You are on page 1of 1

10

 º  ano    –    Dimensão  Discursiva  do  Trabalho  Filosófico  

FICHA DE TRABALHO

GRUPO I (40)

1. Formule a negação das seguintes proposições:

a) Todos os portugueses são altos.


b) Nenhum poeta é formado em direito.
c) Alguns futebolistas são inteligentes.
d) O desporto é uma actividade educativa.

2. Preencha correctamente os espaços em branco:

a) Ser cravo é condição ___________ para ser flor.


b) Ser uma flor é uma condição ___________ para ser uma rosa.
c) Ter mais de 20 anos é condição ____________ para ter mais de 50 anos.
d) Ser gato é uma condição ____________ para ser um animal.

GRUPO II (160)

Considerando a noção de argumento estudada, responda às seguintes questões:

1. Distinga as afirmações verdadeiras das falsas:


a) Um argumento válido é por isso mesmo sólido ou bom.
b) Os argumentos são verdadeiros ou falsos.
c) Num argumento dedutivo inválido é impossível que as premissas sejam simultaneamente
verdadeiras e a conclusão falsa.
d) Para um argumento ser válido basta que as suas premissas sejam verdadeiras.
e) A validade é condição necessária e suficiente para que um argumento seja sólido.

2. Esclareça quais são as premissas e conclusão dos seguintes raciocínios:


a) Nenhum comunista é nazi e, assim sendo, nenhum comunista é racista, dado que todos
os racistas são nazis.
b) Alguns países árabes não merecem ajuda militar porque só os países defensores dos
direitos humanos a merecem.
c) Marisa é portuguesa, portanto é ibérica.
d) Não podes ser um bom estudante se não sabes estudar. Ora, tu sabes estudar, portanto,
podes ser um bom estudante.
e) Os animais têm direitos porque são capazes de sofrer e um ser tem direitos se tiver essa
capacidade.

4. Considere o argumento seguinte: «Uma vez que a lontra vive nos rios, é um peixe.»

a) Identifique as premissas, explicitando a premissa que foi omitida.


b) Reescreva o argumento na forma padrão.
c) Por que é que, sendo um argumento válido, apresenta uma conclusão falsa?
d) Estamos perante um argumento sólido? Justifique.

Prof.ª  Joana  Inês  Pontes