You are on page 1of 4

Julho de 2008

IIG M RREEG
GPP--M GIISSTTRRA
AVVA
ARRIIA
AÇÇÃ
ÃO DEE 1
OD 1,,7766%
% EEM
M JJUULLHHO
O

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) elevou-se 1,76%, em julho. Em junho, a taxa alcançou
1,98%. O IGP-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20
do mês de referência.

O Índice de Preços por Atacado (IPA) variou 2,20%. No mês anterior, a taxa havia sido de 2,27%. O
índice relativo aos Bens Finais variou 0,38%, em julho. Em junho, este grupo de produtos mostrou
variação de 1,23%. Contribuiu para a desaceleração o subgrupo alimentos in natura, cuja taxa de
variação baixou de 7,62% para -1,32%. Excluindo-se os subgrupos alimentos in natura e combustíveis,
o índice de Bens Finais (ex) registrou variação de 0,50%. Em junho, a taxa foi de 0,61%.

O índice referente ao grupo Bens Intermediários variou 2,51%. Em junho, a taxa havia sido de 2,50%.
O subgrupo materiais e componentes para a manufatura registrou acréscimo em sua taxa de
variação, de 1,54% para 2,16%, sendo o principal responsável pela aceleração do grupo. O índice
de Bens Intermediários (ex), calculado após a exclusão do subgrupo combustíveis e lubrificantes
para a produção, variou 2,41%, ante 2,25%, em junho.

No estágio inicial da produção, o índice de Matérias-Primas Brutas subiu 3,78%, em julho. No mês
anterior, o índice registrou variação de 3,11%. Os itens milho (em grão) (-5,52% para 11,64%), soja
(em grão) (6,28% para 9,38%) e tomate (-1,30% para 7,44%) explicam boa parte da aceleração do
grupo. Em sentido oposto, registraram-se desacelerações em itens como: arroz (em casca) (5,81%
para -4,17%), minério de ferro (6,65% para -1,41%) e leite in natura (2,18% para -1,83%).

Divisão de Gestão de Dados – IBRE/FGV


Índice Geral de Preços – IGP-M – Julho de 2008

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apresentou variação de 0,65%, em julho. No mês anterior, a
variação havia sido de 0,89%. Cinco das sete classes de despesa componentes do índice
apresentaram decréscimos em suas taxas de variação. A principal contribuição no sentido
descendente partiu do grupo Alimentação (2,20% para 1,41%). Nesta classe de despesa, os
destaques foram: hortaliças e legumes (5,50% para -0,97%), arroz e feijão (11,16% para 5,11%) e
panificados e biscoitos (2,85% para 0,58%).

Encontram-se também em desaceleração os grupos: Vestuário (0,46% para -0,19%), Saúde e


Cuidados Pessoais (0,66% para 0,56%), Habitação (0,41% para 0,39%) e Educação, Leitura e
Recreação (0,38% para 0,34%). Contribuíram para a desaceleração destas classes de despesa os
itens: roupas (0,81% para -0,35%), medicamentos em geral (0,60% para 0,02%), gás de bujão (1,47%
para 0,23%) e passagem aérea (7,74% para 0,17%), respectivamente.

Em contrapartida, os grupos Transportes (0,05% para 0,23%) e Despesas Diversas (0,23% para 0,25%)
registraram acréscimos em suas taxas de variação. Nestes grupos, vale citar o comportamento dos
itens gás natural veicular (0,72% para 4,58%) e jogo lotérico (0,00% para 1,66%).

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em julho, variação de 1,42%, abaixo do
resultado do mês anterior, de 2,67%. Os três grupos componentes do índice apresentaram
decréscimos em suas taxas de variação: Materiais (1,70% para 1,65%), Serviços (1,85% para 1,09%) e
Mão-de-Obra (3,75% para 1,27%). Neste último grupo, foram decrescentes os impactos dos reajustes
salariais nas cidades de Goiânia, Florianópolis e São Paulo e crescentes em Curitiba e Porto Alegre.

2
Índice Geral de Preços – IGP-M – Julho de 2008

TABELA 1 - ÍNDICE GERAL DE PREÇOS E COMPONENTES – VARIAÇÃO PERCENTUAL


Julho de 2008

Índice Variação Percentual


Discriminação Base
Mês
ago/94=100 Mês Ano 12 Meses
Anterior
INDICE GERAL DE PREÇOS - M 407,446 1,98 1,76 8,71 15,12
I P A – TODOS OS ITENS 456,843 2,27 2,20 10,39 19,39
ESTÁGIOS
Bens Finais 384,561 1,23 0,38 3,78 9,00
Bens Intermediários 470,198 2,50 2,51 12,45 15,58
Matérias-Primas Brutas 515,735 3,11 3,78 15,28 41,40
ORIGEM
Produtos Agropecuários 622,898 3,35 3,69 12,35 40,25
Produtos Industriais 395,188 1,86 1,63 9,64 12,66

SERIES ESPECIAIS

Bens Finais (ex) 273,373 0,61 0,50 3,85 7,37


Bens Intermediários (ex) 418,828 2,25 2,41 12,00 14,36
I P C – TODOS OS ITENS 313,460 0,89 0,65 4,47 6,14
Alimentação 265,583 2,20 1,41 9,96 13,97
Habitação 412,895 0,41 0,39 1,89 2,57
Vestuário 150,558 0,46 -0,19 0,66 4,07
Saúde e Cuidados Pessoais 325,099 0,66 0,56 3,79 4,95
Educação, Leitura e Recreação 375,775 0,38 0,34 4,37 5,43
Transportes 314,633 0,05 0,23 1,78 1,67
Despesas Diversas 264,410 0,23 0,25 2,08 3,19
I N C C – TODOS OS ITENS 393,018 2,67 1,42 7,68 10,01
Materiais e Serviços 343,926 1,73 1,56 7,72 10,96
Mão-de-Obra 451,013 3,75 1,27 7,65 8,95
Fonte: Divisão de Gestão de Dados – IBRE/FGV
Bens finais (ex) - exclusive alimentos in natura e combustíveis para consumo
Bens Intermediários (ex) - exclusive combustíveis para produção

3
Índice Geral de Preços – IGP-M – Julho de 2008

TABELA 2 – MAIORES INFLUÊNCIAS POSITIVAS E NEGATIVAS


Julho de 2008

Variação Percentual

Mês Anterior Mês


MAIORES INFLUÊNCIAS POSITIVAS
ÍNDICE DE PREÇOS POR ATACADO
Soja (em grão) 6,28 9,38
Bovinos 9,54 7,59
Milho (em grão) -5,52 11,64
Aço semi-acabado ao carbono 14,15 14,51
Óleo combustível 7,27 9,11

ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR


Feijão carioquinha 7,30 11,69
Carne moída 8,12 7,73
Tomate 3,21 7,56
Acém 12,41 9,97
Refeição em restaurante 0,37 1,72

ÍNDICE NACIONAL DE CUSTO DA CONSTRUÇÃO


Ajudante especializado 3,47 1,49
Aço (CA-50 e CA-60) 6,46 4,10
Servente 3,73 1,33
Refeição pronta no local de trabalho 2,76 1,70
Madeira para telhados 1,28 2,99

MAIORES INFLUÊNCIAS NEGATIVAS


ÍNDICE DE PREÇOS POR ATACADO
Arroz (em casca) 5,81 -4,17
Telefones celulares 0,00 -4,66
Leite in natura 2,18 -1,83
Laranja -12,00 -6,17
Minério de ferro 6,65 -1,41

ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR


Alface 1,04 -6,90
Mamão da amazônia (papaya) -31,33 -5,97
Banana prata -6,03 -6,39
Cenoura 17,35 -5,06
Beterraba 22,42 -8,19

ÍNDICE NACIONAL DE CUSTO DA CONSTRUÇÃO


Condutores elétricos (fio/cabo) -1,17 -1,26
Tapete vinílico/carpete -0,26 -0,12
Fonte: Divisão de Gestão de Dados – IBRE/FGV