NR-33 SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS

O QUE SÃO ESPAÇOS CONFINADOS? Espaço confinado é um local que possui entradas e saídas com aberturas limitadas, possuem pouca ou nenhuma ventilação natural, costumam ter um nível de oxigênio baixo ou até mesmo não ter oxigênio, sendo muito comum também a presença de produtos tóxicos. Estes locais não foram feitos para a presença contínua de trabalhadores. É muito comum a presença de locais confinados na indústria, em cidades e até mesmo em nav ios. Alguns exemplos de locais confinados são sistemas de distribuição de águas e esgotos, sistemas de distribuição de energia subterrânea, construção civil, mineradoras, silos e biodigestores. MEDIDAS DE SEGURANÇA - OBJETOS PROIBIDOS Cigarros - Nunca fume no espaço confinado! Telefone celular - Não deve ser utilizado como aparelho de comunicação em espaço confinado. Velas fósforos ± isqueiros Não devem ser utilizados. Objetos necessários à execução do trabalho que produzam calor, chamas ou faíscas, devem ser previstos na Folha de Permissão de Entrada. PERIGOS ATMOSFÉRICOS Deficiência de oxigênio: Uma atmosfera é considerada ³deficiente de oxigênio´ quando sua concentração em volume for inferior a 18%, (Detector de Oxigênio O2) conforme a NR6 e NR15. Temos que levar em consideração que a umidade e a pressão do ar podem alterar a atmosfera num espaço confinado. Materiais inflamáveis/combustíveis: São o resultado da evaporação de líquidos inflamáveis, produtos derivados de reações químicas, atmosferas ricas em oxigênio ou concentrações de poeiras inflamáveis. Gases tóxicos : Várias substâncias (líquidos, vapores, gases, névoas, materiais sólidos e poeiras) são perigosas em espaços confinados. RISCOS QUANDO SE TRABALHA EM ESPAÇOS CONFINADOS: Falta de oxigênio Incêndio ou explosão Intoxicação por substâncias químicas Acidentes fatais ou incapacitantes Infecções por agentes biológicos Equipamentos elétricos ou mecânicos:

em conseqüência. atendendo á NR 18. COMO EVITAR ACIDENTES EM ESPAÇOS CONFINADOS? Certificando-se que a empresa segue medidas de segurança do trabalho. Seguindo á NBR 14. além de afetar a comunicação dos que ingressarem. etc. Deve ser usado dispositivo trava quedas. Vazamento de gás/vapores: Purgue (Limpar) todo o sistema. com freqüência. Radiação: Podem estar presentes em decorrência do uso de instrumentos medidores de níveis de fontes radioativas ou proveniente da luz ultravioleta emitida pelo arco elétrico quando dos trabalhos de soldagem.Corte a energia e bloqueie todos os circuitos elétricos. circuitos ou equipamentos elétricos. mantenha um rígido programa por escrito.. Superfícies úmidas ou escorregadias: As superfícies úmidas podem provocar choques quando o trabalhador utilizar ferram entas. Temperatura: Aguarde que os espaços purgados com vapor voltem à temperatura ambiente para proceder à entrada.787 Espaços Confinados Prevenção de Acidentes. Utilize proteção adequada tanto para ambientes quentes quanto para frios. mediante a colocação de avisos de advertência e isolamento o local. principalmente quando trabalham sozinhos. areia. conforme as características e a acústica deste mesmo espaço. causam afundamento e.20 ³Locais Confinados´ e NR 33 SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS. QUANDO VOCÊ PODE ENTRAR EM UM ESPAÇO CONFINADO? Somente quando a empresa fornecer a autorização na Folha de Permissão d e Entrada. podem ser afetados. Impeça o ingresso de pessoas não autorizadas. em espaços reduzidos. alimentos. desconecte os equipamentos elétricos antes de realizar qualquer trabalho em espaço confinado. tanques com talco. Ruído: Amplifica-se no interior de um espaço confinado. O ruído exce ssivo ocasiona dano à capacidade auditiva do trabalhador. asfixia. Essa Folha de Permissão de Entrada (PE) é exigida por lei e é executada pelo supervisor. Efeitos psicológicos: Os trabalhadores que desenvolvem atividades. Procedimentos e Medidas de Proteção. Para todos os trabalhadores que têm permissão para ingressar em espaços confinados. Podem também provocar quedas. Queda : Quando em silos com grãos. . úmidos e escuros.

O serviço a ser executado deve sempre ser acompanhado por um vigia. devem passar por rigoroso treinamento. (d) Conhecer os procedimentos e equipamentos de resgate e primeiros socorros (e) Receber todos os equipamentos de segurança necessários para execução dos trabalhos. DIREITOS DO TRABALHADOR ENTRADA SEGURA Não entrar em espaço confinado. A certificação por escrito deve ser requerida. Participar dos treinamentos e seguir as informações de segurança Usar os equipamentos fornecidos. Comunicar riscos (SESMT. MEDIDAS DE SEGURANÇA FOLHA DE PERMISSÃO DE ENTRADA . CIPA) A EMPRESA DEVE PROVIDENCIAR: (a) Exames médicos (b) Treinamento a todos os trabalhadores (c) Folha de permissão de entrada (d) Supervisor de entrada (e) Vigia (f) Inspeção prévia no local (g) Sinalização e isolamento da área (h) Equipamentos medidores de oxigênio. DEVERES DO TRABALHADOR: Fazer os exames médicos. gases e vapores tóxicos e (i) inflamáveis (f) Equipamentos de ventilação (g) Equipamentos de proteção individual (h) Equipamentos de comunicação.TREINAMENTO Todas as pessoas comprometidas com os trabalhos em espaços confinados. No Treinamento: (a) Conhecer os riscos do trabalho a ser executado (b) Conhecer o trabalho a ser executado (c) Conhecer os procedimentos e equipamentos de segurança para executar o trabalho. Entrar em espaço confinado somente após o supervisor de entrada realizar todos os testes e adotar as medidas de controle necessárias DIREITOS DO TRABALHADOR . iluminação e resgate. em que a permissão de entrada é requerida. caso as condições de trabalho não sejam seguras.

e sua vigência deve estar de acordo com o tempo necessário à realização dos trabalhos. . o supervisor de entrada emite uma permissão de acesso e coloca uma có pia próxima à entrada do espaço que requer permissão. Permissão de ingresso Será Desenvolvido um sistema de permissão que garanta que cada um dos passos do processo seja levado a cabo de forma segura. (m)Lanternas intrinsecamente seguras EMPRESAS TERCEIRIZADAS Caso os trabalhos em espaços confinados possam eventualmente ser levados a efeito por trabalhadores pertencente s a empresas contratadas. (j) Os serviços de resgate ou emergência e a forma de contato com estes serviços (k) Os procedimentos de comunicação dos trabalhadores com os vigias (l) Os tipos de EPIs. dispositivos de recuperação. A permissão de entrada por escrito deve estar à disposição de todas as pessoas que ingressarão no espaço confinado. Verificar se as medidas de segurança foram implantadas e se a folha de permissão de entrada está assinada pelo supervisor de entrada. Revise o programa de permissão a cada ano e atualize -o segundo suas necessidades. O trabalhador deve entrar no espaço confinado com uma cópia da folha de permissão de entrada.A Folha de Permissão de Entrada contém procedimentos escritos de segurança e emergência. se os trabalhadores são devidamente treinados e conhecedores dos perigos do local de trabalho relacionados com as atividades a serem desenvolvidas. Certifique -se ainda. A permissão deve considerar: (a) O espaço (b) O propósito do ingresso (c) A data e a duração da permissão do ingresso (d) O supervisor do ingresso (e) Os trabalhadores autorizados e os vigias (f) Os perigos do espaço (g) Os métodos de isolamento (h) O controle das condições de ingresso (i) O resultado dos levantamentos iniciais e periódicos. EMISSÃO DE PERMISSÃO Depois do cumprimento satisfatório de todos os procedimentos de ingresso. certifique-se de que a empresa dispõe de um programa elaborado por escrito. É conveniente que os trabalhos sejam coordenados pela empresa contratante.

desde que a atividade não ocasione perigos adicionais. (g) Cancela a permissão logo após o encerramento das atividad es. conhece os sinais/sintomas da exposição. Se responsabilizar pelas informações contida s na Folha de Permissão de Entrada. (c) Verifica se os procedimentos e os equipamentos estão em ordem e em locais apropriados. b) Seu dever primordial é monitorar as pessoas que ingressam no espaço. elabora e assina a permissão. ele pode ser reclassificado e a exigência da permissão de entrada pode ser dispensada. (b) Analisa o resultado das medições. MEDIDAS DE SEGURANÇA SINALIZAÇÃO E ISOLAMENTO DA ÁREA A sinalização é importante para informação e alerta quanto aos riscos em espaços confinados. for suficiente para manter a segurança do trabalhador. gases e vapores tóxicos e inflamáveis. (f) Suspende o ingresso se as condições se tornarem desfavoráveis. VIGIA: a) Conhece os perigos do espaço. MEDIDAS DE SEGURANÇA SUPERVISOR DE ENTRADA E VIGIA O SUPERVISOR DE ENTRADA DEVE: Verificar os riscos de acidentes. O supervisor de entrada: (a) Conhece os perigos do espaço. Realizar as medições dos níveis de oxigênio. d) Conhece o plano de emergência. c) Mantém comunicação com as pessoas que ingressam no espaço. . O isolamento é necessário para evitar que pessoas não autorizadas se aproximem do espaço confinado. (d) Verifica se os serviços de resgate estão disponíveis. b) Está familiarizado com as atividades no espaço. Providenciar e manter os equipamentos de segurança e de resgate necessários. conhece os sinais/sintomas da exposição.Reclassificação dos espaços que requerem permissão Se o espaço que requer permissão não apresentar nenhum perigo atmosférico real ou potencial e após os demais perigos dentro deste espaço ter sido eliminado. Outra razão para a reclassificação de um espaço que requer permissão se dá quando seu único perigo é atmosférico e quando a ventilação contínua por si só. c) Conhece como utilizar os equipamentos e como se comunicar com os vigias. Porém. e) Observa se todos os trabalhadores estão cumprindo os procedimentos. As pessoas que ingressam com autorização: a) Conhece os perigos do espaço.

Durante todo o trabalho no espaço confinado deve ser utilizada ventilação adequada para garantir a renovação contínua do ar.d) Impede a entrada de pessoas não autorizadas. intoxicação. à prova de explosão ou intrinsecamente seguros. MEDIDAS DE SEGURANÇA TESTES DO AR Os testes do ar interno são medições para verificação dos níveis de oxigênio. Acionar os serviços de resgate e primeiros socorros. o supervisor de entrada deve realizar testes iniciai s do ar interno. incêndio ou explosão. MEDIDAS DE SEGURANÇA . gases e vapores tóxicos e inflamáveis. MEDIDAS DE EMERGÊNCIA E RESGATE O empregador deve elaborar e implantar procedimentos de emergência e resgate adequados ao espaço confinado. MEDIDAS DE SEGURANÇA VENTILAÇÃO Não ventilar espaços confinados com oxigênio O uso de oxigênio para ventilação de local confinado aumenta o risco de incêndio e explosão. Estabelecer um plano de emergência e resgate de modo que todos os trabalhadores se tornem consciente de suas responsabilidades e saibam o que fazer se ocorrer um acidente. Durante as medições o supervisor de entrada deve estar fora do espaço confinado. e) Monitora as atividades dentro e fora do espaço.EQUIPAMENTOS ESPECIAIS DEVEM SER FORNECIDOS EQUIPAMENTOS ESPECIAIS PARA TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS COMO: Lanternas. Devem ser utilizados EPIs adequados para cada situação de risco existente. Próximo ao local de entrada deve haver uma . Ficar o tempo todo em contato com a equipe no interior do espaço confinado. MEDIDAS DE SEGURANÇA . f) Convoca os membros do resgate. As medições são necessárias para que não ocorram acidentes por asfixia. Antes que o trabalhador entre em um espaço confinado. rádios de comunicação e detectores de gases.EPI Os equipamentos de proteção individual EPIs devem ser fornecidos gratuitamente. O trabalhador deve ser treinado quanto ao uso adequado do EPI .

cópia escrita dos procedimentos de operação e resgate enquanto durarem os trabalhos. Utilize obstáculos.). incluindo respiração cardiopulmonar. O número do telefone de emergência dos serviços de resgate deve ser de fácil acesso. cancele a permissão. pelo menos por um ano. Estes grupos de trabalho devem fazer simulados Durante o trabalho Manter a vigilância durante todo o processo de ingresso. faixas de isolamento. GRUPOS DE RESGATE Os serviços de resgate fora do local de trabalho devem estar informados sobre os perigos nos espaços confinados. . extintor. localização na planta. d) Enumerar e especificar os equipamentos que possam ser utilizados em caso de emergência (equipamentos de corte. Os grupos de trabalho no local devem estar equipados de forma apropriada e treinados da mesma forma que as pessoas que ingressam nos espaços com autorização. Monitore a atmosfera mantenha comunicação com os trabalhadores. Mantenha todos os documentos relativos às atividades no arquivo. Devem receber treinamento quanto à utilização de EPIs e procedimentos de primeiros socorros. b) Descrever o plano de comunicação. etc. primeiros socorros. característica s especiais). avisos de advertência. O plano de resgate deve: a) Identificar o espaço (descrição. c) Identificar os perigos potenciais (atmosféricos e físicos) do espaço. Encerramento dos trabalhos Imediatamente após o fim das atividades. etc. para facilitar a revisão do programa.