You are on page 1of 3

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E MUSICAL DE AVINTES

Pessoa Colectiva de Utilidade Pública


Fundada em 1842

BREVE HISTORIAL DA ASSOCIAÇÃO

ACMA - ASSOCIAÇÃO CULTURAL E MUSICAL DE AVINTES (ex-Banda Musical de Avintes),


é uma Associação sem fins lucrativos, de cultura, recreio e de solidariedade, com o Estatuto
de Pessoa Colectiva de Utilidade Pública, fundada em 8 de Dezembro de 1842.
É a Associação mais antiga de Avintes e uma das mais antigas de Vila Nova de Gaia,
dedicando-se essencialmente ao ensino da Música e à divulgação das Artes em geral.
Levando em conta a obra realizada e o trabalho desenvolvido em prol da comunidade em
geral, foi agraciada pela Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, em Outubro/1994, com a
Medalha de Mérito da Cidade (classe ouro) e pela Junta de Freguesia de Avintes, em
Janeiro/1995, com a Medalha de Honra da Vila (classe prata). É membro da Federação das
Colectividades do Distrito do Porto, do INATEL, da Federação da Cultura Portuguesa, da
Associação Portuguesa de Musicoterapia, da Academia de Colectividades do Distrito do
Porto, da Associação das Colectividades de Vila Nova de Gaia e da Federação Portuguesa de
Bilhar.
Em Outubro de 2008 foi homenageada pela Associação das Colectividades de Vila Nova de
Gaia, como a “Figura Gaiense do Ano-2008”, como reconhecimento do trabalho que tem feito
na divulgação da cultura em geral, e da música em particular, quer ao nível do Concelho, quer
ao nível do país.

A ACMA é constituída por diversas “valências”, nomeadamente, Banda Musical (“ex-libris” da


Associação), Academia de Música e Artes (música e dança), Grupos Instrumentais (sopros,
metais e percussão), Grupo Coral, Orquestra Ligeira, Escola de Ensino Específico
Especializado (apoio a deficientes), Desporto (federado e manutenção), Ambiente e Centro de
Apoio Educativo (apoio escolar).
ORQUESTRA LIGEIRA

Criada em 18 de Outubro de 1997, a Orquestra Ligeira de Avintes - Valência da


Associação, tem como objectivo principal, divulgar a música através do seu aspecto mais
aligeirado e captar os jovens e os “menos jovens”, proporcionando as condições
necessárias para o exercício de uma actividade cultural, no caso concreto a música.

O seu repertório musical é diversificado, passando pela música “rock” e “pop”, até à música
ligeira e popular portuguesa, sul-americana, etc. Realiza vários Concertos, além de
participar em iniciativas essencialmente no âmbito de intercâmbio cultural e musical.

É constituída por cerca de 25 elementos instrumentistas, maioritariamente de sopro, e


percussão. Diversas obras têm acompanhamento de voz.

É seu director Técnico/ Artístico Rufino Moura.

“CURRICULO” – António Rufino Moura

António Rufino Moura, é natural de Crestuma – Vila Nova de Gaia, e possui como
habilitações literárias o Curso Liceal, tendo frequentado o Conservatório de Música do
Porto.

Iniciou a sua carreira musical com a idade de 12 anos, na Sociedade Filarmónica de


Crestuma, onde foi seu executante durante cerca de 30 anos, tendo também exercido
as funções de contramestre e responsável pela sua Escola de Música.

Colaborou como responsável na Escola de Música e Coro Infantil da Tuna Musical de


Sandim, tendo sido seu regente durante 10 anos.

Actualmente, e desde 1995, está ao serviço da Banda Musical de Avintes, onde exerce
funções de executante, acumulando também as funções de contramestre.
È professor na Academia de Música e artes de Avintes (Valência da ACMA), no sector
de instrumentos de sopro, sendo simultaneamente responsável pela Orquestra Ligeira

de Avintes, onde exerce as funções de director técnico/artístico.