You are on page 1of 10

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA ESPECIALIZAÇÃO EM LINGUÍSTICA APLICADA À LÍNGUA PORTUGUESA

PROBLEMAS DE COESÃO E COERÊNCIA: IMPLICAÇÕES PARA A COMPREENSÃO DOS TEXTOS

Por

EVANICE RAMOS LIMA

FEIRA DE SANTANA-BA 1997

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA ESPECIALIZAÇÃO EM LINGUÍSTICA APLICADA À LÍNGUA PORTUGUESA PROBLEMAS DE COESÃO E COERÊNCIA: IMPLICAÇÕES PARA A COMPREENSÃO DOS TEXTOS Por EVANICE RAMOS LIMA Projeto de pesquisa apresentado à professora Vera Lúcia Nascimento Britto. no Curso de Especialização em Linguística Aplicada à Língua Portuguesa. FEIRA DE SANTANA-BA 1997 . na disciplina Metodologia da Pesquisa. na Universidade Estadual de Feira de Santana.

........................................4 Instrumentos............................................................. 02 1...................................4 Sistema de hipóteses .................................... ..............02 1.......................1 Antecedentes da pesquisa .....................2 Técnica de coleta de dados.........04 2..........................................................................................................................2 Formulação do problema ..... .........................................08 3..1 População e amostra....................................................................... .......................0 9 .....................03 1.....5 Sistema de variáveis ..............................................................6 Síntese do projeto ......................................................................1 Título .......07 2.......SUMÁRIO 1 O PROBLEMA .... .........................................................................................................................................................................................3 Técnica de análise.................................................................................................................................................... ......................... ....................................................................................07 3 METODOLOGIA .............08 3................................................................................................................................................................................................... ............. .................. ..............................08 3........................................................................3 Definição de termos.........................04 2.......... ....................................................... .............................................................................2 Base teórica .........................3 Objetivos .............03 1..4 Justificativa ..................02 1.....................................07 2............................................08 3....5 Limitação da pesquisa ................04 2...............................................02 1.................................... ..................................................................03 2 DELIMITAÇÃO TEÓRICA ....08 REFERÊNCIAS .......................................................................................................................

bem como se o próprio aluno consegue reestruturar o seu texto quando do conhecimento de suas deficiências. produzir. identificando os principais problemas de coesão e coerência que interferem em seu significado. _ Apontar os problemas de coerência que comprometem a inteligibilidade do texto. Com base na teoria de Koch. pois a produção e compreensão de um texto exigem um competência lingüística para que se possa criar. a coesão e a coerência são elementos fundamentais para a sua estruturação e a construção do seu significado pelo leitor. Para que um texto seja reconhecido como tal. 1.3 Objetivos Objetivo geral: _ Analisar os textos dos alunos.1 O PROBLEMA 1. O fato de os alunos não demonstrarem habilidade na manipulação desses elementos leva ao estudo dos pressupostos problemas presentes em seus textos.1 Título Problemas de coesão e coerência: implicações para a compreensão dos textos. Objetivos específicos: _ Apontar os problemas de coesão que tornam o texto do aluno destituído de unidade de significação.2 Formulação do problema Na produção de um texto. mas sem perder de vista o que tange à completude da pesquisa que é detectar em que medida a zona e a idade do aluno interferem na manipulação da escrita. . a pesquisa pretende identificar e descrever os principais problemas característicos dos textos. 1. faz-se mister que o produtor domine e utilize adequadamente esses mecanismos de estruturação textual. reproduzir e parafrasear textos.

portanto. à norma culta. à acentuação. os subsídios necessários para que este possa escrever. Essa análise é importante para a prática escolar no que se refere ao conceito do texto. os textos que são estudados estão perfeitamente estruturados. atuante em sala de aula. A escolha de uma turma nessa série se justifica por ser este o suposto momento em que o aluno se encontra preparado para a produção de textos coesos e coerentes. . à pontuação. desconsiderando os problemas de coesão e coerência. tendo como objetivo a análise dos problemas decorrentes da falta de habilidade na manipulação dos fatores de textualidade. com fluência e espontaneidade. _ Verificar até que ponto o aluno percebe a ausência dos fatores de coesão e coerência quando do momento de leitura e reestruturação do seu próprio texto. 1. que mais concorrem para a significação do texto.4 Justificativa São poucos os estudos realizados em torno das produções escritas dos alunos.5 Limitações da pesquisa A pesquisa limitar-se-á à análise de textos produzidos por um grupo selecionado de alunos da 3ª série do Ensino Médio do Colégio Municipal Dalmácio Brito de Souza. 1._ Verificar até que ponto as variáveis zona e idade interferem na construção de textos coesos e coerentes. textos instituídos de unidade semântica. poderá detectar as deficiências do aluno e fornecer-lhes. A maior parte dos trabalhos de análise dos textos está voltada para a identificação dos elementos que dão inteligibilidade ao texto. Frequentemente os problemas apontados nos textos dos alunos pelos professores são aqueles referentes à ortografia. posteriormente. na medida em que o pesquisador. através dela. em Muniz Ferreira.

Embora se tenham empreendido alguns trabalhos na área da Lingüística Textual. entretanto. os trabalhos nessa área são poucos. convém destacar o trabalho de pesquisa desenvolvido por Pécora . principalmente com textos de alunos. com base na perspectiva textual. De grande relevância. Recentemente esses trabalhos vêm se desenvolvendo com maior interesse pelos estudiosos. entre os fenômenos. 2 DELIMITAÇÃO TEÓRICA 2. são os trabalhos de Fávero e Koch que. sob a perspectiva da Linguística Textual.1 Antecedentes da pesquisa Por ser a Lingüística Textual uma ciência nova. no que tange à estrutura e funcionamento dos textos. não abordando os mecanismos de referência nem as relações entre sentenças. a fim de sistematizar os aspectos observáveis na produção de textos. os quais são explicáveis quando contextualizados. através deles. em que serão identificados e descritos os principais problemas de coesão e coerência que comprometem a construção do significado dos textos dos alunos.6 Síntese do projeto O projeto consiste na análise de textos. As gramáticas tradicionais apenas tratam das frases isoladas. Assim. apontam problemas decorrentes das propriedades específicas do texto e descrevem modelos de gramáticos textuais. são em número reduzido os trabalhos de análise dos problemas de coesão e coerência em textos de alunos. ele propõe uma classificação dos fatores de textualidade. enfatiza o aproveitamento da Lingüística textual em função do ensino de língua. Importante também é o trabalho desenvolvido por Marcuschi (1983) que. poderão ser explicados fenômenos que não são explicáveis por meio da gramática da frase e que se constitui uma proposta para o ensino de língua.1. em Linguística textual: uma introdução. na medida em que. nessa área.

apontando os problemas de acentuação. de ortografia. construção. Tendo o texto como objeto de investigação.2 Base teórica A pesquisa será fundamentada nos pressupostos teóricos desenvolvidos pela Lingüística Textual. esses elementos não são suficientes para que um texto seja considerado uma unidade semântica. Por isso. de pontuação. explicáveis a partir das condições de produção do texto.12-13) o estudo das operações lingüísticas e cognitivas. Portanto. Porém. O desenvolvimento teórico apresentado por Koch(1991) em relação a esses dois elementos que caracterizam um texto como tal servirá de base para se identificar e constatar . a Linguística Textual é. de argumentação. p. em que analisa os principais problemas dos textos de vestibulandos e universitários.185). Seu tema abrange a coesão superficial ao nível dos constituintes lingüísticos. e o sistema de pressuposições e implicações ao nível pragmático da produção de sentidos no plano das ações e intenções. enfatizando dois fatores importantes. visto que o texto não se constitui apenas um amontoado de frases isoladas. sem os quais não existiria um texto: a coesão e a coerência. nessa pesquisa. nessa situação concreta. funcionamento e recepção dos textos escritos ou orais.. Em relação à definição de texto. p.(1993). adota-se. fabricado pelo locutor por seleção. é dizível para (e por) esse locutor a um determinado alocutário. compreende-se porque esse trabalho de análise de textos é realizado sob a perspectiva da Lingüística Textual. a teoria apresentada por Mateus et alli (1983. de coesão. de acordo com Marcuschi (1983. a coerência textual aos níveis semântico e cognitivo. sobretudo o que. outros elementos também são indispensáveis para a construção da tessitura do texto. 2. segundo a qual o texto (discurso) é um objecto de materialização numa dada língua natural produzido numa situação concreta e pressupondo os participantes locutor e alocutário. reguladoras e controladoras da produção. de norma culta. etc.

3 Definição de termos A competência lingüística é a capacidade que tem o falante de distinguir um texto coerente de um amontoado de frases desconexas. de atribuirlhe um título. de distinguir os vários tipos de textos. Entre eles. as inferências. estão os elementos lingüísticos. paralelismo. Os fatores que compõem a coerência são centrados no usuário (leitor/alocutário). Todos esses fatores ± de coesão e coerência ± serão aplicados à análise para que se possam comprovar os problemas que sua ausência pode acarretar ao significado do texto.4 Sistema de hipóteses A pesquisa se desenvolverá a partir das seguintes hipóteses: _ no que tange à totalidade semântica. por sequenciação temporal ou por conexão. 2. _ os alunos não manipulam com habilidade os relatores e conectores da língua porque não são levados ao desenvolvimento da competência textual no estudo a que são submetidos. De acordo com ela. as produções escritas dos alunos são comprometidas por apresentarem problemas de coesão e coerência. A referencial pode ser obtida por substituição ou por reiteração e a seqüencial pode ser através de recorrência de termos. existem duas grandes modalidades de coesão: a referencial e a seqüencial. a intertextualidade. situacionalidade. A competência textual é a capacidade que tem o falante de distinguir o texto do nãotexto. a intencionalidade e a aceitabilidade. paráfrase. parafrasear um texto. o conhecimento de mundo. . A textualidade se refere ao conjunto de propriedades que fazem com que um texto seja reconhecido como tal. de resumi-lo. recursos fonológicos segmentais e supra-segmentais. 2. os fatores de contextualização. etc. a informatividade. o conhecimento partilhado.os problemas que comprometem os textos dos alunos. a focalização.

considerando o rascunho. devidamente distribuídos em quatro grupos: Grupo A: alunos oriundos da zona rural. os principais problemas de coesão e coerência que caracterizam tais textos. 3 METODOLOGIA 3. b) idade.5 Sistema de hipóteses A pesquisa considerará as seguintes variáveis: a) zona (rural e urbana). c) momento de leitura e reescrita do texto pelo aluno.1 População e amostra O objeto de análise será um universo de alunos da 3ª série do Ensino Médio de um colégio público de Muniz Ferreira. por escrito.2 Técnica de coleta de dados Os dados serão coletados a partir da leitura dos textos e seus respectivos rascunhos._ alunos de diferentes zonas e faixas etárias possuem diferentes problemas de coesão e coerência. Grupo B: alunos oriundos da zona urbana. em que serão identificados e registrados.3 Técnica de análise . 2. produzidas pelo aluno. 3. Grupo D: alunos adultos. Constituirão a amostra duas versões de um texto. 3. Grupo C: alunos adolescentes.

Ingedore Villaça. para a qual se recorrerá ao modelo teórico empreendido por Koch (1991). 1991. ed. PÉCORA. 1993. Ao serem diagnosticados os problemas. Luiz Antônio. 3. KOCH. São Paulo: Ática. serão utilizados os seguintes instrumentos: _ textos. A coerência textual. São Paulo: Contexto. São Paulo: Martins Fontes. serão relacionadas as amostras que não são reconhecidas como texto por não apresentarem mecanismos de coesão e coerência. Coesão e coerência textuais. Do corpus.A análise dos textos será feita através da identificação e comprovação dos problemas de coesão e coerência. MARCUSCHI. Através de seus pressupostos. _ papel. procurar-se-á chegar ao diagnóstico do corpus. 1983. Coimbra: Almedina. REFERÊNCIAS FÁVERO. 2. São Paulo: Contexto. 5. de acordo com os grupos distribuídos. . Recife: UFP. Linguística textual: o que é e como se faz. 1993 (Série Princípios). 1983 (Série Debates1) MATEUS. Alcir. ed. tratar-se-á de descrever os que tiveram maior incidência nos textos. ed. Leonor Lopes. _ lápis.4 Instrumentos Nessa pesquisa. 1993. A coesão textual. Problemas de redação. Maria Helena Mira et al. 3. Gramática da língua portuguesa. TRAVAGLIA. evidenciando os problemas mais comuns a cada grupo. _ computador. Luiz Carlos.