You are on page 1of 6

SEXUALIDADE COMO

QUESTÃO DE POLÍTICA E
SOCIAL
Prof. Dr. Júlio Assis Simões(USP)

Violência Publicado em 2009 Capítulo 4: 150-194 pág. Local. Global. IGUALDADE – COLEÇÃO SOCIEDADE EM FOCO 'Sociedade em foco' é uma coleção de introdução à Sociologia e às Ciências Sociais para o ensino médio e os anos iniciais do ensino superior. Esse volume em especifico trata das formas de hierarquia e diferenciação social Coleção: Diferenças. .DIFERENÇAS. Igualdade.

• Mestre em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas (1990) • Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (2000). JÚLIO ASSIS SIMÕES • Graduado em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1980). • Tem experiência na área de Antropologia. cultura e política. entre outros.Núcleo de Estudos dos Marcadores Sociais da Diferença. . sexualidade e gênero. • É pesquisador-líder do NUMAS . atuando principalmente nos seguintes temas: movimentos sociais. • Desde 2001 é professor do Departamento de Antropologia da Faculdade de Filosofia. da USP. Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. envelhecimento e periodização da vida. • Publicou. O dilema da participação popular (premio ANPOCS de melhor dissertação de mestrado em 1991).

2006. 1. FACCHINI. 80p . Sérgio . MOUTINHO. A. L.. ed. 1. (Org. J. Rio de Janeiro: CEPESC. FACCHINI. 2015. 1. violência e homossexualidade. A. 312p . • CANCELA. SIMÕES. . CARRARA.. A. etnicidade. v. . 1.) . J. (Org. Cristina Donza (Org. 196p .) . ed.• SIMÕES. São Paulo: Terceiro Nome. Política. S. R. Na trilha do arco-íris: do movimento homossexual ao LGBT. .) . R. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo. v. v. direitos. Raça. RAMOS. . 2009. • SIMÕES. gênero e sexualidade em perspectiva comparada. 1. J.

desejo sexual = força da natureza(provoca sentimentos e nos impulsiona para a reprodução da espécie • A pessoas vivendo em sociedade elaboram e compartilham ideias e valores sobre tudo aquilo que é importante para a existência humana. • Pensar a sexualidade como um fenômeno social • Muita gente acredita que a sexualidade é somente uma questão de corpo. • As ciências sociais costumam chamar de representações esses conjuntos de ideais e valores sociais • As representações sobre a sexualidade são como guias e referências. que orientam e influenciam o modo como cada pessoa pensa e vive sua sexualidade . produzidas historicamente e em contextos sociais determinados. SEXUALIDADE DA NATUREZA ÀS REPRESENTAÇÕES • As representações e práticas relacionadas à sexualidade são criações humanas.

nem nossa repressão sexual >>>>> resultado de um complicado processo de socialização<<<<< • O impacto do controle social exercido sobre as manifestações da sexualidade>>>> esse conjunto de representações não é homogêneo nem coerente<<<< • A sexualidade pode ser um meio privilegiado par pensar relações hierarquias e possibilidades que estão além dela própria • A sexualidade tem tanto a ver com a nossa imaginação quanto com nosso corpo .• Mesmo que a sexualidade humana seja representada predominantemente como uma “força” natural. trata-se de uma “força” que passa necessariamente pelo filtro das normas e valores morais • Agir sexualmente supõe coordenar o que se passa em nossa mente com o que se passa em nosso corpo/ não “brota espontaneamente” • Não inventamos sozinhos nossas fantasias sexuais.