do grau de Companheiro Maçom o simbolismo da letra Iôd
ou G, que figuram, uma ou outra, inscritas no Delta.
O Pentagrama – Estrela flamejante – com a letra
“G”em seu interior é figura que compõe o Painel do grau de
Companheiro Maçom; também, faz parte dos Ornamentos da
Loja de Comp∴ (Pavimento Mosaico, Orla Dentada e Estrela
Flamejante), e como tal deveria estar suspensa no centro
geométrico do Templo – Meio dia – próximo ao 2º Vig∴.
O Obreiro, quando em circulação, deve observar que a
saudação que se faz ao cruzar o eixo do Templo, à frente do

“A aquisição da Verdade é o mais elevado dos ideais humanos.”


Professor Henrique José de Souza
Reflexões ____________________________________________________________________________________________

Maledicência- Não Fales Mal de Ninguém


Humberto Rohden

T oda pessoa não suficientemente realizada em si mesma


tem a instintiva tendência de falar mal dos outros.
Qual a razão última dessa mania de maledicência? É
planos de paz sofrem a poderosa influência da
palavra.
Há quem pronuncie palavras doces,
um complexo de inferioridade unido a um desejo de com lábios encharcados pelo fel. Há aqueles
superioridade. Diminuir o valor dos outros dá-nos a grata que falam meigamente, cheios de ira e ódio.
ilusão de aumentar o nosso valor próprio. A imensa maioria São enfermos em demorado processo de
dos homens não está em condições de medir o seu valor por si reajuste.
mesma. Necessita medir o seu próprio valor Portanto, cabe às
pelo desvalor dos outros. pessoas lúcidas e de bom
Esses homens julgam necessário senso, não dar ensejo para que o veneno da
apagar as luzes alheias a fim de fazerem maledicência se alastre, infelicitando e
brilhar mais intensamente a sua própria luz. destruindo vidas. Pense nisso!
São como vagalumes que não podem luzir Desculpemos a fragilidade alheia,
senão por entre as trevas da noite, porque a lembrando-nos das nossas próprias
luz das suas lanternas fosfóreas é muita fraca. fraquezas. Evitemos a censura. A
Quem tem bastante luz própria não maledicência começa na palavra do reproche
necessita apagar ou diminuir as luzes dos inoportuno. Se desejamos educar, reparar
outros para poder brilhar. Quem tem valor erros, não os abordemos estando o
real em si mesmo não necessita medir o seu responsável ausente.
valor pelo desvalor dos outros. Quem tem Toda a palavra torpe, como qualquer
vigorosa saúde espiritual não necessita censura contumaz, faz-se hábito negativo que
chamar de doentes os outros para gozar a culmina por envilecer o caráter de quem com
consciência da saúde própria. isso se compraz.
As nossas reuniões sociais, os nossos Enriqueçamos o coração de amor e
bate-papos são, em geral, academias de banhemos a mente com as luzes da
maledicências. Falar mal das pessoas, das coisas alheias é um misericórdia divina. Porque, de acordo com o Evangelho de
prazer tão sutil e sedutor - algo parecido com whisky, gin ou Lucas, "a boca fala do que está cheio o coração".
cocaína - que uma pessoa de saúde moral precária facilmente
sucumbe a essa epidemia.
 
A palavra é instrumento valioso para o intercâmbio
entre os homens. Ela, porém, nem sempre tem sido utilizada
devidamente. Poucos são os homens que se valem desse
precioso recurso para construir esperanças, balsamizar dores e
traçar rotas seguras. Fala-se muito por falar,
para "matar tempo". A palavra, não poucas
vezes, converte-se em estilete da impiedade, em
lâmina da maledicência e em bisturi da revolta.
Semelhantes a gotas de luz, as boas palavras
dirigem conflitos e resolvem dificuldades.
Falando, espíritos missionários reformularam
os alicerces do pensamento humano. Guerras e

Reflexões ____________________________________________________________________________________________

O Sonho dos Ratos


“Qualquer semelhança com fatos políticos, será mera coincidência...”
Rubens Alves

E ra uma vez um bando de ratos que vivia no buraco do


assoalho de uma casa velha. Havia ratos de todos os
tipos: grandes e pequenos, pretos e brancos, velhos e jovens,
não dormia nunca. Por vezes fingia
dormir. Mas bastava que um
ratinho mais corajoso se
fortes e fracos, da roça e da cidade. Mas ninguém ligava para aventurasse para fora do buraco
as diferenças, porque todos estavam irmanados em torno de para que o gato desse um pulo e,
um sonho comum: um queijo enorme, amarelo, cheiroso, bem era uma vez um ratinho... Os ratos
pertinho de seus narizes. Comer o queijo seria a suprema odiavam o gato. Quanto mais o
felicidade... Bem pertinho é modo de dizer. Na verdade, o odiavam mais irmãos se sentiam. O ódio a um inimigo comum
queijo estava imensamente longe, porque entre ele e os ratos os tornava cúmplices de um mesmo desejo: queriam que o
estava um gato... O gato era malvado, tinha dentes afiados e gato morresse ou sonhavam com um cachorro... Como nada
pudessem fazer, reuniram-se para conversar. Faziam projeto de socialização do queijo foi aprovado nos seguintes
discursos, denunciavam o comportamento do gato (não se termos: "Qualquer pedaço de queijo poderá ser tomado dos
sabe bem para quem), e chegaram mesmo a escrever livros seus proprietários para ser dado aos ratos magros, desde que
com a crítica filosófica dos gatos. Diziam que um dia chegaria este pedaço tenha sido abandonado pelo dono".
em que os gatos seriam abolidos e todos seriam iguais. Mas como rato algum jamais abandonou um queijo, os
"Quando se estabelecer a ditadura dos ratos", diziam os ratos magros foram condenados a ficar esperando... Os
camundongos, "então todos serão felizes"... - O queijo é grande ratinhos magros, de dentro do buraco escuro, não podiam
o bastante para todos, dizia um. - compreender o que havia acontecido. O
Socializaremos o queijo, dizia outro. mais inexplicável era a transformação
Todos batiam palmas e que se operara no focinho dos ratos
cantavam as mesmas canções. Era fortes, agora donos do queijo.
comovente ver tanta fraternidade. Como Tinham todo o jeito do gato, o
seria bonito quando o gato morresse! olhar malvado, os dentes à mostra. Os
Sonhavam. Nos seus sonhos ratos magros nem mais conseguiam
comiam o queijo. E quanto mais o perceber a diferença entre o gato de
comiam, mais ele crescia. Porque esta é antes e os ratos de agora. E
uma das propriedades dos queijos compreenderam, então, que não havia
sonhados: não diminuem, crescem diferença alguma. Pois todo rato que
sempre. E marchavam juntos, rabos entrelaçados, gritando: " fica dono do queijo vira gato. Não é por acidente que os nomes
o queijo, já!"... são tão parecidos.
Sem que ninguém pudesse explicar como, o fato é que,
ao acordarem, numa bela manhã, o gato tinha sumido. O
 
queijo continuava lá, mais belo do que nunca. Bastaria dar uns
poucos passos para fora do buraco. Olharam cuidadosamente
ao redor. Aquilo poderia ser um truque do gato. Mas não era.
O gato havia desaparecido mesmo. Chegara o dia glorioso, e
dos ratos surgiu um brado retumbante de alegria. Todos se
lançaram ao queijo, irmanados numa fome comum. E foi
então que a transformação aconteceu. Bastou a primeira
mordida. Compreenderam , repentinamente, que os queijos de
verdade são diferentes dos queijos sonhados. Quando
comidos, em vez de crescer, diminuem. Assim, quanto maior o
número dos ratos a comer o queijo, menor o naco para cada
um. Os ratos começaram a olhar uns para os outros como se
fossem inimigos. Olharam, cada um para a boca dos outros,
para ver quanto do queijo haviam comido. E os olhares se
enfureceram. Arreganharam os dentes. Esqueceram- se do
gato. Eram seus próprios inimigos. A briga começou. Os mais
fortes expulsaram os mais fracos a dentadas. E, ato contínuo,
começaram a brigar entre si. Alguns ameaçaram a chamar o
gato, alegando que só assim se restabeleceria a ordem. O

Boas Dicas ________________________________________________________________________________________

 Sites 

MMCC - O Movimento Maçônico Contra a Corrupção é uma ação civil e apartidária da Maçonaria Capixaba para todos os cidadãos de
bem do País, idealizada pela Grande Loja Maçônica do Estado do Espírito Santo e pelo Grande Oriente da Maçonaria do Espírito Santo,
que objetiva tão somente o exercício pleno da cidadania, para resgatar os valores morais e éticos que andam sumidos das instituições e
da sociedade, em todos os níveis. Clique no banner do MMCC e conheça esse altruístico trabalho.
Visitem o site www.entreirmaos.net – o seu catálogo maçônico. Anúncios, confecção e atualização de sites, cartão virtual etc.

 E-book´s 
Livro virtual grátis - Mahatma Gandhi – Vida e Pensamentos – uma resenha
http://www.culturabrasil.org/gandhi.htm

 Arte Real – Edições Anteriores 


Já se encontram disponíveis para download as edições anteriores do Arte Real no site www.entreirmaos.net
Obrigado por prestigiar este nosso trabalho. Temos um encontro marcado na próxima edição!!!
 