You are on page 1of 26

LINGUAGEM E

TEXTO
RADIOFÔNICOS

DICAS
PRINCIPAIS
EM GERAL, A LINGUAGEM DE RÁDIO
PRECISA DE TRÊS COISAS BÁSICAS:

1. OBJETIVIDADE

2. CLAREZA

3. BREVIDADE
1. VÁ DIRETO AO ASSUNTO:

EXEMPLO:

”O PORTÃO PRINCIPAL DE ENTRADA,


NA ESCOLA, DIFICULTA O ACESSO
DE ALUNOS”.
2. A MELHOR MANEIRA DE
ESCREVER:

IMAGINE-SE CONVERSANDO,
POR TELEFONE, COM UM AMIGO;

ESCREVA PARA ALGUÉM ENTENDER;

LEIA EM VOZ ALTA;


2. A MELHOR MANEIRA DE
ESCREVER:

USE

FRASES CURTAS,

FACILITAM A LOCUÇÃO E O
ENTENDIMENTO.
2. A MELHOR MANEIRA DE
ESCREVER:

SIGA A ORDEM:
SUJEITO, VERBO E PREDICADO.

EXEMPLO:
”A ENTRADA DA ESCOLA ESTÁ
CONGESTIONADA”.
2. A MELHOR MANEIRA DE
ESCREVER:

USE AS FRASES SEMPRE NO:


PRESENTE DO INDICATIVO.

EXEMPLO:

O PROFESSOR DE BIOLOGIA,
JOÃO JOSÉ, FAZ ANIVERSÁRIO
HOJE.
2. A MELHOR MANEIRA DE
ESCREVER:

USE PALAVRAS CONCRETAS E


ESPECÍFICAS.

EXEMPLO:
”CHUVA”
”VERMELHO”.
2. A MELHOR MANEIRA DE
ESCREVER:

TÍTULO DA PESSOA VEM


ANTES DO NOME.

EXEMPLO:
USE: ”O DIRETOR DA ESCOLA, JOTA
SILVA, DISSE QUE...”
2. A MELHOR MANEIRA DE
ESCREVER:

EVITE USAR O
”ONTEM”,

EVITE REPETIR O
”QUE”.
2. A MELHOR MANEIRA DE
ESCREVER:

O OUVINTE TEM UMA ÚNICA


OPORTUNIDADE PARA
ENTENDER O QUE ESTÁ SENDO
DITO. PORTANTO,
REPITA, PRINCIPALMENTE
CONTATOS.

DESDE QUE, NÃO EXCEDA.


2. A MELHOR MANEIRA DE
ESCREVER:

USE O
SINGULAR.

O OUVINTE GOSTA DE SABER


QUE O LOCUTOR ESTÁ
FALANDO COM ELE.
2. A MELHOR MANEIRA DE
ESCREVER:

EVITE RIMAS.

EXEMPLO:
”O MANUAL DO PRINCIPAL
AUDIOVISUAL...”
2. A MELHOR MANEIRA DE
ESCREVER:

EVITE CACÓFATOS.

EXEMPLO:
”POR CADA”, ”TOCAR GADO”,
”BOCA DELA”, ”VI
ELA”,“”ÁLBUM DELA”...
2. A MELHOR MANEIRA DE
ESCREVER:

AO USAR TERMO TÉCNICO,


EXPLIQUE-O, NA SEQUÊNCIA.

EX.: ”SEGUNDO O PROFESSOR,


ELA SOFRIA DE MIALGIA, OU
SEJA, DORES MUSCULARES...”.
2. A MELHOR MANEIRA DE
ESCREVER:
AS HORAS DEVEM SER
PRONUNCIADAS DA SEGUINTE
FORMA:

”TRÊS DA TARDE”
“OITO DA NOITE”
”MEIO-DIA”
”MEIA-NOITE”.
3. NÚMEROS:
USE

”CINCO MIL”,
“DOIS MIL E TREZENTOS”

EM CASO DE NÚMEROS LONGOS,


PREFIRA A FORMA MISTA:
USE:
”15 MILHÕES, 382 MIL, 478 REAIS E 20
CENTAVOS”.
3. NÚMEROS:

DATAS:

USE:
”15 DE OUTUBRO DE 2013”,

NOSSO OLHO JÁ ESTÁ


ACOSTUMADO.
3. NÚMEROS:

MEDIDAS:
PREFIRA A FORMA MISTA:

EXEMPLO:
”35 MIL E 200 METROS
QUADRADOS”.
3. NÚMEROS:

PORCENTAGENS:

PREFIRA A EXPRESSÃO
”POR CENTO”:

USE:
”CINCO POR CENTO”
”TRINTA POR CENTO”
3. NÚMEROS:
DESIGNAÇÃO DE:
ARTIGOS, CAPÍTULOS E PARÁGRAFOS:

ORDINAIS => PRIMEIRO A NONO.


CARDINAIS => DE DEZ EM DIANTE.

EXEMPLO:
CAPÍTULO, ARTIGO E PARÁGRAFO X (DEZ).
CAPÍTULO, ARTIGO E PARÁGRAFO IX (NONO).
3. NÚMEROS:

DESIGNAÇÃO DE:
PAPAS, SÉCULOS E REIS:

ORDINAIS => PRIMEIRO A DÉCIMO.


CARDINAIS => DE ONZE EM DIANTE.

EXEMPLO:
SÉCULO, PAPA, REI X (DÉCIMO).
SÉCULO, PAPA, REI XI (ONZE).
4. SIGLAS:

O REDATOR DEVE USAR, PARA O


LOCUTOR, O PONTO QUANDO, NA SIGLA,
SE LÊ A LETRA:
EX.: I.P.T.U., I.P.V.A., ETC.

QUANDO NÃO SE LÊ A LETRA, NÃO SE


COLOCA PONTO E PRONUNCIA-SE TUDO:
SEDUC, DETRAN, SEMEC, ETC.
4. SIGLAS:
O LOCUTOR
TRADUZ A SIGLA,
QUANDO FOR DESCONHECIDA DO
OUVINTE. EX.: ANEEL, ANTT, ETC.

SIGLA CONHECIDA, NÃO PRECISA


TRADUZIR.
EX.: FGTS, CELPA, COSANPA, ETC.
5. CONTROLE DO TEMPO:

01 LINHA:
4 A 5 SEGUNDOS.

12 LINHAS:
+ ou - 1 MINUTO.
TRAZER MÚSICAS:

INSTRUMENTAL
E
CANTADA