You are on page 1of 42

Apresentação Institucional

Maio de 2017

FLRY3
Conteúdo

Visão geral do Grupo Fleury e estratégia

Desempenho financeiro

Estrutura acionária e governança

Setor de saúde no Brasil

2
Conteúdo

Visão geral do Grupo Fleury e estratégia

Desempenho financeiro

Estrutura acionária e governança

Setor de saúde no Brasil

3
Nosso propósito nos permite ter uma relação única com nossos pacientes e
fornecer diagnósticos conclusivos aos médicos

dia-a-dia das
Estar presente no

pessoas acolhendo-as
e provendo soluções integradas de medicina e

saúde por meio do


conhecimento e busca
constante pela excelência

Dr. Gastão Fleury (Fundador do Grupo Fleury)


4
O nosso histórico nos faz ser uma das maiores e mais respeitadas empresas
de medicina e saúde do Brasil

 Desde 1926 oferecendo um portfólio completo em Linhas de negócio


medicina diagnóstica: ~3,5 mil tipos de testes em
37 diferentes áreas:
• Análises clínicas (rotina, patologia e exames de
alta complexidade): 58 MM de exames e R$ 1,4 Unidades de 145 Unidades de Atendimento no 1T17
atendimento com mais de 101 mil m².
bi de receita bruta.
(84% da receita)
• Imagem e outros: 4 MM de exames e R$ 977 MM
de receita bruta.
 8,8 mil colaboradores e 1,8 mil médicos prestando Operações em Exames e diagnósticos em 22
serviço. hospitais instituições hospitalares no 1T17.
(14% da receita)
 Presente nos principais centros econômicos do
Brasil com diversificada linha de negócios.
Laboratório de Exames de média e alta complexidade
 Receita bruta de R$ 2,4 bi. referência para outros laboratórios e hospitais.
(1% da receita)
 Fluxo de caixa operacional de R$ 530 MM.
 EBTIDA de R$ 535 MM e margem de 24,6%.
 ROIC1 de 36,0% e Net Promoter Score (NPS)² do
Grupo Fleury de 72,7% no 1T17.
1 ROIC ajustado sem ágio.
² NPS incluindo Marcas RJ.
Dados referente aos últimos 12 meses (LTM), exceto quando indicado o contrário.
5
Nossos pilares de identidade faz de nós únicos

Mapa de competência Posição competitiva

Presença nos
Excelência na
maiores
prestação de  Melhor solução para os clientes e médicos.
centros
serviços
econômicos  Intensa e profunda relação com os clientes e
médicos.
Conhecimento  Foco nas necessidades e resolução dos problemas
em Medicina e
Saúde dos clientes e médicos.
 Inquestionável qualidade e oferta de produtos e
Vasto
Inovação, serviços inovadores.
desempenho
pesquisa e
na cadeia de
desenvolvimento
valor do setor
de saúde

Nós somos a melhor escolha para Isto permite que criemos uma relação
nossos clientes em cada negócio, próxima com nossos clientes e fornecer
segmento e área geográfica. diagnósticos conclusivos para os médicos.

6
Nós entregamos diagnósticos conclusivos para os clientes através de
um completo e confiável portfólio de exames e serviços integrados...

Informação:
Completo portfólio de exames: Ex.: Relatório Integrado
Excelência em serviços:

Análises Clínicas Centro Diagnóstico

Confiável
Alta qualidade nos exames:
- Alta qualidade metodológica e tecnológica;
- Certificações de qualidade internacionais;
- Profissionais altamente especializados para realizar os exames;
- Confiança dos médicos nos diagnósticos.
Integrado

Informações Gestão do
diagnósticas conhecimento médico
Análise de informação integrada:
Nós ofertamos diversos produtos para solução de
diagnósticos: Relatório integrado, Laudo evolutivo,
Inteligência artificial (árvore de decisão), etc.

Diagnósticos abrangentes e
conclusivos
(auxilio ao trabalho do médico-cliente)
7
Marcas reconhecidas, com foco no segmento premium e
intermediário-alto – segmento de alto crescimento e margem.

Pernambuco
 Fleury: Melhor e mais confiável marca no Mercado Brasileiro. Líder
no segmento premium.
Bahia
 Clínica Felippe Mattoso: Marca premium no Rio de Janeiro. Forte
nos serviços de imagem.

 Weinmann: A marca mais lembrada do Rio Grande do Sul.


Distrito Federal Rio de Janeiro
 a+: Marca nacional, lançada em 2011. Forte potencial para capturar
o segmento intermediário.

Paraná  Diagnoson a+ e Labs a+: Associação estratégica de marcas na


São Paulo Bahia e no Rio de Janeiro para fornecer exames de imagem e
análises clínicas no mesmo local. ("one-stop-shop").

Rio Grande do Sul

São Paulo Sul Distrito


Rio de Janeiro Nordeste
(44 UAs¹) (36 UAs) Federal
(41 UAs) (23 UAs)
(01 UA)

Premium
(26) (07) (22) (01)
(1)
Intermediário
(18) (34) (14) (22)

Básico

¹ UAs: Unidades de Atendimento 8


B2B: foco nos segmentos premium e intermediário-alto

Portfólio de operações em hospitais


22 hospitais em 5 estados brasileiros
Estratégia

Operações em
Lab to lab:
hospitais: Ser a
Ser uma marca líder
referência nacional para
nacional no segmento de
parcerias estratégicas
alta complexidade da
pela diferenciação e alta
medicina diagnóstica.
qualidade dos serviços.

Alavancas
03
Distrito
Federal  Crescimento no
02  Rentabilidade:
aumentar a segmento de alta
01 13 Rio de
Janeiro automação, processos qualidade
Paraná São Paulo eficientes e melhoria
no mix.  Aumentar a
03 rentabilidade
Rio Grande
 Diferenciação na
prestação de serviços. devido ao ganho
do Sul
de eficiência.
 Crescimento: nas
vendas das lojas  Diferenciação na
Lab-to-lab:
existentes e em novos prestação de
Cobertura geográfica com forte presença na contratos.
região Sul do Brasil. serviços.
9
Nossa gestão de conhecimento nos permite criar produtos e
serviços pioneiros com qualidade médica reconhecida

1,8 mil
25 boletins médicos¹
54 artigos científicos publicados¹
médicos com alta 155 reuniões de atualização e especialidades médica¹
qualificação 221 trabalhos reunidos na 26ª Jornada do
(Abr/2017) Conhecimento¹

# de novos produtos² # Serviços de consultoria médicas (em milhares)³

Receita bruta proveniente de novos


187 192
produtos e serviços corresponde a cerca de
172
1% da receita bruta do Grupo Fleury LTM 160

662 697
112
582
516
449
339 59
50
41
31

2012 2013 2014 2015 2016 2017 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017LTM
LTM
¹Fonte: Grupo Fleury 2016
²Fonte: Grupo Fleury a partir de dados acumulados desde 2009.
³Registradas eletronicamente 10
Nosso histórico nos credencia como um player inovador em
diversas frentes dentro do setor de saúde

1982 1994 2004


Pioneiro na Implantação do Resultados de 2015
implantação de sistema de código exames Pela 4ª vez consecutiva a área
sistema de barras para com dados 2007 técnica recebeu a acreditação do
informatizado para identificação segura históricos. Colégio Americano de Patologia,
Gestão do
atendimento ao de exames. destacando nossa qualidade
conhecimento.
cliente. técnica e confiabilidade.
2010
Tempo de Protrombina

Centros
40,00

32,00

Valor (segundos)
Médicos
24,00

16,00

Integrados.
8,00

0,00
16/11/2009 25/10/2009 5/10/2009 19/9/2009 7/9/2009 29/8/2009
Data

Resultado Referência Máxima Referência Mínima

1998 2005 2009 2016


1983 2011
Primeira empresa do Check-up Unidade Itaim: Lançamento de a+ Medicina Acordo com a Quest
Oferta dos primeiros diversificado. Diagnostics para exames
mundo a disponibilizar Incubadora de Diagnóstica, primeira marca
exames de Centro com a metodologia de
resultados de exames inovações nacional do setor.
Diagnóstico. espectrometria de
na internet. na experiência
Fleury torna-se o dos clientes. massas.
pioneiro na oferta de Parceria com a IBM
soluções de medicina Uso de arte e cultura
na inovação dos Watson Health.
integrada.
serviços.

11
Grupo Fleury é reconhecido por diversas instituições em diferentes
áreas, destacando-se, além da excelência na prestação de serviços,
no investimento em inovação e sustentabilidade

Reconhecimentos:

1º lugar na categoria Saúde


Troféu Transparência 2016 Revista Capital
do Prêmio Época Reclame
The 2016 Latin America Executive Aqui Aberto As melhores As Maiores e
Team: O Grupo Fleury conquistou o prêmio companhias para os Guia Exame de Melhores da exame
O Fleury Medicina e Saúde obteve o promovido pela ANEFAC (Associação acionistas em 2015
O Grupo ficou entre as três melhores Sustentabilidade
primeiro lugar no ranking da Nacional dos Executivos de
empresas do setor de saúde na América Uma das A primeira no critério de
categoria Laboratório de Análises Finanças, Administração e # 1 na categoria de
Latina nas categorias “Melhor CEO”, liquidez corrente e a quarta
Clínicas e Imagem na sexta edição Contabilidade), Fipecafi e Serasa companhias com o valor empresas mais
“Melhor CFO”, “Melhor área de Relações melhor em serviços.
do Prêmio Época Reclame Aqui, Experian na categoria Companhias de mercado entre R$ 2 sustentáveis no
com Investidores” e “Melhor Investors com Receita Líquida até R$ 5 bilhões e R$ 5 bilhões. setor de saúde.
que reconhece as marcas que
Day”. bilhões.
mantêm a melhor relação com os
consumidores.

Empresa respondente do
Carteira 2017
questionário do Programa Climate College of American
O Grupo Fleury é a única empresa Change 2016 Pathologist Best Innovator – As
do setor de medicina diagnóstica empresas mais inovadoras
que compõe a carteira, composta de Valor Inovação Brasil 2016 Pela 4ª vez consecutiva a área do Brasil
O Programa reúne dados e análises sobre as
38 ações de 34 companhias em 15 técnica recebeu a acreditação Em 19º lugar, o Grupo
Primeiro lugar na categoria emissões de gases que provocam o efeito do CAP, destacando nossa
setores. novamente compôs o
Serviços e entre os 20 estufa e sobre como as empresas abordam qualidade técnica e ranking das empresas mais
melhores no ranking geral. o tema mudanças climáticas em sua gestão. confiabilidade. inovadoras do Brasil.
12
Vantagens Competitivas para todos os stakeholders

Operadoras de Planos de Saúde

Oferecem diversas opções de coberturas


91%¹ da receita do Grupo Fleury.
Nosso portfólio de marcas agrega
alta qualidade na cobertura dos
planos de saúde Médicos

Empregadores Pacientes Recomendam o


Escolhem o prestador de prestador de
Escolhem os serviço baseando-se na serviços médicos
prestadores de cobertura do plano de
serviços e a saúde, preferência pessoal e  Soluções
empresa de plano indicação do médico Integradas
de saúde: para Net Promoter Score  Geração de
estes, o Fleury é (NPS2) de 72,7% no Conhecimento
indispensável 1T17 vs. 66,1% no 1T16  Consultoria
 Inovação
Oferece soluções de
medicina preventiva para
Melhor e mais confiável centro de
melhorar o bem-estar dos
medicina diagnóstica para 70% dos
funcionários
médicos²

¹ Excluindo o segmento B2B.


² Fonte: IBOPE (2014)

13
O crescimento do Grupo Fleury está baseado nas seguintes
estratégias:

Novos negócios e
Crescente oferta de serviços Expansão de UAs e
estratégia seletiva de
aos clientes existentes contratos B2B
aquisições

 Novas ofertas de serviços nas  Ciclos do plano de expansão  Mercados atuais: crescimento
localidades atuais e expansões com foco em captura de orgânico e aquisições para
orgânicas nos próximos cinco demanda completar o portfolio e
anos. capilaridade
 Aumento na atração de
 Crescimento e inovação em clientes para serviços de  Presença nos principais
soluções diagnósticas qualidade superior centros econômicos
complexas e completas
(Centros Médicos Integrados)  Aumento no número de  Oportunidades em novos
contratos com hospitais e negócios: novos exames
 Enriquecimento de exames laboratórios inovadores e patentes.
especializados para
instituições de referência
(Hospitais e Laboratórios)

Criação de valor sustentável ao acionista


14
Conteúdo

Visão geral do Grupo Fleury e estratégia

Desempenho financeiro

Estrutura acionária e governança

Setor de saúde no Brasil

15
A composição da receita da empresa se alterou desde meados de 2010...

Receita por Linhas de Negócio (R$ MM)


R$ 2.384 MM
R$ 2.300 MM MM

R$ 2.097 MM MM 16,4%
16,2%
Aquisição Labs D’Or R$ 1.856 MM MM R$ 1.879 MM MM 17,2%
R$ 1.688 MM MM 16,1%
17,5% 16,3%
22,3%
16,1%
24,6%
15,7% 17,4%
17,2%
R$ 1.226 MM MM 16,7%
16,3%
15,0% 17,2% 16,8%
R$ 935 MM MM 16,5%
4,5% 15,7%
15,9% 14,8%
16,5%
19,7%
50,4% 50,1%
50,4%
50,0%
44,5%
52,8% 43,5%
59,9%

2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 LTM

Marcas do RJ ² B2B Marcas regionais excluindo o RJ¹ Marca Fleury

¹ Incluindo as operações das UAs das marcas regionais na região Sudeste, São Paulo, Distrito Federal e da região Nordeste
²Incluindo as UAs no Rio de Janeiro de a+ e Felippe Mattoso
16
... Principalmente em decorrência de aquisições realizadas...

Aumento do mix de serviços, aumento da presença geográfica e da base de conhecimento

27 aquisições desde 2002, apenas Labs D’Or (2011) tinha porte superior a R$ 300 MM de receita.

2002 2004 2005 2007 2008 2009 2010 2011 2012

Rio de Bahia Pernambuco São Paulo Paraná Rio de Janeiro São Paulo Bahia São Paulo
Janeiro

São Paulo Rio de Janeiro Bahia São Paulo Rio Grande Rio de Janeiro
do Sul

Paraná

17
... Enquanto o crescimento tem sido constante nas principais marcas

Marca Fleury (R$ MM) B2B (R$ MM)


Novas 400 Medicina Preventiva Hosp
1.200
Existentes em 2008 - Expandidas Lab Ref
1.000 Existentes 2008
800
600
400
200
0 0
2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017
LTM LTM
• Crescimento contínuo de 2 dígitos, baseado no Same • Descontinuadas 11 operações no 4T13 – focando
Stores Sales e ampliação de serviços em unidades rentabilidade
existentes até 2013
• Descontinuidade da Gestão de Doenças Crônicas em 2013,
• Margem mantida, EBITDA (em R$) crescendo ao mesmo redução do Laboratório de Referência desde 2012,
ritmo que Receita concentrando em complexidade

Marcas Ex-RJ (R$ MM) RJ


500 500
400 400

300 300
200 200

100 100
0 0
2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
2017 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017
LTM LTM
• Unificação de marcas, com lançamento de “a+” em 2011. • Crescimento em 2011 e 2012 consequente da aquisição
em julho de 2011
• Forte expansão da capacidade e crescimento em 2011 e
2012 • Seleção do portfólio de planos de saúde e unidades de
atendimento – foco em rentabilização – gerando queda
• Desaceleração e foco na rentabilidade a partir de 2014 em 2014. 18
O Grupo Fleury teve um crescimento acentuado nos últimos anos
e está em fase de maturação das operações adquiridas

Lucro Líquido
2,400.0
Impostos e Glosas
2,200.0 Resultado Financeiro
2,000.0 Custos e Despesas
1,800.0 Compra de Labs D’Or
IPO
1,600.0
1,400.0
1,200.0
1,000.0
800.0
600.0
400.0
200.0
0.0
2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017
LTM

11,6% CAGR orgânico desde 2009

19
O foco no curto prazo é o crescimento sustentável em marcas
Premium e a rentabilização de marcas Standard

Fases de maturação do Grupo Fleury


 Grupo Fleury: (Evolução de margens)
Crescimento
Maturação
Reequilíbrio do mix de marcas e linhas de Aquisição Integração Orgânico
negócio
Marca Fleury:
Expansão da oferta e capacidade, captura da
demanda existente
 Marcas Regionais:
Portfólio de seleção de planos de saúde e de
serviços:
Curva de Margem EBITDA do Grupo Fleury
o Aderência da oferta e demanda ao Integração e
reestruturação de
posicionamento Labs
Integração de
o Terminar a integração de Labs D'Or no Rio de outras marcas

Janeiro. 23,0%24,6%
22,9%23,3%23,1%
21,0% 20,2%
19,5%
o Aumentar a eficiência dos ativos e o controle 17,9% 17,7% 16,8%17,8%
de custos.
o Otimização das UAs, processos e sistemas.

2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014* 2015* 2016 2017
LTM
* Excluindo efeitos não-recorrentes 20
Receita por linha de negócio – 4T16

Unidades de Atendimentos (UAs) Unidades de Atendimentos (UAs)

Grupo Fleury 15,0%


Análises Clínicas
Unidades de Atendimento 15,9% Imagem e Outros
54,3% 55,3%
Marca Fleury 12,8%

Marcas Regionais excl. RJ 20,3%

Marcas Rio de Janeiro 21,5%


45,7% 44,7%
Operações em Hospitais 9,4%

1T16 1T17
Divisão da receita entre os 4 principais clientes Composição da receita por fonte pagadora

B2B

15,8%

Particular
Top 4 Clientes 7,4%
43,7%

56,3%
Outros

76,8%

Planos de Saúde

21
Busca por otimização dos ativos começa a ser sinalizada nos
Indicadores de receita nas Unidade de Atendimento (UA)…

Receita bruta UAs¹ (R$ MM) e preço médio Crescimento da receita bruta YoY
+3,4%
15,9%
53 54 15,1%
52 53 53 13,8%
11,5% 11,0%
540 9,0% 10,1% 10,0%
466 481 497 482
8,1% 8,3%

1T16 2T16 3T16 4T16 1T17 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17
Preço Médio Receita Bruta das UNs Unidades de Atendimento Same Store Sales

Receita bruta por m² em UA¹ (R$ mil) Receita bruta por UA1 (R$ MM)

+16,2% +11,1%

5,4 3,6 3,7


3,4 3,5 3,4
4,8 5,0 4,8
4,6

1T16 2T16 3T16 4T16 1T17 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17
1 UAs – Unidades de atendimento 22
... assim como controle de custos e seleção da oferta aparece
nos indicadores de custo dos serviços prestados

Crescimento dos custos (YoY) Número total de funcionários (mil)

+5,3%
-16,9%
10,2% 8,3 8,2 8,3 8,4 8,8
9,3% 8,5%
6,3%
4,0%

1T16 2T16 3T16 4T16 1T17 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17

M² unidades de atendimento (mil) Número de unidades

-0,2% +4,3%

101 100 100 101 101 139 138 138 141 145

1T16 2T16 3T16 4T16 1T17 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17

23
Composição dos custos dos serviços

Custo dos Serviços Prestados (R$ MM) Pessoal e Serviços Médicos (R$ MM)

+8,5% +10,7%

391 385 189 195 194


360 374 375 178 183 179 176 183
352 358 355
0

163
323.931.887

322

1T15 2T15 3T15 4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17 1T15 2T15 3T15 4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17

Ser. Ger., Aluguéis e Ser. Públicos (R$ MM) Gastos Gerais (R$ MM)

+6,4% +30,3%

110 2,9
105 107 105 108
100 103 102
95
0

2,1
2,0
1,7
0

1,5 1,5 1,5


1,1
0,8

1T15 2T15 3T15 4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17 1T15 2T15 3T15 4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17

24
Margens voltando a crescer, após ajustes em 2013...

EBITDA (R$ milhões) e Margem (%)

Excluindo não recorrentes Reportado


2014 e 2015
42,3%

CAGR 11,2% 535 173


483
382 122
315 300
278
24,6% 29,5%
23,0%
20,2% 24,0%
21,0% 16,8% 17,8%
17.9%23,3%
22,9% 22.9%23,1% 17,7% 17.7%18,6%
21,0% 21.0% 16.8% 21,4%

2012 201323.3% 2014 2015


23.1% 2016 2017 LTM 1T16
16.5% 1T17
21.1%

EBIT (R$ milhões) e Margem (%)

Reportado
Excluindo não recorrentes
2014 e 2015 61,4%
140
CAGR 12,8%
391
338
278 87
260
215 185 23,8%
16,1% 18,0%
16,8% 13,7% 17,0%
14,3% 11,0%13,2% 15,5% 19,3% 19,3% 12,5% 14,3% 12,1% 14,8%
13.2% 15.5% 19.3% 19.3% 12.5% 14.3% 10.2%

2012 2013 2014 2015 2016 2017 LTM 1T16 1T17

¹ Ajustado excluindo item não recorrente do 1T15 relacionado à Taxa de Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde (TRSS). 25
Margens voltando a crescer, após ajustes em 2013...

Lucro Líquido (R$ milhões) e Margem (%)

Excluindo não recorrentes Reportado


2014 e 20151

266 82,6%
CAGR 20,0% 229
82

126
107 12,2% 45
73
10,9% 13,9%
61
7,1% 6,6% 8,8%
3,7% 4,3%
2012 2013 2014 2015 2016 2017 1T16 1T17
LTM
Lucro Líquido Caixa (R$ milhões) e Margem (%)

Reportado
Excluindo não recorrentes
2014 e 20151
64,3%
319 106
CAGR 15,6%
278

64
175
155
111 131 14,7% 18,0%
13,3%
9,2% 12,6%
10,3% 6,7% 7,8%

2012 2013 2014 2015 2016 2017 1T16 1T17


LTM
¹ Ajustado excluindo item não recorrente do 1T15 relacionado à Taxa de Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde (TRSS). 26
Alavancagem saudável e perfil da dívida
Próximos 12
1T16 4T16 1T17
R$ milhões meses
Dívida Bruta (Debêntures e Financiamentos) 983,7 832,0 817,2 301,7
Caixa, Equivalentes de Caixa e Títulos e Valores Mobiliários (657,1) (406,8) (337,2)

Dívida Líquida 326,6 425,2 480,0

Dívida Líquida / EBITDA LTM 0,8 0,9 0,9


EBITDA LTM / Resultado Financeiro LTM 6,9 10,9 11,3

1ª emissão em dez/11 2ª emissão em fev/13


2a Série: R$ 300MM (CDI+1,2%) R$ 500MM (CDI + 0,85%)
Debêntures Amortizações: 4T16, 4T17, 4T18 Amortizações: 1T18, 1T19, 1T20
Saldo atual: R$ 200MM Saldo atual: R$ 500MM
99,5%
do CDI
• Contrato de R$ 155MM assinado em agosto de 2014
FINEP • R$ 101,7 MM liberados em outubro de 2014
• Prazo para liquidação de 97 meses com taxa de juros anual de 4%
Custo médio
ponderado da
dívida
• R$ 2,8 MM liberados no 1T17
FINAME • Prazo para liquidação de 60 meses com taxa de juros igual a TJLP +
Spread BNDES/bancário

27
Contas a receber saudável devido a melhoras no perfil de
recebíveis...

Contas a Receber (R$MM) 1T16 4T16 1T17 Índice de Cobertura


PDD/recebíveis vencidos há mais de 121 dias
Recebíveis 482 445 520
Provisão para Deduções (44) (42) (41)
81,7%
Total 438 403 480
69,7% 68,6% 69,3% 71,4%
66,5% 66,4% 66,1%
63,0% 65,4%
Aging do Contas a Receber
1T16 4T16 1T17
(R$ MM)
A vencer 362 350 439
Vencidos até 120 dias 54 37 32
Vencidos de 121 a 360 dias 41 31 27
Vencidos acima de 361 dias 25 27 23
4T14 1T15 2T15 3T15 4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17

Recebíveis vencidos há mais de 121


dias / Total de recebíveis

18,1% 17,7% 17,4%


15,9%
 Melhora no perfil do aging: saldos a 15,0% 14,7%
13,6% 13,3% 13,1%
vencer respondem por 84,4% ante
75,1% no 1T16. 9,5%

 Diminuição do PMR: 73 dias no


1T16 vs. 69 no 1T17.

4T14 1T15 2T15 3T15 4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17
28
…Refletindo em um recorde histórico do Fluxo de Caixa
Operacional em 2015

Variação
R$ milhões 1T17 1T16

Lucro Líquido 81,6 44,7 82,6%

Itens que não afetam o caixa 118,2 108,9 8,5%


∆ Capital de Giro:
Contas a Receber (91,3) (56,5) -61,6%
Fornecedores (3,4) (2,2) -54,7%
Salários/Encargos (20,5) (17,6) -16,6%
Outros Ativos e Passivos 13,5 7,1 91,7%

IR/CSLL pagos (12,1) (6,2) -96,5%

Fluxo de Caixa Operacional 85,9 78,1 10,0%

Atividades de Investimento (30,9) (16,0) -93,4%


Atividades de Financiamento (111,2) (38,6) -188,5%

Fluxo de Caixa (56,2) 23,6 -338,5%

Conversão (Caixa Operacional / EBITDA) 49,6% 64,2% -1458.3 bps

29
…E um crescimento sustentável ao longo dos últimos anos

Fluxo de Caixa Operacional (R$ milhões)


e Conversão do Fluxo de Caixa Operacional / EBITDA (%)

522 530

CAGR 26,0%

369

286
106,3% 530
210
167 103,0%
92,7%
75,4%
53,1%

2012 2013 2014 2015 2016 2017 LTM

30
Capex

 Investimentos concentrados principalmente em expansão de novas unidades.

1T17 = R$ 56,3 MM

EOL (Renovação TI
de Equipamentos) 2,9%
12,9% (R$ 1,6 MM)
(R$ 7,3 MM) Projetos Estratégicos
Infraestrutura 15,1%
4,4% (R$ 8,5 MM)
(R$ 2,5 MM)

Expansão e Melhorias de
Unidades e Áreas Técnicas
64,8%
(R$ 36,4 MM)

31
Conteúdo

Visão geral do Grupo Fleury e estratégia

Desempenho financeiro

Estrutura acionária e governança

Setor de saúde no Brasil

32
Nova estrutura acionária devido à venda da participação dos
médicos-sócios para a Advent Internacional em out/2015

Estrutura acionária²

Advent
Médicos-sócios¹ Outros
BradSeg¹ Médicos-sócios International¹
(Integritas) acionistas
(Core)

16,3% 12,4% 11,9% 14,5% 44,9%

Grupo Fleury
Total de ações: 157.395.769

Eleição do novo Conselho de Administração

Máximo de 10 membros, sendo: Quatro comitês de assessoramento:


 03 indicações dos médicos-sócios  Auditoria e Gestão de Riscos
 02 indicações da Advent  Finanças
 02 indicações da Bradseg  Projetos
 03 conselheiros independentes  Comitê de Remuneração, Nomeação e
Desempenho Organizacional
1 Membros do Acordo de Acionistas.
² Atualizado em 31 de Maio de 2017. 33
A estrutura de governança corporativa atende às melhores
práticas de mercado...

Conselho de
Administração

Governança Auditoria
Corporativa Interna

Comitês de Assessoramento
Remuneração, Auditoria e Gestão de Riscos e
Finanças Projetos Compliance
Nomeação e DO¹ Riscos

Diretoria executiva
CEO

Estrat., Inovação e Comercial e Finanças, Jurídico e Suporte a


Médica e Técnica Marcas
Int. de Negócios Marketing RI Operações

Seg. Informação

Marca Fleury B2B

Pessoas e Cultura
Sustentabilidade Organizacional

Relações com
Investidores Expansão
¹ DO: Desenvolvimento organizacional
34
... E toda a governança é suportada pelas estruturas que fazem
parte do nosso Sistema de Controles Internos

Riscos e Controles
• Plano de Auditoria Interna – (cobertura de
processos bianual).
Auditoria
Interna • Implementação de mais de 150 ações de
melhorias de controle relacionadas à
recomendações das Auditorias (Interna e
Externa) e Controles Internos.
• Implantação do Plano de Continuidade dos
Negócios – PCN.
Sistema
de Seg. Compliance e Conduta
Compliance
Controles Informação
Internos • Lançamento do Novo Canal de Conduta.
• Revisão dos processos internos de apuração
monitoramento de desvios de conduta.
• Treinamentos de mais de 150 líderes em temas
de Compliance.

Gestão de • Contratos com cláusulas anticorrupção.


Riscos • Processo de Compliance Anticorrupção para
fornecedores.
• Formalização de mais de 40 políticas
corporativas.
35
Diretores Executivos com experiência em suas áreas

Carlos Marinelli é CEO do Grupo Fleury. Ingressou no Grupo Fleury em 2005 e ocupou posições de destaque nas áreas de novos negócios, estratégia, inovação e sustentabilidade,
passando em 2012 a exercer o cargo de diretor executivo da Marca Fleury, alavancando seus resultados. É bacharel e mestre pela EAESP-FGV com extensões pela University of Texas em
Austin e ESADE Business School de Barcelona e educação executiva pela London Business School e INSEAD. Carlos atuou na Unilever, Grupo Promon e Grupo Pão de Açúcar antes de
juntar-se à Companhia.
Claudio Almeida Prado é Diretor Executivo de Suporte a Operações. Graduado em Engenharia Elétrica e com mestrado em Engenharia da Computação pela Escola Politécnica da
Universidade de São Paulo, Claudio foi CEO da Total Express, empresa de logística do Grupo Abril, onde estava desde 2012 e exerceu previamente a função de diretor de Operações e TI.
Anteriormente, atuou como Diretor da Tecnologia da Informação pelo Deutsche Bank, posição que também ocupou no Banco Santander de 2008 a 2011. Atuou ainda em cargo de liderança
executiva na área de TI e Inovação Tecnológica no Banco ABN Amro Real de 2005 a 2008. Destaca-se também na carreira de Claudio a atuação como CEO à frente da Plataforma Eletrônica
S.A., empresa voltada ao desenvolvimento de softwares de e-commerce e internet banking (2001 a 2004), entre outras sólidas experiências profissionais.
Fernando Augusto Rodrigues Leão Filho é Diretor Executivo de Finanças do Grupo Fleury. O sr. Leão acumula em sua carreira experiências como Diretor Executivo de Finanças
Hospital do Israelita Albert Einstein (2013 a 2017), Diretor Financeiro na Laureate Education (2009 a 2013) e posições executivas na Schering-Plough, Johnson & Johnson, entre outras
empresas. Fernando é graduado em engenharia civil pela Universidade Federal de Minas Gerais, com MBA em Mercado de Capitais pelo IBMEC e Master Degree em Administração pela
Universidade de Maryland (EUA).
Galeno Jung é Diretor Executivo de Diretor Executivo de Estratégia, Inovação e Inteligência de Negócios . O sr. Jung é Diretor Executivo de Estratégia, Inovação e Inteligência
de Negócios. Ingressou no Grupo Fleury em 2013 e ocupou posições de destaque nas áreas de Produtos e Inteligência de Mercado e liderou a Unidade de Negócios Fleury até assumir o
cargo de Diretor de Estratégia, Inovação e Inteligência de Negócios em 2014, tendo papel chave nas conquistas recentes da companhia. Galeno é formado em Engenharia de Controle e
Automação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), tem um Certificate in Financial Management pelo Insper além de um MBA pelo INSEAD. Antes de se juntar ao Grupo
Fleury, Galeno atuou em marketing e estratégia no Unibanco, Whirpool e BCG (Boston Consulting Group).
Jeane Tsutsui é Diretora executiva médica, técnica e de atendimento do Grupo Fleury. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP, tendo feito
residência em Clínica Médica no Hospital das Clínicas da USP e em Cardiologia no Incor-USP. Tem doutorado em Cardiologia e é livre-docente pela Faculdade de Medicina da USP, além de
pós-doutorado na University of Nebraska Medical Center. Possui MBA em Conhecimento, Inovação e Tecnologia pela FIA. Iniciou sua trajetória no Fleury em 2001 como médica em
Cardiologia, tendo exercido, posteriormente, funções de gerencia e direção nas áreas de P&D e Gestão do Conhecimento.
Mariana Tolovi é Diretora Executiva Comercial do Grupo Fleury. Ingressou no Grupo Fleury em 2016 na posição de Diretora Executiva Comercial, de Marketing e Relações
Institucionais. Graduada em Engenharia Eletrônica pela Universidade Mackenzie e com MBA pela Kellog School of Management. Mariana Tolovi acumula em sua carreira, entre outras
experiências, atuações na Telefônica, onde exerceu as funções de Superintendente de Vendas e de Marketing de 2002 a 2006, e na Johnson & Johnson Medical, empresa em que
permaneceu nos nove anos seguintes estando à frente de posições de Diretora de Marketing para América Latina e de Diretora de Unidade de Negócios. Além de suas funções no Grupo
Fleury, é membro do Conselho de Administração do Great Place to Work Institute Brazil desde 2014 e membro do comitê saúde do IBGC desde 2016.
Paulo Pedote é Diretor Executivo de Negócios do Grupo Fleury. Diretor Executivo de Negócios, desde 2012, de a+ Medicina Diagnóstica, Diagnoson a+, Felippe Mattoso, Labs a+ e
Weinmann. Ingressou no Grupo Fleury em 2007 como Diretor Corporativo de Suprimentos e Engenharia, sendo promovido em 2009 para a posição de Diretor Executivo de Infraestrutura,
função que ocupava antes de ser designado para seu atual desafio. Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica, tem o título de MBA Executivo pela Business School São Paulo,
MBA Executivo pela Northwood University e cursos de especialização pela Fundação Dom Cabral, CPES, MIT, Insead e Harvard. Antes de ingressar em nossa empresa, atuou na Dow
Quimica em cargos de liderança em negócio, vendas, supply chain e gerenciamento de projetos.

Viviane Behar de Castro é Diretora de Relações com Investidores do Grupo Fleury. Com sólida experiência no mercado financeiro, a sra. de Castro tem em sua carreira atuação de
oito anos pela Redecard S.A., onde exerceu as funções de Superintendente de Parcerias (2013 a 2016) e Diretora Estatutária de Relações com Investidores e Sustentabilidade (2008 a
2013). Anteriormente, Viviane atuou como Diretora de Relações com Investidores na Biocapital, Sócia-gerente da VB Projetos e Finanças (especializada em reestruturação de dívidas) e
Diretora do Bank of America do Brasil, do NationsBank do Brasil e do Citibank. Viviane é graduada em Administração de Empresas pela FAAP.

36
Content

Visão geral do Grupo Fleury e estratégia

Desempenho financeiro

Estrutura acionária e governança

Setor de saúde no Brasil

37
Prioridades de consumo dos brasileiros

Educação Casa Própria Plano de Saúde


1 2 3

Seguro de vida
4 Carro
5 Celular
6
Previdência
privada
7
Fonte: IESS / Datafolha (2015) 38
Regulação da cadeia de valor da saúde privada busca qualidade e sustentabilidade do
setor

Cadeia de Saúde
ANS CFM
Prestadores

Clientes Médicos
Corretoras Operadoras
“finais”

Seguro Saúde Cooperativas Hospitais


Empresas Corretoras
Autogestão / Medicina de Diagnósticos
Administradoras Grupo Ambulatoriais

Diagnósticos
Lab-to lab

Pacientes
Fluxo de recursos financeiros

Cadeia de fornecimento Fluxo de serviços médicos


ANVISA
Produtores de equipamentos e
insumos

Fornecedores de serviços (TI,


consultoria, etc..)
Fluxo de insumos e serviços

Mão de obra

A regulamentação vigente garante ao paciente um rol mínimo de procedimentos e exames, busca


melhor da contratualização entre prestadoras e operadoras e impõe níveis de qualidade a serem
atendido pelas operadoras

39
O mercado privado de medicina diagnóstica é ainda fragmentado,
e concentrado nos principais centros econômicos...

Número de Beneficiários da medicina diagnóstica 2016¹ Market share em beneficiários

17,7

Cinco maiores operadoras


28%

5,6 5,0
2,8 2,6
1,6 1,5 1,4

SP RJ MG PR RS BA SC PE 72%
Outras

A região sudeste representa mais de 62% do


mercado de medicina diagnóstica no Brasil
No Brasil existem mais de 800 operadoras que
ofertam plano de saúde
~47,9 milhões

¹ Fonte: ANS data, dezembro de 2016 40


Segmentação dos Planos variam nas diferentes regiões

Mensalidade do plano (apartamento) para pessoa entre 29 e 33 anos: (exemplos ilustrativos, baseado em
estudos internos)

São Paulo Rio de Janeiro Porto Alegre Recife

R$ 800

R$ 700

R$ 600

R$ 500

R$ 400

R$ 300

R$ 200

R$ 100

Fonte: consultado no site de diferentes corretoras regionais, entre agosto e setembro de 2014
41
Apresentação Institucional
Maio de 2017

FLRY3