You are on page 1of 5

VIEIRA, J. B.; MACEDO, D. S. Conceitos-chave em análise de discurso crítica.

In:
BATISTA JR, J. R.; SATO, D. T. B.; MELO, I. F. (Orgs.).Análise do discurso crítica para
linguistas e não linguistas. São Paulo: Parábola, 2018, p. 48-77.

Equipe: Ana Lorena, Mirela, Érica, Aldemir, Ángel.

1. O QUE É ANÁLISE DE DISCURSO CRÍTICA?

1.1 INTRODUÇÃO 1.2 PERGUNTA


ADC é um conjunto de abordagens científicas Como os principais teóricos da ADC se valem
interdisciplinares e transdisciplinares para dessa abordagem teórico-metodológica para
estudos críticos da linguagem como prática analisar a influência das práticas sociais sobre o
social. conteúdo e as estruturas dos textos?

2. QUAL A ORIGEM DA ADC?

2.1 INTRODUÇÃO 2.2 PERGUNTA


A origem da ADC advém da Linguística Crítica
(LC), uma nova abordagem para estudos da
linguagem, desenvolvida em EastAnglia,
Inglaterra, na década de 1970. A partir da Em que aspectos a LC e a ADC se aproximam
década de 1980, outros estudiosos passaram a e se distanciam?
aprimorar pontos-chaves da LC; entre eles,
destacou-se Norman Fairclough.

3. O QUE É DISCURSO?

3.1 INTRODUÇÃO 3.2 PERGUNTA


Neste tópico as autoras iniciam a definição de
conceitos basilares em ADC: discurso, poder,
ideologia e hegemonia. Por que, para a ADC, discurso tem sentido de
Antes da apresentação do conceito de discurso, texto e de interação?
os autores diferenciam seus dois significados.

4. O QUE É PODER?

4.1 INTRODUÇÃO 4.2 PERGUNTA


Em ADC, uma pergunta que o analista do
discurso faz é: por que os homens, em sua O que é poder para a ADC e por que ele é
maioria, resignam-se e obedecem aos excessos instável?
de poder? Vale a pena refletir sobre isso.
5. O QUE É IDEOLOGIA?

5.1 INTRODUÇÃO 5.2 PERGUNTA

6. TODA A ANÁLISE DE DISCURSO É CRÍTICA?

6.1 INTRODUÇÃO 6.2 PERGUNTA

7. TRABALHANDO COM ANÁLISE DE DISCURSO CRÍTICA.

7.1 INTRODUÇÃO 7.2 PERGUNTA

8. O CARÁTER TRANSDISCIPLINAR DA ANÁLISE DE DISCURSO CRÍTICA.

8.1 INTRODUÇÃO 8.2 PERGUNTA

9. A ANÁLISE DE DISCURSO CRÍTICA HOJE.

9.1 INTRODUÇÃO 9.2 PERGUNTA

10. QUAL A RELAÇÃO ENTRE ANÁLISE DE DISCURSO CRÍTICA E


MULTIMODALIDADE?

10.1 INTRODUÇÃO 10.2 PERGUNTA


PERGUNTAS

1)
COMO OS PRINCIPAIS TEÓRICOS DA ADC SE VALEM DESSA
ABORDAGEM TEÓRICO-METODOLÓGICA PARA ANALISAR A
INFLUÊNCIA DAS PRÁTICAS SOCIAIS SOBRE O CONTEÚDO E AS
ESTRUTURAS DOS TEXTOS?

2)

3)
POR QUE, PARA A ADC, DISCURSO TEM SENTIDO DE TEXTO E DE
INTERAÇÃO?

4)
O QUE É PODER PARA A ADC E POR QUE ELE É INSTÁVEL?

5)

6)

7)

8)

9)

10)
5. O QUE É IDEOLOGIA?

Introdução
No capítulo encontramos a concepção sobre ideologia à qual se adere ADC.
Ela foi constuida por Thompson a partir da híbridação de concepções de ideologia
anteriomente formulas a ele.

Pergunta: Afinal o que é Ideologia para Thompson? E segundo o quando adiante com
quais tem mais relação? Justifica.

Classificação de algumas concepções seletas de ideologia

Concepções neutras Concepções críticas


Concepção de Critérios de
Ideologia Negatividade
Destutt de Tracy Napoleão AB
Marx 1 AB
Marx 2 BC
Marx 3 BD
Lenin
Lukács
Mannheim 1 Mannheim 2 AB

Legenda:

Marx 1 – concepção polêmica A – abstrata ou impraticável


Marx 2 – concepção epifenomênica
Marx 3 - concepção latente B – errônea ou ilusória

Meinnheim 1 - formulação geral C – expressa interesses dominantes


da concepção total
Mannheim 2 – concepção restrita D – sustenta relações de dominação
de Mannheim

Fonte: THOMPSON, J. B. Ideologia e cultura moderna: teoria social crítica na


areados meios de comunicação de massa. Petrópolis: Editora Vozes, 2002, p. 74.

Resposta: Thompson (2002:76), contudo desenvolve a própria formulação com base


em muitos conceitos anteriores: ideologias são as maneiras como o sentido (ou o
significado) serve para estabelecer e sustentar relações de poder. (RIBAMAR: 2019,
p. 62)

Para Thompon a ideologia não é neutra, expressa interesses dominantes e sustenta


essas relações de dominação.
6. TODA A ANÁLISE DE DISCURSO É CRÍTICA?

Introdução
Quando apareceu a ADC já existia a AD que não era crítica. A perspectiva
crítica vem da LC. A criticidade da ADC nasce de seu diálogo com a ciência social
crítica, que questiona os aspectos políticos e sobretudo, morais da vida em
sociedade.

Pergunta:
Quais são as diferencias básicas entre a AD e a ADC? Pode olhar o quadro da
página 64 para sustentar sua resposta.

Resposta: Para a ADC, a relação entre discurso e práticas sócias é dialética, os


sujeitos sofrem e atuam sobre esses discursos e vice-versa. [...] A ADC busca ser
uma prática social transoformadora da sociedade porque atribui aos analistas o
papel de interventores sociais por meio de seu trabalho de análise, opondo-se às
estratégias e aos discursos das elites. (RIBAMAR, 2018, p. 63)