You are on page 1of 25

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ARRONCHES

PROVAS DE AFERIÇÃO - PRÁTICAS

EXPRESSÕES ARTÍSTICAS (27)
EXPRESSÕES FÍSICO-MOTORAS (28)

EDUCAÇÃO VISUAL E EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA (53)
EDUCAÇÃO MUSICAL (54)

EDUCAÇÃO VISUAL (83)
EDUCAÇÃO FÍSICA (84)
2018
Provas de Aferição 2.º Ano
• Expressões Artísticas
• Dia: 7 de maio
• Hora: 09:30h
• 1.ª Parte – Ginásio / 2.ª Parte - Sala 2

• Expressões Físico-Motoras
• Dia: 4 de maio
• Hora: 09:30h
• Ginásio
Provas de Aferição 5.º Ano
• Educação Visual e Educação Tecnológica (53)
• Dia: 28 de maio
• Hora: 14:45h
• Sala Educação Visual

• Educação Musical (54)
• Dia: 24 de maio
• Hora: 10:45h
• Sala de Musica
Provas de Aferição 8.º Ano
• Educação Física (84)
• Dia: 22 e 23 de maio
• Hora: 11:40h
• Ginásio / Polidesportivo

• Educação Visual (83)
• Dia: 29 de maio
• Hora: 14:45h
• Sala de Educação Visual
Equipas de aplicadores, classificadores e interlocutores – 2.ºAno

Prova Aplicadores Classificadores Classificador Pivô Suplentes

Expressões Artísticas
(27)

Parte A: EE Musical EE Vítor Miranda ---------------------- Maria João Raposo
Dramática Maria José Paulo

Isabel Cruz

Parte B: EE Plástica M.ª João Raposo --------------------- Cristina Augusto
Maria José Paulo

Expressões
Físico-Motoras Isabel Cruz João Laranjo Ana Solano
(28) Maria José Paulo --------------------
Equipas de aplicadores, classificadores e interlocutores – 5.º Ano

Prova Aplicadores Classificadores Classificador Pivô Suplentes

Educação Visual e João Costa Cristina Sala Cristina Sala Maria João Raposo
Educação Tecnológica Cristina Augusto
(53)

Educação Musical Vítor Miranda Vítor Miranda Vítor Miranda -------------------------
(54) Docente de Educação
Musical do Agrupamento de
Escolas de Campo Maior
Equipas de aplicadores, classificadores e interlocutores – 8.º Ano

Prova Aplicadores Classificadores Classificador Pivô Suplentes

Educação Visual Cristina Sala Cristina Sala Cristina Sala João Costa
(83) Cristina Augusto

João Laranjo Em caso de falta de um
Educação Física José Monteiro Miguel Costa José Monteiro classificador, o classificador
(84) pivô pode assumir essa
função
Provas de Aferição

• FUNÇÕES ESPECÍFICAS:
• Aplicador (1.º, 2.º e 3.º ciclos)
• Classificador (1.º, 2.º e 3.º ciclos)
• Classificador Pivô (2.º e 3.º ciclos)
(No 1.º ciclo é o Secretariado de Exames que desempenha as funções do Classificador Pivô)

• Supervisor (IAVE)
Professor Aplicador

- Apresentar-se no local de realização da prova com a antecedência necessária para (em
colaboração com os professores classificadores), preparar o espaço e os materiais, de
acordo com as condições de realização da prova.

- Cabe ao aplicador dar indicações para o início da prova, bem como orientar e acompanhar
a realização das tarefas por parte dos alunos, em articulação com a equipa de
classificadores.

Expressões Físico-Motoras e Educação Física 8.º Ano - Antes da hora marcada para a
prova, deve orientar os alunos na realização de exercícios de ativação geral e de
mobilização articular.

.
Educação Física 8.º Ano – Recomendações para o Professor Aplicador

- Garantir que os alunos se apresentam equipados de forma adequada;

- Organizar os alunos em grupos ou equipas heterogéneas na sua constituição, mas equilibradas entre si, isto é,
compostas por alunos com diferentes graus de aptidão, de modo a permitir que o jogo se desenrole, a possibilitar
e a facilitar a observação dos desempenhos individuais de todos os alunos;

- Gerir a transição dos alunos de tarefa para tarefa, em articulação com os professores classificadores, à medida
que estes foram concluindo os registos de observação;

- Fazer alterações excecionais, nos grupos ou pares, de acordo com as indicações dos professores classificadores;

- Informar os professores classificadores no caso da ocorrência de situações em que a execução de uma tarefa
possa pôr em causa a integridade física de algum aluno ou em que algum aluno não esteja apto a realizar uma
tarefa;

- Garantir a hidratação dos alunos, sem perturbar a realização da prova.

Não é permitido ao professor aplicador intervir junto dos seus alunos durante a realização das tarefas,
manipulando, prestando ajudas ou dando informações adicionais.
PROFESSORES CLASSIFICADORES

- Apresentarem-se no local de realização da prova com a antecedência necessária para (em colaboração com o
professor aplicador) preparar o espaço e os materiais, de acordo com as condições de realização das tarefas da
prova;

- Os professores classificadores devem colocar-se num local favorável à observação dos desempenhos dos
alunos e ao preenchimento das respetivas fichas de registo de observação;

- Cabe aos professores classificadores decidir o início e o fim do período de observação em cada tarefa e, em
articulação com o professor aplicador, gerir a transição dos alunos de uma tarefa para outra. Os professores
classificadores deverão concertar as classificações a atribuir aos alunos;

- Cabe à equipa de classificadores dar por terminada a prova;

- Terminado o preenchimento das fichas de registo da observação, os professores classificadores devem inserir as
classificações na plataforma PAEB.

.Terão acesso a critérios específicos de classificação e às fichas de registo da observação, disponibilizados pelo IAVE.
Expressões Físico-Motoras – 2.º Ano – Recomendações aos Professores Classificadores

- Explicar e demonstrar cada tarefa, uma única vez. Os alunos experimentam todas as tarefas antes do início da prova;

- Gerir o tempo da prova;

- Decidir o início e o fim do período de observação, em cada tarefa, garantindo a observação de todos os alunos;

- Solicitar a repetição da tarefa em situações excecionais (por exemplo, quando o desempenho do aluno não tenha sido
observado pelos professores classificadores, ou quando o desempenho tenha sido afetado por uma influência externa,
não imputável ao aluno).
Educação Física – 8.º Ano – Recomendações aos Professores Classificadores

- Após o aquecimento, enunciar as tarefas que os alunos irão realizar;
- Antes da realização de cada tarefa, explicar a respetiva execução, respeitando as orientações expressas na prova;

- Gerir o tempo da prova, cuja duração não deve exceder 150 minutos (75 minutos para cada parte), acrescidos de 30 minutos de
tolerância;

- Decidir o início e o fim do período de observação, em cada tarefa, uma vez garantida a observação de todos os alunos;

- Solicitar a repetição da tarefa em situações excecionais (por exemplo, quando o desempenho do aluno não tenha sido observado
pelos professores classificadores, ou quando o desempenho tenha sido afetado por um motivo não imputável ao aluno);

- Solicitar a alteração da formação do par ou do grupo, quando excecionalmente, a observação do desempenho de um aluno não
seja viável no contexto do grupo em que está inserido;

- Proceder ao preenchimento da ficha de registo da observação de acordo com os descritores de desempenho que constam do
documento Critérios de Classificação, concertando os registos com o outro classificador, para cada aluno, após o seu
desempenho, em cada tarefa;
- Dar por terminada a prova após confirmar que foram feitos registos da observação dos desempenhos de todos os alunos.

Não é permitido ao professor classificador intervir junto dos alunos durante a realização das tarefas, prestando ajudas ou dando
informações adicionais.
SUPERVISOR / CLASSIFICADORES PIVÔ

• Os classificadores pivô, têm como função assegurar a comunicação com o professor supervisor
que lhes for atribuído pelo IAVE e terão como principais atribuições disseminar a informação
disponibilizada no processo de supervisão com vista à preparação da aplicação das provas de
aferição práticas dos 2.º e 3.º ciclos.

• Aos professores classificadores pivô, indicados pelas escola, cabe assegurar a articulação com os
demais intervenientes.

• A comunicação do classificador pivô com o professor supervisor será feita na plataforma Moodle
do IAVE no caso das provas práticas dos 2.º e 3.º ciclos, de acordo com as orientações deste
instituto.
Provas de Aferição
• Informações gerais:

- A organização, orientação e o acompanhamento dos alunos durante a aplicação das provas são da responsabilidade do
professor titular de turma. 2.º Ano

- A organização, orientação e o acompanhamento dos alunos durante a aplicação das provas são da responsabilidade do
professor aplicador, que deverá ser um professor das respetivas disciplinas e preferencialmente professor da turma. 5.º
e 8.º Anos

• Instruções gerais para a realização das provas:
- Os alunos devem apresentar-se com o equipamento e o material indicado para cada uma das provas e devem ser
identificados com T-shirts ou coletes numerados, de acordo com a numeração da turma;
- Os alunos realizam as tarefas de acordo com a sequência descrita na prova;

- Durante a prova, a observação, o registo e a classificação dos desempenhos dos alunos são efetuados pela equipa de
classificadores, de acordo com as instruções e com os critérios específicos de classificação.

O professor titular de turma e diretores de turma devem ler os seguintes documentos:
. Informação-Prova; Informação Complementar; Guia para a realização das Provas de Aferição 2018
CARACTERIZAÇÃO DAS PROVAS – 2.º Ano

PROVA ESTRUTURA E DURAÇÃO MATERIAL

Requerido ao aluno:
A prova é constituída por um conjunto de tarefas e organizado em duas - lápis de grafite;
partes: Uma com instruções áudio e outra com instruções em caderno - apara-lápis;
Expressões único. - borracha
Artísticas - tesoura.
(27)
A prova tem a duração de 135 minutos, repartidos por dois períodos: o
Expressão e Ed. Musical primeiro de 90 minutos e o segundo de 45 minutos, com um intervalo de - roupa confortável;
Expressão e Ed. Dramática 30 minutos. - sapatilhas ou meias
antiderrapantes.
Expressão e Ed. Plástica
(O professor titular informa
alunos e EE)
Requerido ao aluno:
A prova é constituída por um conjunto de tarefas organizadas em - calções ou fato de
Expressões percurso, em concurso individual e em situação de jogo. treino e t-shirt;
Físico-Motoras - ténis ou sapatilhas.
(28)
A prova tem a duração de 60 minutos, com 30 minutos de tolerância (O professor titular informa
(incluindo tempos de organização e de transição entre tarefas). alunos e EE)
CARACTERIZAÇÃO DAS PROVAS – 5.º Ano

PROVA ESTRUTURA E DURAÇÃO MAREIAL
Requerido ao aluno:
- Lápis de grafite de graduação HB;
A prova é constituída por um conjunto de tarefas. - Lápis de grafite de graduação B;
- Borracha branca macia
Educação Visual e As tarefas são realizadas em folhas/suportes próprios. - Apara lápis
- Régua graduada de 40/50 cm
Educação - esquadro
Tecnológica A prova tem a duração de 90 minutos - Compasso
- Lápis de cor
(53) - Cola (em stick ou liquida, em tubo)
- tesoura

(O diretor de turma e professor da
disciplina informam os alunos e EE)
Requerido ao aluno:
- Lápis
A prova é constituída por um único caderno, contendo instruções para a - Apara-lápis
Educação Musical realização de um conjunto de tarefas, acompanhado de suporte áudio. - Borracha
(54) - Instrumento de altura definida que
utilizou ao longo do ano letivo (quer
A prova tem a duração de 90 minutos. fornecido pela escola quer
pertencente ao aluno).

(O diretor de turma e professor da
disciplina informam os alunos e EE)
CARACTERIZAÇÃO DAS PROVAS – 8.º Ano

PROVA ESTRUTURA E DURAÇÃO MAREIAL
Requerido ao aluno:
- Lápis de grafite de graduação HB;
A prova é constituída por um conjunto de tarefas cujas instruções estão - Lápis de grafite de graduação B;
inscritas num único caderno. - Borracha branca macia;
Educação Visual - Apara lápis;
- Régua graduada de 40/50 cm
(83) As tarefas são realizadas em folhas/suportes próprios. - Esquadro
- Compasso;
- Transferidor;
A prova tem a duração de 90 minutos - Lápis de cor;
- Canetas de feltro;
- Caneta ou esferográfica de tinta
preta;
- Pastel de óleo;
- Cola (em stick ou liquida, em tubo)
- tesoura

(O diretor de turma e professor da
disciplina informam os alunos e EE)
Requerido ao aluno:
- Calções ou fato de treino e t-shirt;
A prova é constituída por um conjunto de tarefas organizadas em - Ténis ou sapatilhas.
Educação Física percurso, em sequência, em concurso e em situação de jogo.
(84) Não é permitida a realização da prova
sem o vestuário e o calçado adequados.
A Aptidão Física é avaliada através de testes padronizados.
Não é permitido:
A prova tem a duração de 150 minutos, com 30 minutos de tolerância, - Uso de qualquer adereço que
ponha em risco a integridade física
distribuídos por duas sessões em diferentes. A duração da prova inclui do aluno ou dos colegas (fios,
tempos de organização e de transição entre tarefas. anéis, pulseiras, relógios, etc.).
(O diretor de turma e professor da
disciplina informam os alunos e EE)
EXPRESSÕES FÍSICO-MOTORAS (28) – 4 de maio

Local Horário Tarefas Responsável

09:00 Alunos no ginásio com o material necessário e Aplicador
identificados com um número de acordo com a pauta.

09:05 Ativação e mobilização articular Aplicador

Ginásio
09:10 Explicação da prova e demonstração das tarefas Classificadores

09:15 – 09:25 Experimentação das tarefas Aplicador
Classificadores

09:30 – 10:30 Realização da prova Aplicador em
(mais 30 minutos de articulação
tolerância) com os
(De acordo com o guião de prova) classificadores
EXPRESSÕES Artísticas (27) – 7 de maio

Local Horário Tarefas Responsáveis
09:15 Alunos no Ginásio Aplicador
(Com o material necessário e identificados
Parte 1 com um número de acordo com a pauta)
Ginásio 09:30 – 11:00 Realização da Prova Aplicador em
EE Musical articulação com os
(90 min.) EE Dramática classificadores

(De acordo com o guião)
Intervalo 11:00 – 11:30
(30 min.)
11:25 Alunos na sala 2 Aplicador

Parte 2
Sala 2
11:30 – 12:15 Realização da Prova Aplicador em
EE Plástica articulação com os
(45 min.) classificadores
(De acordo com o guião)
Educação Musical (54) – 24 de maio

CLASSIFICADOR PIVÔ – Vítor Miranda

Local Horário Tarefas Responsáveis

10:30 Alunos na sala
(Com o material necessário e identificados Aplicador
Sala de com um número de acordo com a pauta)
Música

10:45 – 12:15 Realização da Prova
Aplicador em
(90 min.) articulação com os
(De acordo com o caderno que contém classificadores
instruções para a realização das tarefas,
acompanhado de suporte áudio)
Educação Visual e Educação Tecnológica (53) – 28 de maio

CLASSIFICADOR PIVÔ – Cristina Sala

Local Horário Tarefas Responsáveis

14:30 Alunos na sala Aplicador
(Com o material necessário e identificados
Sala de com um número de acordo com a pauta) João Costa
Educação
Visual
14:45 – 16:15 Realização da Prova Aplicador em
articulação com os
(90 min.) classificadores
(A prova é constituída por um conjunto de
tarefas. As tarefas são realizadas em João Costa
folhas/suportes próprios)
Cristina Sala
Cristina Augusto
Educação Física (84) – 22 e 23 de maio

CLASSIFICADOR PIVÔ – José Monteiro

Local Horário Tarefas Responsáveis

11:15 Alunos no Ginásio Aplicador
(Com o material necessário e identificados
Ginásio com um número de acordo com a pauta) José Monteiro
Polidesportivo

11:40 – 12:55 Realização da Prova Aplicador em
articulação com os
(75 min. dia 22; 75 min. dia classificadores
23; 30 min. de tolerância a (A prova tem a duração de 150 minutos,
usar numa ou noutra com 30 minutos de tolerância, distribuídos José Monteiro
sessão ou a distribuir por por duas sessões em dias diferentes. A
ambas) duração da prova inclui tempos de João Laranjo
organização e de transição entre tarefas). Miguel Costa
Educação Visual (83) – 29 de maio

CLASSIFICADOR PIVÔ – Cristina Sala

Local Horário Tarefas Responsáveis

14:30 Alunos na sala Aplicador
(Com o material necessário e identificados
Sala de com um número de acordo com a pauta) João Costa
Educação
Visual
14:45 – 16:15 Realização da Prova Aplicador em
articulação com os
(90 min.) classificadores
(A prova é constituída por um conjunto de
tarefas cujas instruções estão inscritas João Costa
num único caderno. As tarefas são
realizadas em folhas/suportes próprios) Cristina Sala
Cristina Augusto
PROVAS PRÁTICAS

O classificador pivô deve realizar uma reunião com a equipa de classificadores e com o professor
aplicador para:
• Analisar prova exemplo.
• Analisar os descritores de desempenho – Critérios de Classificação.
• Analisar fichas de registo de observação.

Nota: Este PPT será disponibilizado na página da escola para consulta.