You are on page 1of 42

m  

  
  
   


Silvia Alice Ferreira


Divisão de Infecção Hospitalar
!     
  
!

Ô    
      
      
  
  
 

     
     

 
    
 

       
 

  
   
!    

Material crítico
 
   
    !     Esterilização

 

  
"# 
 

Material semi-crítico
 
   
    mesinfecção
! 
"# 


Material não crítico


 
    ¦impeza
! 
"# 

¦ 

°rocesso de remoção mecânica das sujidades,


realizado com água, sabão ou detergente, de
forma manual ou automatizada

Finalidade:
ë emoção da sujidade
ë emoção ou redução de microorganismos
ë emoção ou redução de substâncias pirogênicas
¦ 

 

ë 
   
ë   
ë $ 
ë  

"%&'   
    
     

¦ 
anual
¦ 

O

ë     !( 
 
 
ë 
   
ë 



"%&'   
    
     

¦ 
Outomatizada
m  

° ESS S QUÍI S
glutaraldeído 2%, ácido
peracético, compostos
fenólicos, cloro, álcool 70%

° ESS S FÍSI S
pasteurizadora e lavadoras
termodesinfetadoras
m   
ES°  S BOEION S
OI  Bacillus subtillis
ESISNIO Olto Nível
I BOIOS aldeídos e ácido peracético

ŒÍUS °EQUEN S U Nível Intermediário


NÃ ¦I°ÍmI S
poliovírus álcool, hipoclorito de sódio a 1%,
cloro orgânico, fenol sintético
FUNG S
Candida spp

BOIOS ŒEGEOIŒOS
°seudomonas aeruginosa
Baixo Nível
quaternário de amônio
EN  ŒÍUS mI S U
e hipoclorito de sódio 0,2%
¦I°ÍmI S
ESISNIO vírus HBŒ, HIŒ
m   
Glutaraldeído
   (  !    
 )*
 %
!#  ' )+,+ 
 " #-.   


 Ô "%&

Œantagem 
 

  
   

    .

   
mesvantagem
 

/   




 
  &

   


 
 
 / 
m   
Ácido peracético
   (  !    
 + )*
 %
!#  ' 01+   


  (.
  
 Ô "%&

Œantagem #     # 


2(  
  

/  
mesvantagem   !  

  

   .
   (

  
m   
ompostos fenólicos
   (  !  


  
 )0*
 %
!#  ' )+,+  
 Ô "%&

Œantagem ( 




/  
mesvantagem
 
 
     
   

  
   


 

.

  # 
   

 .
  .
 
m   
ompostos clorados
 
    
 3
 
! 
 
 
  
  
 Ô "%&

Œantagem.#    
 .## 
mesvantagem(!  
   

  

    
  

/   

(
 

   
m   
Álcool
   (  !  

'  ! 4+*
 Ô

  
(!  
(
 



 ,  

Œantagem 
 (   .#    ! 
 
mesvantagem
$ .

    
 ( 
!   (   
   
 
 ( 
m   
Quaternário de amônio
   ( .# ! 
   
 (
'  (.
  
 Ô  
(!  
 .


Œantagem.## 
mesvantagem  


  %


 ( 
.

        ! 


m   
Seleção dos desinfetantes

 O  
  
. 
  
 

  

  ( 

   
 .

    
   
 (

  
(
 

/  
 % 
.## 
 
 



 
 
 !   .3 
 
 
      
!
°   

°asteurização

   (  ! ' 405


,+ 
 Ô

 

 


        



¦avadora termodesinfetadora
  (  (  ! ' 6+705
 Ô

 

 

   
 

 

  
   . 
è   
     

   


 &

  
    
  



 & ( 
 
  
  

   
    3
 
 
 
 (   
 ".
 
 Ô
"%&
  
  

FÍSI S

OmIOÃ I NIZONE
Im
OU ¦OŒE)

O¦ 

SE
ESUFO)
  
  
QUÍI S

S ¦UÃ : GOS S
´ glutaraldeído 2%
´ ácido peracético 0,2%
´ peróxido de hidrogênio 3- 6%

´ Óxido de etileno - E
´ °lasma de peróxido
O utilização de soluções esterilizantes
de hidrogênio - Sterradù
deve ser desencorajada devido às
dificuldades de operacionalização e não ´ Outoclave de formaldeído
garantia de qualidade do processo.
  
  

Outoclave de
peróxido de
hidrogênio -
SEOm
  
  

Outoclave de Formaldeído

       
Outoclave
°arâmetros essenciais
ë tempo

ë temperatura/ pressão

ipos de autoclave

ë gravitacional

ë pré-vácuo

      

èi tl è  r t r è 


› 
 
(  ›
  ›
:
  
› 
   
   ›
 ›


  › 
   
   ›


( 

 
8
9 
   

  
onitoramento do processo

  
(    
     

 
( 
(   

(  
  
  
 
 

 " . 
(   
 

`  
iras impregnadas com tinta termo-química que muda de
lasse 1:
coloração quando exposto a temperatura.

± usados externamente em todos os pacotes

± evidenciam a passagem do material pelo processo


`  
lasse 2: este de B
IE & mI - testa a eficácia do sistema de
vácuo da autoclave pré-vácuo.

± verifica a eficiência da bomba de vácuo


± espera-se mudança uniforme da cor do papel, em toda sua extensão
± recomenda-se que seja feito no primeiro ciclo do dia ou pelo menos a
cada 24 horas
± caso não haja homogeneidade na revelação, efetuar revisão imediata do
equipamento

este Falha no teste


`  

lasse 3: Indicador de parâmetro único

± controla um único parâmetro: a temperatura pré-estabelecida


± utilizados no centro dos pacotes

lasse 4: Indicador multiparamétrico

± controla a temperatura e o tempo necessários para o processo


`  

lasse 5: Integrador: controla temperatura, tempo e qualidade do vapor.

lasse 6: Integrador mais preciso por oferecer margem de segurança


maior. eage quando 95% do ciclo é concluído.
`   !
São preparações padronizadas de microorganismos, numa
concentração do inóculo em torno de 106, comprovadamente
resistentes e específicos para um particular processo de
esterilização para demonstrar a efetividade do prcesso

°rimeira geração: tiras de papel com esporos microbianos,


incubados em laboratório de microbiologia com leitura em
2-7 dias
`   !

Segunda geração: auto-contidos com


leitura em 24 a 48 horas

erceira geração: auto-contidos com


leitura em 1 a 3 horas

"  
meve permitir a esterilização do artigo, mantendo a
sua esterilidade até a utilização.

equisitos:
ë Ser permeável ao ar para permitir sua
saída e entrada do agente esterilizante
ë Ser permeável ao agente esterilizante,
mesmo em cobertura dupla
ë °ermitir sua secagem, bem como a do
seu conteúdo
ë Ser uma barreira efetiva à passagem de
microorganismos

"  

Ideal

 visibilidade do conteúdo
 indicador químico
 selagem segura
 indicação para abertura
 lote de fabricação
 tamanhos variados
 registro S
O    
!   


  
 
       

   


  
 
   

Ô
    3 
 

Ô
"%& 

   

 

 
°ontos críticos

 % (!  
 " 
.
 "    
   
 
  

  
 
 " . 
 "  
ipos de Indicadores

" 

 
  & (
 


  
%
   &  
   (


   
 

  #  (  O.



 /  

 

           
`     
Instrumento Nacional de Inspeção em Serviços de
Saúde ± INOISS  Fase de Œalidação )
I ± S  O SIM N O NO
ü

   
 


  ;    
R  
 
  Ê Ê Ê
R !



   "
 
 
 
#     
R !

 $
  

  

   
R %


"
  
 &

#   &
     
Œ   OÊ Ê Ê Ê
! '(





R  


$   
R ) 

  *
 
    
R + 
   
! '(
 
*
'  *  ',
R ) -
 Ê Ê Ê
R ;
 

 
.,   Ê Ê Ê
R )$ 
 
&
      
  Ê Ê Ê
R 
       Ê Ê Ê
 Ê   OÊ Ê Ê Ê Ê Ê Ê
! '(





R )  $
 

 .   
    
R %    
 *   
    
R   
 #


   
 
*/   
! '(
  *   

 
 ,

R ) -
 Ê Ê Ê
R 
 
  
  
 ,
 Ê Ê Ê
R ;
 

 
.,  Ê Ê Ê Ê
R 
       Ê Ê Ê
R )$ 
 
&
      
  Ê Ê Ê
Fonte: http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/organiza/inaiss/index.htm
Ê

           
°  
Instrumento Nacional de Inspeção em Serviços de
Saúde ± INOISS  Fase de Œalidação )

Fonte: http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/organiza/inaiss/index.htm
"    

 " 
 
    <' )=
 
' %O    "   

& ( > 
)++,

 
 ?Ô%
     ( 
 
   
    . 

<
 & .O
  
ontrole de infecção
em centro cirúrgico: fatos, mitos e controvérsias
%O  )++,

 O%
(? Ô  @